Skip to content

Timão 2×1 Avaí, não vejo ninguém na minha frente! (Contem comigo: faltam 5!)

10/30/2011

Toninho Cecílio montou o MÍTICO e ACLAMADO Avaí (não esqueci!) no 4-1-4-1, como Joel Prancheta montara o Cruzeiro no mesmo Pacaembu. A linha de 4 sempre recuada, o volante sempre colado no nosso único homem de criação (Danilo) e uma linha de 4 meio campistas em que Lincoln “Pouca Pilha” era a cabeça pensante. Um time muito disciplinado taticamente e também muito… RUIM! Sem dúvida, o pior do ano.

Tite começou como esperado, com JH-Danilo-Willian na armação. Inesperado, pelo menos para mim, foi descobrir que Tite ainda acredita no sistema de jogo em que os extremos ficam isolados entre si. A pior equipe neutralizou instantaneamente Danilo e a falta de inteligência fez o resto: 0x1, uma linha burra realmente burra, que termina com o errado Castan, reclamando acintosamente do Welder, algo que ele faz costumeiramente quando a culpa é dele do miolo de zaga.

Nervosos, sem saída de bola, isolados, fizemos um lixo de 1º tempo. Adicionalmente, a chuva veio forte e se isso por um lado motivou ainda mais a arquibancada, por outro lado pegou quase todo mundo sem chuteira para um campo tão molhado.

Faltando 15, JH saiu (ufa!) contundido para a entrada do Emerson e me perguntei por que cazzo ele estava na reserva? Emerson entrou e foi jogar bem espetado na esquerda, ou seja: o 1º tempo foi realmente um lixo.

Voltamos para o 2º tempo na mesma balada, talvez um pouco mais nervosos, mas com boas chuteiras para a chuva!

A expulsão — único erro do Vuaden — forçou um rearranjo defensivo que provocou a melhora do setor de criação: Tite puxa Ralf para a zaga (mostrando que é zagueiro-volante), Danilo vem para 2º volante e Émerson vem para a meia de criação FINALMENTE aproximando-se de Liédson e Willian. Com isso, Emerson pode jogar mais solto, jogar mais bola, mas o decisivo mesmo foi Liédson. Ele ia e voltava para o meio de campo, recuperando bolas importantes, que nem Emerson nem Willian tinham condições físicas de buscar (é meus amigos, até Willian está jogando com problemas físicos).

O 1×1 veio numa jogada que se repetiu por diversas vezes, mas certa mesma só 1: roubada de bola no meio (acho que foi o Liédson), toque rápido para Willian que toca rápido para Emerson: 1×1! E note que na comemoração ele já parece um pouco manco.

É bom destacar que Edenílson estava na casamata pronto para entrar e, com o gol, Tite pediu para o rapaz esperar.

O 2×1 veio de rebote de escanteio (resultante de triangulação entre Danilo e Emerson, para espanada do zagueiro). No cabeceio-frango, só quem estava na linha do gol para dizer o que aconteceu. Da minha posição, não teria entrado nada!

Daí para frente Tite recuou tudo e ainda tirou Willian e Liédson, para entrar com Wallace e Edenílson.

Vencemos!

O 1º tempo só mostrou o que já sabíamos: esse time não é nada confiável e vai ao melhor estilo “Aqui é Corinthians!” até o derby. Mas o 2º tempo mostrou uma vitória verdadeiramente corinthiana! Meia dúzia ali mal tinham condições de ficar em pé, mas pegaram forças com a arquibancada e correram o que achavam que não seriam capazes de correr.

Achavam…

  • Não é possível que o corinthiano ainda tenha esse comportamento infantil numa partida apitada pelo Vuaden: todos nós sabemos que ele não aceita teatro e quando a gente encontrou com ele em 2009, entramos muito conscientes disso. O problema, mais uma vez, não foi o erro do juiz, foi entrar sem consciência de quem é Vuaden.
  • Também muito estranha a pisada do Emerson na cara do adversário. Lance para cadeira elétrica. Mas como o maluco toma um pisão na cara e se levanta vapt-vupt?

Em tempo:

Copo meio cheio: para quem não sabe, campeão brasileiro (tirando 2009) precisa de 73 pts ou 64% de aproveitamento (em 2010 foram 71 pts). Faltam só 15 pts (2,5 pts/jogo – se vencer 5 e perder 1, leva).

Anúncios
63 Comentários leave one →
  1. Pedro permalink
    10/31/2011 18:46

    Eu passei a acreditar que venceríamos logo após a expulsão.Nada mais Corinthians do que a vitória na base da superação.Ainda mais com a chuva lavando a alma de quem estava no Templo do Futebol de São Paulo.

    E sobre o jogo em si.O Emerson mostrou com a bola no pé que o problema dele é o excesso de uso do chinelo.E o Willian mostrou que o problema dele é a bola,ela é redonda,se fosse oval ele seria o melhor kicker da NFL.

    Sobre a arbitragem,a expulsão foi retaliação por termos tirado o Municipal da disputa do título brasileiro.O árbitro era gaúcho,logo…

    Curtir

  2. 10/31/2011 18:38

    Não foi um pisão na cara, foi ali na fronteira entre o ombro e o pescoço. Emerson é daqueles sujeitos de caráter duvidoso, a la Carlos Alberto..

    Agora, um assunto de boteco, mas vou antecipá-lo aqui. PQP, dá uma raiva danada ver esses dirigentes dos outros times falando o que querem, fazendo insinuações, sem que ninguém tome providências. Rodrigo Caetano, dirigente do Vasco, só faltou falar que o Corinthians comprou TODO mundo pra vencer e fazer o Vasco empatar, mesmo que pra sustentar sua tese canhestra ele tivesse que simplesmente IGNORAR o primeiro gol irregular do Avaí e a expulsão francamente questionável de Castran. http://bit.ly/sgr0jS

    Alguém precisa fazer alguma coisa, isso já tá passando dos limites.

    Curtir

  3. André Pinheiro permalink
    10/31/2011 18:10

    ontem a vitoria poe na conta de 3 caras, ralf que jogou por 2, liedson que decidiu e emerson que é o loco que faltava no time dos bonzinhos.
    o edenilson só vai entrar com o paulinho sendo vendido alvaro, pode esquecer.

    Curtir

  4. Cesar Augusto permalink
    10/31/2011 17:21

    O Vasco da Gama tem uma bela história, a mais bonita dos times cariocas, mas é useiro e vezeiro, historicamente, na arte de se dar bem à base de mutretas.

    O Múcio lembrou bem: Em 1986, o Vasco não conseguiria classificar entre os 7 primeiros em um grupo com 11 clubes e aprontou das suas nos bastidores, como é comum desde o início do campeonato brasileiro.

    Ademais, lembrou de um jogo, em 1989, que perdemos para o Vasco, no Morumbi. Fomos assaltados. O Vasco fez o gol aos 47 do 1º tempo numa época em que não havia descontos. Ademais, no lance do gol, o Denys, argh, sofreu falta do Luis Carlos Winck. O Vasco era um timaço, mas a arbitragem era totalmente parcial.

    Aos mais jovens: Em 1974, o Vasco foi campeão na mão grande, na malandragem ao conseguir, via Tribunal, a alteração do local da final. A final seria no Mineirão e foi no Maracanã, sob o argumento de que diretores do Cruzeiro invadiram o Mineirão. Bobagem. E isso foi motivo suficiente para a mudança de local da partida final. No jogo em si, Armando Marques não deu um gol legítimo do ponta-esquerda Wílton, que levaria o jogo para a prorrogação. O Vasco foi campeão com asterisco.

    Em 1997, todos devem se lembrar. É claro que o Palmeiras merecia tomar uma invertida do Vasco e do Tribunal, pois fez a mesma coisa com o Corinthians em 1994. O elemento envolvido era o mesmo, Edmundo, o animal. Pois bem: Na 1ª partida da final do campeonato, no Morumbi, Edmundo tomou o 3º cartão amarelo e, portanto estaria suspenso do 2º jogo da final no Maracanã. Eurico Miranda, que à época sentava no banco de reservas, deu a ordem para Edmundo ser expulso. Edmundo prontamente atendeu e foi absolvido pelo Tribunal para jogar a decisão. Jogou e o Vasco foi campeão. Outro asterisco.

    Quer mais:

    Em 2000, o Vasco venceu o São Caetano por 3×1 e foi campeão. Porém, antes disso, em São Januário, devido à superlotação do estádio por culpa do Vasco, o alambrado de São Januário cedeu e a partida teve que ser suspensa aos 20 minutos do 1º tempo. A lei era clara: É dever ao mandante dar condições de segurança à partida, caso contrário perderá 3 pontos. Pois bem: O Vasco, com a omissão da CBF e do “seu” Tribunal não foi penalizado por nada e 3 semanas, eu disse 3 semanas, quando os jogadores do SC já estavam de férias, realizou-se a final no Maracanã e o Vasco, já treinando há duas semanas, venceu por 3×1 e foi tetracampeão com super-asterisco.

    Quer mais:

    O Vasco é tão forte nos bastidores que, em 1997, o Eurico Miranda invadiu o campo e não deixou o Paraná Clube bater um pênalti. O Jogo acabou e ficou por isso mesmo.

    Quer mais:

    Vagner Diniz, o maior cai-cai da história do futebol brasileiro, é cria do Vasco. Romário só chegou aos “mil” gols, graças aos supostos pênaltis concedidos pela boníssima arbitragem carioca. Romário deve ter feito, no mínimo, mais de 100 gols de pênalti com a camisa do Vasco. Destes, sem medo de errar, 60% não ocorreram.

    O Vasco sempre é favorecido, exceto quando joga contra o Flamengo.

    Esse é o time oficial, que tinha como um dos seus expoentes, no final da década de 70, um dos executivos da globo: Valter Clark.

    Enfim, é mais ou menos assim:

    Sem bairrismos, mas disputar título com time carioca é muito difícil, pois eles se utilizam de todos os meios para levar vantagem.

    O Atlético-MG que o diga, em 1980 e 1981;

    O Cruzeiro que o diga, em 1974;

    O Santos que o diga, em 1983 e 1995;

    O Grêmio que o diga, em 1982;

    O Palmeiras que o diga, em 1997;

    O São Caetano que o diga, em 2000;

    O Coritiba que o diga na Copa do Brasil deste ano;

    Mas, espero que o Corinthians consiga vencer tudo e todos. É foco, treino e jogar cada partida como se fosse à última.

    Com isso, temos grandes chances.

    Curtir

    • Thiago Guadalupe permalink
      10/31/2011 20:47

      É isso aí! Assino embaixo! Mas o Corinthians É CORINTHIANS (viu PVC!!!) e vai vencer tudo e todos!!!

      Curtir

    • ALEXANDRE permalink
      10/31/2011 21:31

      que o digamos nois em 2010!

      Curtir

    • 10/31/2011 21:36

      Sempre foi uma festa a arbitragem por lá. Eu peguei mais a fase do medo do Eurico. Ninguém tentava nada, até presidente tinha medo do cara!

      De todas a pior foi a do Edmundo. Aí o Luizão foi repetir e deu uma porrada na cara do jogador do Atlético!

      Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        10/31/2011 22:49

        O Luizão teve uma atitude grotesca, mas o Corinthians, à época foi muito mais digno ao não tentar nenhum artifício legal e jogamos aquela final com Gilmar Fubá no lugar do Luizão. O OO estava tentando nos matar do coração. Bastava a simples entrada do Fernando Baiano, que ganharíamos facilmente.

        Curtir

  5. 10/31/2011 16:46

    O time não jogou bem, mas, em termos de Corinthians, fez o essencial: lutou. E lutou muito, demais. Às vezes, do jeito errado, mas lutou.
    Falta inteligência ao time. Só isso. Temos um pouco dessa inteligência com jogadores como Alex e Emerson. Esqueçam Tite. A participação dele é sempre ocasional.

    Ganharemos o título se estes jogadores souberem chamar a responsa.

    Curtir

    • 10/31/2011 21:29

      Falta nesse time o maluco El Cid, aquele que berra: “ATACAR!”.

      O maluco que faz esse papel é o Emerson, mas vive machucado.

      Sem ele, sobra o Tite.

      Curtir

  6. Múcio Rodolfo permalink
    10/31/2011 16:16

    1- Vamos lembrar que aquela confusão que tomou conta do CB de 1986 foi provocada com o intuito de favorecer o Vasco da Gama que conseguiu a “proeza” de ser eliminado na competição logo na primeira fase.
    2- O Manu está apostando nos portuga. Eu continuo apostando no Corinthians e acho que com mais chance que o Vasco está o Botafogo, que tem uma tabela mais “light”
    3- Nos confrontos com a dupla Grenal, o Corinthians perdeu apenas dois pontos. Dos candidatos ao título foi o que menos perdeu ponto para o time gaucho. No confronto direto com os concorrentes ao título teve um desempenho muito bom- ganhando de todos eles. E nos jogos contra os tidos como pequenos desperdiçou menos pontos do que o ano passado.

    Curtir

  7. Alessandro permalink
    10/31/2011 14:21

    Será que o Ralf não pode jogar de zagueiro? Poderíamos escalar o time com: JC, Welder PA(Chicão), Ralf, FS, Paulinho, Edenílson, Danilo, Alex, Emerson e Liédson.

    O gol que tomamos foi de juvenil, não ficou ninguém na frente do batedor.

    O Cesar Augusto falou bem, a diferença deste ano é a fome do time. Ano passado perdemos muitos pontos para os times pequenos.

    Em Uberlândia teremos toda a torcida a nosso favor, temos que matar esse jogo, nada mais importa, e vai ser um parto.

    A partir de agora é 1 X 0 e sem vergonha de bicão.

    E chega de dorzinha, tem que ir todo mundo pro pau.

    Infiltração, acupuntura, macumba e banho de sal grosso.

    Vai Corinthians!!!

    Curtir

    • Thiago Guadalupe permalink
      10/31/2011 15:29

      Juvenil foi o bandeira! rs

      Curtir

    • 10/31/2011 21:20

      Eu defendi o Ralf como zagueiro logo que ele chegou no Corinthians.

      Ele é muito bom no desarme, mas ruim no toque de bola.

      Curtir

      • Celso 1° permalink
        10/31/2011 22:33

        O 1° volante Masquerando se transformou num zagueiraço no Barça.
        Mas precisaríamos de um bom 1° volante
        Vou pardaiar…improvisaria o Chicão, será que daria certo?

        Curtir

  8. Nicolas permalink
    10/31/2011 13:35

    O primeiro tempo foi bem ruim. Raríssimas oportunidades de gol para o Corinthians, um grande problema para quem precisava ganhar o jogo. Não adianta querer acelerar demais e acreditar que vai fazer gols com chutões e cruzamentos a esmo. A transição para o ataque tem que ser melhor organizada. Penso que havia um buraco entre a defesa e o ataque.

    No segundo tempo, o time melhorou sua transição, em parte porque os jogadores de ataque voltavam e ajudavam nesta tarefa. A expulsão injusta atrapalhou mas o time já mostrava um rendimento melhor. Em condições normais, o Emerson Sheik não deveria ficar na reserva, já que é o melhor atacante no momento.

    A questão é saber qual é a cara do Corinthians com o Tite. Se é o time do primeiro tempo, estamos …com dificuldades, para usar uma expressão mais amena, haha.

    Curtir

  9. Cesar Augusto permalink
    10/31/2011 13:35

    Neste momento do campeonato, o importante é somar 3 pontos seja de que modo for.

    Conseguimos. E mais uma vez, jogando contra 14.

    Vitória na garra, na raça, na vontade de um time que, se não é um primor tecnicamente, vem demonstrando uma vontade de vencer que, por exemplo, não se via no ano passado.

    Ontem, foi uma vitória sintomática. Se o Avaí tivesse um pouco mais de capacidade, mais uma vez, levaria vantagem sobre o Corinthians. Seremos campeões no sufoco.

    A equipe se superou, especialmente, após a injusta expulsão do Castán. O time se desdobrou e, por incrível que pareça se acertou, com Ralf de zagueiro, Paulinho de volante, Danilo de 2º volante e Emerson, o melhor em campo, em todas as posições do campo. O Shake foi o nome do jogo, porque é um jogador que não se omite, chama o jogo e irrita os adversários. Merecia a expulsão no final, mas entrou com sangue nas veias. Este é um jogador que, na parte final do campeonato, pode resolver a situação para o Corinthians.

    Outro que merece destaque é o Liédson, que não está bem, mas é impressionante a disposição do atacante, que fez um gol chorado como é típico do Corinthians.

    A dificuldade do jogo se deu, principalmente, pela ansiedade. O Corinthians apressou demais o jogo e acabou se complicando.

    É impossível suportar um jogador como o JH. Não dá mais. A sua contusão foi providencial. O William fez uma partida horrível, também, mas fez a assistência para o gol do Emerson.

    O favorito, agora, é o Corinthians, já que o Vasco tropeçou no SPFC.

    E com a liderança do Corinthians começa o xororô.

    O dirigente do Vasco, Rodrigo Caetano, reclamou da mudança do prêmio dos melhores do ano para o SP, do pênalti em cima do Alan e do gol irregular do Corinthians. Foi falta no goleiro, diz ele. Em suma, o campeonato, também, se ganha fora dele e o choro visa o benefício no próximo jogo.

    O Corinthians foi roubado discaradamente pelo Vuaden, mas, mesmo assim, o tal Rodrigo Caetano diz que há um complô para sermos campeões. É um absurdo. No ano passado, sofremos o mesmo problema. Este ano, idem. E ninguém da diretoria do business se coloca contra os impropérios proferidos pelos adversários.

    É preciso rebater esta questão é mostrar para o R. Caetano, quem é o Vasco.

    Como foram ganhos os títulos do Vasco, em Brasileiro, em 74, 97 e 2000.

    Não tenho dúvidas que seremos roubados até o fim. Porém, time que quer ser campeão passa por cima destes detalhes, como aquele de 98, que foi tungado em dois jogos da decisão contra o Cruzeiro e, mesmo assim, foi campeão.

    Por fim, parte da imprensa, desde já, está de luto. O PVC, palmeirense, lembrou de 1986, onde fomos eliminados pelo Palmeiras, após vitórias com cara de Corinthians. Isso é análise que se faça. Comparar 1986 a 2011. Inacreditável.

    Somos favoritos, meus caros, mas ainda não acabou. Se der a lógica nos próximos jogos e fizermos a nossa parte, temos tudo para ser campeão na penúltima rodada. Sim, na penúltima, especialmente porque há um Vasco x Botafogo no caminho. Se não der Vasco e fizermos a nossa parte, seremos campeões em Floripa.

    Um jogo de cada vez.

    Curtir

    • Thiago Guadalupe permalink
      10/31/2011 14:02

      1) Concordo sobre o Emerson Sheik – tem sangue nas veias e não se omite mesmo!

      2) Essa é a minha indignação… somos garfados sempre… e ainda temos que ver e ouvir a merda do “apito amigo corintiano” – tem hora q vc perde a paciência com tanta hipocrisia!

      3) Essa dor de cotovelo do PVC hoje também foi redícula… se doendo todo porque em quase todo Brasil só se fala: “Isso é Corinthians!” – vai cuidar do seu timinho que merecia cair… pior que esses merdas da ESPN se passam pelos baluartes da ética, da verdade… mais e mais hipocrisia!!!

      4) Cesar, já tinha comentado aqui que devemos ser campeões na penúltima rodada – pelo menos é a lógica.

      Curtir

    • Marcus Vinícius permalink
      10/31/2011 14:55

      – Sheik é o cara do time, sem dúvida. Jogador de decisão, não é a toa que é bi-campeão brasileiro, sendo que no Flu fez o gol do título.
      – Quanto a mídia e os antis, faz parte. É o preço que se paga por ser time de massa. E aqui no Brasil falar mal e criar polêmica é o que dá ibope e pageview. Já to acostumado…

      Curtir

    • 10/31/2011 21:10

      Esse post do PVC tá muito choroso!

      Parece até que alguém hackeou a conta dele na ESPN e escreveu um post palmeirense no blogue (e ele odeia se expor como porconcio). Lembrar 1986?!

      Curtir

    • Celso 1° permalink
      10/31/2011 22:37

      Lamentavel a pequenez dos dirigentes vascaínos, mas isto é uma tática.
      Ano passado deram xiliques e o juizão anulou gols do R9 em campinas e inventou penalti em salvador na retinha final.
      Neste ponto a dirtoria é lastimável, omissão irresponsável.

      Curtir

  10. ALEXANDRE permalink
    10/31/2011 11:16

    TA FODA ESSAS ARBITRAGENS!! ACOMPANHEI VASCO E SP PELA GLOBO E CORINTHIANS E AVAI PL RADIO CORINGAO,FOI DEMAIS VER A EUFORIADAS TORCIDINHA QUANDO O PLACAR DE SAO JANUARIO ANUNCIOU POR ENGANO CORINTHIANS 1X2 AVAIE TBM O DESANIMO DO CLEBER MACHADO. CHUPEM ANTIS!!!

    Curtir

  11. Marcus Vinícius permalink
    10/31/2011 11:06

    Pô Alvaro, dá uma moral aí. Eu cantei no pré-jogo que o Emerson ia quebrar na armação ein…rs.

    Curtir

    • 10/31/2011 21:03

      Circustancial! Não dá para o Emérson quebrar um galho na armação em todo jogo. Melhor mesmo é o Tite aproximar os meias entre si.

      Curtir

  12. Thiago Guadalupe permalink
    10/31/2011 10:42

    Os amigos que me desculpem mas depois de um jogo desse vou mandar qualquer tipo de análise tática e técnica a m… ! E não vou procurar picuinha pra ficar aqui só lamuriando, reclamando e procurando qualquer besterinha pra criticar…

    A vitória de ontem foi na raça, foi à moda corinthiana, e com uma participação fantástica da torcida debaixo de um temporal. Pontos que merecem destaque:

    1) Alvaro, muito me admira vc perdoar um gol impedido… ser complacente com Vuaden… estamos sendo prejudicados de forma grave em quase todos os jogos, vamos lembrar os últimos? – Penalti mandrake (Cruzeiro); expulsão absurda (Inter); gol impedido e expulsão inacreditável (Avaí).

    2) Os jogadores enfrentam essa adversidade da juízada querer mandar o caneco pro Rio, ficamos aqui metendo o pau neles, e aceitando arbitragens como a de ontem que nos garfam escandalosamente?

    3) A torcida que está “bambizando” é essa que debaixo de temporal comandou a virada!!! Vamo parar de besteira… torcida igual a nossa não existe no mundo!!! Isso não muda porque existe corinthiano em qualquer classe social, religião ou ração não…

    4) Em resumo, sem Alex (aquele que mais estava fazendo diferença a nosso favor no Br-11), o time leva um gol impedido… depois tem um zagueiro expulso direto (até o Gaciba condenou) por Vuaden reescrever a regra ontem no Pacaembu… e mesmo assim viramos com atitude! Parabéns a todos os jogadores!!! Isso é postura de time campeão sim!!!

    5) Estamos a 4 vitórias do título!

    VAI CORINTHIANS

    Curtir

    • Marcelo permalink
      10/31/2011 10:57

      Thiago e demais por falar em Alex achei que ele não ter jogado ontem foi uma forma do Tite preservar ele da torcida por ter agradecido ao Muriel da barreira, afinal no sábado a tarde a notícia era que ele jogaria, então seu Adenor o poupou das arquibancadas e ele só nos reencontrará daqui quinze dias onde as coisas estarão esquecidas…..Afinal para ganhar do Avaí como diz o Mano no estádio 97, era necessário apenas 8 jogadores, se descontarmos o Paulinho, o Castán e o Danilo que ontem não jogaram nada, ele estava certo!! Abs

      Curtir

    • 10/31/2011 21:00

      O impedimento ali é discutível, pois a regra permite que, na dúvida, o bandeira deixe o jogo seguir.

      Eu só fico com o erro na expulsão. O jogo todo eu vi corinthiano se jogar em lances que o Vauden não dá nem tchuns.

      Curtir

      • Thiago Guadalupe permalink
        11/01/2011 10:51

        Todos viram impedimento claro Alvaro… e no Bem Amigos de ontem Arnaldo Cesar Coelho afirmou: “impedimento muito fácil de marcar!”

        Curtir

  13. Marcelo permalink
    10/31/2011 9:43

    Bom dia povo, vamos aos facts….. Paulinho ontem parece que entrou com a cabeça na transferência, não acertava passes, não se desmarcava, travou a saída de bola e o prim eiro tempo foi para o saco, além disto o Danilo ficou preso e com isto não tinhamos nada para tirar da cartola no primeiro tempo, JH nem vou comentar… Achei que o Liédson diferente do domo do buteco está muito mal, duas finalizações dele foram para a pqp, coisa que quando ele está normal não acontece. Não vou chover no molhado com relação ao Émerson, mas o cara é sangue ruim, se bem que da onde eu estava (Laranja) não deu para ver nada, porém estava exatamente na linha do gol e na hora deu para ver que a bola entrou! O neste momento (acho que só eu vi) o bandeirinha levanta a bandeira marcando algo e logo em seguida sai em direção ao meio de campo, muito esquisito…Acho que não tenho mais nada a acrescentar fora a chuva fdp que tomei por não querer comprar aquela capinha safada…hehhehe. Faltam 5, Vai Corinthians!!

    Curtir

  14. 10/31/2011 8:28

    Não é facil torcer pra esse seu time hein. Foi o que me disse um santista no bar onde eu assisti o jogo ontem.

    Acho que ontem ficou clarissimo como o Tite é fraco. No 11 contra 11 o time se enrolava em campo. Com Danilo isolado e anulado no primeiro tempo, o jogo implorava pela entrada do Edenilson ou do Ramirez. Tite teve a chance e não aproveitou quando o Jorge Henrique saiu machucado. Os deuses do futebol não se deram por satisfeitos e continuaram ajudando quando o juiz que queria nos roubar, expulsou o Castan. Ralf, Paulinho e Emerson deram um passo pra tras e o problema na armação foi corrigido. A partir dai, mesmo com um a menos, não foi dificil pressionar o fraco time do Avai.

    A chave pra ganhar o Campeonato, é o time não precisar do tecnico nas partidas que restam.

    Curtir

  15. 10/31/2011 7:23

    quanto à arbitragem, não há critério possível na regra de futebol que explique aquela expulsão: dá para discutir até se foi falta, e aliás o Vuaden é conhecido por não dar “faltinha”, não? Uma falta a 40m do gol, numa bola oblíqua e com o goleiro já chegando na bola, é no máximo, com muita vontade de ser rigoroso, amarelo. A explicação mais benevolente é: os juízes estão entrando pressionados pressionados para fazer qualquer coisa dentro de campo, menos dar a impressão de que ajudaram o Corinthians. O problema da vitória é que, de novo, ninguém veio reclamar abertamente da arbitragem. Foi o terceiro jogo consecutivo com erros bizarros e vai acontecer domingo novamente. Quanto à vitória, valeu muito a raça e o não desânimo mesmo com um a menos. Dá moral.
    http://cachacadopovo.blogspot.com/

    Curtir

    • 10/31/2011 8:54

      Nesse caso não dá para ser benevolente não! Foi uma expulsão muito estranha.

      Quase certeza que ele vai dizer que expulsou porque foi xingado…

      Curtir

  16. 10/31/2011 1:01

    Partida horrivel. Por mais que a gente tente ter boa vontade com o Tite, o cara não ajuda. As substituições e principalmente as “quase-substituições” mostram na maioria das vezes que ele não sabe o que está fazendo, e segue apenas o calor do momento. Essa história que sempre se repete de chamar o jogador e desistir da alteração pra mim é ridicula.
    Eu já desisti do Edenilson, já que pelo jeito, o Adenor não o colocará como nós gostariamos de vê-lo. O negócio é torcer pro Danilo e o Alex aguentarem até o final. JH, na minha opinião, não tem mais função no elenco, e, a exemplo do que sugeriu o Bambi pau-mandado do Juvenal, ele deveria ser usado como moeda de troca para uma contratação futura. Com certeza deve ter muito time por ai que gostaria de tê-lo.
    Sofrer e ganhar na raça como foi hoje é Corinthians, portanto, é bom pra cacete. O grande problema é não ter a mínima idéia do que esperar do time quando ele entra em campo. Futebol por futebol, outras equipes como Vasco e o Botafogo merecem mais do que nós. Eu acredito no titulo na última rodada, mas se tivesse que apostar uma grana em alguém, apostaria nos portugas.

    Curtir

    • 10/31/2011 8:38

      O Tite normalmente não acerta as substituições, mas no jogo de hoje ele não fez nada de errado, muito pelo contrário.
      – JH foi necessidade, entrou um outro jogador ofensivo.
      – Com a expulsão de um zagueiro, um técnico normalmente repõe com outro zagueiro, mas o Tite foi corajoso e não fez a troca de imediato, apenas organizou o time recuando o Ralf e por consequência arrumando a bagaça lá na frente. O Edenilson ia entrar justamente pra isso, por isso nosso comandante resolveu esperar, até porque a gente estava tomando conta da partida.
      – Só quando virou o jogo que ele tirou atacante e colocou um zagueiro…
      – … sobrando só uma substituição, que foi colocar finalmente Edenilson em campo.

      Curtir

      • 10/31/2011 8:53

        De fato ele não fez a troca, ponto para ele.

        Só que se ele faz a troca, EU QUEBRAVA O MUNDO!!!

        Mas o time se arrumou por força da expulsão.

        Curtir

    • 10/31/2011 8:51

      Somos 2!

      Acho que o diferencial do Corinthians é o Liédson. Um craque que resolve partidas absurdas.

      Curtir

    • Celso 1° permalink
      10/31/2011 22:47

      Estamos na liderança por causa dos nossos valores individuais, pois o derrotite é uma anta, eita cara burro e incompetente.
      Se tivessemos um técnico bom domingo ja iríamos levantar o caneco em MG.
      Ontem seria mais um daqueles jogos de chuveirada e nada como foi diante do bosta fogo, mas o Emerson entrou, botou a bola chão e desequilibrou pro timão.
      O pior é que agora nem da pra cornetar muito, o jeito é apelar pra tudo e ter o coração forte pra aguentar.
      Vai corinthians!

      Curtir

  17. Múcio Rodolfo permalink
    10/31/2011 0:36

    Foi só no finalzinho do jogo que eu entendi que o Corinthians jogava com um a menos quando o Avaí ainda ganhava por 1×0. O que insere este jogo naqueles jogos com a cara do Corinthians. Vamos lembrar que a equipe catarinense bateu o Botafogo -que estava se tranformando na sensação do campeonato-, luta para fugir do rebaixamento…..ou seja aplicativos que demonstram que não seria um adversário fácil, apesar da colocação em que se encontra. Fora o fato desta equipe ser uma espécie de “Sport do Recife do Sul”. Então, somando adversário que, apesar de modesto, tem a maldita mania de engrossar quando joga com a gente, arbitragem com aquela vontade doida de nos prejudicar e os nossos problemas físicos, temos a vitória de um time que caminha para se campeão. Como eu não vi o jogo, fica difícil analisar jogador por jogador. O Jorge Henrique saiu no primeiro tempo e pelas palavras do polêmico anfitrião deste espaço não jogava bem. Estou desistindo de acreditar que ele possa voltar a jogar o que jogou em 2009. O Emerson e o Liedson mostraram que podem ser decisivos nesta reta final. Eu so temo que alguma pessoal do STJD, querendo aparecer,resolva denunciar o Emerson pelo pisão que deu no jogador do Avaí. Ainda mais que a gente briga contra a cariocada e eles bem sabem que o Emerson se torna peça importante neste time do Corinthians.

    Curtir

    • 10/31/2011 8:42

      Saí do estádio pensando que esse pisão ainda iria custar caro no STJD, mas como o cara se levanta sem nenhum arranhão?

      Minha hipótese corinthiana: ele nem relou no cara, mas a posição da câmara deu a ilusão de ótica do pisão.

      Curtir

  18. Luciano Guedes permalink
    10/31/2011 0:34

    No gol do Avaí, o Willian (o deles) estava impedido ao receber a bola. Assim, não se pode dizer que houve linha burra, pois ela serviu ao seu intento de deixar o adversário em impedimento. Se o juiz não viu, é outra história..Isso não absolve a zaga, pois não poderia deixar o jogador Robson livre daquele jeito.
    Émerson estava na reserva porque está voltando de contusão e era arriscado começar com ele jogando e ele se machucar de novo (fizeram isso com o liedson, lembram?).
    No lance da expulsão, o apitador foi muito rigoroso, assim como todos os árbitros estão sendo com os jogadores corintianos. Questiona-se até se foi falta, e se foi falta, era pra cartão amarelo, nunca o vermelho, pois o lance não era perigo de gol (a bola estava mais pro Julio). (Logo, são dois erros do árbitro, pois colocamos na conta dele também a validação do gol deles)
    Não vi a tão falada “pisada”do Emerson. Entendi que foi um lance em que ele e o adversário brigam pela bola e ele acaba caindo. E quando se caí, não se escolhe onde pisar.

    Notemos que nas últimas 04 partidas, houve erros capitais em jogos do Corinthians

    1) Contra o Botafogo, erro a nosso favor, no gol anulado. Ainda bem que perdemos, porque iriam dizer que compramos o juiz.
    2) Contra o Cruzeiro, pênalti inexistente marcado contra a gente.
    3) Contra o Inter, além da expulsão do Alessandro (errada, a meu ver), o Nei, lateral deles, deveria ter sido expulso antes de fazer o gol, pois estava descendo a botina nos nossos jogadores.
    4) Contra o Avaí, validaram um gol ilegítimo deles e expulsaram nosso zagueiro injustamente.

    O que isso significa? Que os árbitros são incompetentes, só isso. Não entramos nessa onde de reclamar de arbitragem, para não sermos confundidos com os chorões do sul ou de Minas. Não há complô contra nos, mas acho que aquele lane contra o cruzeiro ano passado instituiu na arbitragem uma espécie de máxima “na dúvida, marque contra o Corinthians”.
    Concluindo, sinto falta da nossa diretoria protestar contra a arbitragem, o único que se revolta é o Tite, mas ele não encontra ecos na diretoria, e acaba ficando tímido.

    Curtir

    • 10/31/2011 8:39

      O impedimento (que pela regra é aceitável como lance legal, então não houve erro de arbitragem) não isenta a dupla de zaga pelo mal posicionamento. Esse problema tem sido recorrente, pois o PA sempre avança de mais a linha.

      Com treino, pode até dar certo, mas, por hora, é um tiro no pé.

      A expulsão foi altamente suspeita! Principalmente vindo de um juiz que não marca faltelha,

      Curtir

    • ANDRE.T permalink
      10/31/2011 11:06

      Concordo. A arbitragem é horrivel. O problema é que os outros times ficam pressionando os arbitros contra o corinthians (um diretor do vasco saiu do jogo ontem falando um monte, inclusive do nosso jogo). O efeito disso é que num lance duvidoso o apitador nao vai pensar duas vezes em apitar contra o timão. Enquanto isso nossa diretoria não faz nada.

      Curtir

  19. Emboava permalink
    10/31/2011 0:20

    O primeiro tempo foi lamentavel… tanto que eu pensei que não iriamos ganhar jogando daquele jeito e fui jogar bola e nem assisti o segundo tempo…
    ——-

    Eu não sei o que acontece… mas ninguém chega no Tite e fala que o Corinthians tem que entrar para ganhar estes últimos jogos… niguém lhe diz que para que a bola chegue “redonda” ao atacante esta deve passar pelo meio campo… coisa que não existiu hoje… e em poucos jogos do Tite… era jogo para jogar o Edenilson ou mesmo o Ramirez no lugar do JH ou do Willian… eu cansei do Paulinho… ele não passa de um bom reserva do Elias… podem vender que eu não notarei… e o Emerson é um cara que arranja espaço pros outros… é habilidoso… mas não pode jogar sozinho tentando passar por 5 jogadores na lateral do campo…

    *[eh a mesma história do Dentinho… ele era bom… pra mim igual ao Neymar… só que todos os técnicos mandavam ele jogar isolado na lateral do campo e longe do gol… e não tinha ninguém pra falar pra ele parar de se jogar…]*

    Welder melhor que o Alessandro… demourou pro Tite perceber isso…
    ——-

    Sobre o jogo… o gol do Avaí foi irregular… e os caras do premiare demoraram mais de 10 minutos pra falarem sobre o ocorrido… se fosse gol do Corinthians teriam falado logo após o gol…

    Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      10/31/2011 0:43

      1- No gol do Avai, o tal de Kleber Machado não fez a menor questão de mostar o lance de novo para ver se teve alguma irregularidade (e teve), mas no gol de empate do Corinthians sua atitude foi diferente. Mas entendo, afinal somos o “time mais favorecido do futebol univesal”
      2- Hoje de manhã ouvi comentarios de como o Neymar jogou bola ontem. A tarde vi os gols. Dois de penalti -bem sem vergonhas por sinal, daqueles que se marcados a favor do Corinthians provocariam as discussões de costume-, um gol no qual ele teve a sorte do beque tropeçar no pé dele e cair e um gol bonito (de fato)…..ou seja, nada que um Abuda num dia inspirado não pudesse fazer.
      3- Além de se convencer que o Welder deve ser titular, espero que o Adenor se convença de que o Jorge henrique tem que ser reserva. Edenilson Já!

      Curtir

      • 10/31/2011 8:15

        Já tô topando qualquer coisa no lugar do JH. Mesmo com o posicionamento prejudicado pelo Tite, acho que JH precisa de férias para reencontrar o eixo futebolístico.

        Curtir

    • 10/31/2011 8:13

      Só espero o título para falar “obrigado, Tite. Até uma próxima!”

      Curtir

      • Celso 1° permalink
        10/31/2011 22:52

        Esqueçe, se ganhar é contrato renovado com aumento de salário até o fim de 2012, ou seja, mais um ano de bumba meu boi.MEU DEUS!

        Curtir

  20. 10/31/2011 0:12

    Jogo fácil? Aqui é Corinthians, não existe jogo fácil. Mas, no final das contas, foi uma boa vitória, e que pode dar moral pra essa sequência final de jogos. E, melhor ainda, temos uma semana pra descansar todo mundo pro próximo jogo contra o rebaixado América-MG.

    – Emerson, o melhor jogador corinthiano na partida volta a ser titular. Se grande parte da excelente sequência inicial do Timão no campeonato pode ser creditada na conta do Liedson, a gente ainda chega no final disputando o título muito por causa do futebol do Emerson também, que salva o time quando Danilo não resolve jogar bola.
    – Acompanhei pelo rádio e não vi o lance da expulsão. E nenhum site deixou o vídeo com o lance, o que pra mim já mostra que foi mal marcado.
    – Nosso segundo gol foi na fé do bandeira. Diz o tira-teima que a bola entrou, mas eu não marcaria.
    – Que joguemos sem uma perna, com homem a menos, com juiz contra, tem que vencer os jogos que faltam de qualquer jeito.

    Em tempo: FALTAM 15 PONTOS!

    Curtir

    • 10/31/2011 8:11

      Não sei se o Emerson folta a ser titular, fiquei com a nítida impressão que ele está sem força física e com dor.

      Curtir

    • DANGA - CORINTHIANISMO EH O QUE IMPORTA permalink
      11/01/2011 3:16

      Bruno, assisti ao jogo das cadeiras laranjas, próximo à divisa com a arquibancada amarela, portanto quase na linha do gol, e dali deu pra perceber CLARA E NITIDAMENTE que a bola entrou! Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: