Skip to content

Republique-se: Ô purga mardita que não sai de trás da minha oreia….

10/21/2010

 

Globo.com

 

Vamos torcer que tudo dê certo, ele jogue a bola que ainda tem e, o mais importante de tudo: que fique de boca fechada para não dar bom dia a cavalo!

EDIT:
O melhor que eu li até agora: Emoções

Anúncios
18 Comentários leave one →
  1. Luis Fontes permalink
    10/22/2010 15:44

    So pra ficar claro, como pode o badalado Real Madrid que perdeu o mundial considera-lo um campeonato importante!

    Se o R.Carlos tivesse no time campeao certamente sua opiniao seria outra!

    Curtir

  2. EDDIE/SCCP1910 permalink
    10/22/2010 10:08

    Um jogador do Corinthians que dá uma declaração dessas, faz alguma ideia do que é o Corinthians??

    Curtir

  3. Emboava permalink
    10/22/2010 6:44

    Acho que ele foi sincero… os times Europeus nunca valorizam algo que está fora da Europa… mesmo que os melhores jogadores da Europa não são europeus… e esse menosprezo… não é nada mais nada menos que medo de perder… de serem “humilhados”… jah que eles são europeus, ganham mais… então não dão muita importancia pq se ganham eh que são muito superiores e ganharam com pouco esforço e se perdem eh pq não jogaram… isso eh psicologia… quando o barça perdeu pro inter nem ligaram… mas quando ganhou do boca sim foi importante…

    Ganhamos o primeiro mundial da fifa… sem ganhar a libertadores… o que melhora muito mais o titulo…

    Curtir

  4. Nicolas permalink
    10/22/2010 1:43

    Agora,eu acredito que é preciso tomar cuidado para não supervalorizar o episódio.O RC errou por ingenuidade,por não ter muito traquejo.Não deve ter a percepção de que muitos jornalistas querem é ver a sua caveira.Não foi assim em 2006?O Brasil teria perdido a Copa porque o RC ficou ajeitando o meião.Uma explicação ridícula para a derrota.Por outro lado,o craque da Renascer nunca é responsabilizado por nada. A imprensa ficará feliz se começar uma perseguição dos torcedores contra o jogador.Com o time entrando em uma nova crise.E,finalizando,para poder enfrentar a imprensa,o RC deveria começar um curso de “media training”,rs.

    Curtir

  5. mucio rodolfo permalink
    10/22/2010 0:51

    Reforçando as palavras do Renan Costa…..Domingo desses estava assistindo ao programa Grandes Momentos do Esporte (TV Cultura) com o ex-meio campista Dicá da Ponte Preta. O programa abordava a carreira do jogador. Eis que chega 1977 e ficou nítida a intenção do repórter em tirar da boca do jogador a declaração de que o Corinthians ganhou aquele título roubado e coisa e tal. O meia apenas afirmou que houve uma pressão na época a favor do Corinthians, mas que de modo algum tirava os méritos dos jogadores do Corinthians da época. O detalhe é que em 1970, o mesmo Dicá perdeu um título para o SPFW em condições muito suspeitas….Mas isto não era do interesse do repórter…

    Curtir

  6. Renan Costa permalink
    10/22/2010 0:39

    É sempre assim, comprado, mixuruca, não vale nada… nem vale a pena dar pano pra manga…

    Curtir

  7. mucio rodolfo permalink
    10/21/2010 22:42

    Vcs lembram aqueles tira-teimas de final de ano, promovidos por aquela fábrica de jipes? Então. Os times europeus se empenhavam ao máximo para ganhá-los. Abandonavam seus respectivos campeonatos nacionais e concentravam todas suas energias para os jogos em terras japonesas. E o que vale mais: esta declaração do RC ou a palavra da FIFA que já repetiu diversas vezes que o Corinthians é o primeiro campeão do mundo de futebol?

    Curtir

  8. yamada permalink
    10/21/2010 22:03

    Vai ter que jogar muito contra os porcos para apagar a besteira que falou,joga bola rc e fecha a boca!

    Curtir

  9. Nicolas permalink
    10/21/2010 22:03

    Dá a impressão de ter sido um caso de “friendly fire”(fogo amigo).Aceito que torcedores adversários contestem os títulos do Timão,o que é até da natureza do jogo.Eu vou,é claro, tentar rebater e contestar,por exemplo,os títulos da Toyota Cup.Não vou aceitar que jogadores -que são,afinal,funcionários do clube-venham a desmerecer os nossos títulos.Não pretendo aceitar,também,os questionamentos de jornalistas sobre o valor das nossas conquistas.A não ser que deixem claro que não se pautam pelo equilíbrio e pela isenção.Vimos,nestes últimos tempos,jornalistas que se diziam defensores do dinheiro público.Pois o senhor Rogério Ceni apresentou uma reivindicação ao prefeito de São Paulo.Quer transformar uma praça pública em estacionamento para o estádio do Morumbi.Tudo será feito,é óbvio,às expensas do poder público.A imprensa,como seria de se esperar,não está noticiando o fato.Então,para que serve a liberdade de imprensa?Ela só será exercida se não contrariar determinados interesses econômicos e políticos?

    Curtir

  10. Cesar Augusto permalink
    10/21/2010 21:33

    A mídia está em êxtase.

    Puro êxtase, como canta o Frejat.

    Mas, sinceramente, não vi nada demais na declaração do Roberto Carlos. Nada demais. Ele, em momento algum, menosprezou o título do Corinthians. Disse, sim, que o Real e o United vieram a passeio e não deram a mínima importância ao torneio, o que, verdade seja dita, não foge a realidade.

    O termo Mundialito, utilizado pelo RC, é o mesmo utilizado na Espanha para designar o Mundial de 2000, no Brasil, e todos os outros Mundiais, inclusive os atuais. A Copa Toyota era chamada de Taça Intercontinental.

    Na verdade, os europeus dão valor apenas a Liga dos Campeões. O Mundial, mesmo neste novo formato, não os empolga.

    O problema é que a imprensa deturpa as declarações do cara para, apenas, polemizar e coloca o título corintiano como se fosse um desafio ao galo internacional. Eles fazem isso, desde 2000, e nada mudará. Não podemos obrigar a mídia a nos aceitar como campeões mundiais. Jamais aceitarão, assim como não nos aceitam da forma que somos.

    E nessas horas crescem jornalistas com claras paixões clubísticas como Victor Birner, que escreveu um texto patético, como se fosse o dono da verdade. É um escrotífero, como dizia o Afanásio Jazadji.

    O Roberto Carlos apenas reacendeu um tema que é extremamente polêmico. E é polêmico porque envolve o Corinthians. Nenhum título no mundo é tão discutido, mas ele não seria discutido se o Edmundo acertasse o pênalti.

    A discussão só haveria, como de fato há até hoje, porque vencemos.

    Porque somos o primeiro campeão mundial homologado pela Fifa, queiram os antis, queira o Roberto Carlos e queira o raio que o parta.

    Quem decide se é título mundial ou não é a Fifa, não o Roberto Carlos, não o Bambirner, nem o Milton Neves e nem a abutraiada e isso, meus amigos, a Fifa já decidiu há tempos.

    E tem mais:

    Quanto mais desvalorizam o título de 2000, mais ele cresce, porque naquele mundial, interessados ou não, tinham 4 equipes em condições de vencê-lo. E hoje, apenas 2.

    Melhor disse Alberto Helena em um trecho de sua coluna no IG:

    “Aquele foi o Mundial de Clubes mais representativo de todos que o sucederam, pois tinha clubes de alta respeitabilidade no concerto mundial. Se o Real, especificamente, relaxou, problema do Real.
    Aliás, antes mesmo daquele Mundial de Clubes, quando a disputa se restringia ao campeão sul-americano versus o campeão europeu, na tal Copa Toyota, os europeus, em geral, chegavam em cima da hora, passeavam pela cidade, e, no campo, apesar de todos os intentos dos sul-americanos, levavam a taça. Foi assim, por exemplo, no confronto entre Ajax e Grêmio. Não foi assim nas conquistas do São Paulo sobre Barça e Milan, duas potências europeias.
    Há uma infame campanha contra a conquista corintiana, um time, na época, afiada, capaz de vencer Real e cia. bela, com ou sem desleixo. Dispensam-se, pois, declarações como essa de Roberto Carlos”.

    Helena, mesmo tricolor, soube reconhecer a grandeza do adversário, coisa que jornalistas, que atuam calhordamente como porta-vozes da diretoria de elite, não sabem reconhecer. E não reconhecerão nunca.

    Aliás, ninguém, com exceção de nós corintianos, reconhecerá, porque é assim há 100 anos e teremos mais um bocado de anos pela frente.

    Portanto, meus caros amigos corinthianos, temos que ter couro duro para aguentar as provocações, as mentiras, as deturpações e o constante desejo em nos diminuir, ainda mais no centenário.

    A campanha contra o estádio, contra o time e contra os nossos títulos continua a todo vapor, mas sabe como é, o Corinthians é igual fermento, ou seja, quanto mais batem, mais cresce.

    E assim será, eternamente, porque o preconceito, o ódio, o despeito e a inveja contra o Corinthians contrinuarão por mais cem anos e mais cem e mais cem…

    Curtir

    • Raphael permalink
      10/22/2010 9:32

      Perfeito o comentário, a minha opinião é bem essa!

      E enquanto aqui no Brasil a imprensa ridícula fica discutindo picuinhas como “ah o jogador estava 3 cm impedido”, a Champions League continua sendo um puta torneio continental e os torneios sul-americanos (nacionais, libertadores e sul-americana) são péssimamente organizados e trazem pouco retorno aos participantes.

      Curtir

  11. Emboava permalink
    10/21/2010 20:45

    Não entendi. Alguém explicar-me?!

    Curtir

  12. 01/05/2010 17:20

    Acho que vai dar certo.

    Curtir

  13. 01/05/2010 7:14

    E que no reino animal, o ‘bom dia’ seja apenas aos cavalos.

    Obrigado pela citação.

    Abrax!

    Curtir

Trackbacks

  1. Da fuga de Pedro Malasartes rumo ao pote de ouro « Não pára de lutar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: