Skip to content

Não adiantou nada tomar uma vaia Olímpica?

01/22/2013

Ah, Olimpíadas! Aquele encontro mundial de gente que ama o esporte acima de tudo. Aquela woodstok de ciclistas!

Pois é, nosso cabelo de galo foi para lá e tomou vaia em cima de vaia. Como ninguém quer encrenca com patrocinador, por aqui a história foi mal contada, coisa de perseguição ao talento, coisinha cultural etc.

A verdade é que nosso craque saltitante foi dar uma de malandro em plena olimpíadas, aquele lugar mítico em que, pelo menos por duas semanas, as pessoas querem acreditar que no esporte vence o melhor.

A vaia olímpica não adiantou nada. Sabadão já estava lá ele todo saltitante arrancando a expulsão do zagueiro.

Anúncios
27 Comentários leave one →
  1. Múcio Rodolfo permalink
    01/23/2013 12:38

    Pegando carona no comentário do César a respeito da badalação em torno da história do Manjubinha FDT (“fábrica de talentos”). Trata-se de uma história muito bacana, como a de outros clubes o são. Só que, a exemplo do que acontece como Neymar, com o Pelé…há um certo exagero. Dizem que o clube praiano reinou durante 15 anos (de 1955 a 1970). Se formos pegar o regional como referência, a afirmativa é verídica, afinal neste perído o clube conquistou 11 Paulistões! Se pegarmos, as competiçoes nacionais, este “reinado” durou cinco anos e é preciso constatar que a Taça Brasil apresentava um grau de competivividade inferior ao do Robertão. Em quatro anos de Robertão, o “impressionante” time praiano conquistou apenas 1 e teve uma edição da qual eu tenho certeza, que nem entre os quatro ele ficou. Quem pode garantir que, se tivesse que jogar contra todos os grandes do país -como era no Robertão- o time da Vila ganharia cinco campeonatos nacionais, mesmo com Pelé e tudo? Se pegarmos as competições que eles passaram a adorar por influência dos bambis, falar em reinado de longos anos é ridículo. Outra coisa que eu coloco em duvida é o rótulo de “maior de todos os tempos”. E o Torino dos anos 40? O River Plate (Lá Maquina dos anos 40), o Honved? E o Expresso da Vitoria Vascaino? O Vila Sonia de Rui, Bauer, Noronha-Leondidas? E o nosso glorioso Corinthians dos primeiros anos da década de 50 do século passado? Dia desses eu vi num blog ai que o grande responsável pelo período de ouro do futebol brasileiro foi o Manjubinha FTD e que apartir dai este futebol passou a ser respeitado. Ora. Em duas copas tinha mais jogadores do Botafogo do que deles. Na época havia outros grandes times além deles. O Brasil- pelo menos é o que diz a história- apresentava uma fartura de grandes jogadores. Na falta de um Garrincha, tinha um Julinho Botelho. Na falta de um Zito, tinha um Dino Sani…..O futebol brasileiro já era respeitado no mundo (acredito eu) devido ao brilhante terceiro lugar de 38 e ao vice de 50. O período 58 a 70 foi o período em que o pais se consolidou como a “pátria de chuteiras”.

    Curtir

  2. Daniel CMS permalink
    01/23/2013 11:27

    Cornetada do dia, puxei do blog do Neto.

    Narciso esculacha bases de Timão e Peixe

    No último domingo o ex-zagueiro Narciso, hoje técnico da base do Palmeiras, e que foi campeão com o Corinthians na temporada passada da Copa São Paulo, deu uma entrevista bem interessante à Rádio Bandeirantes. Ele criticou ferrenhamente a direção dos departamento amadores de Santos e do próprio Timão. Afirmou ter sido coagido a escalar jogadores e pôs em dúvida as administrações desses setores. Principalmente no que se refere a negociação de atletas.

    Tentou ser politicamente correto no discurso não citando nomes de ninguém. Mas lembro de ter feito um post há alguns meses quando o garoto Bruno Gomes (de apenas 16 anos), que jogou pelo Corinthians e atualmente defende o Manchester United da Inglaterra, falou mal da diretoria que não quis mantê-lo no clube. Segundo ele por motivos inexplicáveis. Para bom entendedor meia palavra basta. É brincadeira, né??? Tanto é que acho interessante que alguém desse uma posição. Precisava ouvir a outra parte. Principalmente o Sr. Fernando Alba, que é quem verdadeiramente chefia o departamento amador corintiano.

    No Peixe a mesma coisa. O Narciso disse que ele e o ex-volante Lino foram desprestigiados. Ou seja, os dirigentes não só não deram respaldo como só ficavam dando palpite. Por não fazerem AMÉM para os caras, perderam o emprego. Vejam bem, essas foram as palavras do Narciso, que é um cara que conheço. É sério e extremamente competente. Um dos melhores da nova geração de treinadores para trabalhar com a revelação de talentos.

    Tenho uma tendência a acreditar nele, mas gostaria de ouvir as outras partes…

    Curtir

  3. Cesar Augusto permalink
    01/22/2013 14:56

    Trata-se do melhor jogador do Brasil, nada além disso. O Neymar está a léguas de distância do Messi e do Cristiano Ronaldo, que aqui no Brasil, é subestimado.

    No Brasil, o Neymar não evoluirá, de modo algum. Na Europa, o futebol é mais dinâmico e não tem faltinhas e a torcida não suporta jogador que simula, como é o caso do Neymar.

    Ele está perfeito em querer jogar no Brasil. É o melhor para ele, é onde se sente melhor, sem maiores cobranças. Aqui, ele é rei, faz o que bem entende, sem maiores contestações, porque a imprensa é sua, de Norte a Sul. Poucos ousam contestá-lo.

    A verdade é que em todas as vezes que o Neymar precisou provar um algo mais, ele sucumbiu. Foi assim contra o Barcelona. Foi assim contra o Corinthians na Libertadores. Foi assim na Copa América. Foi assim nos Jogos Olímpicos. Ele é o rei do Paulista.

    O único título relevante que o Neymar conquistou foi a Libertadores e, mesmo assim, sem enfrentar times argentinos ou brasileiros. Valeu, é claro, mas o peso é relativo. Não dá para considerar o Paulista, atualmente, como título importante.

    Ademais, salvo raras exceções, a arbitragem é, sempre, pró-Neymar. Aqui ele comanda a arbitragem, comanda a imprensa, que diz que o craque tem que ser preservado, ou seja, aqui, futebolistacamente falando, é o paraíso.

    Curtir

    • Manu Corinthianu permalink
      01/22/2013 22:49

      Esse seu último parágrafo tem a ver com o que eu penso há muito tempo em relação à essa postura do Neymar de querer permanecer no Brasil. Às vezes eu me pergunto se ele não sai porque não quer perder a boquinha e essa boa vida cheia de privilégios e paparicos, ou se de repente é um caso de falta de ambição mesmo.

      Curtir

      • 01/23/2013 8:02

        E muito dinheiro!

        Não sei se o que pagam aqui para ele pagariam lá na boa.

        Curtir

        • Cesar Augusto permalink
          01/23/2013 10:24

          Muito dinheiro mesmo. Segundo dizem, o rapaz fatura mensalmente, apenas no que tange a futebol, algo em torno de 3 milhas. É muita grana. A Europa talvez não pague este valor, mas valeria pelo desafio e provar que ele, de fato, é o cara. Mas como gosta de ser paparicado, o rapaz fica por aqui para dar vida ao Santos, que após a sua saída, em 2013, voltará ao seu estado normal: o da insignificância.

          Falam bastante que a história do Santos é isso é aquilo, mas tirando o período entre 1956 e 1973 e este período entre 2002 e 2013, a história do Santos Futebol Clube, é, simplesmente, opaca. Pouca coisa boa a acrescentar e, ainda, dizem que este é o time mais vencedor da história, me poupe. O Corinthians, que todo mundo subestima, de 13 de outubro de 1977 a 2012, conquistou nada mais nada menos que 23 títulos de peso, com 11 paulistas, 5 brasileiros, 3 Copas do Brasil, 1 Rio SP, 1 LA e 2 Mundiais. Ou seja, ora o período de vacas magras referentes a fila de 22 anos, o Corinthians conquista 1 um título a cada 18 meses.

          Curtir

    • Morgana permalink
      01/22/2013 23:25

      Demorei, mas achei.
      Do Blog do Carlão
      “O que é melhor: Ficar ou partir?”

      http://carlospizzatto.blogspot.com.br/2012/12/o-que-e-melhor-ficar-ou-partir.html

      Curtir

  4. Max permalink
    01/22/2013 14:10

    Acho que ele pula por medo de se machucar feio.
    Tentando evitar o contato mais forte.
    E sabe que cada pulo é uma falta e um cartão pro adversário.
    Está claro que não foi pra europa ainda porque lá vai perder a proteção.
    Aqui existe toda uma “indústria neymar” pronta e ele é rei no time dele. Lá teria que remar novamente.
    Até acho que com mais objetividade (fazer os malabarismos quando forem necessários e não no meio do campo, com jogo parado ou depois que estiver 3×0) ele venceria na europa.
    Sobre a qualidade dele não discuto, vide o aproveitamento do time com e sem o garoto.

    Curtir

  5. Daniel CMS permalink
    01/22/2013 12:56

    Desculpem fugir do post, mas olha lá um pouco de crítica ao Adenor, notícia do Terra:

    Agora no Boca, Martínez diz que Tite o escalava em posição errada

    Juan Manuel Martínez, 27 anos, já fala como jogador do Boca Juniors. Após assinar contrato nesta semana com o clube, o jogador argentino explicou que deixou o Corinthians pois segundo ele não era escalado na posição correta pelo técnico Tite: como atacante.

    Em entrevista publicada nesta terça-feira pelo diário argentino Olé, Martínez não citou o nome de Tite, mas disse que o “primeiro” motivo pelo qual saiu do Corinthians foi porque “não me punham em minha posição”. O atleta afirmou que “todos sabem” que ele não joga no meio-campo e sempre foi atacante.

    Martínez argumentou que esse fator “fazia com que diminuíssem as possibilidade de estar no meu melhor rendimento e com isso (caíam) minhas chances na seleção” argentina. Ele voltou a dizer que ser convocado pelo técnico Alejandro Sabella “é uma das metas” de sua carreira, de olho na Copa do Mundo de 2014.

    Em julho de 2012, o Corinthians pagou US$ 3 milhões (R$ 6 milhões) ao Vélez Sarsfield para comprar 75% dos direitos do jogador. Em janeiro, o clube brasileiro permaneceu com 10% e aceitou uma oferta de US$ 3,2 milhões (R$ 6,4 milhões) do Boca Juniors, cedendo 50% dos direitos sobre Martínez à equipe de Buenos Aires.

    Com o retorno à Argentina confirmado, o atacante se definiu “relaxado”. Questionado se poderia manter a paz em meio à pressão que encarará no Boca, ele lembrou que vem do que chamou de “maior equipe do Brasil com quase 40 milhões de torcedores”.

    Martínez afirmou saber que algumas pessoas vão dizer que o clube mais popular da Argentina é diferente e entende isso, apontando que “inclusive lá no Brasil (eles) têm medo do Boca”, mas mostrou se sentir “preparado” para o desafio.

    O atacante volta a Buenos Aires com a expectativa de “ganhar títulos” após ter “a sorte” de ser “campeão do mundo” pelo time paulista. Ele classificou a Copa Libertadores da América, da qual tanto o Boca Juniors quanto o Corinthians participarão em 2013, como seu “máximo anseio” para esta temporada.

    Curtir

    • Alessandro permalink
      01/22/2013 13:13

      Daniel, ele seria titular no Corinthians num futuro próximo, falou demais e já foi tarde.
      Antes de vir pro Timão não lembro dele na Seleção Argentina, já tem 27 anos e só foi convocado para os jogos em que os estrangeiros ficaram fora.
      Acho que não será nem convocado para o Mundial-14.

      Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      01/22/2013 13:25

      1- Eu concordo com o Alessandro, o Martinez falou demais…..
      2- Eu repeti a quinta série por causa da Matemática, e isto me impede de entender o seguinte: o Corintians comprou 75% do passe do Martinez, vendeu 50% ao Boca e ficou com 10%.. 75-50=25. O que aconteceu com os demais 15%?

      Curtir

    • 01/22/2013 13:46

      A-há!

      E eu ainda não me conformei com ele fora do Time!

      Curtir

    • Cesar Augusto permalink
      01/22/2013 14:57

      Acho que o Martinez partiu, deliberadamente, para o confronto com o Tite e errou e, por consequência, dançou.

      Mas que era escalado errado, não tenho dúvidas.

      Curtir

      • Daniel CMS permalink
        01/22/2013 16:59

        Exato.

        Falar demais, ser burro ao confrontar o chefe, fazer cara feia, ser da seleção Argentina C, nada disso exclui o fato que o TILTE escalou ele errado.

        E não foi/é o único jogador do Corinthians com este PRIVILÉGIO.

        Curtir

    • Morgana permalink
      01/22/2013 23:26

      Viúva do Martinez…

      Curtir

  6. Múcio Rodolfo permalink
    01/22/2013 11:24

    1- O interessante é que se vcs derem uma perambulada por alguns sites verão que não existe nenhuma proteção ao menino do cabelo engraçado. Que, ao contrário, ele é persegido pela mídia corinthiana. Aliás, eu gostaria de encontrar a tal midia corinthiana. O único que eu vejo defendendo o Corinthians é o Doutor Osmar. Tinha o Juarez Suarez (mas este anda meio sumido). O resto, tidos como corinthianos, adoram atirar contra o clube. Na visão dos manjubinhas, Neymar seria perseguido pela mídia tupiniquim, a serviço do clube “mais odiado do Brasil”. Como se aqui no país só existisse o Corinthians. Até o fato do Neto falar constantemente de que o craque já está negociado com o futebol europeu é visto como perseguiçao.
    2- Eu concordo com o Ricardo E., o Neymar é muito bom jogador. O que eu não concordo (e isto não foi dito pelo Ricardo) é a tentativa de transformá-lo num novo Pelé, o colocando acima de outros jogadores. Pra mim, o Edilson, se quisesse, tinha plenas condições de fazer o que o Neymar faz. Aquelas firulas que ele faz de vez em quando. Uma das poucas firulas que ele fez na vida rendeu uma pancadaria que interrompeu um jogo decisivio em 99. Aliás, como reagiria Junior Baiano se o menimo mimado lhe desse um chapéu com o jogo parado? A tentativa em transformar o “calopsita” num novo Pelé é tanta que quando a gente lembra que com o Robinho aconteceu a mesma coisa, a resposta é: “este é diferente”. Diferente no quê?
    3- Esses dias eu estava pensando a respeito do Pelé. Dizem que o Negão era perfeito. Eu não discuto sua condição de melhor de todos os tempos. Eu só discuto a idéia de que o segundo melhor está a léguas e léguas de distância. Quando teve a tal Era Pelé eu era novinho. Só sei pelos videos com os gols dele. Mas eu tenho um colega uns 11 anos mais velho do que eu que uma vez me disse “tinha jogos que ele não fazia nada”. É provavel que isso fosse uma coisa rara ou raríssima. Eu penso que de certa forma, em sua época, Pele era protegido pela imprensa tupiniquim. Ele quebrou a perna de um zagueiro alemão, do Procópio do Cruzeiro. A justificativa da imprensa é a de que ele reagiu a violencia dos adversários. Pelé era gênio até para revidar as agressões dos adversários. Mas por que Pelé não retribuiu os pontapés que recebeu dos portugueses na Inglaterra? Se ele quebrasse a perna de um zagueiro lustiano, a imprensa européia seria tão complascente com a nossa?
    4- Um outro exemplo de proteção ao REi, ou de puxasaquismo, eu vi esta semana quando estava folheando uma Placar de 95 que comemorava os 25 anos de revista. A revista solicitou que jornalistas de vários países da Europa e da América montassem a seleção do período. A regra primeira era: “Pelé era hours concours”. Mas o que fez Pelé de 70 a 77 para ter este privilégio? Não era para se formar uma seleção de todos os tempos e sim de um período. E veja bem: será que se ao criar a Bola de Prata, a Placar não inventasse esta historia de “hours concours”, o Negão não se sentira motivado a exibir ainda mais sua genialidade afim de vencer a concorrência e levar mais um troféu para casa?

    Curtir

  7. 01/22/2013 9:58

    Menos moçada, O Neymar é muito bom jogador. Claor que não é perfeito, vide a mania de simular faltas, mas é muito bom jogador. Claro que eu acho simular desonesto e preferiria que ele não fizesse isso (e o jogadores do Corinthians também não!), mas isso faz parte da nossa cultura. Assim como colar na prova, a meia entrada para a carteira falsificada de estudante, o DVD pirata (o PCC agradece)… Se for contra nós é condenável, agora nunca vi ninguém reclamar e pedir para abrir mão de vantagem indevida quando é a favor. Fiquei abismado com palmeirenses defendendo o gol de mão do Barcos com um “legalês” deplorável, mas não sei se não faria o mesmo se fosse contra o Corinthians na mesma situação. Quero acreditar que não, mas não sei. Não atirem no mensageiro, o culpado é quem formula e manda a mensagem, ou seja, nós.

    Curtir

    • 01/22/2013 13:51

      Concordo, mas é inegável que nessa lista “cultural” também está a proteção ao patrocinador.

      Daí que ele só foi ser criticado na Inglaterra.

      Curtir

  8. Alessandro permalink
    01/22/2013 8:56

    Essa cara pra mim é um Robinho que sabe fazer gol. A diferença é que o primeiro foi pra Europa e conseguiu um certo destaque. Se for pro velho continente vai ser apenas mais um. Ele deita, rola e saltita como uma gazela porque no Brasil a zagueirada é fraca e mal posicionada. Até o Wallace bem orientado já anulou essa franga.
    Nos dois confrontos da Libertadores o Alessandro acabou com ele.

    Curtir

    • 01/22/2013 13:52

      Concordo com a questão da marcação fraca e tenho dúvidas como ele vai ser nas europas, mas acho que ele é craque (ou seja, tem a propriedade da antevisão).

      Curtir

  9. Fabiano permalink
    01/22/2013 8:39

    Os lambaris já foram declarados tetra-campeões antes mesmo da abertura do campeonato… e quem contrariar esse prognóstico estará indo contra o “futebol arte, a magia do Neymala e a competência do Muricy”. De agora em diante, caiu na área é pênalti (para eles), e se Neymala estiver num raio de 2 metros, chute no vácuo é agressão e expulsão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: