Skip to content

A escolha do juiz

04/07/2011

“Será o jogo mais difícil de 2011 [a partida contra o Santa Cruz, na Arena Barueri]. Temos que marcar pressão, ter um jogo mais consistente e contar com o apoio da arbitragem, completou Rogério.

O roubo do juiz está nas pequenas coisas, nunca nas grandes. Poucos são aqueles que manipulam o resultado no lance polêmico, no impedimento milimétrico ou no penal de choque entre jogadores. Nesses grandes lances, é muito mais provável que o juiz apitou corretamente aquilo que viu, mas como estava na posição errada, viu o que não deveria.

Quem assistiu ontem ao jogo do Santa Cruz no estádio do futebol-empresário, pode ter ficado cabrero com o penal marcado. Lance polêmico, pois eu mesmo achei que foi penalty mesmo. O goleiro dos 98 gols bateu com todo aquele desrespeito, pois não ouviu o goleiro do Santa invocar a regra 15 do futebol de campinho: “Como Deus é justo, você vai perder esse penalty!”

A malandragem ocorreu no amarelo, seguido de vermelho. Posso estar enganado, mas não existe nenhuma regra que diz que todo penalty é amarelo e aquele esteve longe de merecer um amarelo.

E olha que o cara PANFLETAVA cartão amarelo.

Juiz “Tolerância Zero”?

Nem tanto, caso contrário, o Rodolphos’s teria levado o seu ao parar um drible próximo a grande área segurando a bola com a mão ou o Miranda ao agredir o adversário com a bola. Ademais, times do Carpeggiane, como já foi dito nesse boteco, são hábeis na “falta sem cerimônia”: um empurrãozinho aqui, um pontapézinho ali e segue o jogo. Nesse sistema, é natural que se tomem muitos amarelos, o que também não se viu.

Igualmente didático foi o lance em que o ex-Marcelinho foi à grande área discutir com um adversário que lhe dera um pegada mais forte e o juizão entrou na discussão para dar um sabão em toda a zaga do Santa, protegendo o ex-Marcelinho. Como se viu também no momento em que o jogador do Santa pedia suporte médico e ele fez o cara sair rapidamente a pé, mesmo com a maca chegando ao local.

Ontem, o juiz fez uma escolha. E não foi no lance mais polêmico.

Anúncios
24 Comentários leave one →
  1. Emboava permalink
    04/08/2011 7:34

    Álvaro… se puderes… fazes uma lista dos 10 melhores técnicos em atividade no mundo?!
    Ademais das equipes que melhor jogam… se puderes…

    Curtir

    • mucio rodolfo permalink
      04/08/2011 16:18

      Pegando carona…..Que tal sugerir o nome de 5 técnicos de alto nível e que estejam ao alcance do Corinthians para uma inevitável saída do Tite.

      Curtir

  2. mucio rodolfo permalink
    04/07/2011 21:35

    Então deixe-me relembrar um jogo, um jogo sombrio para a gente…..Um jogo que ocorreu num sábado, dia dos namorados. Antes da partida foi anunciado o árbitro do jogo. Os chiqueirenses gostaram. Eu comecei a sentir a taça fugindo das nossas mãos. Era o famigerado José Aparecido -aquele em cujo rosto Neto deu uma cusparada quando devia ter metido uma porrada. Com 15 minutos de jogo, toda a nossa defesa estava amarelada. No primeiro cartão amarelo recebido pelo Henrique nem falta ele cometeu. Edmundo deu uma entrada criminosa no Paulo Sérgio e saiu no lucro. No domingo seguinte, o zagueiro Marcelo foi ao cartão verde e comentou que o juiz se dirigia com irritação aos jogadores do Corintians e era todo delicado com os chiqueirenses. O Chiqueirense tinha mais time, mas naquele sábado contou com a ajuda do juiz para desestabilizar o adversario. Anos depois, ele foi a um programa da Record, o Debate Bola, para se defender. Não tinha ninguém para contesta-lo. O mesmo aconteceu num programa apresentado pela Bandeirantes. Juiz que prejudica o Corinthians tem direito a se defender em todas as tribunas. Juiz que o favorece é linchado sem direito a advogado. Para finalizar, eu me lembro de gente dizendo que os erros daquela bandeirinha que impediram o Ramalhão de conquistar o seu primeiro campeonato paulista foram justos porque garantir o título a “melhor equipe” do torneio, a equipe “sensação”, a equipe que “resgagou o prazer de assistir futebol”. Então deveriam perdoar o Márcio Rezende de Freitas que ao não marcar aquele suposto penalti no Tinga, impediu que, naquela tarde de domingo no Pacaembu, a equipe que se apresentou melhor, no caso o Corinthians, perdesse a partida.

    Curtir

  3. Morgana permalink
    04/07/2011 18:39

    Sabe o que aconteceu?
    O de sempre!
    spfw reclama da arbitragem e no jogo seguinte (neste caso,reclamaram ja do juiz escolhido pro jogo) tome colher de chá!

    Depois do jogo sepXspfw o big phill ja tinha comentado isso, e olha que ele perdeu uns 8 anos de chororô tricolor.

    Curtir

  4. Cesar Augusto permalink
    04/07/2011 17:29

    Aconteceu o que, normalmente, acontece, mas ninguém da imprensa, em geral, ousa sequer levantar um simples questionamento.

    Elas foram ajudadas, desde o início. O zagueiro do Santa Cruz foi burro, porque deu margem para o soprador de apito fazer aquilo para o qual foi designado, mas pênalti, de fato, não ocorreu. A mão no peito do Dagoberto não foi suficiente para derrubá-lo. O tricolor, como sempre faz, forçou a barra e, desta feita, deu certo.

    O último lance do Miranda não foi pênalti, mas ao menos caberia uma discussão. O que faz a imprensa? Nem uma linha sobre o lance.

    Quer ver como o São Paulo é beneficiado?

    Lembram 2008, meus caros, na última rodada houve aquela suspeita em relação aos ingressos para o shows da Madonna dados ao Wagner Tardelli. Marco Polo, desastradamente, denunciou a questão para a CBF, que tirou o árbitro do jogo. Acho que não foi nada, mas o São Paulo não foi vítima, muito pelo contrário.

    O trio de arbitragem foi trocado, o São Paulo venceu a “tudo e a todos” como alardeam, mas não nos esqueçamos que o gol do título, do Borges, foi feito a 1.30cm, em impedimento. E isso ninguém questiona, tendo em vista que o São Paulo era o melhor, o mais bonito, o mais organizado, o mais cheiroso, o mais merecedor, que Muricy é demais, Rogério Ceni é fantástico e tal, cousa e lousa e maripousa. Um metro e trinta centímetros e ninguém ousou naquele momentos contestar um dos gols mais escandalosos de todos os tempos.

    Outro dia estava assistindo ao documentário do Wilson Simonal, “Ninguém sabe o duro que dei” e a certa altura o Boni, ex-globo, disse que o Simonal foi achincalhado, caiu no esquecimento e foi rotulado como dedo duro porque ele não possuía “spirit corp”.

    “Spirit Corp”, basicamente, seria um rol defensores na mídia dispostos a defendê-lo a qualquer preço. O Wilson Simonal não tinha “spirit corp”. O Chico tinha. O Caetano tinha.

    No futebol, sabemos bem quem é o time do “spirit corp”.

    Ninguém pode criticar o SPFC, que os porta-vozes, e sabemos bem que são, já se colocam a defender o clube das 13 listras, com argumentos, às vezes, estapafúrdios. Eles se colocam não para defender a verdade, mas a versão do São Paulo. Quando se fala deste time a versão é mais importante que o fato. Exemplo: O São Paulo luta pela melhoria do futebol brasileiro. Dizem isso, repetidas vezes, como se fosse uma verdade incontestável, mas não apresentam argumentos verdadeiros, somentes mentiras, meias-verdades e falácias. E o pior: Os tolinhos acreditam.

    Outro que tem “spirit corp” é o Muricy Ramalho, não por coincidência, um profissional identificado com o São Paulo. O que esse cara fez com o Fluminense foi uma das maiores sacanagens que um treinador já praticou com um time, isso se analisarmos todos os tempos.

    Mas vai alguém querer falar mal do Muricy. Já aparecem inúmeros “spirit corp” para defendê-lo e alcá-lo a condição de mestre dos mestres, do mais ético, o mais trabalhador, o mais honesto, o mais mais. Acho que no jornalismo esportivo é proibido criticar o Muricy. Quer ver:

    O Muricy deu 3 títulos ao São Paulo.
    Graças a Muricy, o Flu é campeão brasileiro, após 26 anos.
    E o Palmeiras de 2009 não foi campeão por causa do Muricy, já que esse é o critério?
    Aí não. Em 2009, a culpa foi da desorganização do Palmeiras. O Muricy não tem culpa de nada. Só os louros são do Muricy. Os espinhos são dos outros.

    O Muricy, realmente, é fantástico, se analisarmos apenas as opiniões da grande imprensa. Para conhecer melhor o que o Muricy, recomendo que leiam o blog do Rica Perrone. Ele exagera um pouco na birra ao Muricy, mas faz questionamentos e aponta verdades que muito jornalista de renome sequer ousou fazer.

    Outro com spirit corp, para variar, mais um de origens leonores, é Rogério Ceni. É terminantemente proibido criticar ou sequer questionar esse atleta. É um grande atleta, sem dúvida, mas falha e muito. Ontem, de fato, tentou humilhar o goleiro do Santa Cruz, mas poucos ousaram contestar tal fato. Disseram que treinou assim a semana inteira. Duvido.

    Muitos, cegos pela paixão, dizem que este cidadão é o melhor goleiro da história do futebol brasileiro e que foi um grande injustiçado por não ser titular em uma Copa do Mundo. Ninguém contesta.

    Como goleiro é excelente, sim. Mas nunca mereceu ser titular em Copa do Mundo. Em 1998, Taffarel era absoluto. Em 2002, Marcos e Dida eram, infinitamente, superiores ao RC. O seu diferencial era só a bola parada. E, em 2006, estava no mesmo nível do Dida, que pelos relevantes serviços prestados a Seleção, foi o titular. A imprensa, à época, mostrava todos os gols que o Dida sofria, apenas para forçar a ida de RC para a Copa, e de titular. Em 2007, JC estava pressionadíssimo pela imprensa páulista que exigia RC na Seleção. E, coincidentemente, no Morumbi, fez uma partida fantástica contra o Uruguai e sepultou as pretensões “cenianas”.

    Outro dia li um texto no blog da Larissa Beppler sobre o RC desmistificando essa questão do gol 100. Quer saber, o cara tem razão.

    Mas não adianta.

    Para cada um que critica RC, Muricy ou o SPFC existem 10 para defender.

    Por outro lado, para cada um que elogia o Corinthians, existem 20 para escreverem e falarem exatamente o contrário, como se fosse tudo orquestrado.

    O Corinthians, neste caso, é o Simonal, sem “spirit corp”.

    O São Paulo é o Caetano Veloso, mesmo com toda a sua arrogância e prepotência, poucos ousam contestá-lo com veemência porque trata-se de uma guerra perdida. É um dos reis do “spirit corp”. E não é de hoje.

    Curtir

    • Emboava permalink
      04/08/2011 7:31

      Não acho que o Muricy seja tão ruim assim. Mas não é grande coisa. Acho que o Luxemburgo é melhor que ele.

      O que o Muricy fez com o Fluminense foi pura falta de ética. E ele diz que é honesto e blá blá blá… ele viu que ia sair da Libertadores, que não ia ganhar o estadual e decidiu cair fora pra não ficar como estava no Palestra… e a desculpa que ele deu, pode até ser verdade, mas ele estava lá a um ano e não percebeu que nada do que ele pediu estava sendo feito?! Aih o time não rende e pra ele não se queimar ele pede pra sair. Não passa de um medroso…

      Realmente a imprensa protege aos Bambis e tudo o que vem deles.

      Cada um trabalha por seus interesses. A imprensa trabalha para o São Paulo, mas para desviar a atenção fazem de tudo para que todos pensem que ajudam o Corinthians.

      Curtir

  5. ANDRE.T permalink
    04/07/2011 17:18

    Alvaro, mudando de assunto, apesar desses DVDs serem sempre enganosos, segue post sobre o tal de Weldinho, aparentemente é melhor que Moacir e Moradei:

    http://www.noticiasdocorinthians.com.br/blogs/paulo_monteiro/weldinho_novo_lateral_direito_do_corinthians?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+noticias-do-corinthians+%28Not%C3%ADcias+do+Corinthians%29&utm_content=Google+Reader

    Curtir

  6. João permalink
    04/07/2011 15:32

    Parabéns aos sãopaulinos pela tomada de consciência!

    Eles, que, por diversas vezes, se manifestaram veementemente contra a transmissão de jogos do Corinthians (por competições outras que a libertadores) ao invés de jogos “mais importantes” de outras agremiações (pela libertadores)…

    Desta vez não protestaram pelo fato de a Globo e a Bandeirantes transmitirem o jogo entre SPFC e uma equipe da 4ª divisão, valendo classificação para as oitavas-de-final da Copa do Brasil, quando, no mesmo momento, outras equipes brasileiras, inclusive o Santos, disputavam partidas pela libertadores.

    (Lembre-se que, em outros tempos, a Copa do Brasil foi chamada pelos sãopaulinos de “segunda divisão da libertadores”…)

    Os sãopaulinos parecem ter-se dado conta que a maior ou menor importância – e interesse – de um jogo não é determinada exclusivamente pela competição da qual faz parte.

    A Globo e a Bandeirantes transmitiram a partida do SPFC pela Copa do Brasil, ao invés da partida do Santos pela libertadores, simplesmente pelo fato fato de que o SPFC é maior e desperta mais interesse do que o Santos.

    Assim como os jogos do Corinthians, por quaisquer competições, têm a preferência de transmissão pelo indiscutível fato de o Corinthians ser maior e despertar mais interesse do que todas as demais agremiações.

    Felizmente, as pessoas ligadas ao futebol brasileiro direcionam-se para um consenso em relação a esses fatos. A otimização da administração do futebol brasileiro passa, obrigatoriamente, pela análise objetiva da realidade, a qual implica valorização corretamente dimensionada de suas agremiações.

    “À César, o que é de César.”

    Curtir

  7. Raphael permalink
    04/07/2011 13:11

    Futebol é irracional e apaixonante mesmo!

    Se perguntarmos a 100 brasileiros sobre sacanagem no futebol:

    – 100 dirão que existem esquemas de arbitragem
    – uns 75 afirmarão eloquentemente que o Corinthians é sempre favorecido e colocariam como prova irrefutável o “pênalti no Tinga em 2005”
    – Gauchos e Nordestinos dirão que Cariocas e Paulistas são sempre favorecidos
    – os Mineiros ficarão em cima do muro, mas os cruzeirenses citariam o “absurdo” que ocorreu no Pacaembu ano passado
    – Paulistas dirão que os Cariocas são favorecidos
    – os Cariocas ficarão calados

    Mas se existe mesmo ladroagem no futebol, qual o sentido em assistir e consumir loucamente esse esporte? O futebol seria rebaixado ao lado da WWE, Telecatch, WWWF, WCW e essas porcarias.

    O fato é que muitos juizes de futebol já foram comprados sim… eu acho que hoje em dia isso ainda ocorre, porém em menor escala se compararmos a tempos passados. Tenho um amigo que foi presidente de um time do interior de SP que me contou que dava um “agrado” ao Juiz dentro do sanduiche do lanche que entregavam ao sem-mãe. O argumento era que no jogo fora de casa o seu time era sempre roubado, então em casa ele tinha que agir de maneira semelhante.

    Ah e sobre a imprensa: sempre levantam a lebre da possibilidade do Corinthians ter ganho o titulo de 77 de maneira “nebulosa”. Eu não era nem vivo, mas pelo que ouço a dúvida persiste até hoje. Porém, não vejo ninguem questionando a lisura do Santos de Pelé ou a Academia do Palmeiras… e já ouvi que compravam vários jogos. Episódios como a Intervenção de Laudo Natel no Paulista de 70, a história do estádio delas ou outras coisas do time que mais desonra o futebol sequer são comentadas.

    Curtir

    • Emboava permalink
      04/07/2011 14:34

      Se comenta aquilo que dá mais mercado, que vende mais revistas, que mais gente assiste… O Corinthians dá muito mais dinheiro que o resto dos clubes…

      Curtir

  8. manuel permalink
    04/07/2011 12:17

    Cara, não ligo tanto para arbitragem. Eu vejo volei, tenis, basquete, tem erros de arbitragem também. A diferença é que nestes esportes não se dá tanta enfase para isto. No futebol inventaram até um comentarista só para o arbitro, meu Deus!

    Agora, a atitude dos jornalistas, isso me deixa puto. Todos concordaram que o penalti existiu. Mas se fosse um lance para o Corinthians, tenho certeza que iriam dizer que não era. Ou então, “até foi falta, mas não pode dar um penalti desses”, como já ouvi.

    E a enfase deles hoje é em como foi injusta a expulsão do Lucas. Tem time que tem um monte de advogado de defesa na mídia. Nós só temos advogados de acusação.

    Curtir

    • Daniel CMS permalink
      04/07/2011 13:47

      Acho que tirando o basquete, os outros esportes tem regras menos interpretativas. E a diferenca entre o basquete e o futebol e’ que a frequencia das faltas/pontos e decisoes eh maior, portanto teoricamente dilui a influencia do arbitro.

      Mas concordo no resto.

      Curtir

      • manuel permalink
        04/07/2011 18:05

        É verdade. No futebol o erro de arbitragem pesa mais. Só não concordo em usarem a arbitragem como desculpa para tudo.

        Para nossos adversários a arbitragem é quase sempre a desculpa, e muitas vezes encontram apoio na mídia.

        Curtir

        • Daniel CMS permalink
          04/07/2011 20:08

          Ah sim, o Corinthians quando ganha e’ sempre roubado. Nao sei se ja me acostumei com isso, mas e’ a realidade. FODA

          Curtir

    • Emboava permalink
      04/07/2011 14:24

      Só no Brasil tem comentarista para árbitro… aqui na Espanha na La Sexta por exemplo tem o narrador e um ou dois ex-jogadores comentando…

      Curtir

  9. Emboava permalink
    04/07/2011 10:41

    Não vi o jogo nem nada.

    Acredito que todos os juizes apitam para um lado.

    Pode ser por vários motivos como o time que ele torce, porque lhe pagaram, porque está pressionado pela torcida, pelo ambiente ou pelos jogadores.

    Além disso as regras são claras e depende muito do ponto de vista, posicionamento na hora do lance e da concentração.

    Eu muitas vezes acho que um lance é falta, mas depois de ver várias vezes a repetição na tv mudo de opinião. Ou fico com mais dúvidas ainda. Imagina o coitado do juiz que tem que decidir em milésimas de segundo. O mesmo vale para os assistentes. É muito complicado.

    Ademais, os falhos também são por causa da má preparação do profissional árbitro. A CBF. com todo dinheiro que tem, poderia ajudálos nesse quisito. E que os árbitros fossem só árbitros.

    E pra acabar. Todos temos que tentar não sermos hipócritas. Principalmente os Bambis.

    Curtir

  10. 04/07/2011 9:18

    Não vi o jogo, mas por mais roubado que tenha sido o jogo não acho que o São Paulo mereça um post exclusivo só pra falar da arbitragem. É fato que o SPFW tem ajudas extras desde sempre, e esse jogo com o Santa só confirma a teoria.

    E eu acho inaceitável ver o Santa Cruz na série D enquanto tem time de empresários jogando na primeira divisão.

    Curtir

    • 04/07/2011 12:43

      Eu utilizei o jogo de ontem mais como exemplo. Tentei nem falar do SP, mas não deu.

      Ontem, inclusive, eu mesmo estava torcendo pelo Santa e não contra o SP.

      Curtir

  11. 04/07/2011 9:17

    Quando preciso defender o titulo de 2005 e a remarcação dos jogos, uso basicamente as informações contidas nesse post.

    Lembrando inclusive da revolta dos jogadores Corinthianos, os argentinos principalmente, contra o Edilson Pereira de Carvalho após os classicos contra São Paulo e Santos. Nos dois jogos a acusação era de que o arbitro tentava intimidar os jogadores do Corinthians durante toda partida.

    Um juiz pode ir minando uma equipe invertendo faltinhas no meio campo, ou parando o jogo a todo momento para que determinado time não ganhe volume de jogo, um cartão amarelo inocente.
    Na Europa de vez em quando a gente ouve falar em manipulação de resultados. A Fifa recentemente falou em combater esse problema tambem. Por aqui, quase não se toca no assunto

    Curtir

    • 04/07/2011 12:45

      Exato, o trabalho do juiz está nas pequenas coisas.

      Como o juiz de ontem não tinha tanta experiência, acabou fazendo a coisa muito escancarada.

      Curtir

      • mucio rodolfo permalink
        04/07/2011 21:42

        Alvaro e Sal….
        Eu me lembro até hoje o comentário do Arnaldo sobre a arbitragem do Edilson na Baixada: “…foi bem, mas deixou de marcar dois gols em cima do Jô”. Mesmo assim, tem uma pá de jornalista que até hoje afirmar que ele foi apitar em nosso benefício. Isto sem contar a expulsão do Edson. Expulsão merecida, mas se ele estive a nosso favor ignoraria o lance, como fez o aparecido na agressão do Edmundo ao Paulo Sérgio. Sobre o jogo contra os bambis, o discurso é identico, mesmo tendo o arbitro marcado um penalti para lá de duvidoso para os bambis.

        Curtir

        • mucio rodolfo permalink
          04/07/2011 21:43

          ops. no lugar de gols leiam penaltis

          Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: