Skip to content

Imprevisível sem Fred, imprevisível com Fred

07/08/2014

Quando a Copa chega nas semifinais, a coisa parece com as antigas finais de Campeonato Brasileiro. Muito cagaço em campo vence a criatividade. Fica tudo mais nervoso, tenso e também mais chato…

É padrão das Copas, também, o definhamento físico que leva o técnico junto e deixa o jogo cheio de erros de finalização, com poucas jogadas de explosão. Num extremo temos a final de 94; exemplo extremado pois lá existia o efeito do jogo sob o Sol californiano do meio dia (que eventualmente tirou a explosão do melhor ataque brasileiro).

Felipão é único cara capaz de transforma uma partida contra um adversário mais técnico em uma epopeia brutal.

Para hoje o provável é que Felipão aposte em mais do mesmo e isso significa força física na marcação, abuso das faltas técnicas, bolas longas para o ataque e pouco jogo de criação no meio. É assim desde a Copa das Confederações e não tem porque ou como mudar. O provável é que ele mantenha 2 volantes presos na marcação, possivelmente Luis Gustavo-Fernandinho (ou Paulinho, que ficou pegando o James) e que Willian entre para jogar preso à marcação do lateral adversário.

É da escalação do Willian que pode surgir a grande surpresa do jogo: Fred. Não que ele vá jogar bem, pois isso é impossível face à temporada que ele tem desde a volta da contusão, mas com dois armadores (Oscar-Willian) aumenta sensivelmente a possibilidade de um bom passe, algo que ele não teve a COPA INTEIRA. Eu ainda acho que com Willian, vamos jogar melhor, pois Neymar estava jogando mal desde a entrada do chileno.

Até entendo essa paixão tresloucada de alguns (principalmente blogueiros-profissionais favorecidos por exclusivas conversas secretas). Mas, convenhamos, essa seleção podia muito mais, né?

Desenho by @squires_david

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 07/08/2014 20:26

    Aguardando ansiosamente pelo post pós 7 a 1….

    Curtir

  2. 07/08/2014 20:26

    Doutor Álvaro, você é um dos únicos que podem dizer: eu disse!
    E ferraram com meu feriado dia 14, putz…

    Curtir

  3. Bruno Pereira permalink
    07/08/2014 13:12

    Se a arbitragem continuar favorecendo o Brasil, as nossas chances aumentam consideravelmente. Não vejo o fator casa como crucial, embora possa sim ser um bom apoio.

    Mas o favorito claro é a Alemanha. Mais organização, mais futebol coletivo, e cabeça um pouco mais fria também.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: