Skip to content

ESPAAAAAAAAAAAALMA!

02/29/2012

Por Thiago Guadalupe

 

Alvaro peço licença para um off post, você com certeza se lembra do blog goleiros e quitutes do Laerte que infelizmente acabou em 2010.

Sentindo falta de um espaço específico para debatermos sobre os guarda-metas abri essa semana o blog espaaaalma: http://espalma.wordpress.com/

Convido vc e todos colegas do boteco pra dar uma passada por lá, que inicia com uma homenagem ao maior goleiro corinthiano da história: Ronaldo Soares Giovanelli.

(E já vamos ter que começar detonando o JC do Mano hein… o que foi aquilo contra a Bósnia?!)

Abraço!

Comentários

  1. Thiago é o goleiro do boteco.
  2. Sobre o JC, o Mano se traiu na entrevista e deu entender que “é a fase”. Pícalas! Se até ele sabe que o JC está numa fase neo-frangueiro, não era melhor segurar um pouco as convocações? Tenho certeza que Mano está pensando no que Tafarel foi em 94, muito criticado na fase de preparação e decisivo na Copa.
Anúncios
14 Comentários leave one →
  1. 03/02/2012 23:36

    Como prometido, a situação da camisa 1 da seleção: http://espalma.wordpress.com/2012/03/03/estamos-sem-goleiro-para-a-copa-2014/

    Abs!

    Curtir

  2. Múcio Rodolfo permalink
    02/29/2012 17:38

    1- Havia um torcedor que não nutria simpatias por um determinado goleiro, considerando o mesmo um frangueiro, afinal havia falhado clamorosamente numa determinada partida. No entanto, este goleiro passou os dez anos seguintes de sua carreira sem tomar um gol daqueles considerados estranhos, daqueles apresentados em quadros de vidoes engraçados. Ainda asim, o tal torcedor inistia em chamá-lo de frangueiro. Até que um dia, passados dez anos, num chute de longe desferido despretensiosamente pelo meia adversário, o goleiro aceitou e a bola passou entre suas pernas. Satifeito, o tal torcedor virou-se para o colega ao lado -companheiro de anos e anos de arquibancada- e comentou: “não te falei que ele era frangueiro!” Esta história foi contada pelo Luis Fernando Veríssimo que um dia (foi em 98) ao ser questionado num cartão verde se o Corinthians tinha condiçoes de ser campeão brasileiro respondeu sem vacilar: “claro que sim”. Os trajanos da vida não esperavam por tal resposta.
    2- Atribuem ao Solito a célebre frase “goleiro do Corinthians tem duas alegrias: uma quando estréia e a outra quando sai do clube”. Eu não sei se tal frase ainda permanece como verdadeira, afinal a famosa maldição que pairva sobre os arqueiros mosqueteiros iniciada após a saída do mitológico Gilmar dos Santos neves foi exorcizada pelo Ronaldo Giovanelli.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/29/2012 17:52

      2 – Quá! Quá! Quá!

      Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        02/29/2012 17:59

        Eu não sei se vc chegou a ver, mas em 81 a revista placar publicou uma reportagem sobre a tal maldição e relacionou uma série de goleiros que haviam protagonizado a tal maldição. Tinha o Luis Antonio que tomou 5 gols da Portuguesa, tinha o Sergio, conhecido como São Sergio quando atuava pelos bambis. Tinha o famoso Barbosinha, que tomou aqueles dois gols estranhos do chiqueirense. Eu disse que a maldição acabou porque depois que o Ronaldo assumiu a nossa meta, nunca mais se falou que o Corinthians precisava de um goleiro de verdade. VAi ver que a tal maldição voltou…

        Curtir

        • 02/29/2012 20:05

          Não era o Luís Antonio o famoso “fio da véia”? Lembro-me de ter estado criança no Pacaembu quando chamaram um goleiro nosso de fio da véia ( em homenagem à música brega da época: “eu sou fio da véia ohhh, eu num pego nada, a velha tem força, ohhhh, é na encruzilhada”. Hehehe, bons tempos… ), mas a memória me trai quanto ao adversário e ao goleiro. Indago porque jurava que era o tal Luís Antonio o próprio, mas, no blog do silvinho, um colega mais velho que eu me deixou em dúvida.

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          02/29/2012 20:26

          1- Bem. Quando aconteceu esta tragédia eu ainda não era um corinthiano militante. Pelos relatos que eu li foi numa das raras tardes em que o Enéias esteve acordado. Se o Luis Antonio era chamado de fio da véia eu não sei. Pelo que sei ele não era caminhoneiro e sim o sócio ou o dono de uma empresa de transportadora. Pelo menos foi isso que ele declarou em 81 a revista placar.
          2- E para vc ver como nossa torcida é diferenciada. Apesar da humilhação imposta por Enéas, Dicá, Wilsinho e cia, no domingo seguinte, a Fiel estava em peso para empurrar o time num jogo contra os manjubinhas. GAnhámos de 1×0!

          Curtir

        • Cléber permalink
          03/01/2012 0:52

          Múcio, eu estava no Pacaembu no dia desse jogo contra a Portuguesa.

          Eu só tinha 6 anos, era a segunda vez que meu pai me levava no estádio.

          Estava quase acabando o jogo, a Portuguesa estava ganhando por 5×0, tristeza, desespero e revolta entre a torcida corinthiana, maioria esmagadora no estádio.

          Meu pai resolveu já ir saindo um pouco antes do final da partida, pela decepção e pelo cuidado com o filho pequeno.

          Já próximos do portão principal, tentamos ver mais um pouquinho do jogo perto do alambrado.

          Foi quando o Corinthians fez o seu gol (acho que do Zé Roberto). Os corinthianos gritaram “gol!”, começaram a gritar “Corinthians!”, eu também, meu pai esperou um pouco, aguardou mais um ataque, e retomamos o caminho da saída.

          Eu falei: “espera um pouco, pai…” Ele falou: “ah, agora não dá mais!”, e continuamos. Realmente, quando cruzamos o portão principal a partida acabou.

          Naquele dia, meu pai voltou para casa decepcionado com mais uma tarde de sofrimento corinthiana, mas com a certeza de que seu filho era um corinthiano de verdade.

          Tivemos mais aguns anos de sofrimento com o Timão, até o dia da libertação, 13 de outubro de 1977. O dia mais feliz da minha vida.

          Obrigado por me trazer de volta essas lembranças.

          Curtir

    • Julio permalink
      02/29/2012 18:40

      Tuffy (o “Satanás”), tricampeão na década de 20, foi um dos grandes goleiros da história corinthiana.

      Cabeção competia com Gilmar pela meta do Timão. Houve época em que Cabeção era reserva de Gilmar na seleção, e Gilmar era reserva de Cabeção no Corinthians.

      Ado foi o primeiro reserva da seleção do tri, em 1970 (tanto ele quanto Leão, o segundo reserva, eram superiores so titular Felix). Mas jogou em uma fase muito pesada do Corinthians, e não se firmou completamente.

      Tobias se consagrou em 76/77: pegou duas cobranças na decisão por pênaltis do jogo da Invasão Corinthiana (inclusive a cobrança de Carlos Alberto Torres, que ali perdeu uma cobrança pela primeira vez em sua carreira), e se imortalizou como o goleiro da conquista do campeonato paulista de 1977.

      Ronaldo estreou contra os bambis, defendeu um pênalti cobrado por Dario Pereira, e se tornou titular do Timão por dez anos.

      Dida se tornou uma lenda pela fase mais impressionante de um goleiro na história defendendo pênaltis (chegou a defender duas cobranças de Raí, em um jogo contra os bambis), e pela conquista do 1° Mundial de Clubes (no jogo-fase contra o Real Madrid, pela primeira fase, defendeu uma cobrança de Anelka, já no final da partida, e garantiu o empate; na decisão contra o Vasco, no Maracanã, não tomou gols no tempo regulamentar, na prorrogação, com “morte súbita”, e, na decisão por pênaltis, garantiu o título, defendendo a cobrança de Gilberto e vendo Edmundo “isolar a bola” em sua cobrança).

      Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        02/29/2012 19:43

        Teve o Bino que atuou no anos 40 – anos de poucos títulos- mas que dizem ter sido um grande goleiro tb.

        Curtir

  3. Gilberto permalink
    02/29/2012 17:15

    Sou muito mais o nosso Julio César do que aquele frangueiro da seleção.

    Com esse protegido da imprensa carioca, adeus hexa.

    Os que criticam o carequinha do nosso gol são os mesmos que criticavam o Felipe, os mesmos que criticavam o Dida… Dependendo da idade, acho que criticavam até o Ronaldo… O avô deles já criticava o Gilmar…

    Dizem que esse avô gostava mesmo era do Oberdan Cattani…

    #

    O Neto, agora há pouco na Band, metendo o pau na seleção, e dizendo que ela tem que jogar mais no Brasil:

    “O Brasil tem que jogar no Morumbi!… No Mo-rum-bi!”

    E o Téo José, no embalo:

    “O Morumbi está lindo!”

    #

    O Paulo André foi entrevistado no Arena, do SporTV, sobre o livro que está lançando.

    O zagueirão impressiona pela mentalidade, pela inteligência (sem afetação e sem vaidade), pela atitude de auto-reflexão e de interesse e curiosidade sobre os mais diversos assuntos.

    Tipo de jogador que seria endeusado pela imprensa como “modelo”, “diferenciado”, etc se jogasse pela bambizada…

    Vide o tratamento que é dado ao goleiro que disse que recebeu “um fax do Arsenal”, devedor de IPVA, que criticou o Bolsa Família porque “tinha que pagar mais para conseguir manter os trabalhadores da fazenda” dele…

    Vide o tratamento que até hoje é dado para o irmãozinho medíocre do Doutor Sócrates, tão chegado quanto numa baguncinha e na “marvada”, e que mantém uma discutível fundação patrocinada e subvencionada…

    Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      02/29/2012 18:03

      Enquanto a imprensa faz vistas grossas às pisadas de bola protagonizadas pelo “maior goleiro do mundo em todos os tempos”, ela não poupa munição para detonar a quem ela não morre de amores. Vcs se lembrarm da história de que o Taffarel mudou de nome para esconder um frango que sofrera num jogo do Entregacional contra o Grêmio?

      Curtir

  4. Vinicius permalink
    02/29/2012 16:55

    Diego Alves >>> JC

    Tranquilamente

    Curtir

  5. Celso 1° permalink
    02/29/2012 10:57

    Julio Cesar, o goleiro de verdade, ja esta entrando em queda na carreira, não é mais o mesmo.
    Ele foi por anos um dos melhores do mundo, agarrando demais, fazendo “milagres” em jogos de altíssimo nível.
    Mano se perdeu na seleção, quis fazer media com os abutre, faz tudo que eles querem, convoca quem eles querem e se ferra pois quando não vem o resultado nenhum abutre o da apoio.Forçaram ele convocar R10, agora pedem pra sair, forçaram pra ele re-re-convocar hernanes dentre outras aberrações.Ganso é um meia comum, jogou um paulisTÃO(pra midia é um campeonato sem importância mais pra consagrar jogadores de times queridos serve né) bem e ganhou fama de gênio, foi pra copa américa e não jogou nada, e nunca um europeu quiz comprá-lo,aliás o porto ofereceu 17mi de reais mês passado e o san7os com discurso soberbo não quiz vender, será que os europeus tão errados e não enxergam este “gênio” que para o san7os e os abutres vale 70mi de reais??

    Neymar esta no caminho do R10 quando jovem, arrebentava no seu clubecatalão e na seleção não.E cadê o Bruno Cesar?? dentre estes meias do Brasil o de melhor fase?? ah ele não tem mídia né, ex jogador do corinthians nunca é elogiado.Quem jogou mais em 2010(ano que consagrou Ganso como “gênio”)?? Bruno Cesar fez um baita paulistão(o time dele foi roubado na final), chegou no timão arrebentou no Brasileiro, me parece que fez 15 gols e mais de 11 assistêcias e não ganhou status nenhum, só porque era do corinthians.
    Essa mídia brasileira é muito incoerente, sempre atendem algum interesse, adulam certos times, odeiam o corinthias, e isto influencia em seus argumentos, principalmente sobre jogadores.Treinador não pode da ouvido aos abutres, Mano, pressionado desde o primeiro dia(principalmente por ter vindo do corinthians), deu, infelismente.Contudo, esse não é o maior problema nosso, o problema maior é a fraca safra de grandes jogadores.
    Vai corinthians!

    Curtir

    • 02/29/2012 11:39

      Primeiro agradeço a gentileza do Alvaro, não esperava outra coisa.

      Sobre o Júlio Cesar ele não tem o lastro do Taffarel, que mesmo nos momentos ruins sempre foi um mestre na colocação embaixo das traves e sempre passava segurança (ao menos para seus comandados).

      Já JC surgiu no Fla com muitas deficiências (recordam do gol contra o Bahia onde ele vai repor a bola em jogo e chuta em um companheiro e toma o gol?), lembro que fiquei supreso com sua ida para Europa. Lá sim teve uma evolução muito grande chegando ao melhor do mundo por um ano, no máximo dois… hoje suas deficiências voltam a ficar em grande evidência mas na Copa 2010 já apareceram, as principais: soltar bolas demais, erro de colocação e saídas erradas.

      Mas deixa o resto para o próximo post do Espaaalma…

      T+

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: