Skip to content

Atlético-MG 0x0 Corinthians, um começo bem acima do esperado.

04/20/2014

Foi um primeiro tempo bastante frustrante para quem espera um jogo do Timão já há tanto tempo. Em parte contaminados pelo tanto de jogos europeus que assistimos nesses dias de secura, não deu para engolir um jogo tão lento, tão cadenciado. A frustação é ainda maior para quem se acostumou com um CAM de alta velocidade nos jogos da despertadores. Nesse domingo, pareceu mesmo um time buscando o empate em casa, tal o número de jogadores presos na marcação.

Enfim, uma coisa muito enfadonha.

Eu tinha muito receio de um time em formação pegar um elenco bem mais forte e que já joga junto há mais de 2 anos, mas, dentro da lentidão, foi um jogo equilibrado, com uma boa jogada deles para cima do Cleber no começo e umas duas bem montadas pelo Timão.

Achei mesmo que fomos melhores, com Petros mostrando que veio para compor a marcação e dar liberdade para Jádson (que jogou centralizado). Se algo de bom pode ser tirado desses 45 minutos, nosso sistema defensivo parece mais equilibrado e superou aquela peneira que vimos no Paulistão.

Começa o 2º tempo com um pouco menos de lentidão, com um pouco mais de adversário no ataque e que, aos 15, fez Cássio protagonizar a defesa da semana.

Ao 17, Guerrero no lugar no apagadíssimo Luciano e Mano optou por remontar o 4-2-2-2 com Petros, até então bem aberto na esquerda, compondo uma linha de 2 meias com Jádson. Isso foi suficiente para Timão conquistar o meio, manter presença no campo de ataque e, de fato, dominar o jogo na mudança tática do treinador.

A partir daí, a coisa pegou na falta de qualidade no ataque. Muito tropicão, passe errado, falta de categoria na finalização, tudo ruim.

Aos 35, saiu Jadson Palha Fire e entrou Zé Paulo, aquele da base e que cresceu pracacete desde a última vez que nos vimos.

Mesmo com o domínio conquistado pelo sistema tático, não deu para entrar na área com qualidade ou mesmo finalizar com qualidade: 0x0, um excelente resultado para um time em formação.

O desempenho técnico-individual da lista: Romarinho, Jádson, Luciano e Guerrero foi um verdadeiro PUTZ. Do lado oposto, Cássio e gostei do 2º tempo do Petros, quando ele jogou mais centralizado.

Frustrados? Sim! Mas veja, o desempenho do 2º tempo foi contra todas as probabilidades. É um time novo, em formação, ainda sem jogadores bons no ataque e com um sistema defensivo até então abaixo do medíocre.

Já não é mais um time medíocre na marcação, mas também ficou claro que Mano está corretíssimo ao pedir a contratação urgente de um jogador de finalização.

O lado bom da vida: empatar com um time muito superior e que vai vencer a maioria das suas partidas em casa, não pode ser colocado na lista das coisas ruins do ano.

 

Anúncios
27 Comentários leave one →
  1. Nicolau permalink
    04/24/2014 18:30

    Acho que faz sentido tentar:
    http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2014/04/24/mano-sinaliza-volta-de-paolo-guerrero-ao-time-titular-do-corinthians.htm

    “A opção do treinador foi montar o Corinthians com Jadson aberto pela esquerda, Guerrero e Romarinho mais centralizados e Luciano pela direita. Somente no fim do treino Petros foi utilizado, substituindo Luciano.”

    Curtir

  2. 04/22/2014 13:53

    Boa análise, e além do Petros destaco a volta do FS! Sim, ele mesmo, tão discriminado por alguns, deu equilíbrio para a defesa e fez boa dupla de armação das jogadas pela esquerda com o próprio Petros…

    Também saio dessa estreia olhando para a metade cheia do copo, abs!

    Curtir

  3. Nicolas permalink
    04/22/2014 13:17

    Não seria muito realista acreditar que o time apresentaria um futebol muito superior. Além de tudo, o time tem um bom número de jogadores medianos que, com boa vontade, levariam nota 6. Pode ser que você melhore a movimentação coletiva mas esperar jogadas de alto nível é um pouco demais. E deve ser um problema do futebol brasileiro atual, este de pagar altos salários para jogadores medianos.
    Há uma falta evidente de atacantes, tanto em termos quantitativos como qualitativos. O Guerrero poderá ser útil mas que fase terrível. É incrível mas parece que o cara só chuta em cima do goleiro, rs.
    Petros mostrou personalidade e desenvoltura enquanto o Jadson não teve nada de Magic.
    Agora, o importante é que o time passe a ter uma mentalidade vencedora. Não adianta pensar que vai ganhar o campeonato empatando contra os times grandes. Esta atitude vencedora tem que aparecer durante os jogos e não nas entrevistas pós-jogo. O Cruzeiro, por exemplo, venceu o Bahia com um time alternativo.

    Curtir

  4. Múcio Rodolfo permalink
    04/21/2014 17:25

    “Já foi melhor que as estréias da era Tite…”

    Será?

    Curtir

  5. 04/21/2014 12:33

    Empatamos com um time muito superior e que vai vencer a maioria das partidas em sua casa. O que mais eu posso querer?

    Curtir

    • 04/21/2014 12:42

      Já foi melhor que as estréias da era Tite…

      Curtir

      • 04/21/2014 14:31

        Então o parâmetro é a era Tite? Bom saber.

        Curtir

        • David 77 permalink
          04/21/2014 15:50

          Não acho que esse seja “o parâmetro” e sim “um parâmetro” e por ser o mais recente deve sim ser levado em consideração. Baseado nisso pelo menos vi um time tentando e chutando algumas bolas ao gol e pude ver o goleiro adversário bem antes dos 35 do 2°. Eu pelo menos não tinha mais paciência pra assistir um time que só fazia marcar.

          Curtir

  6. Cesar Cachaça permalink
    04/21/2014 8:54

    ha cinco ou seis jogos no campeonato onde o empate não pode ser considerado ruim; contra o galo fora de casa é um deles. No mais, achei um time bem organizado taticamente, para o qual faltou pegada ofensiva (acho que ter treinado 29 dos 30 dias com o Renato para perdê-lo no trigésimo tem parte a ver). No segundo tempo a melhora já relatada . Na soma de tudo, falta de ritmo de jogo, calor infernal no primeiro tempo, gramado meia-boca etc, não achei ruim. O time se construirá ao longo dos jogos. Atacante required urgentemente…

    Curtir

  7. Nicolau permalink
    04/21/2014 3:45

    Tudo por aí mesmo, mas não entendi que diabo o Mano queria botando o Guerrero pra jogar de ponta esquerda e deixar o Romário de centroavantes. Não fez sentido. E não sei se o jogo de hoje diz mais coisas positivas sobre o Corinthians ou negativas sobre o Galo…

    Curtir

  8. luis permalink
    04/20/2014 19:01

    O Petros realmente foi a nota boa do lado do Corinthians.

    Agora pergunto;

    Quando o paulistinha começa e os times pequenos que estão a 30 ou 40 dias se preparando exclusivamente para a competição entram em campo na primeira metade da competição, levam grande vantagem física sobre os times grandes que não fizeram pré temporada decente e ainda estão capengas…. não teríamos que estar ao menos fisicamente muiiiito mais rápidos e mais fortes na disputa de bola do que o time de minas?????

    Perdemos várias na velocidade para o parado Atletico MG, e se não fomos tão mau assim, fizemos um jogo de igual para igual, também devemos levar em conta que o time adversário como o dono do blog bem disse, veio para não perder, ou para empatar, sem gerar muito desgaste….

    Enfim, creio que para um time competitivo ainda temos muito que evoluir, são só nos 11 titulares como no reforço do elenco para aguentar em bom nível esse infindável campeonato com 8 meses de duração, mais copa do brasil e sulamericana!

    Curtir

    • 04/20/2014 19:04

      Não concordo em relação ao time de Minas. Aí é parelho.

      De fato, nosso problema imediato é elenco. Ainda não termos nem 11.

      Curtir

      • luis permalink
        04/20/2014 19:19

        Em tempo, apenas mais uma inútil observação; fosse o RC no lugar do Grande Cássio, o Atletico teria ganho a partida, pois ele sairia de joelhos como o de costume e o Fernandinho teria concluído o drible… ainda bem que o Cássio joga no Timão!

        Curtir

    • Morgana permalink
      04/20/2014 19:40

      Peraí, a gente não joga a Sula. Só quem cai até a 3ª rodada da Copa do Brasil jogará,
      ou não é assim?
      As duas coincidem e só se joga uma delas em paralelo com o nacional.

      Curtir

  9. André Pinheiro permalink
    04/20/2014 18:25

    e o gabiru perdeu mais um daqueles inacreditaveis que ja esta acostumado. se bem que o galo perdeu 2 absurdos tb.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: