Skip to content

Copa, dia 2: bons jogos confirmam que o futebol melhora a cada Copa!

06/15/2014

A Copa de 2010 já tinha sido das melhores de todos os tempos, mas olha só, depois de 8 jogos:

  • Copa 2010: 13 gols
  • Copa 2014: 28 gols

Impressionante como os jogos ganharam em qualidade técnica. A parte tática já era de alto nível em 2010 e se manteve nesta Copa. Apenas a parte física, normalmente ruim, só fui ruim mesmo com a Espanha, e ouso dizer, houve algum erro da comissão técnica ali. Lembrando que a preparação física para (e durante) a Copa é mais recreativa, pois os jogadores estão desgastados e são preservados para os jogos.

Ainda na preparação, a mais estranha é a do Brasil, que dá treino físico e coletivo (pelo menos é o que se lê nos saites esportivos). Treino de futebol com coletivo hoje é raridade, bem com treino físico específico sem a bola. Hoje é muito treino de campo reduzido aumentando a intensidade, trabalho tático (até sem a bola, como Mano e Tite), jogadas ensaiadas etc. Quando a foto ou imagem vem de algum treino aleatório, os jogadores sempre estão em trabalho específico com a bola, nunca em coletivo. Mas quando a foto é do Brasil, tem-se coletivo e, inclusive, coletivo padrão anos 80: com o técnico mandando repetir cobrança de falta e pênalti (é não precisa ser muito inteligente para entender como isso é ineficiente.)

Itália x Inglaterra foi o jogo com mais cara do melhor futebol praticado no mundo, onde a rapidez com que você define a jogada é mais importante do que a posse de bola. Essa tem sido, por enquanto, a característica das seleções vencedoras: rapidez na definição da jogada (o que, vez ou outra, parece um contra-ataque, mas nem sempre é) e pouca ênfase na posse de bola.

O modelo de jogo com menos zagueiros, que adianta as linhas defensivas e visa aumentar a posse de bola apareceu no Chile, México, Holanda e, óbvio, Espanha. México e Holanda apareceram com 3 zagueiros padrão. Já Espanha é aquela linha enorme de meio-campistas passadores de bola. O problema espanhol foi uma zaga com as pernas presas enfrentar velocistas, uma singela repetição do FAMIGERADO SFC x Corinthians visto no Paulistão-14.

Costa Rica só é uma surpresa APENAS para quem não sabia que ela se classificou direto pela Concacaf (são 35 seleções), enquanto o México, nosso São Caetano particular, precisou da repescagem. É por essa colocação do México que coloquei #USA como surpresa da Copa (mas isso foi antes de saber que o Klisman não convocou o Donavam).

Não vimos ainda Argentina, França e Alemanha (Portugal acho café-com-leite), mas a sensação de que o Brasil precisa melhorar se confirmou, pois ficamos abaixo de ao menos 3 seleções (#HOL, #ITA e #ENG). Mas Felipão tem estrela e nem deve pegar mais a #HOL e, se pegar a #ESP, será enfrentando uma zaga lentíssima. A queda do #URU põe na conta do nosso técnico também. Se fosse o Mano ainda técnico, #HOL venceria por 5×4 roubado, e o #URU goleava.

O próximo jogo contra o #MEX deve ser interessante, pois jogamos naturalmente com extremos abertos e eles com 3 zagueiros. O livro diz que isso faz o time de 3 na zaga recuar os alas e perder o meio. A dúvida é se eles mantêm esse sistema ou corrigem para uma linha de 4.

Tirando o #URU, meus cavalinhos estão indo bem!

Corinthians

Por enquanto, deveria fazer proposta pelo Pirlo e Campbell (segundo o marcusvcn, ele não consegui o visto inglês e o Arsenal foi obrigado a emprestá-lo) e reavaliar o Lordeiro.

Mas o que me preocupa mesmo é se alguém aí está vigiando a balança do Guerrero, Ralf e Jádson. Os dois últimos ainda estavam com aquela bunda HULKEANA na parada da Copa e o Guerrero emagreceu durante o semestre, mas também tem tendência de engorda. Não é demérito de ninguém ter problema com a balança, mas, como diz o grande Dr. Atkins, criador da dieta Atkins: o preço da democracia é a eterna vigilância!

Esse vídeo é sensacional:

 

 

 

 

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. Max permalink
    06/16/2014 9:29

    A Holanda nos mostrou que a vitória brasileira sobre a Espanha na cdc teve mais a ver com queda de rendimento espanhol do que com o “milagre do hino à capela”.

    Curtir

  2. 06/15/2014 14:10

    1- ita x ing, jogaço, considerei os ingleses ligeiramente melhores, contudo há um Pirlo.
    2- hol tem algo que parecia coisa de PS3, 3 atacantes fantásticos e um lateral que cruza como Michael Jotdan, bola pra frente que eles fazem.
    3- briguem comigo, mas até agora: hol>ing>ita>costarica>bra.
    4- parece que Hulk quebrou, e Ramirez vai entrar, o que para mim é positivo, adianta Paulinho, centraliza Oscar e resolve nosso maior problema, a ausência de domínio na meia.

    Curtir

    • 06/15/2014 14:30

      3- concordo no aspecto de jogo. Mas no critério Boca Jrs: ITA >>> HOL >> ING > BRA >> COR

      4- se isso acontecer, no papel melhora, mas Ramirez também não terminou bem a temporada

      Curtir

  3. Cesar Augusto permalink
    06/15/2014 10:35

    Por enquanto, a Copa é fantástica. Grandes jogos e grandes públicos.

    1. Vi, em VT, Holanda x Espanha. E a bola puniu a Espanha. Silva teve a chance de fazer 2×0. E não fez, preferindo fazer um gol mais bonito. No contra-ataque, Van Persie, empatou. No segundo tempo, a Holanda sobrou fisicamente, mas reparem que o terceiro gol foi irregular e o quarto gol foi uma falha retumbante do Casillas. Holanda estava no modo Danilo Turbo. Espanha no modo Danilento. Eu, ainda, não descartaria a Espanha, mas não será fácil vencer o Chile pela obrigação de vencer a qualquer custo com físico medíocre.

    2. Itália x Inglaterra foi um grande jogo. O empate seria mais justo, mas justiça, em futebol, é bola na rede. Pirlo deu uma aula de futebol. Deu 94 passes, acertou 93. Mas a Itália do Prandelli, que aboliu o catenaccio, é faceira demais para o meu gosto, mas tem uma camisa que pesa 1 tonelada. A Inglaterra é favorita contra o Uruguai, em tese. Time envelhecido, sem meio-campo e com boa dupla de ataque. A vitória da Costa Rica foi merecedíssima.

    3. O Japão viu Drogba e se borrou todo. Colômbia se tivesse Falcão brigaria pelo título. Pekerman é muito bom.

    4. Alemanha é uma incógnita. O grupo é bem complicado e os alemães chegaram no bagaço. Pelo que vi, por enquanto, o Brasil é o favorito, mas é preciso humildade e sacar Dani Alves…

    Curtir

    • Morgana permalink
      06/15/2014 11:15

      “Holanda estava no modo Danilo Turbo.”
      Comparação que me deixa melancólica. 😦

      Curtir

    • 06/15/2014 15:12

      Vou assistir o resto da Colômbia e Costa do Marfim, e Drogba no banco contra o Japão foi ininteligível, o aspecto emocional e a qualidade que ele deu ao time me levam a crer que nossos vizinhos terão muito trabalho, já comprei uma camisa dos elefantes para o jogo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: