Skip to content

O pessimista é o otimista bem informado

04/24/2011

A minha percepção do jogo de sábado fugiu completamente do pensamento médio do boteco. Em grande parte isso vem da maneira pretensiosa de ver o futebol por seu duelo tático, identificando como jogadores dançam em pares e trios formando os triângulos imaginados durante os treinamentos. Não vi nenhuma graciosidade na dança corinthiana de sábado. Não vi o “jogou bem” que todo mundo viu.

Eram duas equipes muito fracas em campo. Todavia confesso, que vi um Corinthians muito determinado e com uma estratégia clara de jogo. Isso ainda não é jogar bem para mim. É um alento, fato, pelo que jogamos até o final de semana anterior. Já é bom de torcer, isso é.

Fato é que o futebol paulista passa um trimestre muito fraco, bem abaixo do que foram 2010 e 2009. Dizem que o Cruzeiro está jogando bem, mas duvido que quem diz isso está realmente assistindo alguma partida dos caras. Parece-me aquela época em que o Inter do Tite era o melhor time do Brasil e quando a gente foi lá, encontrou uma equipe limitadíssima na sua capacidade de criação (como a nossa é agora).

A queda de Tite, prevista para a 6ª rodada do bra-11, não será nem solução nem meio, pois o que temos hoje no PSJ é um elenco e diretoria de futebol bem limitados. Vejam a demora para contratar um lateral direito razoável e a facilidade com que nossos jogadores são vendidos a preço de banana. E nem se fala do problema no gol, pois aí sim a contratação é difícil e cirúrgica: onde arrumar um goleiro que jogue MESMO mais que o Julio?

Com esse elenco de série B, creia-me e escrever isso é doloroso, manter Tite é a melhor opção. Com ele, não disputaremos o brasileirão que exige vitórias e mais vitórias, mas também não passaremos vexame. Recuar para um ponto inacreditável do gramado (e as fotos não mentem) e buscar gols heróicos como o de sábado, assim seremos felizes como torcedores.

Isso é o que se vê indo ao estádio.

Felipão e a insuportável Escola Gaúcha de Técnicos

Então o Pacaembu não é mais estádio municipal? Esse tipo de bobagem gaúcha, que já fez um time de São Paulo jogar com sua esquecível camisa reserva para forçar o outro time a jogar com uma camisa, no imaginário gaúcho, “azarada”, cola na cabeça dos rivales?

Pacaembu é do povo de São Paulo, não é do Corinthians e a festa que fizeram alí santistas, corinthianos e palmeirenses nessa mesma semana é mais do que prova disso.

E SE – reforço o SE – e SE o Corinthians construir algum estádio, que o Pacaembu seja entregue ao Santos FC ou a FPF, para nunca deixar de ser um estádio de futebol.

Anúncios
16 Comentários leave one →
  1. Fernando permalink
    04/26/2011 22:57

    E o Paulo Autuori, Álvaro? Você acha um bom nome para substituir o Adenor?

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      04/27/2011 10:55

      Com o elenco fraco, acho que ele só iria se queimar. O melhor é manter o Tite.

      Com elenco bom aí sim.

      Curtir

  2. Daniel CMS permalink
    04/25/2011 11:08

    Pensamento medio ou a media dos pensamentos? 😉

    Curtir

  3. 04/25/2011 8:02

    Fato é que nossa diretoria, já fraca, hoje está mais preocupada com estádio e eleições.
    E, pior: tem gente muito mais fraca que o Sanchez querendo concorrer, e com chances…

    Curtir

    • 04/25/2011 9:41

      Não sou sócio, mas a impressão é que no momento que abrir o canteiro de obras, Sanchez elege o sucessor.

      A menos que passemos vexame no Campeonato Brasileiro (e daí você entende porque o Tite fica até o fim).

      Curtir

  4. mucio rodolfo permalink
    04/25/2011 0:05

    1- Eu não acho o nosso time “muito fraco”. Para mim ele é bonzinho. Era muito bom em 2009, época em que aquele time montado a partir do ano anterior ganhou entrosamento e conjunto. Ficou bom depois das saídas do André Santos, do Cristian e do Douglas. E tornou-se apenas bonzinho com as saídas do Elias, do Jucilei e do Ronaldo. Do atual time titular, o único que a gente pode considerado como caso perdido é o lateral esquerdo. O resto se não podemos cobrar suas presenças numa seleção brasileira, estão longe de serem cabeças de bagre ou mostram alguma eficiência.
    2- Não estou aqui dizendo que temos no momento um esquadrão, que a gente já pode preparar o chop para comemorar mais um título. Mas não aceito o rótulo de zebra. Nenhum dos rivais se mostra tão superior assim para que eu- mesmo com um time apenas bonzinho- desista de acreditar no título.
    3- Eu se fosse dirigente do Corinthians faria tudo para tornar o Pacaembu nosso de direito, de papel passado, pois de fato ele é nosso. Valeu!

    Curtir

    • fabiano permalink
      04/25/2011 0:43

      E lembrem-se que hoje os porquinhos ganharam uma tremenda ajuda do juiz para passar pelo Mirassol. Logo após o segundo gol deles, o juiz expulsou o tal de Xuxa – armador do Mirassol – por uma falta que JAMAIS mereceria um cartão amarelo. Por sinal, esse Xuxa não serviria para reforçar o Timão???

      Curtir

    • 04/25/2011 9:43

      1-Se o pessimista de plantão aceitar sua tese como verdadeira, você tem de aceitar que não temos reservas

      2-Pegar o Palmeiras é nossa chance

      3-Eu até aproveitava que as obras não começaram e tentava uma última investida no pacaembu

      Curtir

      • mucio rodolfo permalink
        04/25/2011 10:37

        1- Temos reservas para a zaga (os 4 beques estão mais ou menos no mesmo nível). O Ramirez para o lugar do Paulinho. O William para o lugar do Dentinho. De fato, faltam reservas neste elenco.
        2- A motivação contra o rival pode fazer a diferença.
        3- Idem.

        Curtir

        • 04/25/2011 11:09

          De beques eu só conheço o Chicão, o resto é quebra-galho, né?

          O Ramirez ainda vai ser melhor testado na posição e o Paulinho é fraco.

          Curtir

  5. Cesar Augusto permalink
    04/25/2011 0:02

    “Com esse elenco de série B, creia-me e escrever isso é doloroso, manter Tite é a melhor opção”.

    Concordo plenamente com a frase. Para um elenco limitado como o de hoje, o Tite é o cara. Aliás, esse elenco, mesmo ruim, é bem melhor que aquele de 2004, comandado pelo Tite. Naquela época, salvo engano o time base era: Fábio Costa, Anderson, Betão e Váldson; Édson, Wendel, Fabinho, Fabio Baiano e Vinícius Fininho; Gil e Jô. Esse time, ridículo por sinal, foi quinto lugar no Brasileiro. Depois, em 2005, quando chegaram jogadores do naipe de Tevez, Roger e Carlos Alberto, o Tite sucumbiu.

    Entendo que o Corinthians deve reforçar o elenco com peças mais baratas, as tais revelações do interior, e mais uns 3 ou 4 jogadores bons, de nível. E analisando o mercado de treinadores, sinceramente, não vejo neste momento soluções muito mais animadoras que o Adenor. Querem demitir o Tite, OK, mas onde está o nome de consenso?

    Não há nome de consenso. Alguns querem Parreira, que não faz um grande trabalho desde 2002, e outros Dorival Júnior. Mas, cá entre nós, existe, de fato, muitas diferenças entre Adenor e Dorival?

    Será que esses mesmos que pedem Dorival sabem que o seu grande sonho da vida é dirigir o Palmeiras, seu time do coração, onde atuou por alguns anos modestamente?

    Acho que o Tite não é o técnico ideal, mas não podemos em nenhuma hipótese trocar 6 por meia-dúzia.

    Não há, no momento, bons técnicos disponíveis, a não ser que nomes como Joel Santana, PC Gusmão, Benazzi e Celso Roth sejam a solução para o Corinthians.

    Não são.

    Então, por enquanto, o nome é o Adenor e, até para o Brasileiro, o nome é esse, até que surja uma boa oportunidade para a troca.

    De qualquer forma, não podemos nos esquecer que o planejamento para 2011 foi, simplesmente, lamentável. O Tite, obviamente, tem a sua parcela de culpa, mas uma parcela infinitamente inferior a diretoria do business que vende jogador a preço de sardinha e contrata, qualquer um, a preços exorbitantes.

    >>>

    Domingo, contra o Palmeiras, talvez no Morumbi, pode dar qualquer coisa. O time deles, no conjunto, é melhor. Mas, o nosso individualmente é superior. Com inteligência e controle emocional podemos vencer. Mas é exatamente este o problema. Inteligência e controle emocional é o que nos faltou contra o SP. O time deles é muito mais malandro que o nosso e possui atletas como Danilo, Valdívia e Kléber, que jogam na base da provocação. O Corinthians deve responder na bola e na inteligência. Provocar faz parte do jogo, mas não podemos cair no clima de guerra que será armado pelo Felipão. O Tite que instrua o time a ter “inteligenciabilidade”, senão dançaremos.

    Quanto ao local do jogo, a única certeza que temos é que não será no Municipal. Uma tremenda idiotice do alviverde.

    Em Barueri, apesar de contar com a maioria da torcida, o Palmeiras não tem o costume de jogar.

    Em Presidente Prudente seria uma aberração.

    E no Morumbi, para o Palmeiras, poderia render um bom dinheiro, mas pressão, de fato, não haverá.

    O Pacaembu seria melhor para o Palmeiras. O Morumbi, apesar dos pesares, seria melhor para o Corinthians, que é visitante.

    Curtir

    • mucio rodolfo permalink
      04/25/2011 0:20

      1- Na verdade o ala esquerdo daquele time de 2004 era o Renato Abreu, hoje no Flamengo.
      2- Tite sucumbiu em 2005. A gente não pode esquecer que o relacionamento entre ele e Kia não era dos melhores, que os “galáticos” contratados foram chegando aos poucos e que depois da demissão do Adenor, a diretoria se perdeu na busca do sucessor.
      3- Pelo que ouvi na Band o jogo pode ser em Presidente Prudente ou Ribeirão Preto.

      Curtir

    • 04/25/2011 20:28

      Sobre o Dorival, o trabalho dele no Santos foi bem interessante. Mas é uma aposta. A vantagem dele sobre o Tite é essa: dá pra imaginar que faça algo mais interessante. O Tite sabemos que vai mais ou menos até aí onde estamos vendo.
      Ainda sobre técnico, meu tio acha que o Andres quer mesmo é trazer o Luxemburgo – possibilidade que aumenta se ele resolver contratar uns 4 ou 5 jogadores de peso. De minha parte, citando a poeta Regina Duarte, tenho medo.

      Curtir

  6. 04/24/2011 22:06

    Pela imagem, o time inteiro do Corinthians tá atrás do meio campo, marcando 5 jogadores do Oeste. E isso é coisa de técnico retranqueiro.
    O problema que eu vejo em demitir o Tite (que nem deveria ter sido contratado) é que não tem um técnico decente disponível. A gente precisa de um técnico que consiga extrair o melhor dos jogadores medianos que o Corinthians tem, e não tem nenhum com esse perfil no mercado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: