Skip to content

Corinthians 1×0 Coritiba, bem feito. TCHUPA!

08/18/2013

Fica difícil entender as escolhas de escalação do Tite, nem tanto pelo Titenaccio, mas por conta da Copa das Confederações que encaixotou o Campeonato Brasileiro em uma trinca de meses. Por exemplo, o Pacaembu sacou que Emerson não tinha a menor condição de jogo. Cansado, recusou-se a correr, errava tecnicamente passando a imagem de esgotado. Na mesma linha, RA, que ia até bem na criação, saiu e a gente não sabe se também não estava mais se aguentando em campo.

O fato é que, corretamente penso eu, o Corinthians tem escondido o estado atlético dos nossos e isso complica analisar se o que ele está fazendo é burrice ou queda física.

Corinthians entrou no seu tradicional 4-2-3-1 em que os 4 da frente se isolam: RA burramente marcava um gandula, Emerson enrolava, Danilo no meio não funciona e Pato tentava de tudo para receber uma bola que não aparecia. Adversário entrou num 4-1-4-1 e rapidamente dominou o jogo. Uma coisa é ceder o meio de campo no Paulistão, outra é para uma equipe que disputa o topo da tabela do brasileiro. Só não fizeram o gol porque o ataque deles não era essa coca-cola toda.

Do nosso lado, Tite rodava os jogadores de posição: ora Pato na esquerda, ora Emerson no centro e RA sempre marcando algum gandula. No meio, Ibson fugia do jogo a todo custo, mas note que nunca o tinha visto jogar tão recuado (o que compromete o Tite, a bem da verdade).

Só lá pelos 35 que Tite colocou FINALMENTE RA pelo meio e algumas 2 boas jogadas surgiram. Curioso mesmo era a cera adversária, afinal eles eram melhores e poderiam abocanhar 3 pontos de um rival direto.

No 2º tempo o domínio verde não se sustentou por mais de 10 minutos e eles abdicaram definitivamente do ataque em prol de um bloqueio no meio de campo, no melhor esquema “empata que eu gosto” Titeano. Já Timão jogava mal, muito mal. Alguma lucidez ofensiva apenas no RA ou quando Edenilson (mal pracacete na marcação do 1º tempo) apoiava pela direita.

Tite foi mexendo, entrou Romarinho (que fez uma grande jogada pela esquerda e só), Guerrero (que deu um drible maravilhoso e cruzou para o ponto futuro na arquibancada) e Douglas, que nos seus 10 minutos de jogo que tem por direito a cada mês, criou mais jogadas que o time inteiro do Corinthians nos últimos 2 jogos.

Do lado de lá, uma cera estúpida e compartilhada com um árbitro bem SACANINHA com o time da casa. Uma pá de faltas na direita era recusada e, notem para a PROSPERIDADE: cansou de marcar faltas inexistentes quando alguém utilizava o jogo de corpo. Ele não estava com medo da torcida, não estava fazendo o jogo da casa e era bem conivente com a atitude antidesportiva dos visitantes (e principalmente do seu técnico).

Bem feito para ele e para um time que não quer jogar futebol: foram mortos em suas próprias LÓGICAS. Corinthians 1×0, num penal não existente marcado por um árbitro que nos prejudicava, contra um time medroso que só fazia falta e cera.

PS: Corinthians deveria fazer proposta para o tal do Urso (nº 23), jogou pracaraleo no 1º tempo.

Para quem não sabe, campeão brasileiro (tirando 2009) precisa de 73 pts ou 64% de aproveitamento (em 2010 e 2011 foram 71 pts). Faltam só 48 pts (2,09 pts/jogo, 70% de aproveitamento).

Na rodada atual:

  • Botafogo ≥ 64%
  • Timão = 56%
Anúncios
44 Comentários leave one →
  1. Raphael permalink
    08/21/2013 7:28

    Só um parênteses… Coringão podia ir atrás do Rafinha, lateral que o coritiba revelou há um tempo atrás. É reserva do Lahm no Bayern, bom jogador e bate falta. Contrato dele expira em 2014.

    Resolveria a aposentadoria forçada do Alessandro e liberava o Edenilson para o meio

    Curtir

  2. eugenes permalink
    08/20/2013 23:45

    sobre o pato , do carsughi Ao contratar Pato, o Corinthians fez uma aposta com o futuro, imaginando que o jogador, voltando ao Brasil, retomaria o nível de atuações que marcaram sua estreia nas fileiras do Inter de Porto Alegre e que motivaram o Milan a adquiri-lo. E esse era também o sonho de muitos torcedores, corintianos ou mesmo simpatizantes de outros clubes, que imaginavam ter pela frente um futuro titular da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2014.

    Para decepção de tantos, porém, o que se viu foi um Pato que não consegue ser titular absoluto nem mesmo no Corinthians, onde lhe foram dadas – e continuam sendo dadas – todas as oportunidades possíveis. Utilizado como segundo homem de frente (esta é sua melhor colocação tática) ele não consegue se tornar tão perigoso como seria necessário, além de não conseguir voltar, quando a bola está com o adversário, para reforçar a marcação do meio de campo. Como, por exemplo, faz Romarinho que, por isso mesmo, acaba sendo mais útil que Pato.

    Escalado como primeiro homem de frente, por outro lado, ele acaba sendo dominado pelos centrais adversários, e sua utilização, como uma eventual opção tática em lugar de Guerrero, é negativa. Como, aliás, as várias experiências nesse sentido, realizadas por Tite, mostraram amplamente.

    Tudo isso criou um certo sentido de frustração que teria sido facilmente evitado se tivesse sido observada, com atenção , sua passagem pelo Milan. Onde ele teve seu melhor momento ao atuar como segundo homem de frente, tendo o sueco Ibrahimovic como centroavante, enquanto ao ser colocado no lugar do sueco, com Robinho como segundo homem de frente, seu rendimento caiu verticalmente. Mas em todos os casos, ele jamais foi o fora-de-série que muitos imaginavam, em seu aparecimento no Inter, ele se tornaria. E é isso que constitui um, para mim insolúvel, desafio para o Corinthians…

    Curtir

  3. Cesar Augusto permalink
    08/19/2013 12:44

    1. Vi o lance mais uma vez, e cheguei a conclusão de que o lance é, no mínimo, discutível. Não há escândalo. O zagueiro do Coritiba foi imprudente e utilizou o braço para derrubar o Danilo. A questão primordial é se o empurrão foi suficiente para derrubar o Danilo. Mas, o pênalti, repito, é discutível. O roubo fica por conta do anticorinthianismo descarado da mídia.

    2. Vi, também, a entrevista do Presidente do Coritiba, o novo herói da mídia, e confesso que fazia tempo que não ouvia um festival de hipocrisia. O futebol dá e tira. O erro contra a Portuguesa já foi descontado ontem, caso, de fato, não tenha sido pênalti. Para mim, o lance é discutível.

    3. Apenas para efeitos históricos, o Internacional, em 2005, numa quarta-feira ganhou 2 pontos a mais aos 48 do 2º tempo, com gol impedido de um tal Marcio Mexerica contra o Brasiliense e no domingo seguinte perdeu 2 pontos em razão da não marcação do famoso pênalti do Tinga. Ao final, o beneficiado de hoje é o prejudicado de amanhã, exceto o São Paulo de 2007 e 2008. Esse foi ajudado o campeonato inteiro.

    Curtir

    • 08/20/2013 12:24

      1,2 – Mantenho minha posição: não foi penal, mas também não foi coisa mandada. Se você medo de torcida, como disse o glorioso presidente do Coritiba, o juiz não iria enrolar o jogo inteiro para marcar um lance aos 42 do segundo. Teve um monte de falta boa para cruzamento na área que ele não marcou.

      Curtir

      • André Pinheiro permalink
        08/20/2013 13:27

        ele podia até ter inventado no lance que o apto chuta por cima, depois do cruzamento do fabio santos, o zagueiro chega atrasado e poe a mao no pato.

        Curtir

  4. Nicolas permalink
    08/19/2013 12:17

    No lance do pênalti, a questão é saber se o jogador do Coritiba usa o braço ou não para deslocar o Danilo. Eu tive a impressão que sim embora esteja surpreso ao ver muita gente dizer que o lance é normal. E sempre vão surgir as análises do tipo: ” sim, o Danilo foi empurrado mas não com a força suficiente para derrubá-lo”. Como que se pode aferir a força de um movimento através de uma imagem de tevê?

    Um problema sério que o SCCP apresenta é a falta de uma boa saída de bola. Basta um time adiantar a marcação e lá se vai o jogo de transição, com o Cássio passando a tentar os seus “lançamentos”. As jogadas de ataque tem que ser construídas a partir de trás, para que cheguem com um mínimo de qualidade para os atacantes. O time ficar “alongado” nas jogadas de ataque não resolve o problema. O Cássio vai acertar um lançamento em um número muito grande de tentativas, o que não é muito produtivo. Falta um envolvimento maior dos jogadores para tentar solucionar este problema. Observe que basta o Cássio retomar a bola e os jogadores viram as costas esperando um chute para a frente.

    Torna-se uma sequência. A falta de uma boa saída de bola impede a construção de boas jogadas ofensivas. O time só é orientado para a defesa e é muito travado. Se quiser ter sucesso, terá de ter outra atitude em relação ao ataque. Os jogadores também precisam ter uma maior vibração e não ficarem aceitando a marcação. Saber o momento de se deslocar e fugir do marcador.

    Curtir

    • 08/20/2013 12:27

      A saída de bola fica amarrada pela distância entre as linhas, que é exagerada no Titenaccio.

      Adicionalmente, não podemos esquecer, a qualidade dos 4 de trás (tirando o Edenilson) é fraca.

      A saída pelo Edenilson é pouco explorada ainda, mas, bom driblador, ele tem lembrado o André Santos da fase áurea.

      Curtir

  5. Max permalink
    08/19/2013 11:34

    Tite soltou uma frase do tipo “o Corinthians não vai ganhar a hora que quiser” meio que sugerindo que a expectativa sobre a equipe é maior do que o que ela pode de fato produzir.
    Em linguagem mais popular ele está dizendo o seguinte: “esse futebol é o que tem pra hoje, parem de reclamar”.

    Dito isto sugiro mudar o grito da torcida:
    “Vamos Corinthians, que está noite, teremos que empatar!”

    Curtir

  6. 08/19/2013 9:14

    1- pelas novas imagens foi pênalti.

    2- estou ganhando mais em aproveitar meu domingo de outra forma, sem ver jogo, o qual me rendeu 15 minutos finais na frente da TV, thanx Tite!

    3- Edenilson no lugar de Guilherme não dá, ele não tem o cacoete de defender. O ideal seria fazer uma linha de 5 na meia, Ed centralizado com Douglas e Ralf, Danilo na esquerda e RA na direita, Pato no ataque, não vejo outra forma de reconquistarmos a posse do meio campo. Laterais podem ser os mesmos e a mesma zaga.

    4- as organizadas chegaram a Brasília, um morador daqui, numa provocação que nem briga de bar dava (aqui!), ficou com o maxilar quebrado pela hincha do SPFC. O que mixou meus planos de levar as crianças para a contenda com o Vasco. Já não basta os parlamentares bandidos que nos mandam?

    Curtir

    • 08/20/2013 12:39

      4- O pior é que está lá a foto e os agressores são facilmente identificáveis.

      Se a polícia apresenta TODOS presos em Sampa (menos de 24h) mostrava competência e evitava que isso se repetisse.

      Mas não.

      Aliás, promotoria também tem culpa nisso.

      Curtir

      • 08/20/2013 13:57

        Estão 3 presos aqui, da independente.
        O que pesa é que, apesar de lidar com passeatas dia-sim-outro-também, a polícia de Brasília parece não saber lidar com contenção de multidão.

        Curtir

  7. Raphael permalink
    08/19/2013 7:44

    1. A câmera padrão da TV deixa dúvidas, mas depois de ver essa imagem eu acho que foi pênalti:

    2. Se fosse a favor do Coritiba, a reação da imprensa e demais torcedores seria tão escandalosa? (pergunta retórica)

    3. Mais uma vez não jogamos bem. E acho que ontem não faltou vontade, o problema é tático mesmo. Falar dos problemas de posicionamento do time é chover no molhado, mas pelo menos ontem o Emerson virou a cara para o Tite.

    4. A troca do Guerreiro pelo Pato, que jogou mal como ganso ontem, foi pra agradar à torcida. Mas o fato é que o Guerreiro, no Titebol, é o receptador de chutões que o treinador precisa. O Pato não tem porte para isso.

    Curtir

    • 08/20/2013 12:40

      4- Verdade. No sistema atual, Guerrero > Pato. Mas se ele monta um esquema com Douglas solto, sem precisar voltar para marcar na pequena área, Pato >> Guerrrero

      Curtir

      • eugenes permalink
        08/20/2013 23:35

        sim, voce é genial! douglas nao marca. pato nao marca (nem marcacão nem gols), e o time joga com dois pesos mortos !!

        Curtir

  8. Luís permalink
    08/18/2013 23:51

    com esse time vai ficar puxado heinnn

    não sei não se é esgotamento físico, aliás, o que justifica tal fato, uma vez que saímos da despertadores antes da maioria e jogamos nas mesmas datas dos lideres… só se for má preparação física, ou idade avançada de um ou outro no elenco… ainda pode ser o fator todo mundo marcando o jogo todo do tite, porem isso não justifica a péssima qualidade ofensiva que estamos mostrando…

    Não criamos absolutamente nada, e isso é inaceitável, com o elenco que temos e com a fortuna que é gasto para manter esse elenco…

    Curtir

    • 08/20/2013 12:41

      Pois é, o Tite disse que a equipe vem de uma preparação específica para a Recopa.

      Ao menos ele está fazendo algum rodízio de jogadores.

      Curtir

  9. Paulo permalink
    08/18/2013 23:46

    Foi pênalti. Há um link no Blog do Silvinho, em que a imagem em “slow motion” demonstra claramente o empurrão do tolo zagueiro coxinha. “Empurrar a um adversário…de uma maneira que o árbitro considere imprudente, temerária ou com uso de uma força excessiva”, como define a regra 12 da IB. Eu classificaria o ato como imprudente.

    Curtir

    • 08/19/2013 0:04

      Correto, mas se vc levar ao pé da letra não tem jogo. Pois muitas divididas são feitas com força excessiva, mas não são faltas. Aí entra o bom senso do árbitro. E depende da visão dele. Para nós da tv, do estádio, de qualquer que seja o ângulo pode ser uma coisa, mas o juiz, cansado, pressionado, mal preparado, com jogador na frente, no lugar do campo onde ele está, é complicado.

      Curtir

      • Paulo permalink
        08/19/2013 0:54

        REGRA Nº 12 – FALTAS E CONDUTA ANTIESPORTIVA

        As faltas e condutas antiesportivas serão sancionadas da seguinte maneira:

        Tiro livre direto:

        Será concedido um tiro livre direto a equipe adversária se um jogador comete uma das seguintes seis (06) faltas de uma maneira que o árbitro considere imprudente, temerária ou com o uso de uma força excessiva:

        dar ou tentar dar um pontapé em um adversário;

        dar ou tentar dar uma rasteira em um adversário;

        saltar sobre um adversário;

        trancar a um adversário;

        agredir ou tentar agredir a um adversário;

        empurrar a um adversário.

        Será concedido assim mesmo um tiro livre direto a equipe adversária se um jogador comete uma das seguintes quatro (04) faltas:

        dar um pontapé no adversário antes de tocar a bola;

        agarrar a um adversário;

        cuspir em um adversário;

        tocar a bola com as mãos deliberadamente (exceto o goleiro dentro de sua própria área penal).

        O tiro livre direto será lançado desde o lugar onde se cometeu a falta.

        Tiro penal:

        Será concedido um tiro penal se um jogador comete uma das 10 (dez) faltas mencionadas acima dentro de sua própria área penal, independentemente da posição da bola e sempre que a mesma esteja em jogo.”

        FONTE: International Board

        Essa é a letra da lei. No caso sob apreço, o juízo acerca de ter existido ou não o empurrão é um primeiro momento de cognição do árbitro, ao avaliar o lance. Nesse particular, o que o link referido demonstra claramente é que houve o empurrão, eu, pelo menos, não vejo outra coisa, haja vista que o braço do zagueiro se eleva perpendicularmente ao seu corpo, fazendo movimento de alavanca, e sua mão toca o corpo do Danilo, deslocando-o lateralmente, fugindo, portanto, do mero contato ombro a ombro, que seria lícito ( não se pode usar mãos, braços ou cotovelo ). Depois desse primeiro juízo, digamos assim, incumbe ao árbitro, ato contínuo, fazer um segundo: teria o adversário agido de forma imprudente, temerária ou com uso de força excessiva? Aí entra a subjetividade em seu grau, talvez, mais elevado. Sem entrar em nuances interpretativas, que distinguem conduta temerária de imprudência – embora muitos bons dicionários de português não o façam – eu classificaria o lance como imprudente, e creio que foi assim que o Cassols considerou.

        Curtir

      • Paulo permalink
        08/19/2013 1:01

        Só como esclarecimento final: inicialmente, vendo o lance ao vivo, pela câmera centralizada, não considerei pênalti; mas, vendo o replay pela câmera postada atrás do gol do Cássio ( com aproximação de imagem, evidentemente ), que, curiosamente, tinha o mesmo ângulo de visão do árbitro, cravei como falta. O cretino comentarista do PFC, entretanto, teve a coragem de dizer que o árbitro estaria mal colocado. É de doer, pois ele estava, simplesmente, na melhor colocação possível…

        Curtir

        • Luís permalink
          08/19/2013 9:58

          Para saber se foi ou não foi pênalti, basta transportar o lance para o meio do campo… já vi um monte de faltas desse tipo sendo marcada, o jogador chega ombro a ombro, porem com força excessiva, e ainda com auxilio do braço… logo falta e no caso dentro da área, pênalti…

          …é verdade que também já vi lances assim que o juiz, principalmente os juízes de outros países da América do Sul, que não marcam faltas nestes lances e deixam o jogo rolar, mas dai entra a coerência do arbitro na partida… como não acompanhei a sua arbitragem, não posso emitir opinião, mas para quem viu o jogo, sabe informar se ele estava ou não marcando falta em lances desse tipo…

          Curtir

    • 08/20/2013 12:43

      Continuo vendo uma trombada de ombro normal o braço do cara foi depois da jogada resolvida. Mas, se fosse um zagueiro do Corinthians, eu cornetaria, pois um braço daqueles da corda para juiz tosco.

      Curtir

  10. 08/18/2013 23:22

    Não é surpresa mas “só pra constá”:

    O penal anotado para os bambinos foi tão polêmico quanto o do timão.
    O assunto na mídia tradicional sobre o penal deles é porque o m1co não bateu e sobre o nosso é o penal polêmico!

    Curtir

    • Raphael permalink
      08/19/2013 7:45

      A imprensa é carniceira, visa apenas ibope e fodam-se quaisquer valores éticos ou morais… a hipocrisia comanda

      Curtir

    • Luís permalink
      08/19/2013 11:09

      Perfeito, no lance delas a imagem mostra apenas o jogador da frente caindo e o comentarista de arbitragem da globo afirma categoricamente que o fulano foi empurrado pelas costas com o braço… o bacana é que o braço do jogador do Flamengo nem sequer aparece na imagem, pois está encoberto pelo jogador do spfw… ooutro palhaço do fantástico já anunciou os gols da noite falando sobre um pênalti maroto para o Corinthians… fazer oque se falar do Timão da audiência, paciência né!!!

      Curtir

    • 08/20/2013 12:44

      Para mim o deles não foi polêmico. Foi um mero tropeço.

      Curtir

  11. Cesar Augusto permalink
    08/18/2013 22:29

    1) O bom de uma vitória nestas condições, com pênalti bem discutível, é que aflora os sentimentos mais primitivos em quem não é Corinthians. A histeria toma conta das redações, dos programas televisivos e das redes sociais. As teorias da conspiração estão mais fortes do que nunca e, para tal, basta o Corinthians ser beneficiado. Se for prejudicado como foi pelo Amarilla, são coisas que acontecem no futebol. A indignação dos moralistas de plantão é, como sempre, seletiva.

    2) Em relação ao time, vale aquela famosa frase “tudo como dantes no quartel de abrantes”. O Corinthians continua lento, estático, pouco inventivo e com uma grave crise de criatividade, que não será solucionada com a simples alteração das posições dos meias. É preciso um pouco mais. O Corinthians tem um esquema de pebolim e, dessa forma, não é necessário um esquema defensivo de outro planeta para marcar a equipe do Tite.

    3) Quarta-feira começa a Copa do Brasil e o mais sensato seria a escalação de um time praticamente reserva. Júlio César, Alessandro, Cléber, Felipe, Igor; Maldonado, Ibson (precisa de ritmo), Douglas; Romarinho, Guerrero e Léo. Para ganhar do Luverdense, é mais que suficiente. A prioridade deve ser o Vasco, domingo, em Brasília.

    4) E o pênalti que deram para o São Paulo foi uma vergonha, mas ficou em um plano secundário após o pênalti mandrake do Corinthians.

    5) E o Coritiba nada tem a reclamar. Empatou roubado contra a Portuguesa. Perdeu roubado para o Corinthians. Portanto, zero a zero.

    Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      08/18/2013 22:51

      3- Também acho que este time ai com um pouco de vontade é o suficiente. Mas vc (ou alguém mais) sabe se nesta fase ainda tem aquele lance de vitória por dois gols elimina o jogo do volta?
      4- Sobre os bambis, no meio de semana o gol deles foi envolvido de polêmica. Será quie já começou a operação salva-bambi?

      Curtir

      • Gabriel permalink
        08/18/2013 23:38

        3- Não elimina nesta fase, só nas duas primeiras.

        Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        08/18/2013 23:45

        3. Haverá o 2º jogo independentemente do resultado. Não há eliminação automática nesta fase.

        4. Li agora à pouco um debate no Twitter um debate entre um jornalista tricolor, Menon, e um corinthiano, o Vitor Guedes. Menon disse: “O que não pode é chorar pelo amarilla e esquecer do castrilli, do rizek, do brasilense, do Fábio costa, do rui rei”. Ou seja, todas estas citações, que são bem discutíveis, na cabeça dos tricolores são motivos para apequenar os títulos do Corinthians e fazem parte do folclore do futebol. Legal, os adversários sabem, de cor e salteado, os erros que beneficiaram o Corinthians, mas se esquecem, pois possuem memória seletiva, de erros favoráveis ao SPFC, por exemplo, pois vejamos:

        1) Alguém lembra do Armando Marques, que anulou um gol do Leivinha no Paulista de 1971?

        2) Alguém lembra do Bráulio Zanotto, que roubou o Botafogo na semifinal do Brasileiro de 1981? Coitado do Botafogo. Vencia por 2×0, após ter vencidfo ter vencido a 1ª partida por 1×0, jogava tranquilo e arrumaram um pênalti mandrake no fim do 1º tempo. No intervalo, seguranças do SPFC ameaçaram o árbitro e, ao final, houve a virada. Hipócritas, estes tricolores.

        3) Alguém lembra do Arnaldo Cezar Coelho que roubou a Ponte Preta, no Paulista de 1970? Dizem que nesse jogo, inclusive, o Laudo Natel estava no banco de reservas e teve uma conversinha no intervalo do jogo com o árbitro da regra é clara.

        4) E o pênalti do Macedo, que deu o 1º título de Libertadores ao São Paulo? Constrangedor.

        5) E o Aragão, que não deu um pênalti claríssimo no João Paulo, ponta-esquerda do Guarani, em 1986, na final do Brasileiro? Assalto à mão armada.

        6) E o gol do Borges, 1m30cm impedido, que deu o título brasileiro de 2008 ao São Paulo? nem ficaram com vergonha.

        Então, meus caros, todo time, sem exceção, tem telhado de vidro, mas o problema é que só há repercussão quando o beneficiado é o Corinthians. E isso alimenta a imprensa esportiva, que torce e distorce, sempre contra o Corinthians.

        Esse Menon, por exemplo, escreveu, hoje, que o pênalti do Corinthians não foi e o do São Paulo foi duvidoso. É o jornalismo esportivo militante pró-tricolor. Mas, verdade seja dita, o Corinthians, também, tem os seus Menons, que defendem o indefensável.

        Curtir

  12. 08/18/2013 22:04

    Eu vou ficar aqui, quietinho, só olhando quando é que o defensores de Tite vão começar a mudar suas posições.

    Curioso é que, diante do desastre que tem se mostrado o time do corinthians, alguns corinthianos bem entendidos insistem em discutir se Pato deve ou não ser titular. Acho que taí um bom atestado de não entender PN de futebol. Porque se seu time tem o segundo pior ataque do campeonato, ataque que não funciona nem com RA e Danilo juntos, bem, desculpa, amigos, mas alguma coisa me diz que Pato não é o problema..

    Tite poderia resolver dois problemas ao mesmo tempo, puxar Edenilson pra meia e botar Alessandro. Insisto porque Edenilson não tem jogado bem ali. Ou quem sabe trazer Ramirez de volta, que tal? Dizem que o Jocinei é bom, não sei, não vi.

    Só sei que o problema não é o Pato.

    PS. O cara anda tão ansioso, é visível, ele tá afobado, porque com tanta pressão nos ombros e ainda sendo fritado pelo técnico. Guerrero entrou nem 5 MINUTOS depois da torcida ter pedido, isso é que é competência técnica, hein? Sinceramente, acho que ou ele vai embora pra, quem sabe, jogar bem num time que possa oferecer condições psicológicas pra ele, ou Tite sai pra ele quem sabe poder jogar bem. De qualquer modo, falta orientação (inclusive psicológica) pro garoto e pra comissão técnica.

    Curtir

    • Gabriel permalink
      08/18/2013 23:31

      Não dá pra discutir a qualidade técnica do Pato. É óbvio que joga muita bola, é um dos melhores do país. Mas ele tá perdendo muito gol, não sei se é pela pressão, ou zica, mas na maioria dos jogos ele tem tido pelo menos 3 chances de gol e não consegue marcar.
      Fato é que ele nunca foi centroavante e/ou principal goleador dos times em que jogou e sempre jogou como segundo atacante. Tite tem que fazer ele jogar assim, ajudando a criar chances e buscar o jogo, não só ficar esperando a bola pra finalizar. Talvez montar um 4222 com danilo, renato augusto, pato e guerrero.

      Curtir

      • 08/19/2013 2:50

        Ele vem num histórico de perdas duras mesmo. Mas acentuadas pelas perdas estratégicas da Libertadores e porque ele não tem uma afinidade com o espírito que gostamos nos jogadores. No Brasileirão Guerrero certamente perdeu bem mais, mas Guerrero, além de herói do Mundial, tem espírito corinthiano.

        Agora, Pato tá de gaiato no esquema de Tite e todo mundo sabe que ele não vai mudá-lo em função de Pato, nem mesmo adaptá-lo, vamos ver como vai terminar essa novela.

        Curtir

    • 08/18/2013 23:51

      O cara tem que receber não apenas uma bola por jogo, como o Tite gosta de chamar de ‘a bola do jogo’. A única.

      Poucos atacantes acertam 100% dos chutes, acertar fazendo gol quero dizer. Diria que um atacante acima da média acerte 50%. Não é muito. Mas se ele recebe 20 bolas, são 10 gols. Poxa, se recebe 1, eh 1/2.

      É matemática pura. Acho que o Tite faltou muitas aulas dessas.

      Nem Messi, Neymar, CR7, Klose, Ronaldo, Di Stéfano, Pelé, Sócrates, Puskas…

      Nenhum.

      Curtir

    • eugenes permalink
      08/19/2013 0:22

      meu chapa, vc querer que o tite (tecnico mais vencedor de toda a historia do Clube) saia para o patinho poder jogar bola é muito, não acha? aqui nao é o time da baixada, que é menor que seus principais jogadores. e pato nao é nem nunca foi o principal jogador desse time que foi campeão da libertadores e mundial. o problema é simples: a bola do pato nao esta entrando. e ele nao é liedson que tinha credito por serviços prestados. aqui nao é inter, nem milan, aqui ninguem joga porque namora com a ou b ou pinta o cabelo de acaju. como diz o macsandro ai abaixo: o gol que ele perdeu hoje é daqueles que finazzi, bill, souza costumavam (não) fazer. e nenhuma desses se firmou titular no corinthians.

      Curtir

      • 08/19/2013 2:46

        Tite tem que sair, mas não é por causa de Pato. O que eu fiz foi simplesmente apresentar uma disjunção que mostra que com Tite no time não tem como ele jogar bem. Ou um ou outro.

        A bola de Pato não tá entrando. Certo. E a de quem tá entrando? Mesmo tendo jogado bem mais, Guerrero e Emerson tem juntos 4 gols, mesmo número de gols que Pato. A culpa é de Guerrero e Emerson? Ora, ele deve ser criticado porque pode jogar BEM MAIS, mas não dá pra jogar a culpa da indigência ofensiva do Corinthians nos ombros do moleque. Se um time como o Corinthians cria UMA, no máximo DUAS chances de gols na partida, não dá pra por a culpa no atacante que porventura os desperdice. Até porque quando é Guerrero quem perde gol, tudo bem, ou quando seguimos numa série vexatória de mau rendimento do meio de campo parece que não há culpados. O único culpado do Corinthians é Pato, quando ele perde gol. (Aliás, se o time cria uma única chance de gol na partida, e se se culpa o JOGADOR por desperdiçá-la, bem, com isso já se tem uma boa amostra de certa visão do futebol).

        Sinceramente, eu nem mesmo simpatizo com Pato, acho que lhe falta personalidade, como a maioria dos jovens jogadores brasileiros, mas minha ânsia em defendê-lo é diretamente proporcional à vontade que alguns tem de tomá-lo pra Cristo, ao invés de apontar o real culpado pela fase do Corinthians, que nós sabemos bem quem é.

        Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        08/19/2013 6:40

        Assim. Estão focados no varejo e esquecendo do atacado. Estão fazendo um carnaval tremendo em cima de uma fase ruim e esquecendo tudo o que foi conquistado. Ah não vivemos de passado. Sim, mas o passado mostra que o esquema funciona, se não para alcançar vitórias que levem o torcedor ao deleite, mas para atingir o objetivo máximo que é ser campeão. E além do mais, o time fez alguma partidas excelentes este ano. Foram poucas, mas foram no momento certo- o que mostra a personalidade que este técnico conseguiu dar a equipe. Ao lado dessas que eu citei, teve as boas, as mais ou menos, as regulares……e as péssimas (primeira contra o Boca, contra o Manjubinha e contra o Conveniense neste CB). Esta história de que o Tite tem de sair vem desde outubro ou novembro de 2010.Quem vê alguns comentários por aqui e por ai na blogsfera fica com a impressão que estamos na merda, agonizando na zona de rebaixamento. Evidente que o Pato não é o único culpado pela má fase em que vive o time ofensivamente. O próprio Adenor disse isso na coletiva. No entanto, não se pode jogar nas costas também do treinador a culpa por tudo o que vem acontecendo. O esquema até pode ser responsável mor pela situação em que o time se encontra, mas não se pode ignorar os erros individuais dos jogadores. O Pato, por exemplo, perdeu 4 oportunidades no jogo contra o Cruzeiro. O Guerrero perdeu umas duas contra o Goiás. Ou seja, há uma soma de fatores.

        Curtir

  13. 08/18/2013 21:43

    1 – Penal constrangedor, fosse do lado de lá eu ia gritar! Fato é que esse juiz salvou o time de tomar uma sonora vaia porque empate insosso em casa com um coxa sem alex bem aleatório seria a gota d’água pra nossa paciente torcida.

    2 – Pato perdeu um gol no segundo tempo que ele não tem o direito de perder. Finazzi, Acosta, Souza ou Bill tem carta branca pra errar um gol daqueles. Pato não. Ajuda o Tite tirar o foco.

    3 – Tite diz que na no momento decisivo o time vai estar no seu melhor! Já é agosto! A temporada está na metade! E é pontos corridos! Como ele pretende se manter na disputa do título jogando assim até o time alcançar o seu melhor?

    Curtir

  14. Múcio Rodolfo permalink
    08/18/2013 21:36

    Agora imagine um corinthiano tenso vendo tudo isso pela internet travando a todo momento. Eu não sei que trava mais a internet quando assisto jogo ou o ataque do Timão em determinados jogos. Pelo que me lembre teve a cabeçada do Pato no primeiro tempo e do Gil no segundo. Muito pouco. Mesmo com as deficiências técnicas deu pra ver que a hora que o Renato Augusto passou a atuar pelo meio, o time melhorou. Será que o Adenor não viu isso. Aliás o próprio jogador disse na saída pro intervalo que prefere atuar por ali. Eu ia dizer que foi penalti, mas melhor não brigar com a imagem. Também senti isso:tava duro do juiz marcar faltas a nosso favor. E como disse o Emboava tivemos sorte de conquistar os 3 pontos. Nessa rodada estava mais ou menos evidente que Cruzeiro e Botafogo não perderiam pontos. Quem sabe, na próxima rodada um “odiado” 1×0 acompanhados de tropeços do Cruzeiro (diante da Ponte em Campinas) e do Botafogo (diante do Atlético-Pr) mais perto da liderança?

    Curtir

  15. 08/18/2013 21:23

    Não vi o jogo pois não tenho tv a cabo aqui. Mas vi depois os melhores momentos e o jogo foi bem ruim mesmo. Não houve pênalti.

    Mas tivemos sorte. Valeu os 3 pontos. Mas está complicado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: