Skip to content

VIVA A DEMOCRACIA CORINTHIANA: Manifesto dos jogadores profissionais do SCCP.

02/04/2014

Fantástico!

Um dia histórico para o futebol brasileiro! Mais uma vez é o Corinthians quem puxa a locomotiva. Vamos acabar com a promiscuidade entre Torcidas Organizadas (que não representam nem 1% das Torcidas) e as diretorias dos clubes de futebol.

Feliz que a Diretoria atual mostrou sua cara e tentou salvar a relação com Gaviões & LTDA (até agora não chegou imagem alguma na Polícia). Foi a centelha que explodiu um movimento latente que todos os torcedores de todos os clubes tendem a apoiar!

Essa maneira de agir propagada pelas TOs é consequência desse maldito futebol moderno e temos alguma chance de agora, ao menos, reduzir a amebice dentro dos estádios.

Manifesto dos jogadores profissionais do SCCP.

Os atletas profissionais do Sport Club Corinthians Paulista vem a público se manifestar a respeito dos fatos lamentáveis ocorridos na manhã de sábado, 1 de fevereiro, no CT Joaquim Grava, onde a equipe realiza seus treinamentos.

Estamos fartos com a irracionalidade e com os atos de violência impunes que envolvem inúmeras situações ligadas ao futebol. As cenas grotescas vividas neste último sábado por nós jogadores e por todos os funcionários do SCCP determinam que uma tragédia sem precedentes está prestes a ocorrer no ambiente de trabalho de qualquer clube de futebol profissional no país e nós não seremos coniventes com isso. É preciso dar um basta e unir uma força tarefa capaz de oferecer segurança aos profissionais e aos torcedores de bem.

Sabemos que esta não é a primeira e nem será a última vez que marginais ligados às torcidas organizadas invadem propriedade privada, agridem jogadores e funcionários do clube e os ameaçam com armas. Sabemos também que estes mesmos marginais, infiltrados nas torcidas de todo o país, provocaram mais de 90% das brigas nos estádios nos últimos anos, causaram mortes e afastaram o público e suas famílias dos campos de futebol.

Assim como há uma maioria de jogadores dedicados e profissionais, há também, como em qualquer profissão, jogadores menos responsáveis e menos comprometidos. Nos momentos de derrota e nas fases difíceis os torcedores revoltados se sentem no direito de tratar todos os atletas da mesma forma. Mas quando, em momentos de crise e de violência, as torcidas organizadas, compostas por pessoas boas e pessoas ruins, sofrem esse mesmo preconceito e são tratadas como um todo, se revoltam com a injustiça.

Admitimos o nosso fracasso nos últimos meses e admitimos um fracasso ainda maior por termos ido a campo no último final de semana quando, na verdade, poderíamos ter dado um basta a essa situação e chamado a atenção de todo o país, das autoridades, dos clubes e dos organizadores dos campeonatos para uma tragédia que há de acontecer se nada for feito para estancar a violência em todos os níveis do futebol.

Fracassamos por causa dos riscos contratuais do clube com os patrocinadores, com a Federação Paulista de Futebol, com a Rede Globo de Televisão e em respeito a verdadeira torcida corinthiana. Se isso não demonstrar o comprometimento deste grupo de atletas com o SCCP, não há mais nada a dizer.

Queremos que fique claro que nós, enquanto jogadores, não nos sentimos credores de coisa alguma. Ao contrário, nos sentimos honrados e extremamente felizes por termos conquistado tanto com a gloriosa camisa corinthiana e até nos sentimos em dívida com a Fiel, a de verdade, pelo que não conseguimos fazer nos últimos meses.

Mas nós, jogadores do Corinthians, reivindicamos que haja segurança para que possamos trabalhar em paz em busca de novas vitórias. Ninguém mais do que nós, sente o desgosto da derrota. E é por isso que exigimos que nos deem condições para a volta por cima que buscamos.

Afirmamos que as vitórias do futuro próximo só virão se todos jogarmos juntos, com a mesma receita das vitórias do passado recente.

Finalmente, não admitiremos mais nenhum desrespeito ao nosso compromisso de profissionais dedicados e honestos com o clube e sua enorme massa torcedora. A nossa vida e a nossa segurança valem mais do que qualquer contrato ou interesse político/financeiro/particular de terceiros e nós tornamos público o nosso apoio à iminente paralisação prevista para o fim de semana visando melhorias nas condições de trabalho para os empregados de todos os clubes de futebol do país.

Estamos a disposição das autoridades e dos órgãos públicos para identificar e colaborar com a punição dos responsáveis por essa barbárie e pela criação de medidas que evitem o risco de novas ações violentas.

Atenciosamente,

Grupo de atletas profissionais do SCCP

Anúncios
12 Comentários leave one →
  1. 02/05/2014 15:08

    Alguém se lembra de quem é o último campeão do campeonato em questão??? Parece que estamos há 30 anos na fila… tá muito exagerado isso… tanto que chego a achar estranho…

    Curtir

    • Paulo permalink
      02/05/2014 16:36

      Está exagerado de ambos os lados, especialmente do lado dos boleiros, que agora arrumaram um pretexto para a greve ( só que um mau pretexto, porque, em princípio, e a não ser que me provem o contrário, o Clube foi vítima também, ou não? ).

      Curtir

  2. KCesar permalink
    02/05/2014 9:30

    Cambada de vagabundos! Movimentinho orquestrado pelo PA, esse fdp. Estão fartos? Estão com medo? Ora, que saiam do time. Que proponham uma rescisão do contrato indireta na Justiça do Trabalho por falta de segurança e vão para outro clube. Simples! Certamente vão encontrar dezenas de times onde ganharão seu milhares de reais. Vagabundos! Estão de férias há meses. E querem mais! Parar o Paulista com a tal greve para seguir a pauta da imprensa abutre/bambi. Tudo isso é muito bizarro, triste e revoltante.

    Curtir

  3. Guilherme permalink
    02/05/2014 9:04

    Perfeito! Vamos dar um basta a infiltração dos bandidos em nosso amado futebol!
    Greve Geral: apoiado!!

    Curtir

  4. Paulo permalink
    02/04/2014 17:50

    “(…) tornamos público o nosso apoio à iminente paralisação prevista para o fim de semana visando melhorias nas condições de trabalho para os empregados de todos os clubes de futebol do país”. Muito bom, lembraram até ( acho, já que usaram a expressão ‘empregados’ ) dos coitadinhos dos faxineiros, jardineiros, administrativos e outros? Pena que não os representem. Aliás, no que toca aos futebolistas, qual é a situação que justifica a greve? Falta de segurança no CT do SCCP? Ora, mas a segurança foi reforçada. Falta de segurança nos estádios? Mas então não podem mais jogar futebol, pois ali dispõem até da Força Pública. Dificuldades de sobrevivência? Mas estão entre os trabalhadores mais bem pagos do Brasil. Essa greve é um tiro no pé. Não há razão concreta para fazerem greve. Razões difusas de insatisfação não são razões, juridicamente falando. Estão embarcando numa aventura e há corinthianos e outros torcedores bem intencionados subindo nesse trem…

    Curtir

    • 02/04/2014 17:54

      Como não tem razão concreta?!

      Por 15 minutos eles não pegam os jogadores no gramado!

      Tem um zilhão de meios para se protestar e violência JAMAIS se justifica neste caso.

      Curtir

    • 02/05/2014 15:05

      Invasão ao ambiente de trabalho, agressão física, roubo, ameaças… falta razão concreta???

      Curtir

      • Paulo permalink
        02/05/2014 16:32

        Mas o Clube reforçou a segurança do CT e pretende murá-lo, inclusive com cerca elétrica. O que mais seria necessário, Thiago, a seu ver? Aliás, contra quem é a greve?

        Curtir

  5. André Pinheiro permalink
    02/04/2014 17:21

    muito bom mesmo, agora vamos ver se eles cumprem a promessa deles de jogar bola tb.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: