Skip to content

Dr Sócrates: o Corinthians como forma de contestação

08/12/2011

Só para situar o post, o Doutor Sócrates recusou homenagem feita pela atual diretoria aos jogadores da Democracia Corinthiana, como forma de protesto contra esta mesma diretoria.

Atitude corretíssima.

Como o Doutor poderia topar homenagem vinda de uma diretoria que só se afasta dos preceitos da Democracia Corinthiana?  Recentemente conversava com o meu pai, e ele comentava que o “pessoal jovem” não entendia ele ser corinthiano, sendo esse – na visão deles – o clube do establishment? Vejam o que essas gestões fizeram com a história clube!

Essa diretoria pode ir lá cagar montão com o Ricardo Teixeira que o líder da Democracia Corinthiana não está à venda.

Se aceitasse, Doutor trairia os ideais do movimento que ele mesmo liderou e perderia o passe livre aqui no boteco. Mas, ao recusar, ele entra na casamata corinthianista e vai pro pau.

A resposta, esperada, veio na alienante ode do “o clube fica, jogadores são esquecidos”.

Besteira. O certo é: “o clube fica, as diretorias são esquecidas”. Não misturem ação política a favor do Clube, com o que vocês estão fazendo com o Clube. A atitude do Doutor é a favor de um Corinthians que resgate sua missão histórica, estabelecida às suas raízes. Não fujam da questão: “Por que o Doutor não aceitou o convite?”.

E eu, que sou o mais bobo aqui, entendi claramente a armadilha maquiavélica do tal convite: “vamos pregar uma peça no cara que não foge dos seus ideais”.

O Doutor continua dono do boteco e pode abrir a nossa geladeira a hora que quiser!

Num país em que os mais fracos social, política e economicamente não tem voz, neste caso tem. Através do Corinthians eles conseguem se manifestar. A torcida corinthiana utiliza o seu clube, o seu time, a sua expressão física como forma de contestação de tudo aquilo que não lhe é dado de direito.

Abaixo a República! Viva a Revolução!

Anúncios
31 Comentários leave one →
  1. Claudio permalink
    08/14/2011 23:13

    Este texto é imprescindível. Deixo aqui meus pitacos, com base no que li nos comentários:

    – a defesa do Sócrates ao panetone tem um motivo só: o irmão dele tem um camarote lá. Curiosamente, tem um outro ídolo aí que irá na homenagem, trabalha numa emissora que assassina diariamente o futebol, tem relações íntimas com Juvenal Juvêncio e ninguém fala nada…

    – reduzir as opiniões do Sócrates, um gênio dentro e fora de campo, a determinações do Juca Kfouri é desconhecer ou não reconhecer tudo que o Doutor fez pelo Corinthians e pelo futebol. Ou supervalorizar demais o Juquinha…

    – dizer que a democracia no Parque São Jorge impera, sabendo que Andrés age à base do tráfico de influência, é precipitado. Também vale lembrar a cláusula de barreira para se votar: no mínimo 5 anos de associado (800 reais de título mais mensalidade de 80 conto – 960 reais/ano).

    – particularmente sobre a Democracia, o Sócrates escreveu um livro relacionado ao tema, chamado “Democracia Corintiana – a utopia em jogo”, junto com Ricardo Gozzi. Imortalizou o movimento, portanto.

    – vejo muita má vontade nos convites feitos para o Sócrates, sempre com aquela desculpa de que “chamaremos mas ele não vai aceitar”. E aí o cara saca na hora que está sendo convocado para mero cumprimento de tabela. Aproveito, no entanto, pra dizer que o convite é feito por uma parte da diretoria composta por torcedores corinthianos. Sei o porquê desse ovo virado dessa galera com o Sócrates, mas não posso dizer o que acho pois não tenho como comprovar.

    – Sócrates foi sim o grande mentor, ao lado de Wladimir, da Democracia, e os outros vieram na leva por concordância. E como diz o meu amigo Filipe, do blogue Anarcorinthians, ele resgatou, depois de inúmeras administrações centralizadoras, a essência dos primeiros anos do Corinthians de ampla participação. Se isso é fazer pouco, não sei por onde começarmos.

    – o “fazer alguma coisa” é muito relativo, se levarmos em conta a política mafiosa e baseada na troca de favores que se instalou no Parque São Jorge. Forçar o Sócrates a criar um clima desagradável – apesar de eu achar a sugestão de um discurso anti-diretoria excelente – numa homenagem é induzi-lo ao erro, pois ele faria exatamente o que o seus opositores querem para iniciar uma campanha contra o Doutor ainda maior do que esta em andamento.

    – sugiro, por fim e para entender a figura de Sócrates, a leitura do livro “A Democracia Corinthians – práticas de liberdade no futebol brasileiro”, de José Paulo Florenzano.

    Curtir

    • Luís Fontes permalink
      08/15/2011 0:16

      Este ultimo livro, foi o melhor que já li sobre o tema… td recomento a todos que tem alguma dúvida sobre a personalidade do Doutor e sobre o movimento que na ocasião era tido por ratos oportunistas, como os da TV Gazeta por exemplo, como rebeldia e sem controle… não concordo com muitas coisas que o Dr. diz, mas democraticamente respeito, agora ao contrario do juca por exemplo o Dr tem mais propriedade do que muitos jornalistas, sócios e conselheiros para criticar a atual diretoria…

      Curtir

    • Paulo permalink
      08/15/2011 12:21

      Cláudio, como eu também critiquei o comportamento do “Doutor”, e você afirma ter se baseado nos comentários aqui feitos exatamente para impugná-los, ( ou se contrapor a eles, de forma legítima, diga-se ), permita-me, na parte que me toca, expor melhor minha opinião:

      1) Se Sócrates defende o Morumbi em “apoio” a um interesse comercial ou pessoal – do seu irmão, que seja, – sua atitude merece, da minha parte, um repúdio ainda mais veemente, pois se “o Corinthians deve a Sócrates”, como você afirma, é não menos verdadeiro que Sócrates deve ao Todo-Poderoso ( tanto em bens quanto em fama, pode acreditar ), e ele, eticamente ( palavra que lhe parece tão cara ), não poderia se colocar contra um sonho de consumo legítimo da Fiel ( de 70 anos, no mínimo ) de forma tão venal ( ou banal, que seja ), e, o que é pior, privilegiando justamente o clube da mídia, historicamente beneficiado pelo Poder Público, que queria reformar seu sucateado estádio da mesmíssima forma que nos estamos construindo o nosso ( e quiçá com menos comprometimento financeiro, expondo a maior cidade do País a um vexame internacional ), dando um salto possivelmente inalcançável em face dos seus “co-irmãos”;

      2) Ele tem, sem dúvida, direito de expressar suas idéias, assim como nós temos o direito de contestá-lo, sempre que nos diga respeito;

      3) Não sei exatamente quais são as relações do “Doutor” com o “intelectual” JK ( intelectual de araque, que se nega ao contraditório, volto a dizer ), mas sem dúvida que o “turco” Amaral tem ascendência, no mínimo econômica, sobre ele, pois sempre lhe arruma alguma “boquinha” aqui e ali ( blogs, televisão, etc ), e é, ao que parece, exatamente essa relação entre ambos que faz com que Sócrates renegue o Corinthians, ainda que a pretexto de boicote a esta gestão, ou você duvida que rezem pela mesma cartilha, em matéria de política-clubística?;

      4) Quanto a Sanchez, faço minhas as suas palavras, e ainda acrescento que gostaria de vê-lo devolver todo o dinheiro aplicado com salários de perebas emprestados aqui e acolá, bem como o numerário gasto irresponsavelmente em folha de pagamentos, através de contratos longos de atletas, beneficiando claramente os empresários donos de seus direitos federativos, que usam assim o Clube como vitrine, e, se o boleiro não emplacar, oneram o Corinthians por anos a fio sem nada desembolsar; ao revés, se vendem o jogador, o Clube, de ordinário, recebe participação pífia ( um negócio da China, que mereceria melhores cuidados investigativos, por parte da oposição, que se omite vergonhosamente ), pra não falar das “caixinhas” em venda de jogadores, propaladas mas ainda não comprovadas;

      5) Da mesma forma, no que diz respeito ao nosso “sonho de consumo”, entendo que parece haver um sobrepreço que mereceria igualmente investigação, pois não se gastam R$ 800 milhões em um estádio para 48.000 pessoas, e, nesse particular, o papel fiscalizador da oposição seria fundamental, entretanto, a oportunidade histórica de construí-lo não pode ser perdida, sob pena de penhorarmos o nosso futuro ( e desta vez, segundo entendo, sem volta );

      6) Democracia corinthiana, bom que tenha ocorrido, projetou o Clube, mas infelizmente sua importância em termos políticos, à época, foi relativa, e, em termos “futebolísticos”, não deixou legado;

      7) Obrigação de fazer algo pelo Corinthians o “Doutor” não tem, de fato, assim como não tem o direito de atrapalhar ( nenhum corinthiano ou cidadão tributário do Corinthians tem ), ainda mais em tema tão sensível ( sabedor que é de seu prestígio junto à torcida e ao público em geral ).

      É isso. Abraços!

      Curtir

  2. Luís Fontes permalink
    08/14/2011 13:57

    É por estas e por outras que o cara é simplesmente o Dr. Sócrates. O nome já diz tudo e tinha mesmo que ser CORINTHIANO!

    O cara teve atitude, jogou bola e foi capaz de liderar um movimento que jamais acontecerá novamente no futebol em um dos períodos mais importantes da história politica nacional e só por isso não precisa fazer mais nada.

    Mandou bem em recusar a homenagem do clube, mostrando mais uma vez que não precisa puxar o saco de ninguem, que tem personalidade e se quiser pode SIM ficar só criticando o clube e a diretoria como faz em seus programas,

    Só para recordar os desmemoriados ele deu a cara a tapa quando tinha muito a perder, quando vivia do futebol e do Corinthians e não esperou parar de jogar e estar com a vida resolvia para ter opinião assim como a amioria dos atletas fazem.

    Parabens Doutor, como disse o Alvaro o boteco é todo seu!

    Curtir

  3. Fernando permalink
    08/13/2011 23:15

    Bom, daqui a pouco vai ter gente dizendo aqui que o Sócrates, além de comer criancinhas, vai vir à noite puxar o pé de todo mundo, como se fosse uma espécie de bicho-papão magro e cachaceiro… e se ainda tivesse o DOPS, esse maldito comuna não passaria a vida falando bobagens, ora essa, onde já se viu!? (ironia mode on)

    Para esses, eu recomendo o blog do Professor Hariovaldo, em defesa da tradição, família e propriedade no combate ao comunismo ateu: http://www.hariovaldo.com.br/site/

    Agora sério, acho que o Doutor anda pisando na bola. E não é tão pelo fato de recusar uma homenagem que outros companheiros de Democracia – tão politizados como ele, como o Wladimir e o Adílson Monteiro Alves -, já tiveram. É mais pelo “conjunto da obra” mesmo, que Sócrates se tornou de uns tempos pra cá. Respeito-o muitíssimo como jogador e como UM DOS que pensaram a Democracia Corinthiana; mas dá a impressão que ele segue a risca os mandamentos do seu amigo Juca – tudo que vem da diretoria Corinthiana é ruim, pronto e acabou. Não há meio termo, não há contemporização. Defender o Morumbi, um estádio de quase 60 anos, velho, ultrapassado, que enche d’água quando chove e que conta com o apoio de toda a Bambi Press, que em matéria de Corinthians são verdadeiros nazistas, para a Copa do Mundo, pra mim foi de lascar. Pura merda da imprensa rosa. Às vezes até acho que o Sócrates só fala essas coisas pra se garantir no emprego.

    A diretoria tá na dela. Se não convidasse, achariam que ela não convida porque tem bronca do Sócrates, se ela convida é porque quer cooptar o cara etc. Pô, nunca tá bom pra ele, também é foda… A mesma diretoria, em um gesto rejeitado pela maioria dos Corinthianos, chamou o JK para participar de filmes relativos ao time, e agora chamou o Magrão pra participar das homenagens à D.C. Tá na dela, pior seria se barrassem o cara, em vez de chamá-lo. Acho que o Sócrates foi até coerente com o que diz, pois há 2 documentários da Democracia Corinthiana sendo feitos e pelo que eu sei, o Sócrates não fez nenhum cu doce para participar deles. Mas acho também que ele podia pensar um pouco nos seus antigos companheiros e nos Corinthianos que estão chegando agora e que, através do clube, poderiam saber um pouco mais sobre aquele maravilhoso movimento. Seus ex-companheiros foram na homenagem e nem por isso são execrados como se tivessem tido contato com a peste negra. Com esse gesto, Sócrates dá uma ideia de estar acima de todos que participaram da festa, pois só ele rejeitou este tipo de homenagem, vindo da diretoria. E por extensão, isto só o diminui, pra mim. Na ânsia de parecer probo, reto e coerente, Sócrates só conseguiu ser deselegante, no mínimo. E através da imprensa, continuará fustigando tudo e todos no Corinthians, falando mal do estádio, etc. É fácil tacar pedras, mas quando 99,9% de toda a crônica esportiva ataca e persegue o Corinthians com um ódio de dar inveja a Goebbels, acho que ele poderia ser uma voz que defendesse o nosso clube, dos anti que só tem preconceito e raiva sem sentido contra nós. Sonhei demais?

    Afinal de contas, quando que o Sócrates irá considerar uma diretoria que satisfaça seus desejos? Será que ele é tão grande na nossa centenária história que o permite “escolher” quando vai e quando não vai ao clube que o tornou o jogadorzaço que foi? Será que só quando houver alguém lá dentro mancomunado com a dupla Citadini/Juca ele pisará novamente no PSJ? Até porque não existe diretoria 100% perfeita ou 100% falha.

    Uma pena, Doutor…

    Curtir

    • DANGA - CORINTHIANISMO EH O QUE IMPORTA!!!! permalink
      08/14/2011 1:15

      Caramba, Fernando, vou te contar… teu texto expressou precisa e exatamente tudo que eu penso a respeito do tema abordado e a respeito do próprio Sócrates! Valeu!

      Curtir

    • Paulo permalink
      08/14/2011 11:34

      Realmente, Sócrates e Juca Kfouri são unha e carne, com a ascendência “intelectual” do tal sociólogo e jornalista de araque, que gosta de censurar posts e não aceita o contraditório: postei lá alguns comentários – em alto nível – críticos ao oportunismo da “manifestação dos 300 da Paulista”, e até consegui emplacar alguns, no começo; agora, começaram a barrar e não passa mais nada. Bloquearam meu e-mail, imagino. Isso é honestidade intelectual? Isso é amor ao debate? Se alguém tem um blog e se furta ao debate, ainda mais posando de democrata e vestal, não pode ter perdão. E depois dizem – a oposição corinthiana – que há blogs “chapa-branca”. Pode até ser, mas, posto há mais de um ano no Blog do Silvinho, inclusive de forma crítica, quando avalio a diretoria, e garanto: nunca fui censurado ou “editado” por lá. Quanto ao “Doutor”, fecho contigo, Fernando: apoiar Morumbi realmente também não tem perdão, e isso é definitivo…

      Curtir

  4. JOSE CARLOS DE CAMARGO permalink
    08/13/2011 14:18

    Álvaro: Escrevo com todo o respeito que sua pessoa merece! Todavia, o Sócrates hoje, e
    conforme o Romário falou do Pelé, de boca fechada êle é um grande poeta! Primeiro: é li-
    gadíssimo ao hipócrita Juca Kfouri. Segundo: não consegue separar o joio do trigo, e assim
    para criticar seu desafeto ASanchez, êle também pisa no glorioso TIMÃO! Terceiro: tanto é
    verdade, que êle defende, hipócritamente, e com unhas e dentes (se não tiver mais coisas)
    o Mausoléu MORUMBÍ como Estádio da Copa! Quarto: é um oportunista nato, e assim, usa
    o nome do Corinthians quando lhe é conveniente e útil – e garanto que êle ri muito disso!
    Porisso, vamos devagar com o andor! Tenho certeza que você está acendendo vela para
    um santo ruím! Cordiais saudações AlviNegras do PSJ.

    Curtir

  5. André Pinheiro permalink
    08/13/2011 11:02

    com todo respeito aos que idolatram o socrates, mas pra mim o cara se perde querendo ser sempre o moralista. mesmo depois de tudo que representou para historia do clube ainda dá entrevista dizendo que é santista e defende com unhas e dentes jogo de copa do mundo no estadio que representa tudo que é contra o corinthianismo.
    pq nao chega na imprensa e mete a boca no trombone? é tudo muito nebuloso, tipo eu nao vou pq sou contra a administração do cara, ta bom, mas é contra o que? o que andres fez de errado? ja que ele sabe tanto, liga o foda-se e joga a bomba, chega e fala nao fica fazendo picuinha a la paulinho do blog.
    a verdade é uma nao tenho nada contra o andres e nem nada a favor, mas outros presidentes tiveram quase 100 anos para fazer um estadio e um CT, o cara fez em 4 anos, se foi da forma malufiana de se fazer as coisas eu nao sei, mas se foi que cheguem e de nome aos bois nao fiquem de historinha de que um amigo do meu amigo contou, pq paulinho,jk, perrone e birner ja deu no saco. bom é o kajuru que fala na cara e prova.

    Curtir

  6. Alan Davis permalink
    08/13/2011 2:10

    Acho inócuo cobrar uma ação mais efetiva do Doutor dentro da política do Clube. Sócrates é daqueles gênios que se fazem presentes através de suas ideias, em vez de uma ação mais, digamos, operacional. Neste caso, especificamente, o Magrão agiu como deveria ter agido, segundo sua histórica posição. Foi COERENTE.
    Amigos, devemos prestar atenção numa bandeira defendida por Sócrates. É a maior das bandeiras, que é o CORINTHIANISMO.

    Curtir

  7. 08/12/2011 23:16

    O que eu acho que realmente aconteceu foi: a diretoria fez um convite para homenagear uma pessoa que é publicamente contra esse pessoal, assim como você não convida seu primo chato pra comer peru no Natal na sua casa. Sócrates percebeu que tem coisa por trás disso e recusou o convite, simples assim.

    Agora, falar que ele é socialista e odeia o Corinthians é coisa inventada pela imprensa. O que ele está fazendo é a atitude que todos nós deveríamos ter: defender o Corinthianismo, independentemente de quem esteja no Corinthians. Isso não significa dizer que tudo que o Corinthians faz está certo, muito pelo contrário.

    Por mim, o Sócrates merece uma homenagem por recusar uma homenagem.

    Curtir

  8. Cesar Augusto permalink
    08/12/2011 21:51

    Preliminarmente, Sócrates, ou simplesmente Doutor Sócrates, foi o maior jogador da história do Corinthians, após Roberto Rivellino, indubitavelmente. A geração mais jovem coloca Marcelinho, Tevez, Neto e o goleiro Ronaldo, como maiores ídolos do Corinthians. Com todo o respeito, todos estes aí não servem nem para limpar a chuteira do Sócrates, na condição de jogador. Na condição de cidadão, então, a discrepância chega a níveis estratosféricos.

    Na história do futebol brasileiro, poucos jogadores demonstraram tamanha coerência na equação discurso/atitude como Sócrates. O fato de ser contra a gestão Andrés não significa que ele é contra o Corinthians. Muito pelo contrário. Essa tese, com todo o respeito, é simplista demais. Se o Sócrates, por acaso, aceitasse o convite, estaria indo contra aquilo que defendeu a vida toda. Ademais, caso aceitasse, estaria fingindo, fazendo média. Acho que é melhor ser autêntico ou não?

    O Sócrates tem todo o direito de dizer não. O não do Sócrates, obviamente, significa que ele não concorda com os rumos tomados pela administração do Corinthians.

    É um direito dele, goste-se ou não.

    Não é porque foi ídolo do Corinthians que o ex-jogador tem que se transformar em arroz de festa para a diretoria fazer populismo.

    O Corinthians atravessa um momento importante de sua história, especialmente, com a construção do seu estádio, anseio maior da torcida. Porém, a elitização do Corinthians segue em pleno andamento. Cada vez mais, a diretoria do business afasta o Corinthians de suas raízes populares no intuito de nos transformar, por incrível que pareça, num clube de elite. Existe uma ala da torcida que só conjuga o verbo “ter”. Nada mais elitista e anticorinthiano do que pensamentos desta natureza.

    O Corinthians, ao longo de sua história, sempre conjugou o verbo “ser”.

    O Sócrates dizendo não para a diretoria do business, manifesta o seu profundo descontentamento com a gestão Andrés e se comunica com boa parte da torcida do Corinthians, que tem, praticamente, a mesma opinião. E isso para os ferrenhos defensores da gestão Andrés espalhados por todas as mídias é um insulto.

    O discurso de que Sócrates está contra o Corinthians é rasteiro, mas, verdade seja dita, cola.

    Eu li outro dia até que o Sócrates, na verdade, é santista, como forma de desmerecê-lo. Ele nunca negou que antes de se tornar jogador era santista, ou melhor, pelezista, mas, também, nunca negou que depois que conheceu a fiel, virou mais um corinthiano. Já que alguns querem atacá-lo, seria bastante interessantes que o atacassem com verdades e não com meia-verdades rasteiras.

    Li, também, que Sócrates nunca ganhou nada no Corinthians, o que prova que o corinthiano, que conjuga o verbo ter, não tem a mínima noção do que representou o Doutor. Foram apenas 3 Campeonatos Paulistas numa época que vencê-lo era mais importante que vencer o Brasileiro. Vencer era importante, mas o mais importante, segundo o próprio Sócrates, era se comunicar com a massa. E isso, meus caros, ele fez como ninguém. Foi um prazer inenarrável vê-lo com o manto sagrado, por muitas e muitas vezes, ao vivo e a cores. Era um monstro em todos os sentidos.

    Quem viu, viu. Quem não viu, leia um pouco sobre Sócrates Brasileiro, pois, certamente aprenderá a respeitar o maior jogador do Corinthians dos últimos 37 anos, fácil, fácil, pois não se tratava, apenas, de um jogador, mas de um líder, dentro e fora de campo, que jamais foi cordeirinho de qualquer diretoria do Corinthians, pois sempre teve uma coisa que poucos jogadores ousaram ter:

    Opinião própria.

    Viva o gênio Sócrates !!!

    Viva o Corinthianismo !!!

    Abaixo o Elitismo !!!

    Curtir

    • André Pinheiro permalink
      08/13/2011 11:24

      me responda uma coisa, clube sem estrutura consegue algo hoje no futebol? entao nao vamos ser ranzinzas, clube elitista nao, clube estruturado, estrutura custa caro e a conta sempre vai sobrar para alguem. hj nao tem mais espaço pra terrao e vestiario em container. odio eterno ao futebol moderno? sim, mas o clube nao pode ficar parado no tempo e vivendo de sua história.

      Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        08/14/2011 14:35

        O elitismo não tem a nada ver com clube estruturado. Dar estrutura ao clube é obrigação de qualquer diretoria que se preze, ainda mais, considerando que há dinheiro para tal. O Andrés construiu o CT, mas, cá entre nós, considerando as promessas de campanha, não fez mais que obrigação. Prometeu, tem que cumprir. Simples assim.

        O elitismo a que me refiro não tem qualquer relação com a a questão do CT ou do Estádio e, muito menos, com o fim do Terrão. Nada disso.

        A minha maior preocupação é o esquecimento contínuo das origens do clube. O Corinthians é muito mais que um clube de futebol e deve, obrigatoriamente, exercer função social.

        O que vemos, atualmente, é uma diretoria, apenas, preocupada com receitas de TV, marketing, business e totalmente alienada em relação ao propósito do corinthianismo. E se a diretoria é alienada em relação as origens do clube, por consequência, aliena os torcedores, especialmente, os mais jovens.

        Aos poucos, o povão, a massa que dá sustentação ao Corinthians desde 1910 está sendo excluída das decisões mais importantes do clube, em qualquer sentido.

        O elitismo do Corinthians está no discursinho semelhante ao dos tricolres de que tem maior patrocínio, maior receita, maior ct, maior estádio e tal cousa e lousa e maripousa, esquecendo-se, sobremaneira, a função social do clube. O Corinthians ao invés de ficar com megalomanias deve se atentar a questões mais nobres. Já que o Marketing é brilhante, cheio de idéias, por que não viabiliza de situações que agreguem condições aos mais necessitados.

        Por que o Corinthians não faz parcerias com escolas, cursos profissionalizantes, cursos de idiomas para ajudar pessoas carentes da Zona Leste a terem o direito de ,ao menos, disputar uma vaga no concorridíssimo mercado de trabalho. Esse tipo de ação seria mais interessante. Talvez não gerasse lucro, mas o Corinthians estaria atendendo aos anseios dos mais necessitados e ao propósito do corinthianismo.

        Ou será que o Corinthians utilizou Itaquera como argumento para a construção do estádio, apenas, casuisticamente?

        O tempo dirá.

        Curtir

  9. Raphael permalink
    08/12/2011 20:23

    É uma sinucassa de bico essa história… acho que os dois lados erram

    – o Doutor por ter se aliado a banda podre da imprensa e infelizmente aderiu parte do discurso Juquinha, Birnesco dentre outros. Faltou ação da parte dele, talvez por total descrença de que poderia mudar algo nas últimas duas décadas do clube.

    – a direção do Andrés é ridícula na maioria do que faz e portanto não merece comentários.

    Mas pondo na balança, o menos pior nessa históia e o que mais se aproxima do Corinthianismo nosso de cada dia é o Doutor.

    Curtir

  10. Mario Santiago permalink
    08/12/2011 15:03

    Com todo respeito, permita-me discordar. A atual diretoria pode ter seus defeitos, mas ninguém pode acusá-la de ser anti-democrática e nem de fazer retaliações a desafetos. O maior exemplo disso é o fato de a diretoria não ter vetado a participação de Juca Kfouri, que critica diuturnamente a diretoria, em DVD’s comemorativos do clube. O Sócrates, de uns tempos pra cá, infelizmente, não diz nada com nada. Seus discursos são apenas demagógicos e não fazem o menor sentido. Exemplo disso é a intenção dele, caso aceite o convite para ser técnico da seleção cubana de futebol, de receber como remuneração apenas a cesta básica que é dada aos moradores da ilha. Mais demagógico que isso, impossível.Ora, se ele fosse realmente um comunista, como pretende fazer parecer, deveria vender todos os seus bens, doar todo o dinheiro à Revolução Cubana e ir morar lá. Ser comunista da boca pra fora é coisa de adolescente que fica filosofando em mesa de bar.

    A verdade é que ele não aceitou o convite por ser amigo (ou fantoche) de Juca Kfouri e seus discípulos, quais sejam, Vitor Birner, Xico Sá, Mauro Cézar Pereira, entre outros, que igualmente a Juca Kfouri, vivem no traço. Quem assiste o programa Cartão Verde percebe que o Sócrates repete tudo o que Juca Kfouri fala. Por exemplo, qual é o real motivo que o Sócrates tem para defender o estádio do Morumbi como palco da Copa 2014 a não ser o fato de esta ser também a posição de Juca Kfouri?

    Ídolo de verdade é o Zé Maria, o Super Zé, que nunca falou mal do Timão, não reclama da vida e ainda ajuda, há anos, a molecada da Febem.

    Curtir

    • Blefe permalink
      08/12/2011 17:16

      Acabei de ver uma foto do Ronaldo Giovanelli, Basílio, Wladimir e Biro-Biro juntos na campanha do Sangue Corintiano.

      A causa é nobre.

      Cadê o Sócrates? Ah… ele tá de rixa política com a diretoria.

      O jeito é arranjarmos o Fidel pra presidente do timão! kkk…

      Curtir

    • jeff permalink
      08/12/2011 19:25

      Vamos lá:

      – Demagogia é exigirem de um socialista (e eu não creio que o Sócrates seja mesmo um) a total renúncia de seus bens. Socialismo não tem nada a ver com isso. Trata-se de uma crítica ao modo de consumo, e visa à igualdade nos meios de obtenção dos bens de consumo. A coisa é muito mais complexa.

      – Não vamos confundir críticas ao Corinthians com críticas ao corinthianismo. Acho que foi o @craudio99 que falou da teoria do espelho. A diretoria convida gente famosa para que elas possas refletir uma dada imagem de respeito. Prestar-se a isso é o mesmo que servir de mico de circo.

      – Várias das críticas dos juquinhas por aí são dirigidas, pagas. Isso não significa que algumas delas não tenham fundamento.

      – O que podemos criticar na atitude dele é se não valeria a pena aceitar o tal regalo apenas para, num possível discurso, e com os holofotes em cima, fazer um baita discurso bombástico. Seria o espelho ao contrário. E seria punk demais!

      Curtir

      • 08/12/2011 19:56

        Nessa última seria punk mesmo, mas para isso ele teria de conseguir algum poder de mobilização, senão ficaria desprotegido.

        Curtir

      • Mario Santiago permalink
        08/12/2011 20:20

        Só uma ressalva. Eu não estou exigindo nada do Sócrates. Eu apenas critico o fato de ele ter a intenção de brincar de comunista por alguns meses e tentar fazer que acreditem que isso tem algo de ideológico. E ninguém pode negar o fato de que ele vive divagando sobre justiça e igualdade, mas não faz absolutamente nada a respeito. E eu repito: ele só não aceitou porque é amigo do Juca Kfouri. Demagogia pura. O Corinthians fará uma homenagem, justa, à Democracia Corinthiana, movimento do qual o Sócrates foi um dos protagonistas. Só que ele infelizmente recusou. É um direito dele, mas acho que ele errou.

        Só gostaria de saber se quem está aplaudindo a atitude do Sócrates, vai chamar o Zenon, o Wladimir, o Casagrande ou o Biro-Biro de puxa-saco caso participem da homenagem.

        Curtir

        • Mario Santiago permalink
          08/12/2011 20:22

          E, mais uma pergunta. O Sócrates participou do filme do centenário. O presidente do Corinthians na época do lançamento do filme não era o Andrés Sanchez?

          Curtir

      • Blefe permalink
        08/12/2011 21:03

        O que eu espero do Sócrates, até pelo nível intelectual dele, é algo muito a maior do que aceitar uma homenagem apenas pra botar a boca no trombone.

        Espero que ele saiba separar as coisas e ter em mente que ao mesmo tempo em que se nega a participar desses eventos por motivos políticos, também alimenta um tipo de antipatia do torcedor por não ver um dos seus mais idolatrados ídolos prestigiando a história do clube que o consagrou.

        Mais do que isso, espero que ele pare reclamar do problema, e parta para a solução. Espero ver ele ativamente na oposição. Espero ver ele, em breve, participando de uma eleição como alguém que propõe novas idéias que resgatem os antigos ideais e levem o nosso clube de volta aos tempos áureos da democracia corintiana.

        Sobre essa história de espelho que o jeff falou, acho que isso é algo que é inevitável pra qualquer diretoria. Se convida, tá usando pra aparecer. Se não convida, está esquecendo os grandes nomes da história do clube.

        Curtir

  11. Múcio Rodolfo permalink
    08/12/2011 14:32

    E é exatamente por achar que as diretorias são esquecidas que eu acho que talvez tenha faltado ao doutor a sensibilidade de que tal atitude pudesse ser entendida pela torcida como desprezo. Entao quer dizer que se o Zé Maria aceitar uma homenagem do clube nesta gestão ele compactua com a mesma? Isto me soou como radicalismo por parte do doutor. Mas tudo bem. Em 1983 ele fez a seguinte declaração: “sou radical até mudar de idéia”.

    Curtir

    • 08/12/2011 14:38

      É um pouco diferente, no caso do Doutor ir ao parque, pois ele já havia declarado o rompimento há muito tempo.

      Eu conheço torcedor juramentado que se recusar a ir aos jogos do Corinthians, enquanto o AS for nosso presidente.

      Curtir

  12. Pedro permalink
    08/12/2011 14:18

    Exatamente Álvaro.Corinthians é contestação,é nunca se vender,é nunca se render,é não se submeter a ninguém.Enquanto todos vão de barco o Corinthians sempre foi a nado.

    Nos odeiam porque somos subversivos,a revolução transcrita num clube de desportos.Exatamente o oposto do que o Corinthians está se tornando com essa atual diretoria que,como bem disse o babaca do “Leco”,é um bando de bambi frustrado.

    Sinceramente,taí a prova de quão anticorinthiano é o Doutor Sócrates: http://www.cartacapital.com.br/cultura/o-peso-da-camisa-do-corinthians

    Curtir

  13. David 77 permalink
    08/12/2011 14:13

    O que me deixou mais P nessa história e ver um bando de gente que quer homenagea-lo por sua atitude democratica não aceitarem sua posição. Que raio essas pessoas entendem por “Democracia”?
    Outro grande absurdo, jogar o Dr.contra a torcida. Pessoas que reclamam de Flávio Prado, Milton Neves, ESPN e etc., fazem com a memória Corinthiana o mesmo ou até pior que eles.
    É impressionante como o maior inimigo do Corinthians é o Corinthians.

    Curtir

  14. 08/12/2011 14:01

    Perfeito. Orgulho master!

    Curtir

  15. Blefe permalink
    08/12/2011 13:48

    Discordo totalmente Álvaro.

    Não é porque existem divergências políticas com a atual diretoria que o jogador deve se recusar a participar da vida social do clube.

    Mais do que uma forma de respeito ao torcedor, seria um modo de tentar mudar as coisas.

    Pergunto: o que o Sócrates faz pra mudar a situação e resgatar o passado glorioso da democracia corintiana? Nada. Isso mesmo. É um mero expectador que fica ciscando e reclamando em volta, mas quando precisa agir ao invés de falar, pula fora.

    Olha o Roberto Dinamite por exemplo. Nem ele, nem ninguém concordava com os desmandos do Eurico Miranda… mas nem por isso ele deixou de participar da vida política do clube. Candidatou-se a presidente e está lá mudando as coisas nesse exato momento.

    No final do ano temos um pleito. O Sócrates está apoiando alguém? Está no clube participando da oposição?
    Até onde eu saiba não. O cara fica de longe olhando com as suas convicções socialistas, reclamando e enchendo o saco.

    Dificilmente ele vai ser esquecido pela torcida. Mas que está perdendo pontos está. Acho que nem no estádio ele vai pra compor a massa corintiana, como fazem tantas outras lendas do clube.

    Eu não defendo essa diretoria. Eu ia adorar ver o Sócrates ser presidente do timão.

    Pena que não dá porque o cara fala demais e faz de menos.

    Enquanto isso, sobra gente que o torcedor nem conhece direito, brigando pra assumir o clube.

    Como diz o Tite “fala muito, fala muito!”

    Curtir

    • 08/12/2011 14:45

      Concordo com tudo.

      Alem disso não me envolvi no debate, mas quando o clube só convidou “blogueiros amigos” para o cargo de governador foi criticado.

      Quando convidou um ex-jogador da “oposição” tambem era uma armadilha…..quando o clube vai estar certo???

      Curtir

      • Blefe permalink
        08/12/2011 21:13

        Exato. O problema é que tem muita gente que só vê a metade vazia do copo.

        Curtir

  16. Marcus permalink
    08/12/2011 13:48

    Todo o apoio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: