Skip to content

ACF 0x1 Corinthians, não vejo ninguém na minha frente!

05/04/2014

Como era absolutamente esperado, o excesso de volantes no meio de campo fez do 1º tempo um jogo bem angustiante e chato de se assistir. Uma coisa é um time aguardando o adversário bem atrás (como Mourinho tem insistindo quando enfrenta equipes mais fortes) outra é o simples excesso de marcadores no meio. No caso do Mourinho, pelo menos, o jogo ganha em emoção dada a proximidade com a linha de gol. No caso desta noite, fica um jogo muito truncado pelas faltas e roubadas de bola.

Falei uma obviedade no pré-jogo e todos nós sabíamos que era inevitável um jogo com essas características e ninguém deve ter se surpreendido com o resultado coletivo do que viu no 1º tempo. O problema é que para vencer partidas desse tipo só há uma saída conhecida: superação na técnica e na individualidade. Só que Guerrero, Jadson, Romarinho, os caras que deveriam fazer a diferença, jogavam mal pacas.

Não havia problema de posicionamento ou tático, havia sim total ausência de qualidade individual nos jogadores de frente.

O 2º tempo retomou o jogo de onde estava: disputa no meio, Jadson sumido (e gordinho, hein?) e nada.

Mano não entrava com Luciano, um cara mais arisco (acho que tem coisa aí), mas entrou com Bruno, substituição esperada já que Guilherme tinha amarelo e ele não podia perder presença no meio, onde o pau comia.

Só lá para metade do fim, Timão fez mais um gol que representa bem o atual elenco: DE BICO, 0x1 Guerrero.

O que esse jogo confirma? Que não temos elenco para disputar um campeonato de pontos corridos. A proposta da Chapecoense será essa contra todas as equipes mais fortes. Portanto, as equipes da ponta da tabela também jogarão mal como nós hoje e tenho certeza que os visitantes desse blogue já sabiam disso.

Para as equipes que efetivamente disputam a ponta, a diferença estará na qualidade individual que vai se sobressair e resolver o jogo. Corinthians não tem essa qualidade nem em campo, nem no banco.

Sobre a ACF, fiquei com a impressão que enfrentamos equipes mais fortes no Paulistão (e vocês viram o naipe do goleiro). Pouco provável que só congestionando o meio você escapa do rebaixamento, num campeonato em que as equipes de baixo da tabela também ganham muitos jogos.

Difícil achar também o ganho incremental desta vez. Positivo é a equipe manter a posicionamento o jogo todo e ver a troca intensa de posições entre Jadson, Guerrero, Romarinho e Petros. Mas creio que se houve um avanço claro, foi mesmo no mind game.

Em tempo:

Copo meio cheio: para quem não sabe, campeão brasileiro (tirando 2009) precisa de 73 pts ou 64% de aproveitamento (em 2010 foram 71 pts). Faltam só 67 pontos.

Em tempo 2:

7 jogos sem tomar gol?!?

Anúncios
35 Comentários leave one →
  1. viramundo permalink
    05/05/2014 18:13

    E no final das contas, a culpa realmente não era só do Tite…

    Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      05/06/2014 9:00

      Elementar, meu caro Viramundo!

      Curtir

      • 05/06/2014 17:14

        Não concordo!

        Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        05/06/2014 17:22

        É provável que o Adenor fosse o maior culpado, o que não significa ser o único culpado.

        Curtir

        • viramundo permalink
          05/06/2014 17:29

          ^^^^ Exatamente! Nossos atacantes são risíveis, mas foram contratados com a aprovação dele.

          Curtir

        • Cesar Augusto permalink
          05/06/2014 19:51

          Tite só era culpado só em 80%. Só isso. Afinal, era que escalava, pedia contratações risíveis, como Maldonado, Íbson, Rodriguinho e Diego Macedo, e dispensava joias como Marquinhos…Só 80%.

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          05/06/2014 20:43

          Ah… não vamos esquecer da venda do Paulinho, da queda de rendimento do Danilo, do Edenilson entre outros; das contusões do Fabio Santos, do Renato Augusto, entre outros. Quanto as tais contratações, é preciso verificar se elas foram feitas por serem uma exigência do treinador ou se foram feitas porque pareciam uma boa oportunidade ou porque bateu o desespero, caso mais específico dos dois últimos. Quanto ao Marquinho é um caso que envolve um monte de aspectos: pressão do empresário, afobação do jogador. Sempre lembrando que o Adenor não deveria ter o poder de determinar a forma como foi feito o tal empréstimo. Se a diretoria delegou a ele tal poder…

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          05/06/2014 20:45

          Tem isto também, Viramundo, mas vamos lembrar que do Romarinho diziam que era sub-aproveitado pelo Adenor.

          Curtir

        • Nicolau permalink
          05/08/2014 15:41

          Tite claramente tinha encerrado seu ciclo no Corinthians, não conseguiu mudar o jeito de jogar do time quando as peças que chegaram não funcionavam no esquema anterior – extremamente vitorioso, lembre-se. Logo, nesse fim de feira tem um monte de culpas, sem dúvida.
          Mas acho sempre meio complicado falar assim de treinador, especialmente sobre contratações e vendas. Se ele for responsabilizado por trazer Ibson e Maldonado, tb deve ter os louros de trazer Renato Augusto e Gil. Mas de um jeito ou de outro, esse tipo de questão não deveria ser do treinador, mas da diretoria. O fato é que temos diretorias fracas que usam treinadores como escudo. Se a diretoria não queria vender o Marquinhos, porque aceitou essa opinião/vontade do Tite? Ou será que um cara chega no Barcelona e deixa a base de lado na hora que quiser?
          No meu sonho de consumo, a diretoria deveria ter percebido o esgotamento do modelo de jogo e da fase de certos jogadores ainda durante o Brasileirão e avisado o Tite: vamos começar a calmamente fazer uma transição, começando com a não renovação do Sheik. Mas os caras não chamam a responsa e esperaram o caldeirão ferver até as organizadas derem um chute no dito cujo.
          Enquanto continuar assim, qualquer treinador estará sempre na berlinda, sempre com medo de ser rifado para acalmar leões por um chefe que não segura a barra de ninguém. E também continuarão ganhando os tubos para aceitar essa posição, claro.

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          05/09/2014 21:18

          Pois é, Nicolau, eu também penso como vc: uma diretoria não deve atender a todos os desejos, vontades e caprichos de um treinador, por mais que ele esteja vencedor naquele momento. Eu sempre defendi aqui que o treinador autorizou o empréstimo do jogador, mas foi naquela base com o qual ele foi feito – com o preço do passe fixado lá em baixo? Isto é sinal de diretoria omissa, que não assume o seu papel. O Emerson foi a mesma coisa!

          Curtir

  2. Cesar Augusto permalink
    05/05/2014 10:36

    Voltamos ao Titenaccio.

    Vitória magra, de 1×0, sem criar absolutamente nada. Não nos iludamos com a liderança.

    Mas o futebol brasileiro, atualmente, é isso. Se melhorarmos só um pouco, o time briga pelo título.

    Curtir

    • cesar cachaça permalink
      05/05/2014 12:55

      uma defesa bem postada e gols aqui e acolá com jogadas manjadas: bola aérea, chutes de longe de jadson e elias, uma bola sobrada pro centroavante (se for alguém melhor que o Guerrero ajuda) e uma ou outra escapada de alguém com habilidade como o Luciano. Com algo muito parecido o São Paulo foi tricampeão, sobrando muito em 2 anos…enfim, é isso mesmo, o nível geral é muito baixo. Mas lembro também que sempre Mano criou times organizados no Corinthians era um padrão tático muito bom, e não individualidades afloradas. Com uns 2 reforços há chances desse time se tornar bem competitivo.

      Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        05/05/2014 17:30

        É, mas o SPFC tinha um elenco com muito mais opções que os adversários. Não é o caso do Corinthians.

        A volta do Titenaccio, que pode ser chamado, também, de “Manonaccio” é o que todo treinador que trabalha, sob risco, faz. Arruma a defesa, minimiza os riscos de sofrer gol e joga por menos bolas, como o próprio Mano sempre diz.

        Infelizmente, é o que temos para o momento.

        Mas, Mano Menezes, ao menos, tem uma desculpa:

        O time está em reformulação.

        Curtir

        • Cesar Cachaça permalink
          05/05/2014 21:49

          faz toda a diferença (o momento)…se no quinto ou sexto jogo depois da parada da Copa (considerando que algum reforço de peso chegue pro ataque) ainda estivermos no Manonaccio, aí dá para criticar…

          Curtir

  3. Cesar permalink
    05/05/2014 9:00

    Fagner, Gulherme e Romarinho nao podem ser titulares!

    Curtir

  4. luis permalink
    05/04/2014 22:00

    O que vale é “vortar” pra casa com 3 pontos no “borço”, o resto já era esperado mesmo…

    Esse ano é ano de superação, com muita sorte, após a copa, com o Elias no time, e talvez mais um ou outro achado dentre o elenco do time de “botões” do carlos leite, melhoramos um pouco na coletividade e passamos a apresentar um “futebor” um pouco mais vistoso…

    Nossa meta é ganhar pontos, seja na base da sorte, da superação, da bicuda ou da canelada, o resto é lucro!!!

    Curtir

  5. Nicolau permalink
    05/04/2014 22:00

    Mais um adendo: liderança no saldo de gols, quem diria!

    Curtir

  6. Nicolau permalink
    05/04/2014 21:58

    1. Vi menos erros do Jadson que de Guilherme e Petros. No primeiro tempo, não acertaram um passe sequer. Eu teria tirado um dos dois já no intervalo pra ver se o Bruno Henrique ou o Luciano melhoravam a coisa. Fica claro que Elias, se voltar mais ou menos, é titular.

    2. Guerrero, um gol por jogo!

    3. Sete jogos sem tomar gol é um sinal interessante. Vamos ver como vai contra o SP semana que vem.

    Curtir

    • 05/04/2014 22:23

      1 não dava para tirar os dois, era um ou outro pelo Bruno.

      O problema do Jadson é o sumiço.

      Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        05/05/2014 17:32

        O problema do Jádson é o sumiço, a barriga e a dependência que o time tem dele. No domingo contra o SPFC, é melhor fazer um acordo com os coloridos liberando Pato e Jádson. Com o Jádson em campo, estamos invictos, apesar de tudo.

        Curtir

  7. Marco Henrique permalink
    05/04/2014 21:40

    Continuamos com mesmo problema desde a saída do Paulinho, nossa saída para o ataque é irritantemente lenta, na minha opinião sofremos novamente no jogo de hoje por isso.

    Curtir

    • 05/04/2014 21:48

      Isso é verdade,

      Curtir

    • Morgana permalink
      05/04/2014 22:15

      Enquanto estivermos sem peças melhores, eu pardalizava geral.
      Guilherme ia pra lateral no lugar do Fagner(se bem que nem sei se ele é destro ou canhoto), Petros jogava de 1ºvolante e (sem o Ossos de Vidro) o Bruno ficaria ao lado do Jadson.

      Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        05/04/2014 23:03

        E o tal de Ferrugem? E o tal de Guilherme Andrade?

        Curtir

        • Correa Leonardo permalink
          05/05/2014 7:49

          Verdade, o Fágner foi uma lástima. Comparando com ele, o FS parece tãããão bom!

          Curtir

        • 05/05/2014 9:54

          E sabe-se lá se esse ferrugem é bom…

          Curtir

        • Morgana permalink
          05/05/2014 8:37

          Guilherme eu sei que sabe defender e sabe cruzar.
          🙂

          Curtir

      • Morgana permalink
        05/05/2014 23:33

        Ainda bem que vcs entenderam que eu quis dizer que o Petros entraria na vaga do Guilherme e não na do Ralf.
        😉

        Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        05/06/2014 16:43

        Que seja esquecido o tal de Ferrugem. E o Guilherme Andrade que veio, jogou um pouco, se machucou e não foi mais aproveitado? Não seria uma opção mais adequada do que improvisar o seu xará?

        Curtir

  8. Cesar Cachaça permalink
    05/04/2014 21:32

    primeiro tempo só não foi pior pq, ao menos, a defesa tava encaixada. Não entendi pq o Mano trocou o Jadson com o Petros; trouxe o primeiro para a direita e deixou o segundo na esquerda. Não funcionou. Desinverteu no segundo tempo e melhorou um pouco. Deveria ter trocado peças também já no intervalo, como a entrada do Bruno ou mesmo o Luciano. Mas dessa vez Mano teve mais sorte do que juizo… Os resultados estão melhores do que o desempenho, o que é ótimo, pq sabíamos que na melhor das hipóteses a evolução seria lenta (na pior, não evoluiria…). De evolução vi um time que não cedeu nem fez besteira num jogo pegado, quando esteve pressionado e foi pior do que o adversário; quando conseguiu ser um pouco melhor, resolveu o jogo. A entrevista do Mano foi boa nesse sentido, explicou que esse jogo seria exatamente como foi.

    Curtir

  9. Múcio Rodolfo permalink
    05/04/2014 21:14

    1- Eu estava com saudades deste “não vejo ninguém na minha frente”! A última vez foi em 2011! Faz tempo!
    2- Eu peguei a metade do primeiro tempo. Me assustou, pois só dava o time de verde. No segundo, o time deu uma melhorada com a entrada do Bruno Henrique. Não foi aquela apresentação de gala, aquele futebol de time que impõe o seu ritmo, mas como o momento ainda é de reformulação, essas vitórias são importantes. Lembrando que em SC a gente sempre penou- principalmente diante do grande Avaí!
    3- Cássio mais uma vez espetacular. Merecia uma convocação para a seleção da outra nação, porém…
    4- Que jogada de craque fez o zagueiro Walace num dos gols do Flamengo!

    Curtir

  10. 05/04/2014 20:39

    Como disse a Morgana, o Jadson tá com as chinelas na cintura, por isso a camisa não cabe.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: