Skip to content

Bahia 0 x 0 Timão, que bonito hein Sr. Tite?

07/29/2012

Como queríamos, a diferença técnica entre as equipes não demorou mais do que 20 minutos para se impor e Timão dominou o 1º tempo sem grandes dificuldades. Taticamente, Caio Jr prendeu a linha de 4 e os 3 volantes na defesa, deixando o campo todo para nós.

Romarinho era um falso 9 que se movimentava bastante, particularmente pela esquerda. Como por ali estavam também Danilo, Douglas e o grande craque baiano “Sombra”, o jogo ficou absolutamente pênsil pela esquerda.

Se por um lado o falso 9 facilita o domínio do meio, por outro, sem jogadas (ou jogadores?) de penetração, o time fica sem referência e chuta pouco a gol. Resumidamente, parece que o excesso de meias gera aquela expectativa de que no próximo passe vai aparecer a brecha para aquela metida de bola espetacular. Numa dessas, criamos mesmo apenas 1 grande lance nesse padrão.

Danilo, com inteligência, até tentava viradas de bola para JH lá do lado do Sol, mas sem muito apoio do resto do time e sem muita qualidade, eram boas jogadas sem conclusão uma efetiva.

Já sem o Sol, o 2º tempo começou ainda mais do Timão, mas permaneciam os problemas ofensivos e a lerdeza que essa equipe mantém desde que voltou ao brasileirão. Tite tentou fixar JH como centroavante, mas só piorou.

Aos 14, Tite entra com Guerrero, mas tira, infelizmente, Romarinho, o melhor em campo. Com um centroavante, Timão ganhou a referência de área, mas a substituição apagou de vez o motor corinthiano, pois era Romarinho quem nos dava alguma velocidade.

Errou feio o nosso Tite . E teve mais: ele tira o Douglas para colocar Ramirez e perde qualquer chance de criação, pois Danilo foi para meio já sem força alguma para sequer ficar em pé.

O fato é que a diferença técnica abismal não foi aproveitada taticamente. Ao tirar Romarinho e Douglas, Tite acabou recuando a equipe e oferecendo o empate ao Bahia. Notem que JH foi mantido para marcar literalmente a sombra, pois ele não tem mais capacidade de definição que tinha quando chegou ao PSJ e nem o Bahia avançava um miséria que fosse por aquela lateral direita.

Ao recuar CONSCIENTEMENTE a equipe, Tite deu mais um passo para abandonarmos o campeonato. Sem necessidade, pois a fragilidade do adversário valia o risco de jogar com mais atacantes por 30 minutos que fossem de uma partida em que não saíamos do campo de ataque.

Burrada feia essa e meu problema foi acertar em cheio no pré-jogo, tudo aquilo que poderia dar errado.

Em tempo: para quem não sabe, campeão brasileiro (tirando 2009) precisa de 73 pts ou 64% de aproveitamento (em 2010 foram 71 pts). Faltam só 57 pts (2,3 pts/jogo ou 2 vitórias e 1 empate a cada 3 jogos).

Anúncios
31 Comentários leave one →
  1. Nicolas permalink
    07/30/2012 23:29

    Uma recaída defensivista do Tite. Para os que estavam com saudades dos ferrolhos do professor.

    Se o JH é um “meia de sustentação”, então, o Corinthians jogou com apenas um atacante. Escalou um atacante para enfrentar o desfalcado time do Bahia. Sendo que o time titular do Bahia não assusta ninguém. Perdeu até para o Flamengo, só para se ter uma ideia da sua fragilidade, rs. E acabou sendo mais defensivo do que o time que enfrentou o Flamengo. Sim, pois aquele time tinha dois atacantes, Emerson Sheik e Romarinho.

    A estratégia do Tite é a de, em um primeiro momento, anular o adversário. Não importa o quão fraco seja este adversário. Vale para o Boca Juniors ou para o Bahia. Depois, com muita cautela, tentar construir as jogadas ofensivas. Funcionou na Libertadores porque os atacantes conseguiram aproveitar as raras oportunidades que surgiram. No Brasileirão, acabaremos empatando muitos jogos que eram “ganháveis”.

    Curtir

  2. 07/30/2012 14:24

    Pelos melhores momentos é de se lamentar mesmo, pois vi 10 gols perdidos nossos contra 0 deles…

    De volta das férias:

    http://espalma.wordpress.com/2012/07/30/fim-de-ferias-fabio-e-rodolfo-rodrigues/

    Curtir

  3. permalink
    07/30/2012 10:00

    A essa altura, deveríuamos saber que o Tite NUNCA irá desperdiçar a oportunidade de ganhar um ponto fora de casa, mesmo que isso signifique desperdiçar dois

    Curtir

  4. 07/30/2012 0:14

    # Eu achei que o Tite ficou feliz demais com o empate, tanto que jogou por ele. Quem achava que aquele papo dele de sair da zona de rebaixamento era só pra despistar…enganou-se.
    O Bahia é tão ruim que fez o Wallace parecer um zagueiraço. Fazendo um gol, a gente iria cozinhar o jogo até o fim sem sofrer um risco sequer. Por isso eu acho que esse resultado foi pior do que os empates contra Portuguesa, Figueira e Sport, que pelo menos fizeram por merecê-los.
    O Vasco não terá Dedé e talvez nem o outro zagueiro, que saiu lesionado do jogo de sábado, no próximo domingo. Era uma baita oportunidade de fazer 6 pontos, ou 9, considerando que depois dos portugas nós enfrentamos o Atlético GO no Pacaembu. Lamentável mesmo.

    # Saindo um pouco do assunto, para aqueles que, como eu, estão acompanhando e curtindo as Olimpíadas, eu tenho uma pergunta: o que exatamente atletas como Fabíola Molina e Hugo Hoyama foram fazer em Londres? Não vão adquirir mais experiência nenhuma, já que são mais do que veteranos, além de obviamente não terem nem chances minúsculas de obter algum resultado significativo. São duas décadas inteiras escutando esses e alguns outros nomes que parecem se perpetuar muito mais pela ausência de uma renovação do que por méritos próprios.

    Curtir

    • 07/30/2012 18:50

      Concordo com tudo!

      O problema desses caras na Olimpíada, é que não agregam nada para o esporte e causam uma tremenda desmotivação para todo mundo: torcida, crianças talentosas etc.

      Curtir

  5. Múcio Rodolfo permalink
    07/30/2012 0:10

    Ajudaria um pouco se os nossos jogadores atuais ouvissem as palavras do Vampeta neste vídeo….

    Curtir

  6. Meia permalink
    07/29/2012 23:52

    O abismo que nos separa do líder é menor que o abismo entre os outros times (por quanto tempo?), mas será que a tesãobilidade que o time precisa ter para doar 110% nos jogos “travados” ficará parada numa dor de tornozelo?

    Curtir

  7. luis permalink
    07/29/2012 22:03

    É isso ai, os típicos dois pontos contra times fracos que não poderiamos ter deixado de ganhar…

    No mais, deixamos passar a chance de diminuir a monstruosa distancia para o lider em 2 preciosos pontos. Quando o lider não vence nós tb não… missão ardua essa nossa viu…

    Curtir

  8. Múcio Rodolfo permalink
    07/29/2012 21:31

    1- O Adenor não deveria ter montado a dupla ofensiva com Jorge Henrique e Romarinho. O primeiro é pouco objetivo, prende a bola em demasia e o segundo arremata mal pra caraleo. Em tese o ideal teria sido começar com peruano ao lado de um dos dois -de preferência o Romarinho.
    2- Realmente, o Adenor voltou a errar ao manter o Jorge Henrique em campo, sacando o Romarinho. Tive feio o inverso, a equipe se tornaria mais ofensiva. O JH hoje amarrou alguns ataques. O fato é que a equipe não soube traduzir o domínio no meio de campo. Paulinho e Ralf recuperaram vários bolas. Só que os ataques eram “abortados’ pela tarde nem um pouco inspirada de nossos meias. E o JH (segundo palavras do locutor), demorava muito para passar e quando o fazia, fazia de forma errada.
    3- O que o Romarinho precisa entender e que ele – apesar dos dois gols contra a porcada e do importantíssimo gol na Bombonera- ainda não tem o nome firmado no Corinthians. SE ele está sentindo a pressão dos gringos, não é matando nossos ataques com chutes toscos que ele vai vencer esta pressão. Com ele a jogada flui com mais rapidez e mais eficiência que com o Jorge Henrique. Ele não precisa se tornar o artilheiro da equipe para cavar o seu espaço na equipe.
    4- Parece que não teve penalti marcado a nosso favor. Além desta suposta penalidade, houve vários lances faltosos ignorados pelo juizão.
    5- O Alessandro não pode perder um gol daqueles!
    6- Eu acho ainda cedo para dizermos que o Guerrero não é centro-avante que precisamos. Se a formos pensar num atacante a nível do Liedson, realmente não é. No entanto, ele me parece ter um domínio de bola melhor do que o do Elton. Em algumas bolas que eram alçadas para ele, ele conseguia ajeitar para quem vinha de trás – coisa rara no Elton.

    Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      07/29/2012 23:44

      4- (corrigindo: parece que teve um penalti a nosso favor….)

      Curtir

    • 07/30/2012 18:54

      1,2- É claro! Mais ele preferiu terminar com o JH em campo…

      3- E não pode fazer beicinho quando é substituido!

      6- Concordo, mas o cara pareceu violento demais.

      Curtir

      • permalink
        07/30/2012 19:21

        6 – Se no futebol alemão, que não se marca tantas faltas, ele já era visto como jogador que entrava com “muita vontade” na jogada aqui irá sofrer um pouco para se adaptar.

        Curtir

  9. 07/29/2012 20:42

    Hoje foi o jogo da leseira. Só Douglas e Romarinho estavam mesmo a fim de algo. E o Guerrero, quando entrou. Lamentável.

    O Tilte, então, nem se diga…

    Curtir

  10. Paulo permalink
    07/29/2012 18:48

    Olha, Romarinho pode até ter jogado bem, cumprido à risca funções táticas, etc, mas alguém precisa falar pra esse rapaz que ele não sabe chutar no gol. Desperdiçou dois ataques importantes hoje com seus chutes canhestros ( o JH e o Ralf desperdiçaram outros dois ). F… que os líderes tropeçaram e pudíamos ter tirado dois pontos. Tá ficando difícil…

    Curtir

    • Meia permalink
      07/29/2012 19:05

      mas parece que todo mundo nesse time esqueceu de como se chuta à gol…

      Curtir

      • Paulo permalink
        07/29/2012 20:44

        Acho que o arremate de longa e média distâncias devia ser desaconselhado a alguns jogadores, mesmo quando a zaga adversária abre. Duas coisas que me irritam profundamente no futebol é lateral chegar na linha de fundo e cruzar por trás do gol ou no “terceiro” pau; e pé murcho querendo fazer gol de fora da área. Você pode até contra-argumentar que desse jeito sairão menos gols, mas eu acho que é exatamente o contrário: questão matemática, se o cara faz um gol a cada 50 chutes é evidente que a melhor opção é tentar a infiltração ou o passe em profundidade, principalmente quando você está num contra-ataque com vantagem ou igualdade numérica de jogadores. São detalhes que normalmente passam despercebidos para torcedores, treinadores e boleiros mas que, dada a característica do futebol moderno, com poucas chances de gol ( tem time que joga, principalmente fora de casa, por uma ou duas bolas ), acabam sendo decisivos, assim como a marcação por todos os jogadores do time ou o fundamento passe. No caso do Romarinho, tá pesando também, evidentemente, a sombra dos gringos. Tite tem que dar uma chamada. Concorrência no elenco deve servir para maximizar a performance do boleiro, e não para comprometê-la – e ao time, o que é pior.

        Curtir

        • Meia permalink
          07/29/2012 22:56

          Sim, concordo, Romarinho não tinha que chutar a gol, mas ele era o único em campo “infiltrador”, ninguém, a meu ver, oferecia boa opção de passe para ele. Problema é que Romarinho também não conseguiu receber bons passes dentro da área. Mas Douglas e Paulinho, que deveriam chutar bem de fora da área, não estavam muito inspirados hoje…

          Pareceu muito o jogo La U x Boca Juniors, só que sem um riquelme do outro lado para acertar um contra ataque.

          Curtir

      • 07/30/2012 18:55

        Isso é verdade!

        Curtir

  11. Cesar Augusto permalink
    07/29/2012 18:40

    Mais 2 pontos jogados no lixo que se somam aos pontos perdidos contra o Figueirense, Sport, Portuguesa e aquela primeira rodada contra o time reserva do Fluminense. Se o elenco fosse menos vagabundo e levasse mais a sério estas partidas, estaríamos no páreo porque a diferença do Corinthians para os demais clubes é grande ou alguém acha que o CAM é melhor time do Brasil. Mas jogou-se tudo na Libertadores. A sorte é que, desta vez, com apenas uma bola, o Corinthians acertou o alvo.

    Quanto ao jogo de hoje, faltou gana e vontade de vencer. Muito toquinho para o lado, para trás e sem objetividade. A substituição do Romarinho e á manutenção do JH definiram o destino do Corinthians, hoje. Para fechar a tampa do caixão, o Treinador sacou o Douglas e colocou o Ramirez. Hoje, o Tite estava em dias de Adenor e não acertou nada.

    Aliás, o jogo foi uma pelada. Um time péssimo como Bahia conseguiu um ótimo empate contra equipe, infinitamente superior tecnicamente, mas desinteressada.

    Esse Guerreiro, pelo que vi, não é o centroavante que esperamos. O JH, já faz tempo, é um jogador que é útil quando somos atacados. Quando é necessário um pouco mais de criatividade e inventividade é peça nula.

    O Romarinho não fez uma boa partida, mas era o único ali que tentava o diferente, o que saía do óbvio toquinho de lado e para trás. Danilo estava cansado, como era esperado. E Douglas teve tarde de Douglazzzz. Aliás, o Douglas, após uma semana de folga, voltou pior do que estava. É um absurdo.

    Aguardemos a estréia do Martinez contra o Vasco, em São Januário.

    Curtir

  12. 07/29/2012 18:20

    Bem, eu invadi o post anterior aos posts relacionados ao jogo de hoje pra extravazar: JORGE HENIRQUE NÃO! E taí o resultado..

    Eu sabia que a escolha de JH já era o prenúncio de um jogo e uma atitude retrancada. Eu não morro de amores por FS, mas Jorge Henrique é hoje o jogador do Corinthians que eu mais detesto (por conta de Tite).

    É bom frisar que Tite não errou somente nas substituições, as substituições foram consequências previsíveis das suas escolhas iniciais. Especialmente a de abandonar Romarinho sozinho à sua sorte na frente. Não ter um time bom e jogar mal é difícil, mas ter um time bom e mal montado, retrancado, mal aproveitado, é insuportável.

    Romarinho foi o melhor em campo! A gente sempre vibrou com Gil, Dentinho, jogadores aguerridos e que tinham momentos de brilhos — tudo isso sempre foi o bastante pra nós. Romarinho é tecnicamente muito superior a esses jogadores que foram ídolos quando estiveram no Corinthians (e olha que há quem ache que William é craque), e essa anta insiste em substituí-lo, em não enxergar seu desempenho. Vocês querem apostar quanto que, quando Emerson voltar, vai ser ele e JH?

    PQP, que raiva!

    Curtir

    • Meia permalink
      07/29/2012 18:38

      parece que os jogadores com o Tite possuem uma “inércia”, demoram muito tempo para virar titulares e depois demoram muito tempo para perderem a titularidade. É só ver o Alex ano passado, que demorou muito tempo para virar titular de fato.

      Curtir

      • Paulo permalink
        07/29/2012 20:57

        Bem observado, estava pensando nisso durante algumas jogadas mal sucedidas do Guerrero hoje. Danilo, Castán, Fábio Santos e outros parece que só engrenaram depois de passada a validade, quando a desconfiança da torcida já beirava à irritação ( fosse em outros tempos, nem teriam tido chance de mostrar o que depois viriam a mostrar ). E podemos incluir até o treineiro nessa ( em tempos d’antanho, não passaria do Tolima ). O que me leva a pensar também se esses jogadores são de fato bons ou se o esquema é que ajuda ( ou iria até além, indagando se no futebol moderno não vale mais o entrosamento e o esquema repetido “ad nauseam” – qualquer esquema de jogo, note – do que alguns bons valores individuais sem essa ajuda do coletivo. Tenho a impressão de que alguns desses nossos jogadores, quando saírem do Corinthians, rolarão ladeira abaixo na roda-viva do futebol.

        Curtir

        • Meia permalink
          07/29/2012 22:48

          Acho que em outros tempos e outro técnico, F. Santos já teria trocado pelo menos mais duas vezes de time. Danilo “teve a sorte” de poder mostrar futebol nas dez primeiras rodadas do BRA-11 e depois disso conquistou a torcida. Não ficarei surpreso se próximo ano Wallace se torne titular e tenha elogios da torcida e não tenho dúvidas que, se Alex continuasse, mudaria o conceito que a maioria tem dele. Mas tem um limite, pois Elton não se firmou,,,

          Curtir

        • Paulo permalink
          07/30/2012 0:09

          Verdade, há limites para tudo. Élton e Júlio César não se socorrem nem do padrão tático do time como álibi ( repare que JC era dos goleiros menos vazados do Brasileirão, e isso muitos atribuem à consistência defensiva do time, mas nem por isso acreditávamos que ele era suficientemente bom para o Corinthians ). Quero ver o Castán na Roma, se vai conseguir se firmar como titular. Quanto ao Wallace também estou contigo: não me surpreenderia se ele se destacar e passar a ser considerado titular absoluto, o que só vai confirmar a nossa tese.

          Curtir

      • 07/30/2012 18:57

        HAHA! É verdade!

        Curtir

Trackbacks

  1. Mesa eu também quero o meu bolsa-atleta! « Não pára de lutar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: