Skip to content

Os azares de Tite

10/01/2013
  1. Ano de CdC: não bastasse jogarmos até o Natal, Tite ainda enfrentou um ano de preparação atípica com parada para a CdC. Poucos times conseguiram contornar a falta de pré-temporada, mas Timão ainda pagou 1 semana por conta do jogo no Japão. Quem está se dando bem em 2013? Quem desdenhou o estadual e preferiu a pré-temporada.
  2. Elenco envelhecido: Tite deu um azar danado ao não perceber que o elenco já envelhecido ficou pior com a saída do Paulinho. Insistiu, olha que azar, com Danilo quarta-domingo acompanhando o lateral adversário. Nossa tartaruga repetidamente tropeçava na bola de tão cansado. É um baita azar, pois Danilo resolveu muitas partidas para Tite em 2011-12. O Inter, que aparenta ter também um elenco superior, está sofrendo igualmente com o elenco envelhecido.
  3. Mal planejamento na parada da CdC: aí o azar parece que não é só dele. Não acompanhei os detalhes, mas Timão devia férias e parou 1 semana (eu acho). O azar veio mesmo quando ele deu foco numa taça que a gente nem lembrava que existia. O azar duplicou quando ninguém no Clube foi capaz de alertá-lo de que o time do SPFC era horroroso e não seria necessário tanto esforço para ganhar 2 jogos. Danilo ainda jogou pracacete e multiplicou o azar: cegou Tite que não quis mais tirá-lo do time.
  4. O que era bom em 2011-12 sumiu: olha como o mundo é cruel! O que fez a fama e fortuna em 2011-12 foi a marcação pressão na saída de bola. Algo que Timão conseguiu, pois em 2011 só jogou paulista e brasileiro, enquanto em 2012 só Libertadores e Japão. Sem força física em 2013, o time precisaria de mais tática, mas em tática Tite é azarado.
  5. Tática azarada: quando a marcação era forte na saída, o excesso de amplitude da equipe era contornado pelo início bem adiantado das jogadas de ataque, que resultaram em diversas vitórias de 1×0. Sem o físico, o sistema ficou sem a bola, sem criação (pois Douglas, mais um azar, ficou no banco até setembro) e sem jogadores próximos entre si para tentar a tabela. Resultado: nem lembro mais quando foi o último gol do Corinthians. Um time que não cria, não tem pegada, não retém a bola e é sempre mal escalado (e substituído). Que azar!
  6. Pato: azar supremo! Um jogador de seleção brasileira é contratado com fama de canela de vidro, mas praticamente não se machuca?! Que técnico não ficaria triste com isso? Tite resolveu a parada: colocou o cara no banco.
  7. Lesões: é claro que isso foi azar! Em 2011-12, só lesionava jogador ruim e ele era obrigado a trocar pelo reserva melhor. Em 2013 só machuca cara bom, até Cássio rodou.
  8. Base: nessa 2ª passagem pelo Timão, Tite encontrou uma base formada por zumbis. Aparentemente, se ele escala algum o menino, o cara vira um zumbi e come o cérebro dele. Idem para novas contratações sem passagem medíocre por times grandes.
  9. Jogadores de passagem medíocre: muito azar! Muito azar! Alguém poderia imaginar que Ibson jogaria tal mal quanto jogou no Flamengo?
  10. 2º volante é volante: Tite herdou Paulinho, um meia posicionado como volante. Deu azar, não foi capaz de colocar o Edenilson por ali ou de buscar uma solução semelhante, como Mano fez com Elias, Paulinho, Jucilei e o KK da chapada.
  11. AZAR NÍVEL SUPREMO: Guerrero e Pato no mesmo time. Pense. Tente escalar o time com os 2. Repare como fica difícil, precisa treinar, precisa posicionar o time inteiro para jogar com os dois. Não é qualquer bunda mole que monta uma equipe A PARTIR desses 2.
Anúncios
12 Comentários leave one →
  1. 10/02/2013 18:52

    Enquanto eu lia isso, gol do Marquinhos…

    Curtir

  2. Gabriel permalink
    10/02/2013 15:16

    bela análise.

    Curtir

  3. 10/02/2013 10:26

    Nosso azar por outro lado é o Tite Ferguson. Em que suas qualidades vem se reduzindo apenas à permanência.

    E de tão cantados os 11 itens, façamos um sambinha para tirar daí alegria.

    Curtir

  4. 10/02/2013 10:10

    Eu tô tão acostumado às explicações no nível de burro, mau caráter, escroto… (ou como diria alguém por aqui, belo argumento), que quando vejo uma mensagem com argumentos de verdade expondo os riscos muito altos assumidos ou simplesmente erros de planejamento (ainda que com muito sarcasmo e ironia), leio duas, três vezes para finalmente enxergar nossa imagem no espelho. É sempre mais fácil prever o passado, mas eu sei que o Álvaro já sabia e prevê esse colapso desde de 2011 (posso ser irônico também, não?). Agora sem ironia, parabéns Álvaro pela compilação, ajudou de fato a desembaçar a minha visão apaixonada. Fiquei perplexo com tamanho colapso do Corinthians nas últimas semanas, mas seguramente parte das explicações estão no texto. Para mim computo como a razão mais importante (obviamente não a única) a soberba em achar que bastava reproduzir mais ou menos a fórmula dos últimos anos para continuar tendo sucesso. Os dois maiores erros seriam (2) não sem renovar mais fortemente o elenco na parte de criação e (4) não levar em conta que o elenco envelhecido funcionou no passado por que nos concentramos em menos campeonatos em 2011 e 2012. Em (2), a aposta no Renato Augusto foi muito arriscada e além disso não contratamos laterais substitutos. Em (4), funcionaria se ganhássemos a Libertadores em 2013. Como isso não aconteceu, de repente precisamos de intensidade não apenas em 15 mas em 38 jogos. E ainda pior, em um intervalo de tempo menor do que o normal. Todos os times estão sofrendo, mas no nosso caso virou colapso e não sofrimento. Ou seja, provavelmente a soberba impediu uma melhor avaliação dos riscos relativos aos itens 2 e 4, e isso pode nos custar muito. Hoje, com a vantagem de avaliarmos o passado, pode até parecer burrice. Mas se tudo o que o Tite ganhou foi por sorte (essa é a hipótese prevalente do MFT para os títulos conquistados em 2011 e 2012), a consequência lógica é que o fracasso provavelmente aconteceu por azar (ou falta de sorte, ao gosto do freguês). Faz sentido :-). Obviamente nenhuma das duas hipóteses encerra toda a verdade.

    Curtir

  5. Daniel CMS permalink
    10/02/2013 1:21

    .

    Curtir

  6. Múcio Rodolfo permalink
    10/02/2013 0:33

    1- Acho que foi azar o Renato Augusto e o Guilherme terem se machucado. Ou não foi? Ou se não foi questão de sorte e azar, tais contusões atrapalharam. Ou não?
    2- Eu também não ligo muito para tira-teimas, mas se a gente perde para os bambis nesta competição que poucos se lembram, cairiam matando em cima do Adenor. “Por culpa deste imbecil é que nós temos que aguentar zombaria de bambi!” O time do Vila Sonia era fraco? No Paulistão não parecia. E veja o que acontece com o time do Corinthians quando entra achando que vai pegar moleza.
    3- Em 2012 que eu me lembre se machucaram o Paulo André e o Walace. O Edenilson quando esta correspondendo ou enganando na lateral direita se machucou provocando o retorno do Alessandro e ai foi um Deus nos acuda!
    4- Sejamos justos, o time fez algumas boas partidas no CB 2012 e só não somou mais pontos porque foi o time mais prejudicado por erros de arbitragem. Não nos autodepreciemos, por favor.
    5- Eu estava pensando no seguinte. Em 2004, Adenor apelou para a molecada por falta de opções. Na verdade tinha, só que os vindos de fora, com raras exceções, conseguiam ser pior. Então, vamos de Edson, Betão, Wendel, Rosinei, Jô e Gil (que naquela altura já era meio que veterano). No ano seguinte, com a chegada da MSI -pelo que andei lendo- alguns dirigentes defendiam a utilização de jogadores da base para que, ao lado das estrelas trazidas pela parceira, se valorizassem. E assim foi feito. As escalações da época mostram uma mescla assim.
    6- Na verdade o Paulnho estourou com o Tite. Foi trazido na época do Mano nesta estranha parceria com o Bragantino. Pelo que sei, o Paulinho estava atrás do Elias e do Juciliei na fila para segundo volante.
    7- Tai algo que não entendo no Adenor. As melhores partidas do time na Cucaracha deste ano foi com a dupla Pato e Guerrero. É claro que também tinha o Renato Augusto e o Danilo jogando muito. Mas se tal dupla funcionou porque não repetí-la?

    Curtir

    • Daniel CMS permalink
      10/02/2013 1:20

      7 – porque o presidente e a diretoria (a panela de jogadores) nao querem o bicho Aqua-gramático.

      Curtir

  7. 10/01/2013 22:55

    Bom, agora é torcer. A favor. Não gosto de ver o Timão nessa situação ruim. Ainda mais depois de várias conquistas importantes.

    #VaiCorinthians!

    Curtir

  8. 10/01/2013 22:53

    “Vou ali buscar um pé-de-coelho, porque a ferradura o treineiro já está usando.”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  9. andre pinheiro permalink
    10/01/2013 22:28

    sensacional!!!

    Curtir

  10. Fernando23 permalink
    10/01/2013 21:18

    Perfeito Álvaro,
    O nosso azar é que os zumbis da base comeram os cérebros da Diretoria e Presidência…
    Vou ali buscar um pé-de-coelho, porque a ferradura o treineiro já está usando.
    VAI CORINTHIANS!!!

    Curtir

  11. 10/01/2013 21:09

    Hahahahaha!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: