Skip to content

Sou Mano do Wilson Mano

12/16/2010

Todo mundo lembra do gol do Tupãnzinho há 20 anos atrás. Ou do Super-Neto, que fez um campeonato absoluto.

Mas o bobão aqui nunca vai esquecer que o campeonato de 1990 veio chorado pracacete. E nunca vai esquecer, apesar de TODO MUNDO ter esquecido, que em 1990 FORAM DOIS JOGOS FINAIS, um na noite do dia 13/12/1990 e o outro comemorado hoje.

Acho que a emoção do gol do Tupã foi tanta que todo mundo esqueceu a importância do 1º jogo. E tem mais: o gol foi muito mais representativo do que foi o campeonato de 90.

Assim, num resgate histórico, redescubra o Título de 1990:

Anúncios
11 Comentários leave one →
  1. 12/17/2010 12:05

    Rapaziada, a Gazeta Esportiva fez três entrevistas muito boas com Neto, Tupãnzinho e Ronaldo, esta uma verdadeira pérola. Ver esse pessoal falando do seu sentimento pelo Corinthians dá ainda mais significado a essa inesquecível conquista. Particularmente, a fala de Ronaldo explica o porquê de eu nunca mais ter saudado vagabundo nenhum das arquibancadas desde 1998, quando o Queixada saiu do Timão.

    http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2010/12/corinthians/ronaldo-justifica-titulo-de-1990-com-amor-pelo-corinthians.html

    http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2010/12/corinthians/tupazinho-coloca-os-seus-na-historia-do-corinthians.html

    http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2010/12/corinthians/neto-cobra-a-diretoria-do-corinthians-e-exige-respeito-aos-campeoes-de-1990.html

    Curtir

    • Daniel CMS permalink
      12/17/2010 18:22

      Cara, valeu. Nota 10, li a do Ronaldo agora e e’ de arrepiar. A opiniao dele sobre o JC e’ tb bacana.

      Curtir

  2. EDDIE/SCCP1910 permalink
    12/17/2010 12:01

    Eu tinha 10 anos em 1990…Lembranças vagas sobre a trajetória

    Pacaembu com gente saindo pelo ladrão e os gols de Neto contra Atletico MG e Bahia.
    Uma defesa do Ronaldo no primeiro tempo do segundo jogo, que eu quase morri do coração com 10 anos
    A narração de Luciano do Vale no gol do Tupanzinho
    E no gol do Tupã eu sai correndo pelas ruas gritando gol

    Curtir

  3. jeff permalink
    12/17/2010 11:27

    Assisti aos dois jogos na casa de meus tios, cheia de são-paulinos… hehehehe.

    Curtir

  4. Cesar Augusto permalink
    12/16/2010 21:56

    Viva Ronaldo, Giba, Marcelo, Guinei, Jacenir, Marcio, Wilson Mano, Neto, Fabinho, Tupãzinho, Mauro, Paulo Sérgio, Dinei e mais uns 3 ou 4 que faziam parte daquele humilde, mas dedicadíssimo elenco, que nos deu o primeiro título nacional de nossa história.

    Viva a fiel, que na primeira partida era absoluta maioria. Setenta por cento do anel superior era corintiano. Na final, então, 90% da arquibancada era da fiel e num calor insuportável, para variar, ficou sem água, que era praxe ser cortada especialmente do nosso lado.

    E eu, modestamente, estava lá. Na quinta e no domingo. Na quinta, por sorte e por amizade, consegui um ingresso com um jogador da base do São Paulo, o Renatinho, que me arrumou dois ingressos sem precisar de fila. Esse Renatinho, que jogava muito na escola não vingou no profissional. O máximo que conseguiu foi ser o destaque da Dallas Cup- 95. Saiu na Placar e tudo mais.

    Mas o jogo da quinta-feira foi sensacional pelo clima. São Paulo amanheceu chuvosa e permaneceu assim por todo o dia. A chuva só cessou 30 minutos antes do jogo. E voltou, exatamente, após o final do jogo. Nada mais corintiano.

    O primeiro jogo só deu Corinthians e com um pouco mais de capricho do Neto, que perdeu 3 gols feitos em sequência no segundo tempo, poderíamos ter matado a decisão.

    Foi sofrido, foi suado, foi na mais típica raça corintiana, mas foi do jeito que tinha que ser, contra o adversário que tinha que ser, o idolatrado São Paulo, já do Telê, que era melhor no papel. Mas nem tanto como alardeia a mídia.

    Foi o título que marcou a minha geração. O primeiro brasileiro, que diziam que jamais aconteceria porque éramos regionais.

    Classificamos em sétimo, não oitavo como diz a midia, pegamos o Galo, que foi segundo, e os eliminamos de forma dramática ao virar um jogo perdido no Pacaembu, na maior atuação do Neto com a camisa do Corinthians. E empatamos num sufoco lascado lá no Mineirão.

    Depois eliminamos o Bahia num dilúvio. Eu estava lá, mas não consegui entrar. Eu e muita gente, algo em torno de 30 mil fiéis ficaram de fora, graças a estratégia do Matheus de colocar um jogo de Morumbi no Pacaembu. Por isso foi xingado por muitos naquele dia.

    E na final vencemos o nosso freguês, que já não nos vencia desde 1988.

    Sofremos, é verdade, especialmente no primeiro tempo da decisão, mas, de verdade mesmo, não fomos tão ameaçados assim. O título sempre esteve aos nossos pés.

    Merecemos.

    Vinte anos se passaram. parece que foi ontem.

    Foi um time de guerreiros e heróis.

    Pena que a diretoria do business e o marketing não pensaram em nenhuma homenagem ao time de 90.

    É por essas e outras que, às vezes, dá vergonha daqueles que comandam um time desta grandeza.

    Se não é torcida para lembrar e agradecer, passa em branco.

    Uma pena.

    Curtir

    • 12/17/2010 20:15

      Eu assisti a diversos jogos da fase classificatória, mas nenhum das finais.

      Essa sua descrição das finais + a entrevista do Ronaldo explica, mas acho que deixa quem não viveu a época completamente maluco!

      Pois o fato foi que quem colocou o Timão na final foi o Neto. E chegamos como o azarão, pois era o SP do Telê, tinha Zetti, A. Carlos, Rai.

      E quando vamos para final, simplesmente o Corinthians mostra tremenda personalidade e o SP desaparece.

      Hoje, já se sabe que o maior feito do Nelsinho foi um trabalho motivacional intenso durante a semana de concentração para as finais.

      Curtir

  5. Tiago permalink
    12/16/2010 14:15

    Acrescentando subsídios para o debate entre as duas torcidas que polarizam a paixão futebolística brasileira – corinthianos e anticorinthianos – , segue a manifestação contundente de Mano Menezes sobre os deploráveis acontecimentos que macularam o futebol brasileiro em 2010:

    http://borgesluciano.blog.terra.com.br/2010/12/15/para-mano-menezes-palmeiras-e-sao-paulo-protagonizaram-pior-momento-do-futebol-no-brasil-em-2010/

    15 de dezembro de 2010

    Para Mano Menezes, Palmeiras e São Paulo protagonizaram “pior momento” do futebol no Brasil em 2010

    Por Luciano Borges

    São Paulo e Palmeiras foram protagonistas dos momentos mais constrangedores do futebol brasileiro em 2010. A avaliação é de Mano Menezes, técnico da seleção brasileira que respondeu a duas perguntas do Blog do Boleiro – nesta quarta-feira – e surpreendeu com a resposta.

    Blog do Boleiro – Mano, qual foi o ponto alto, o melhor momento do futebol brasileiro neste ano?
    Mano Menezes – O primeiro semestre do Santos.

    E o pior momento, o ponto baixo do ano?
    Foram a 36ª e 37ª rodadas do Campeonato Brasileiro. Aquilo foi feio para o futebol brasileiro.

    “Aquilo”, entenda-se, foram as derrotas de São Paulo e Palmeiras para o Fluminense em dois jogos disputados na Arena Barueri. O time de Muricy Ramalho venceu o tricolor paulista por 4 a 1 e, na semana seguinte, bateu o Palmeiras por 2 a 1.

    Nos dois jogos, as torcidas dos clubes paulistas praticamente ordenaram aos jogadores que perdessem para o Fluminense. A idéia era prejudicar o Corinthians, que disputava o título cabeça a cabeça.

    Mano Menezes não gostou do que viu e também se mostrou incomodado com a comparação feita por jornalistas com a derrota do Corinthians para o Flamengo, em 2009, por 2 a 0, no confronto realizado no estádio Brinco de Ouro da Princesa. O jogo veleu pela penúltima rodada do Brasileiro e os são-paulinos acusam os corintianos de terem facilitado a vida da equipe carioca. Mano era o treinador do Corinthians.

    Blog do Boleiro – Por que não se pode comparar?
    Mano Menezes – É importante lembrar que não há comparação entre o que aconteceu em Campinas e estas duas partidas. Contra o São Paulo, o Fluminense teve 30 chances de gol. Isto não é normal. Diante de Palmeiras, o Fluminense teve 25 chances de gol. Você quantos chutes a gol, o Flamengo deu na partida contra o Corinthians?

    Não lembro.
    Oito chutes apenas. Tem mais. Antes desta partida, a média de faltas que o nosso time cometia era de 16,5 por partida. Contra o Famengo, fizemos 17 faltas. Veja o índice de faltas que São Paulo e Palmeiras tiveram contra o Fluminense.

    Mas, e a postura do goleiro Felipe?
    O pênalti aconteceu aos 48 minutos do segundo tempo e o Flamengo já vencia por 1 a 0. A atitude dele foi muito mais de protesto contra o árbitro. Ele errou, mas não foi para facilitar nada. É importante que se esclareça isso para que o torcedor não acredite nessa compração.

    Curtir

    • mucio rodolfo permalink
      12/16/2010 18:36

      Essa história de que o Corinthians entregou o jogo para o Flamengo foi estimulada pela midia cor de rosa para justificar o fiasco do seu queridinho que cai de 4 frente ao time bacaninha. Detalhe que este time bacaninha só engrossou para o time do panetone porque tinha uma dívida de gratidão para como o entregacional, pois do contrário teria colaborado com ele. Depois serviu como justificativa para as entregadas anunciadas de bambis e porcos. Por outro lado, o Mano pisou na bola ao convocar o Elias e o Jucilei justo naquela semana e ao não acatar a sugestão de um colega aqui do blog de ir ao jogo do Flunimed contra os bambis.

      Curtir

  6. Alessandro permalink
    12/16/2010 12:42

    Caramba, noite de quinta-feira, eu tinha uma prova de Geografia e falei pra professora que não podia fazer, ela falou que ia me reprovar, eu argumentei o que significava o jogo, fiz a prova outro dia.
    Dá-lhe timão!!!

    Curtir

  7. mucio rodolfo permalink
    12/16/2010 12:30

    Licença para ser cri-cri. Me lembro que no primeiro jogo o Neto perdeu dois gols absurdos, cara a cara com o goleiro Zetti. Tivesse feito aqueles gols, a gente entraria no segundo jogo com uma vantagem tão grande que os bambis não teriam coragem nem de passar pela calçada do Panetone no domingo seguinte. Mas aí, pensando bem a conquista não teria a marca corinthians.

    Curtir

  8. 12/16/2010 9:39

    Eu também!

    Viva o Corinthians!

    http://twitpic.com/1mq14h

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: