Skip to content

Criciúma 0x0 Corinthians, volta Tite é xingamento

09/07/2014

Não vi o jogo mas a torcida corintiana, sempre GAZETEIRA, mandou um “volta Tite”… Entendo que é uma forma de criticar mais um empate eventualmente inevitável.

Tentei acompanhar pelo Twitter, mas nego corneta até Maicon ou fica na ladainha de 3 volantes.

Incrível como Mano, jogando fora e com tantos desfalques, não consegue golear o time que empatou com Cruzeiro, SPFC, Inter e venceu o Flu…

Em tempo:

Copo meio vazio: para quem não sabe, campeão brasileiro (tirando 2009) precisa de 73 pts ou 64% de aproveitamento (em 2010 foram 71 pts). Faltam só 40 pontos.

Anúncios
12 Comentários leave one →
  1. Nicolas permalink
    09/09/2014 12:41

    O que se comenta é que Sheik e Pato entraram em colisão e, como resultado, os dois acabaram saindo. Ou seja, dois bons atacantes saem e não chega nenhum atacante de alto nível. Falhou o departamento de futebol ou não?

    Eu tenho uma dúvida se existe uma semelhança de ordem tática entre o Tite e o Mano. O Tite em uma entrevista disse que gostava de “encompridar” o time. O que seria isto? Soa esquisito em tempos em que a palavra de ordem é compactar. Acho que, grosso modo, seria ter jogadores que fiquem isolados na frente para receber bolas longas. Um papel que normalmente cabia ao Guerrero. Aqui entre nós, a gente não tem observado coisa semelhante no time do Mano? Não tenho nada contra usar o expediente em um algum momento. O problema é insistir a todo momento e acabar com o jogo de transição. Observe se há grandes times do futebol europeu jogando assim, com bolas longas para os atacantes.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2014 23:02

      Acho que em jogos em casa, Corinthians joga bem, toca a bola, pressiona, chega pelo chão.

      Tite, como ele mesmo declarou, não montava ofensivamente a equipe.

      Bola longa funciona no Brasil, pois os elencos são fracos (muito fracos). Exemplo: contra o atlético, Romero ganhava dos zagueiros as bolas chutadas pelo Cássio. Incrível, não? Isso que um dos zagueiros era badalado para a seleção.

      O Muricybol ė isso: chutão para a bola chegar no ataque que a diferença técnica prevalece na hora do gol.

      Fica um jogo bem feio, mas vitorioso e simples.

      Já Mano é treinador de meias. O jogo dele depende desses caras. Quando Douglas foi vendido em 2009, o time acabou. Em 2010 ele perdeu do Fla quando Danilo não aguentou o ritmo do jogo.

      Sem meia armador Mano não funciona.

      Curtir

  2. 09/09/2014 10:42

    Não, #VoltaTite não é xingamento. Xingamento é burro, mau caráter, etc. Isso que eu lia aqui no blog sobre o Tite. Isso por que o Tite não teve coragem de renovar de verdade um time envelhecido. E campeão da Libertadores e mundial da Fifa, não podemos esquecer. Coragem que nenhum técnico teria. Fico triste em ver que implacáveis críticos do mal futebol do time do Tite (título não era importante, só bom futebol era exigido), agora aceitam o mal futebol do time do Mano. Como aceitam mais um empate (9 empates em 19 jogos!), classificando-o como “eventualmente inevitável” já que enfrentávamos o um time que venceu o Fluminense e empatou com o Cruzeiro, SP e Inter. Só faltou lembrar que este “poderoso” time está na zona de rebaixamento. Mas fico feliz em ver que os antes impacientes críticos do Tite agora se tornaram pacientes defensores do Mano. Tendo a concordar que não é o momento de trocar de técnico que que um #ForaMano agora é descabido. Como tendia a concordar que depois de 3 anos de Tite a troca era bem vinda no final de 2013, mas absolutamente discordava da falta de respeito com um profissional correto. Que bom que isso não ocorre por aqui com o Mano, apesar de péssimo futebol que o time ainda apresenta em grande parte dos últimos jogos, Lampejos e pequenos progressos são saudados como indicação de um futuro melhor. Confesso que estou inseguro se esse futuro virá mesmo, mas acho sim que o Mano deve ficar. Mas não me peçam para ficar satisfeito com um empate contra o Criciúma, ainda que com vários desfalques. Tudo o que usam como justificativa (desculpas?) para o nosso mal futebol vale pelo menos em dobro para o esforçado time de Santa Catarina. Fica Mano, mas o custo ainda não está correspondendo à lentíssima evolução.

    Curtir

  3. alessandro alves permalink
    09/08/2014 16:53

    Amigos, vocês pararam pra analisar a tabela? que não ganhamos 2 jogos seguidos desde a 7 rodada, quando ganhamos do Cruzeiro, e vinhamos de uma vitoria sobre o Sport, de lá pra cá, não ganhamos mais 2 jogos seguidos, ganha 1 empata 1, ganha 1 empata 2, e assim vai, desse jeito não tem como se campeão, todos os times da frente já engataram 4 5 6 jogos seguidos de vitorias, se não fizermos isso pelos menos uma vez, pode esquecer titulo ou até libertadores. nosso time e muito bom, sé que não temos mais ataque, nos livramos de sheik, pato e romarinho, e ficamos com jogadores bons mais que ainda sao promessas, como luciano, romero, e agora malcom, com promessas não tem como, precisariamos de alguém que chegue e jogue, como o planejamento foi pessimamente feiot contrataram 10 jogadores pro meio e nenhum pro ataque, ai já era.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/08/2014 19:39

      Elenco se forma em dois anos. Para 2015, teremos um time forte!

      Curtir

  4. Múcio Rodolfo permalink
    09/08/2014 14:21

    Eu não sei se agora seria a hora do Adenor voltar. O time atual não tem a força daquele que ele comandou nos bons tempos.O problema não está apenas no treinador que, para mim, não é muito diferente do anterior. O jogo de ontem eu só vi o final e fiquei muito p. da vida quando tendo uma falta para ser alçada na área, o time não foi todo ou quase todo para a área do Criciúma atrás do gol salvador.

    Curtir

  5. Cesar Augusto permalink
    09/08/2014 10:31

    O Corinthians não jogou mal, longe disso. No primeiro tempo teve 3 ou 4 chances para marcar, mas parou no goleiro Luis, zica eterno do São Caetano, e no gol perdido por Malcom, mais por afobação.

    A idéia Malcom foi boa, mas não há como se dar bem tendo Romero no centro do ataque, uma vez que o paraguaio não consegue segurar a bola sequer por 1 milésimo. Talvez Renato Augusto mais centralizado, seria uma opção mais coerente para o tipo de jogo que teríamos no Heriberto Hulse.

    Faltou contundência ao Corinthians para sair com os 3 pontos no primeiro tempo. No segundo tempo, Corinthians correu riscos de perder graças a entrada de outra zica eterna, o Paulo Baier. Impressionante.

    Ao final, o 0x0 foi mais ou menos ou foi o que deu para conquistar.

    Agora, o volta Tite das redes sociais, sinceramente, é desanimador. A memória seletiva de parte da torcida enoja. A impressão é que Tite é uma espécie de Guardiola e que, com ele, estaríamos com 50 pontos e nenhum 0x0.

    A briga do Corinthians é pela Copa do Brasil. No Brasileiro, não dará. O Corinthians é inferior ao Cruzeiro no elenco. E inferior ao São Paulo no time. Dos outros candidatos, o Corinthians é melhor, mas não tem ataque.

    Curtir

    • Cesar Cachaça permalink
      09/08/2014 11:55

      análise exatíssima.

      O que me desanima é a burrice do torcedor, que não entende ainda como se comporta a imprensa esportiva. Quem acompanha o noticiário sobre outros assuntos (política, economia, cultura) sabe que sempre há um quê de idiossincrasia nos comentadores; mas nada, nem de longe, se compara ao futebol.
      Um exemplo claríssimo: entre hoje e ontem ouvi / vi partes de uns 3 programas esportivas. Em todos o tom é o mesmo: Muricy é um gênio que está fazendo o quadrado mágico do São Paulo jogar; Mano é uma besta que não consegue engrenar o time do Corinthians. Quem ouve isso pensa que o São Paulo está uns 15 pontos a nosso frente, não os 3 que está numa rodada que teve um jogo tranquilo em casa. O ouvinte incauto também não vai perceber que Muricy está seis meses há mais no cargo que Mano, que virou o ano no time, que recebeu Pato, Kaká, Kardek e agora Michel Bastos para trabalhar; também pode esquecer que em um ano no cargo Muricy já foi eliminado 3 vezes em mata-mata para clubes pequenos (o último contra o Braga, perdendo em casa para o time que fulminamos em 20 minutos mesmo com 5 desfalques). Nada abala a imagem do super técnico e, por isso, o são-paulino, em geral, pode reclamar de tudo do clube, menos do técnico. Já do nosso lado…alguém comentou que Mano não tinha nenhum atacante no banco? Que o clube vendeu 2 jogadores importantes em menos de 10 dias? Nada disso importa, o que importa é confirmar a tese prévia de que Mano é uma besta e pronto. E o corinthiano bocó compra (o que não equivale a dizer que todo corinthiano que não gosta do Mano é bocó, há motivos bons e ruins para achar isso).

      Curtir

      • Cesar permalink
        09/08/2014 14:02

        1. Não consigo mais assistir programas esportivos…o motivo vc descreveu aí.
        2. O Tite ( e as titetes), pra mim, está só esperando…e torcendo, claro, contra!

        Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        09/08/2014 21:54

        Muricy, um ano sim o outro também, é o grande vencedor do Troféu Imprensa “haja o que hajar”, independentemente de eliminações para Penapolenses, Bragantinos e Ponte Pretas. A imprensa o ama de paixão.

        Mano é exatamente o contrário. A imprensa o detesta. Minimiza as suas virtudes. Maximiza os defeitos e cria, na própria torcida do Corinthians, uma ideia equivocada sobre o nosso treinador.

        Ontem, não tinha ataque, mas Mano foi de Malcom. No ano passado, Tite queimou o garoto Léo e colocou Paulo André de centroavante. Reflitam. Um atacante que, aparentemente, tinha talento foi sacado do time para que um zagueiro fosse centroavante.

        Imagine se Mano, na ausência de atacantes, escalasse Felipe Slater de centroavante…

        Curtir

  6. Cesar Cachaça permalink
    09/07/2014 20:34

    Mano foi inteligente – e até certo ponto sacudo – de entrar com Malcom; arriscou para não mudar o esquema tático. Deu frutos, pq o time foi amplamente superior no primeiro tempo, criou 4 boas chances, mas perdeu gás no últimos 10 min. Volta do intervalo, e vc espera aquela tradicional tentativa de reanimar o time e, não dando certo, troca aos 10-15. Aí achei que Mano errou: com o time conseguindo jogar pior do que terminou o primeiro tempo, ele só põe Jadson para aquecer aos 16 e, pior que isso, tira o Malcom, que na minha opinião vinha bem. Petros, por outro lado, não tinha acertado um passe. Com a mudança (em especial de posicionamento, pois Romero já vinha sofrendo com os zagueiros dividindo a atenção, imagina sozinho), o time consegue piorar e tomar um quase sufoco do horrendo Criciuma. Depois até tenta uma ou outra mudança, mas sem outro atacante relacionado, ficou difícil. Confesso que terminei o jogo p* da vida, não pelo resultado, mas por esperar dias para ver um jogo e ter que ver um joguinho mequetrefe: dum lado um time horrível e do outro um time respeitando demais esse adversário horrível e se contentando com um empatezinho. Maaaas…passada meia-hora, e pensando racionalmente: a venda de Romarinho (acertadíssima) é mais uma peça do quebra-cabeça que revela o plano maior, ao qual Mano também se adapta: não estamos brigando por título, estamos montando o time para 2014 com libertadores em mente. Isso em mente, somar pontos importa e as circunstâncias não eram favoráveis, dado os defalques. Não estou 100% satifsfeito, mas o contexto geral é positivo. Se o time conseguir passar esse período de 3 jogos com tantos desfalques com 4 pontos e uma classificação na Copa-BR, o saldo é gigante.

    Adento 1: o título é do Cruzeiro. Hoje eu apostaria 98% nisso. A diferença de pontos mas, prncipalmente, de desempenho, é gritante. E tá com sorte ainda. Hoje os 3 gols contra o Flu foram, de certa forma, cag*: um penalty bizonho, um chute rebatido e um vacilo geral de zaga.

    Adendo 2: a julgar pelas reclamações da torcida, o único torcedor brasileiro que tem motivos para comemorar seria o Cruzeirense. Ora, bambísticos, com o time tão celebrado hoje pelo “quarteto mágico”, teve há 3 semanas uma eliminação vexaminosa contra o mesmo Bragantino que despachamos quarta e na quinta suou a camisa para eliminar esse mesmo incrível Cricíuma que pegamos hoje (com incríveis 10 mil pagantes no Panetone). O Flu sofreu 2 eliminações para times menores em menos de um mês. O Inter idem, com o adicional que perdeu hoje em casa. Ou seja, pelo padrão de julgamento de alguns, ou seu time é líder do Brasileiro com 8 pontos de vantagem ou tá tudo uma m*.

    Curtir

    • Correa Leonardo permalink
      09/07/2014 21:17

      Também achei lamentável o Malcom ter sido trocado pelo Jádson, ele tava se movimentando legal, compondo bem o meio e abrindo o jogo pelas beiradas de forma lúcida. Depois disso, o time simplesmente se desmilinguiu e ainda assistiu o interminááááável Paulo Baier, o Homem-Esquadra, ameaçar no finzinho.

      Já achei que a entrada do Malcom é ordem de cima. Significa que se o muléque vingar, logo logo será vendido para que salários de jogadores com menos talento sejam pagos em dia. Se for isso mesmo fico cheio de tristeza.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: