Skip to content

Quanto ganha um Diretor de Futebol?

12/13/2010

Diretor de Futebol do Corinthians deveria ser cargo eletivo. Na montagem das chapas, deveriam nomear, no mínimo, o Presidente, um V.P. de Futebol  e um V.P. Administrativo.

Os defensores do “clube empresa” inventaram a figura do “Diretor Remunerado”, que nada mais  é do que aquela coisa bem brasileira — gambiarra mesmo — de se criar uma 2ª estrutura por cima de uma 1ª, arcaica mas que não larga o osso.

Antes de qualquer prosa, VP de Futebol deveria surgir de dentro do Corinthianismo. Quero mesmo que Parreira esteja na Diretoria, mas não como diretor, pois quem dá a linha ideológica é o Corinthians. Ao Parreira, ou qualquer outro nome que faça parte da estrutura, caberia a aplicação da linha estratégica pré-estabelecida, de modo a maximizar as potencialidades de todo o Depto. de Futebol: base, contratações, CTs, comissão técnica etc.

Disso o Corinthianista nunca deveria abrir mão!

Quanto ao remunerado, eu tenho idéia bem clara também: TODOS DEVERIAM SER REMUNERADOS. Sim, toda la gente!

Não entra na minha cabeça que presidente e diretor estão lá dedicando seu tempo “de grátis”. Que tipo de gente PODE fazer isso nos dias de hoje? Pense bem: nem os tais empresários de sucesso podem fazer uma maluquice dessas.

É até anti-democrático.

A remuneração deveria ser obrigatória e compatível com a realidade brasileira. Eu acrescentaria premiação baseada em % do que levamos nos títulos (por exemplo, Timão levou R$ 3 milhões pelo bra-10. O prêmio poderia ser 80% desse valor e o Diretor distribui entre os seus).

PS: o Internacional já tem toda a sua diretoria remunerada.

Anúncios
22 Comentários leave one →
  1. Alvaro permalink
    01/03/2011 17:12

    Só para arrematar: o Inter não tem toda Diretoria remunerada e muito menos profissionalizada. O novo presidente quer fazer isso.
    Aliás, o vermelho do sul está com um problema muito grande com relação ao estádio “para a Copa”. Terão que decidir entre fazer time ou estádio, já que fizeram birra com o tricolor por que o Grêmio está fazendo um estádio com recursos de terceiros… muita coisa acontecerá nessa questão.
    Abraço.

    Curtir

    • 01/03/2011 18:20

      A notícia que li, dizia que “para a nova gestão”, o presidente & cia, seriam remunerados por uma empresa criada pelo Inter.

      Devemos estar falando a mesma coisa.

      Curtir

  2. Rodrigo Salgado permalink
    12/15/2010 20:43

    Olá Alvaro!

    Interessante seu post. Acredito que, se tiver que ser remunerado os cargos diretivos, isto quer dizer que o time vai funcionar como empresa. Desta forma, todos terão responsabilidades, metas a serem atingidas, e terão que ser cobrados por isso. Mas, os “acionistas” que tem que cobrar eles deve ser a FIEL TORCIDA, pois somos nós que mantemos o clube do povo, e todas as satisfações devem ser dadas a nós.

    Abraços

    Curtir

    • 12/16/2010 7:22

      Essa é a idéia. Com a vantagem de que qualquer um poderia se interessar por cargos diretivos (diferente do que é hoje, pois o cara tem de “abrir mão” de ganhar um salário).

      Curtir

  3. Cesar Augusto permalink
    12/14/2010 12:59

    Acho interessante que todos sejam remunerados, mas não no sistema que impera, atualmente.

    A remuneração, neste caso, seria uma forma de facilitação de conchavos.

    Entendo que a remuneração, no mundo moderno, é necessária para todos os cargos diretivos, inclusive o Presidente.

    Porém, por outro lado, entendo também que essa remuneração pode até estar atrelada a palavra profissionalismo, mas não estará atrelada a palavra competência. E estas palavras, em cargos diretivos e remunerados, antes de tudo devem ser sinônimas.

    E é aí que está o busílis.

    O profissional é escolhido pelo Presidente, não por competência, e sim por afinidades políticas. O Grupo A tem o mais capacitado para exercer tal função, mas como o Grupo B está no comando, o escolhido é alguém, não tão capacitado, mas aquele com mais afinidade política com o grupo.

    Desta forma, muitas vezes, quase sempre, não teremos os melhores à disposição.

    Teremos aqueles que agradam o Presidente e seus asseclas e se vergam à politicagem existente dentro do clube. Os não afeitos à politicagem e conluios são descartados e colocados à margem.

    Depois do fim do mandato destes, teremos aqueles que agradam o outro Presidente e seus asseclas.

    E ficará assim, por anos e anos. Sai do lado A e vai para o B, a não ser que alguém consiga se perpetuar no poder como o Dualib e o Matheus, apesar que, agora, com o novo estatuto, não teremos os mesmos nomes, mas poderemos ter o mesmo grupo no comando. Sai Andrés, vem Gobbi, vem Da Nova, vem André Negão, volta Andrés, volta Gobbi e por aí vai.

    Isso para um clube do tamanho e da representatividade do Corinthians é um absurdo. Temos, mais ou menos, 30 milhões de torcedores, mas apenas 10.000 com direito a voto. Ou seja, os eleitos são representativos, apenas, dentro das Alamedas do Parque São Jorge.

    Logo, é preciso democratizar o Corinthians, o que, sinceramente, eu não acredito. E democratização, a meu ver, não significa eleger um filiado dos Gaviões da Fiel, por exemplo, como é sonho e projeto da torcida organizada, desde sempre.

    Democratizar o Corinthians é um projeto mais amplo, que engloba pessoas que não precisem do Corinthians, mas que são corintianos de corpo e alma e que não representem nenhuma facção.

    Precisamos de corintianos apolíticos para gerir com mais competência o maior e mais importante clube do Brasil.

    Com essa politicagem rasteira que existe, clube nenhum no Brasil evoluirá da forma que é possível, pois sempre existirão acordos, conchavos e conluios para se manterem no poder.

    Isto posto, o Corinthians tem poucas ou remotas chances de se democratizar de fato e a escolha de um diretor de futebol remunerado ou não, certamente, não passará pelo critério da competência e, sim, pelo critério político.

    Curtir

  4. Alessandro permalink
    12/14/2010 11:57

    Também sua a favor da remuneração, o Citadini defende que seja separado a parte Social do Futebol, vou no mesmo caminho.

    Curtir

  5. 12/14/2010 11:18

    Para profissionalizar a diretoria é preciso acabar com o feudalismo; para acabar com o feudalismo é preciso se associar. Então, bora lá.
    Só que é aquilo; deixa de ser um clube e vira uma empresa. O Corinthianismo passa a ser mero modelo aplicado para capitalizar, e vemos certas aberrações como as que já existem.

    Democrático seria se o Corinthians tivesse um time de várzea jogando na Fazendinha. Aí se veria o que é Corinthians.

    Curtir

    • 12/14/2010 11:43

      Preciso associar-me… Apesar de já ser Fiel Torcedor.

      A democratização poderia (ou deveria) começar por ali: liberando o voto para o FT.

      Curtir

  6. mucio rodolfo permalink
    12/13/2010 15:22

    Além desta diretoria remunerada, para desestimular as famigeradas taxinhas, deste vice de futebol marcado pelo corinthianismo, acredito que a gente precise de um conselho fiscal efetivo. O Corinthians contratou nos ultimos três anos quase 60 jogadores. Grande parte dessas contratações eram desnecessárias. Acredito que se tivesse que passar pelo crivo de um conselho, muitas delas não ocorreriam. E a mania de se pagar salário para jogadores que estão emprestados a outras equipes. Dizem que o Corinthians paga para o Lulinha mais do que o Jucilei. É uma situação que revela a omissão de tal orgão. Mas para que este conselho fiscalize de fato é necessário acabar com o clientelismo dentro do PSJ, o que vem de encontro ao que escreveu o Cláudio sobre participação política e democracia no PSJ.

    Curtir

  7. Mario Santiago permalink
    12/13/2010 13:16

    Na minha opinião os clubes não devem seguir modelo nenhum. Cada clube deve fazer as coisas à sua maneira e de acordo com suas tradições. A única coisa que todos os clubes devem seguir é a lei.

    Não faz sentido o Corinthians ter presidente e diretoria remunerados simplesmente porque não faz sentido pagar a quem está disposto a estar lá de graça. Basta os sócios elegerem os que têm competência. E não é porque neste ano o Corinthians não conquistou títulos que os que hoje estão lá são incompetentes. Muito pelo contrário. O Corinthians tem um time forte, aumentou seu patrimônio com a construção do CT e aumentará ainda mais com a construção do estádio, e, tem também o melhor sistema de venda de ingressos do Brasil, que é o Fiel Torcedor.

    Na Europa, dois dos maiores times, o Manchester e o Barcelona, que são exemplos de administração para muita gente, têm diretores muito bem remunerados e dívidas estratosféricas, de quase 1 bilhão de dólares e de 400 milhões de euros, respectivamente. Tanto que o Barcelona foi obrigado, depois de 111 anos, a vender o cobiçado espaço em sua camisa. O Liverpool quase faliu este ano. As dívidas dos grandes clubes europeus fazem a dívida do Corinthians parecer dinheiro de pinga.

    Pra mim, a diretoria do Corinthians faz um excelente trabalho, como há muito tempo eu não via. E digo isso porque já fui obrigado a ver o Corinthians com o ataque formado por Kel e Adil e ter na lateral esquerda um tal de Elias, que teve que bater um pênalti três vezes para fazer o gol, num jogo contra o União São João na Fazendinha.

    Vai Corinthians !!!

    Curtir

    • gabriel permalink
      12/13/2010 14:17

      Esse Elias foi o pior jogador que eu já vi jogar no corinthians. Lembro dele.

      Curtir

      • mucio rodolfo permalink
        12/13/2010 15:14

        Infelizmente, Gabriel, acho que houve jogadores piores do que este Elias…….Mas o pior de tudo é que para ter este Elias, o velho Matheus cedeu o Dinei, que assim que chegou ao Guarani foi revendido a um time suiço.

        Curtir

    • 12/14/2010 7:40

      O Barça tem um modelo que é democrático até o ponto da lei espanhola que determina que os candidatos à presidência devem dispor de bens pessoais no caso de má gestão. Como o Barça é rico e a lei exige isso ANTES da eleição, limita-se sobremaneira quem pode ser o candidato.

      Essa lei, e outras que já tentaram fazer no Brasil, é uma idiotice sem tamanho. Você simplesmente afugenta quem poderia trazer idéias novas e fica só com os que não largam o osso.

      Curtir

      • Alvaro permalink
        01/03/2011 17:10

        Xará, não é o Barcelona que é assim… na Espanha a lei determina que os mandatários dos clubes de futebol respondam com seus bens pessoais em caso de prejuízo financeiro do clube.
        É uma legislação mista que serve para todos, já que na primeira divisão espanhola somente três equipes são clubes como os nossos. O restante dos times é clube-empresa.

        Curtir

    • Emboava permalink
      12/14/2010 10:53

      Esses exemplos europeus que vc deu estão totalmente equivocados… o Barça deve mais de 400 milhões de euros… o Man Utd é outro que deve pakas… só que tem dinhero demais e não paga as contas que são na maioria pros governos que não fazem nada por politicagem… esses times são exemplos de markenting… não de adm…

      falow

      Curtir

  8. 12/13/2010 12:26

    Até porque o cara, sendo diretor e não-remunerado, se acha no direito de ganhar os já consolidados “por fora” em qualquer contratinho…

    O caminho pra que as coisas não afundem é por aí mesmo, mas ao que parece não é muito interessante estimular a participação e a democracia no Parque São Jorge. Digo mais: os movimentos políticos desaparecem com a mesma rapidez que são formados, vide o levante contra o último presidente. Acenderam o pavio, mas esqueceram de explodir a bomba inteira.

    Curtir

  9. EDDIE/SCCP1910 permalink
    12/13/2010 11:41

    O ideal é isso mesmo
    Ter uma estrutura que permita perder jogadores, tecnico mas a linha de trabalho continua.

    Apesar de estar vendo ainda timidas movimentações nesse sentido, acho que ainda estamos longe disso. Ultimamente nossas contratações, ou o trabalho de base não segue nenhuma logica

    Ate o Marketing ou jogador hoje em dia ta envolvido com contratações de jogadores. Quem deve saber as necessidades da equipe é a Comissão Tecnica e Diretoria de Futebol, o marketing no maximo corre atras do dinheiro. E jogador joga.

    Curtir

  10. Emboava permalink
    12/13/2010 10:34

    Não sei se daria certo no Timão, mas até que é uma boa… mas tem que botar caras bons ali… tem que ser um presidente que saiba de adm… diretor financeiro que sabe de finanças e um diretor de marketing que sabe o que faz… e não leva nada por fora…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: