Skip to content

Urna eletrônica não é segura.

11/04/2011

No Corinthians parece que discute-se a utilização ou não de urnas eletrônicas. As maravilhosas urnas eletrônicas!

Não tenho a mínima idéia do porquê dessa pendenga. Lembro que na SEP também teve essa discussão e venceu o uso da urna.

Saindo do Corinthians, mas estimulado por ele, já reparou que falar mal das urnas do TSE é mito?

Não quero(eremos) a volta das malfadadas urnas de papel, de apuração altamente manipulável e lenta (o que aumenta a facilidade de manipulação).

Acontece que aceitar a tese de que a urna eletrônica do TSE é segura, baseia-se apenas na nossa Fé no TSE. E só.

O saudoso Leonel Brizola propôs a impressão simultânea dos votos para se garantir ao menos uma possível auditoria do sistema, no caso de dúvidas quanto ao resultado (e ele sabe bem o que é manipulação eletrônica de resultados).

A maioria deve estar estranhando eu cornetar as maviosas urnas do TSE: “é impossível alguém hackear uma urna off-line, Ó Pá!”

Né não…

Em 2009 já foi provado que isso é possível, por meio de uma técnica computacional nova, a Return-oriented programming, que não envolve a inserção de nenhum código novo na urna-computador.

O custo do “ataque” foi de USD 100.000,00, valor insignificante se comparado ao custos das campanhas eleitorais brasileiras.

Num paper publicado pelos pesquisadores, eles desenvolvem a tese de que é impossível se proteger uma urna atual contra ataques de tecnologias ainda não existentes (como são nossas urnas frente a essa nova técnica). A melhor coisa a se fazer, segundo os pesquisadores, é imprimir uma cópia dos votos, como sugeriu o Engº Leonel Brizola lá em 2000.

Mas é claro que isso não é razão para não se utilizar as urnas na eleição do Coringão!

Ou é?

Anúncios
16 Comentários leave one →
  1. Cesar Augusto permalink
    11/05/2011 15:29

    Perpetuar-se no poder, digo.

    Curtir

  2. Cesar Augusto permalink
    11/05/2011 15:23

    Urna eletrônica não e segura, ainda mais num “colégio eleitoral” diminuto. Cédula de papel, idem. Eu morei em Cuiabá, entre 1979 e 1982, e até hoje as eleições para governador em 1982 fera suspeitas, jamais comprovadas, que houve fraude das grossas para eleger o candidato do PDS, partido da Ditadura, Júlio Campos contra “Padre Pombo, candidato do PMB. Disseram à época que urnas com votos em Padre Pombo foram jogadas no Rio Cuiabá. Existiam indícios, mas provas cabais nunca apareceram. À boca pequena, o povo da capital Cuiabá sempre desconfiou da falcatrua contra o Padre Pombo em detrimento de Júlio Campos, candidato das elites. Portanto, em cédula, também é possivel falcatruas.

    Porém, com falcatruas ou não, o Mario Gobbi, o homem que assumiu que futebol é business e se desfez do time campeão de 2009, será eleito.

    Por outro lado, a oposição do Corinthians é uma piada. Fraca, sem criatividade, conservadora e sem qualquer novidade. Paulo Garcia, Citadini, Stábile, Romeu Tuma, entre outras, ao menos uma vez na vida lá estiveram e nada fizeram de útil.

    Já a situação fez uma gestão nota 4 ou 5, no máximo e permanecerá no poder por alguns méritos, não podemos negar, mas por absoluta inércia de uma oposição atrasada.

    Quem perde com isso, como sempre, é a instituição Corinthians.

    A única questão que me incomoda neste eleição do Corinthians é a absoluta intolerância, por parte da situação, ao debate, ao contraditório.

    Li uma entrevista do Osmar Stábile em que ele descasca a administração Sanchez, especialmente a gestão das categorias de base, o que concordo em gênero, numero e grau.

    E o que faz a situação?

    Absolutamente nada.

    Utiliza de suas vozes na mídia para defendê-la dos ataques, desta vez, pertinentes do Stábile.

    Stábile disse o seguinte:

    “Vou tratar das categorias de base. Elas apodreceram. Não existem mais. O Andrés acabou com tudo. Agora, o que tem é dois ou três empresários cuidando de tudo lá. Não tem profissionalismo. Colocaram o Fernando Alba, que é um rapaz simpático, para cuidar lá. Só que ele não tem capacidade. Cuidava da piscina, não tem nada a ver. Tem de ter profissional cuidando de lá. Tiraram o Zé Augusto, que era um ótimo técnico. Quem entende, é afastado”.

    O Stábile mentiu, ou não é verdade que este Fernando Alba jamais teve qualquer relação com o futebol?

    Pelo que sei, cuidava dos esportes aquáticos.

    Ou seja, as categorias de base do Corinthians tem como seu comandante, alguém totalmente alheio ao futebol.

    Por que?

    Não seria mais interessante, colocar alguém do ramo para gerir as categorias de base.

    Ou melhor:

    As categorias de base precisam ser refundadas em todos sos seus termos.

    E este é o calcanhar de aquiles da gestão Sanchez, que neste qusito privilegiou as amizades e o loteamento da base. Simples assim. Há quanto tempo, o Corinthians não revela um jogador razoável?

    A base é um lixo porque é tratada pelos espertalhões que comandam o Corinthians como um negócio. Um lucrativo negócio.

    Por fim, não sou situação nem oposição.

    Mas tenho um lema:

    “Se hay gobierno soy contra”.

    A defesa sistemática da gestão Andrés é algo que me incomoda. É um início, talvez de uma era com total aversão à discussão de idéias. Os soldados de Andrés preferem varrer o problema para debaixo do tapete e desqualificar o opositor que debater as questões mal resolvidas pelo atual administração.

    É a mesma tática utilizada por Stalinistas, Fascistas e outras “istas” que querem apenas uma coisa:

    Perpertuar-se no poder.

    O maior inimigo do Corinthians é o próprio Corinthians.

    Curtir

    • 11/05/2011 21:43

      A defesa sistemática da gestão Andrés é algo que me incomoda. É um início, talvez de uma era com total aversão à discussão de idéias. Os soldados de Andrés preferem varrer o problema para debaixo do tapete e desqualificar o opositor que debater as questões mal resolvidas pelo atual administração.

      Curtir

  3. Múcio Rodolfo permalink
    11/05/2011 12:59

    1- O bom da cédula antiga é que vc podia protestar até de uma forma bem humorada. A urna eletrônica matou os Kakareros e os Biro-Biros da politica nacional. Em 90 ou 91, no segundo turno para a eleição para governador de SP disputada por Maluf e Fleury eu desenhei um terceiro quadradinho e escrevi na fente “Maluf e Quercia nunca mais”. Eu sei que a minha postura é questionável, as era o meu pensamento político na época.
    2- O que atrapalha o Corinthians é a sua grandeza. O Corinthians é tão grande e o desejo de se apossar dele se torna tamanho que as pessoas se esquecem daquilo que é ético, moral, honesto… No afã de se sentir dono do Corinthians, de “ter o poder” sobre 35 milhões de consumidor…..ops de torcedores qualquer coisa é válida. Só não vale fazer aquilo que o Gil citou após uma conquista de campeonato pelo Cruzeiro. Então, muitas vezes esse pessoal toma atitudes que acabam prejudicando o clube. O caso MSI foi mais ou menos assim.
    3- Teve alguém da oposição falando algo sobre a possível ação de hackers…..Mas não é a oposição que conta com os serviços de um motodoido que é conhecido tb como fera-hacker?

    Curtir

  4. manuel permalink
    11/05/2011 9:16

    Que oposição preguiçosa e incapaz! É isso que eles tem a oferecer? Discursos contra a urna eletronica e suspeitas de fraude?

    É coisa de mau perdedor que põe a culpa no juiz e em “esquemas”.

    Cade as propostas? Qual o plano de governo da oposição? Aliás, quem são estas pessoas? Alguém sabe quem é Osmar stabile? O que ele quer para o Corinthians?

    Olhando de fora parece que Andres e sua turma de broncos são o melhor que temos. E isso é bastante desanimador.

    Acho que o Corinthians não tem jeito não. Aliás tem. Seria gente de fora, gente como nós, se associar em massa ao clube para formar uma nova politica. Gente de fora desse esquema viciado.

    Com as pessoas que já estão lá, não vejo muita esperança.

    Curtir

    • 11/05/2011 10:30

      Eu não vejo programa de governo nem na oposição e nem na situação.

      A situação só funciona pela presença do Rosemberg e lembremos que ele não abriu a boca se vai ou não continuar no clube.

      Se ele cai fora, fica só a turma de broncos…

      Curtir

      • Celso 1° permalink
        11/05/2011 10:39

        Acho que ele não sai, até por causa do estadio, ja que ele ta cuidando de tudo.
        Realmente Rosemberg é o grande mentor, Andres faz muitas coisas mas, em pelo menos 50% das cituações, o cara que define e trama é o Rosemberg.
        A única coisa que o Rosemberg não mete o dedo, até porque não tem competência, é no futebol e justamente por isso é a aparte mais preocupante da gestão Andres.
        mas aí era quererrmos de mais né… ja imagiou se o Rosemberg fosse também bom em gerir o futebol??
        Rosemberg merece totais elogios, ele é fera no que faz, me orgulho de ter um cara desses no timão, espero que fique mais uns 10 anos no clube rsrs

        Curtir

    • Paulo permalink
      11/05/2011 11:23

      Sinto a mesma coisa: o Corinthians não merece os dirigentes que têm ( situação e oposição ). Excesso de vaidades, incompetência e desonestidade endêmicas – isolada ou associadamente – no Clube, eis as nossas amarras históricas. Não sei se a associação em massa seria viável pela nossa aparente incapacidade de mobilização, principalmente se formos falar em “pôr a mão no bolso” pra pagar mensalidades ( a maioria pula fora ). Por isso o Clube se cercou de oportunistas com grana: profissionais liberais, empresários, políticos e até contraventores, todos querendo tirar a sua casquinha, seja em espécie, seja em prestígio político, seja por pura vaidade mesmo ( basta ver, a propósito, o que ocorre nas categorias de base e nas negociações sempre nebulosas de jogadores ). Independentemente dessa triste constatação – que até o corinthiano mais desinformado intui -, a verdade é que, dentro das circunstâncias históricas atuais – e me dói dizer isso – o advento da administração Sanchez foi fundamental, dentre outras conquistas que mudaram nosso patamar de importância, para evitarmos o golpe bambi anunciado de colocar La Bambinera na Copa de 2014, dando uma sobrevida àquele antro com o nosso dinheiro, e, fatalmente, catapultando os sonhos cor-de-rosa de ficar “25 anos na frente dos outros clubes”, como li uma vez num blog bambi, antes da exclusão daquela m…., até desdenhando da Copa do Mundo. Mas claro que, se todo corinthiano consciente vê essa Administração como um “mal necessário”, não deixa de pensar em um futuro livre dela. E que Sanchez ganhe um pedestal no Clube, mas que o futuro nos reserve algo bem melhor que a situação e oposição atuais. Ainda sonho com o voto universal da Nação para elegermos o nosso presidente. É justo, necessário ( se quisermos democratizar a Instituição Corinthians ), e um dia será concretizado.

      Curtir

      • 11/05/2011 21:38

        Acho que a tese do “mal necessário” (que já ouvi em tudo que é canto) é muito pessimista.

        Não consigo aceitá-la, mas é inegável que esse é o pensamento da maioria corinthiana que não participa da vida política do clube.

        Curtir

  5. Paulo permalink
    11/04/2011 23:25

    Posso estar enganado, mas o meu “bom senso” diz que, se é possível obter mais segurança a um custo razoável ( e provavelmente até desprezível ), por que não se cercar dela? Quantos são os eleitores no Corinthians? Ah, o controle em cártula vai atrasar a apuração…peraí, estamos falando de 100 milhões, como nas eleições brasileiras?Mete no papel, com assinatura e tudo, c……!

    Curtir

  6. Celso 1° permalink
    11/04/2011 23:13

    Esta oposição corinthiana é uma vergonha!
    Em vez de se preocuparem em debater os problemas do timão, eles ficam com um monte de besteiras.
    Esse assunto é válido? sim, mas ele deveria esta integrado em meio a várias debates principalmente de assuntos relacinados ao departamento futebol, A ÚNICA parte ruim da gestão Andres.Faltando pouco tempo pra eleição e a oposição colocando isso na dianteira das discussões é de uma mediocridade grande, típica de Kifuros e Citadines da vida.
    A oposição tem que vir a publico criticar as categorias de base, propor algo, fazer comparações.Tem que criticar as falhas no departamento de futebol, propor melhorias, mais proficionalização, dentre outras coisas, e não ficar com frescuras e ainda criticando nossa MECA, torcendo pra tudo da errado, pra não conseguirem verder o nome, pra depois criticarem com”razão”.
    O Corinthians precisa de uma oposição que some, que tenha a dignidade de reconhecer um acerto do adversário, de debater o que realmente ta errado e não ficar com esse nhe nhe nhe.
    Gogbi vai ganhar(de goleada) não só pelo bom trabalho(no geral) da gestão Andres, mas porque temos uma oposição ridícula, mal conseguem montar uma estratégia.
    Em vez de atacarem as falhas do departamento de futebol(um prato cheio), ficam criticando os outros departamentos, indo contra os fatos, são burros e por isso serão massacrados na votação.

    Curtir

  7. 11/04/2011 18:21

    Álvaro, se discutirmos segurança em termos de possível ou impossível, a discussão se torna simplesmente inviável quando o domínio é a tecnologia. Aliás, pensando com cuidado, em qualquer domínio. O impossível pode ser um determinação técnica bastante sofisticada para nós, pobres mortais.

    Acho bastante improvável, embora, claro, possível. E o fato de ser possível não significa que seja exequível. É preciso o conhecimento adequado!

    Agora, quanto ao vídeo, passa LONGE de ser uma “prova” ou qualquer tipo evidência quanto a vulnerabilidade das urnas por algumas razões: (1) a MAIOR vulnerabilidade que um sistema pode oferecer é o acesso local, acessar remotamente é difícil, mas é possível, agora, se você permite ao possível violador acessar sua máquina ou sistema, não importa que ela esteja offline, ela pode ser hackeada. (2) é um equipamento desenvolvido há mais de 20 anos (salvo engano ele diz isso no vídeo), com tecnologia antiga e, sobretudo, rodando Windows. As nossas urnas, FELIZMENTE, rodam em linux. (Isso não significa que não sejam questionáveis, há alguns pontos contra, que não são suficientes para derrubá-las, mas são sólidos)

    Bem, se você tem uma máquina antiga, rodando um sistema incrivelmente vulnerável e bastante visado como o Windows e ainda permite acesso local aos possíveis violadores, ora, como é possível culpar a máquina?

    Eu sou não só a favor da urna eletrônica, como um entusiasta. Acho um orgulho que nós sejamos o primeiro (e acho que o único) dos grandes paises do mundo a utilizá-la (e há tempos) e sou a favor do usá-la também no Corinthians. Pena que a modernidade em termos de voto não se traduz em modernidade em termos de política.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/04/2011 19:15

      A vulnerabilidade não foi no sistema operacional, foi no Z80, por isso ele não precisou inserir um vírus.

      Acho que a questão principal é o custo ser baixo.

      Tem um artigo que relaciona todas as traquitanas que dá para fazer para roubar uma eleição. Sai caro para uma campanha que custa mais de R$ 100.000.000,00?

      Curtir

      • 11/04/2011 19:55

        Nesse caso não foi, o Windows é apenas uma variável que torna todo o cenário ainda mais propício a invasão. Mas, repito, acesso LOCAL é o maior problema em termos de segurança. Se você permite acesso local ao seu equipamento ou sistema, um abraço, não há sistema inviolável que não possa ser mais facilmente hackeado.

        No caso das urnas, eles vão permitir que qualquer pessoa tenha acesso a elas?

        Curtir

        • 11/21/2011 23:48

          Leonardo, você tem toda razão, o perigo é no local, ele fica maior à medida que um disket pode adulterar quase 100.000 votos. Sobre o orgulho das urnas brasileiras, infelizmente não tem motivo, vieram mais de 70 países pesquisar o seu funcionamento e apenas o Paraguai adotou, porém após denúncia de fraude foram devolvidas ao Brasil, ninguém quer usar uma máquina ultrapassada(primeira geração já existe a terceira geração) que não permite o básico que é conferir o resultado. Uma pergunta simples, caso o seu candidato perca por 1 voto você ficaria tranquilo em não poder conferir o resultado? Com urna eletrônica sem comprovante impresso é assim, ir para casa e chorar a derrota sem ao menos recontar os votos.
          O perigo das eleições com as urnas brasileiras não são as máquinas em sí e sim quem conta os votos aliado a falta de informação do eleitores que nem sabem o que é um log de urna. Se você que parece ser muito inteligente acredita nas mentiras do TSE que estamos com tecnologia de última geração, imagina a grande massa que nem tem acesso a internet.

          http://www.fraudeurnaseletronicas.com.br/2010/05/trajetoria-das-urnas-eletronicas.html

          Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: