Skip to content

Flamengo 1×0 Corinthians, não se joga pontos corridos como mata-mata e já são 5 gols irregulares

09/14/2014

Se o nível técnico já não anda lá aquelas coisas, Flamengo e Corinthians ainda jogaram num gramado muito ruim, capaz de prejudicar sozinho 1/3 dos passes.

E realmente fizeram um 1º tempo bem triste.

Luxemburgo apostou tudo na esquerda onde um tal de Everton, bem limitado tecnicamente, até apareceu duas vezes na cara do gol. A estratégia era inteligente, como Luciano, Elias e Fagner formam nosso lado mais ofensivo, atacar por ali nos segurou na marcação e claramente isolou Renato.

Para sair desse cerco, Corinthians precisaria atacar pela nossa esquerda, onde jogava, infelizmente, Lodeiro, um café-com-leite clássico. Você ainda descobre Renato num dia péssimo e pronto: Corinthians não jogou nada, limitou-se a bloquear o horroroso ataque carioca.

Sobre Lodeiro, muitas dúvidas. Por que foi contratado? Por que joga como titular? Quem é o empresário? Quem indicou?

Voltamos para o 2º tempo com Lodeiro ainda titular… Mano compensou um pouco o time, adiantando a marcação e pressionando a saída dos laterais adversários. Deu certo e, muito LERDAMENTE, assumimos o controle do jogo. Aos 17, a melhor jogada: da esquerda Guerrero coloca Luciano na cara do gol, mas a bola rápida matou a chance. E aí entra Romero no seu lugar.

Aos 20, 1×0 gol duplamente ilegal. *SURPRESA*

Aos 30, uma mexida boa: sai Ralf e entra Maicon. Óbvio que isso salva a pele de Lodeiro, mas Ralf tem sido muito volante das antigas e isso segura ainda mais nosso jogo. Mais 5 minutos para finalmente Jádson entrar no lugar de Lodeiro.

Aí Jádson joga mal e ainda mostra uma limitação física inacreditável.

Jogo roubado, um time sem muita ambição, alguns jogadores que vinham muito bem – Renato e Fagner – jogando muito mal.

Ficou claro para mim, além da limitação técnica de Lodeiro e física de Jadson, que Mano joga pontos corridos como mata-mata, ou seja: segura o jogo fora e corre em casa. Se tivéssemos mais qualidade na frente, até era possível que Liédson ou Alex em lances fortuitos resolvessem a partida. Mas não temos essa qualidade ou ela some em momentos decisivos (caso do Renato), então, essa aposta em ganhar em casa e empatar/vencer em uma bola fora não deu certo e precisa ser revista.

A estratégia é ainda pior quando o mata-mata, que IMPÕE esse jogo de cautela, é muito vulnerável à marcação da arbitragem e todos sabíamos que ela seria deles hoje (fui muito claro sobre isso no pré-jogo). Nos pontos corridos, você obrigatoriamente tem de vencer a arbitragem e buscar os 3 pontos fáceis, como eram esses de hoje. No mata-mata sem ambição, muitas vezes é o juiz quem define o vencedor.

A questão é: temos time para jogar fora como jogamos em casa? A maioria acha que sim… SEMPRE. Entendo que em 70% do 1º turno não dava mesmo e seria suicídio. Mas já nesse 2º turno, num jogo como esse e pelo bom futebol mostrado em casa, sim, era possível buscar a vitória desde o 1º minuto. Ao menos, seria um belo teste, mas quando entramos tão lentos, perde-se tudo. Até o jogo.

A única lógica que vejo é se a ideia é preparar o time para a Copa do Brasil, mesmo assim, um exagero.

Nota: já que o Corinthians não vai agir provavelmente por questões outras que desconhecemos, cabe aos times que estão na ZR pressionar abertamente a CBF, pois o que se faz contra Bahia e a favor de Flamengo é imoral. Todos ali estão sendo prejudicados.

Em tempo:

Copo vazio: para quem não sabe, campeão brasileiro (tirando 2009) precisa de 73 pts ou 64% de aproveitamento (em 2010 foram 71 pts). Faltam só 37 pontos.

Anúncios
23 Comentários leave one →
  1. Douglas Castanho permalink
    09/16/2014 13:40

    Boa tarde amigos.
    Pessoal, todo mundo percebeu que o Elias não está rendendo nada, e ninguém sabe precisar exatamente o motivo.
    Porque não colocar o Bruno Henrique de 2º volante e adiantar o Elias no lugar do Lodeiro? Fechando o meio com Renato Augusto, com Guerrero e, quem sabe, Malcon no ataque?
    Se acharem que to falando abobrinha me corrijam, mas acho a melhor formação pro momento, pois hoje Bruno Henrique está MUITO melhor que o Elias, que não sei pq cargas dágua foi convocado pra seleção ¬¬
    Abraços!

    Curtir

  2. 09/15/2014 18:33

    E Tite, enfim, rompeu o silêncio: assumiu que esperava avidamente pela CBF, mostrou inconformidade por ter sido preterido, exibiu erudição, refutou as comparações feitas por Mano entre o trabalho dos dois… enfim, colocou-se novamente no mercado.

    Duas certezas: 1- jamais vi um técnico que ocupa o topo da tabela ser tão pressionado como Mano nesta segunda passagem (nem Márcio Bittencourt, sumariamente demitido enquanto liderava o BR-2005); 2- depois dessa do Adenor, a pressão tende a aumentar ainda mais.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2014 18:50

      Essa é a sensação desta 2ª feira.

      Muita pressão. Mas não se negue que Mano buscou também o problema para si.

      Curtir

    • Correa Leonardo permalink
      09/16/2014 9:39

      Ainda mais quando ele mete um entre aspas hipotético nestes termos: ‘vou assumir como presidente no clube ano que vem e entendo que você é o cara, já temos uma equipe com uma base e ela vai permanecer, depois podemos contratar atletas pontualmente, queremos permanecer contigo, terá estabilidade e se resultados demorarem aparecer, pensamos futebol igual’.

      Será que, assim como ele já estava rifado lá por outubro do ano passado, Mano também já sabe que será descontinuado em 2015?

      Curtir

  3. 09/15/2014 18:04

    Mas vamos lá, depois de um jogo horroroso como o de ontem (conseguimos ser piores que o Flamengo!), está claríssimo que só temos postura de tentar vencer por algo diferente que o acaso nos jogos em casa. Fora de casa é na base do chutão e da retranca, na esperança que o acaso nos premie (por exemplo, contra o Santos) ou puna (Grêmio e Flamengo). Parece óbvio que essa postura não é determinada pelos jogadores. Como o próprio Alvaro diz aí acima, fora não tem mais desculpa. A postura exageradamente conservadora (covarde para os íntimos) é determinada pela comissão técnica, e isso por si só já é inaceitável. Tô cansando de dizer que tem que melhorar, já passou da hora de apresentar uma evolução mais consistente. Podemos até ganhar a CB e terminar o Brasileiro no G4, e eu vou gostar disso, mas não estou nem um pouco satisfeito com o futebol que o time apresenta a maior parte do tempo.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2014 18:53

      Acho que ele joga PC como MM ou não acredita na nossa capacidade ofensiva quando joga fora.

      Isso fazia sentido até a Copa, agora que o time joga bem na Arena, não custava nada arriscar um pouquinho e entrar ofensivamente contra o Flamengo. Seria um belo teste.

      Curtir

  4. 09/15/2014 13:54

    César:
    “E, reconheçamos, essa falta de apetite nas partidas fora de casa, não vem de hoje.”
    É aí o maior pecado de Mano, ele não consegue fazer o time jogar com fome, com tesão de bola, para um time limitado (nossos expoentes: Renato Augusto, Elias e Gil não são sumidades futebolísticas – excessão à Cássio, excepcional) isso é perigoso.

    Curtir

    • 09/15/2014 18:14

      É aí que reside a minha maior dúvida. O Mano não consegue fazer o time jogar com tesão de bola fora ou ele arma o time para não jogar com fome? Se for o primeiro, eu não vou gostar, mas posso imputar o problema a falta de capacidade da comissão técnica e dos jogadores. Nesse caso vou tolerar que joguemos “pelo resultado” até o final de 2014 e, com uma base montada, ainda que capenga, avaliaremos o que foi feito e qual a melhor maneira de planejar 2015 (parece ser a postura do dono do boteco). Se for o segundo, é motivo para justa causa (parece ser a postura de quem quer a demissão do Mano).

      Curtir

  5. Cesar Augusto permalink
    09/15/2014 10:38

    O Corinthians não consegue se impor nas partidas fora de casa. Isso é um fato e não há jeito de melhorar. E, reconheçamos, essa falta de apetite nas partidas fora de casa, não vem de hoje.

    O time fez uma partida muito ruim, talvez a pior do campeonato, mas, mais uma vez, foi prejudicado pela arbitragem. Era óbvio. Porém, a arbitragem, danosa ao extremo, não pode servir de muleta para a fragilidade do Corinthians em partidas fora de casa.

    Mano Menezes mantém a mesma conduta de jogar por “poucas bolas” nas partidas fora de casa. Isso não dá certo e contra o Flamengo, no Maracanã, menos ainda. O Corinthians equilibra o jogo na base da marcação, mas não agride o adversário, não cria chances de gol e, normalmente, é castigado. Contra o Flamengo foi assim, em 2009, 2010 na Libertadores e 2013. Logo, Mano sabia o que poderia acontecer e nada fez para mudar o cenário. Se jogar de forma passiva no Maracanã, a derrota é certa.

    O Corinthians não consegue emplacar uma sequência de bons resultados. É incrível. Não vence 2 partidas consecutivamente desde a 8ª rodada. E isso, também, não é de hoje. A bem da verdade, o time do Tite, em 2011, venceu 9 de 10 partidas no início do campeonato. Foi a última vez que o Corinthians emplacou seqüências anormais de vitória. De lá pra cá, é sempre na base do ganha uma, empata outra e perde outra. E a culpa é pela filosofia de jogo medrosa que impera no Corinthians, o “gauchismo”. E o medo de perder, característico, é repassado aos jogadores.

    Esse estilo tem que acabar. Com um elenco caro, o Corinthians tem a obrigação de buscar o título no Campeonato Brasileiro, jogando como time grande, em casa e fora.

    Quanto ao time, vejo Ralf como um problema para o time. Não é mais cabível um volante como Ralf num time como o Corinthians, a não ser que seja zagueiro. Ele, simplesmente, não consegue dar um passe de primeira. E mais, as laterais são grotescas. Fagner foi uma contratação que, até o momento, não vingou. Fábio Santos teve o seu contrato renovado por mais 1 ano, sem merecer.

    E o ataque é de riso. Guerrero joga sozinho.

    Enquanto, Mano Menezes não demonstrar convicção e, principalmente, demonstrar confiança nos atletas, o Corinthians não chegará a lugar algum e oscilará tanto que não chegará nem no G4.

    Ressalta-se, ainda, a fragilidade do Corinthians nos bastidores. Mário Gobbi reclamou da arbitragem faz 2 semanas e ontem, de forma descarada, o Corinthians foi roubado. Foi mais um sinal claro de que, com Del Nero e Marin, o Corinthians não terá vez.

    Das 3 derrotas do Corinthians no campeonato, todas tiveram lances polêmicos, sempre, contra o Corinthians.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2014 18:55

      Para piorar um pouco mais a questão da arbitragem, vejam o penal não marcado no derby e SURPREENDA-SE com quem apitava:

      Curtir

  6. cesar cachaça permalink
    09/15/2014 9:56

    Só pude ver os vinte primeiros e os vinte últimos minutos. Somado isso ao que ouvi / li, parece-me que fizemos um jogo muito ruim, talvez o pior pós Copa. Mas independemente disso, o jogo estava claramente comprado para dar ao Flamengo um suspiro após 2 derrotas.

    A análise da postura de mata-mata está corretíssima; Mano tentou montar um jeito de jogar fora de casa que carece de mais qualidade técnica e/ou time mais pronto. Nâo deu certo, e o lado ‘bom’ é que Mano reconhece isso – é só ouvir a entrevista dele ontem. Claro que parte disso é deficiència de um elenco recheado de apostas. Algumas vão se provar, tantas outras não, e o time precisaria de mais um ou dois que podem chamar a responsa pro ano que vem. Mudei a minha opinião sobre o elenco – realmente está um quê abaixo de Cruzeiro, SP e Inter. Quantidade não é qualidade, e o plantel perdeu qualidade em relação ao ano passado. Mas ainda confio no trabalho de médio prazo.

    No plano tático, Mano ainda não achou um jeito de jogar sem Petros. Nenhuma opção encaixa o sistema tático do mesmo jeito; em casa (aí entra o problema da postura) ele as vezes se joga no 451 com dois abertos e funciona. Fora de casa ele só tem colhão para lançar mão disso nos últimos 15 minutos quando está perdendo. No 442 com RA solto para armar e alguém fechando a esquerda, sem Petros não tem ninguém que faça a função. É trabalho do Mano superar isso.

    ùltimo a parte: ontem, o jeito que o Flamengo catimbou e o jeito que o juiz deixou o jogo ser catimbado me deram vergonha de ser brasileiro. É nessas horas que caem sobre nossos ombros toda a diferença futebolística nossa para europa, em todos os aspectos, inclusive e especialmente cultural.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2014 18:57

      Não foi o pior, mas foi ruim pracacete…

      Principalmente porque Flamengo dava espaços não aproveitados.

      Eu entendo que o Bruno poderia entrar e o ELias ser adiantado.

      Curtir

  7. Marco Henrique permalink
    09/14/2014 19:18

    Mais um ano vai se perdendo pelo mesmo problema do ano passado, o time ofensivamente não machuca ninguém sinceramente até agora trocando o titi pelo mano foi o mesmo de trocar 6 por 12/2.

    Curtir

    • 09/14/2014 20:10

      Isso não é bem verdade, afinal (ainda) estamos no G4 e ano passado disputamos a ZR.

      Nesse ponto o trabalho do Mano, partindo da invasão do CT e afastamento de bons jogadores, é até muito bom.

      Curtir

      • Marco Henrique permalink
        09/14/2014 21:14

        Então tá será que essa melhora e o suficiente para nos empolgarmos?
        abrç

        Curtir

        • 09/14/2014 21:23

          Claro que não, mas este ano teve invasão do CT, era ano de rebaixamento óbvio e estamos no G4. Algo de bom tem sido feito.

          Curtir

        • Luís permalink
          09/14/2014 23:17

          Poxa, não concordo que a invasão do CT tenha comprometido o trabalho do ano inteiro… sim comprometeu parte do primeiro semestre, mas o trabalho insuficiente (se compararmos o nível financeiro que gastamos para manter esse elenco/comissão técnica) que vemos hoje é culpa exclusivamente de técnico, diretoria e elenco… faz alguns anos, mais precisamente desde 2009 que não temos um time ofensivamente eficaz, daqueles que cria chances de gol durante o jogo inteiro…

          Já sobre a arbitragem, alem do gol impedido o penal mandraque marcado dizem tudo sobre qual é o time preferido da cbf/globo… sem falar que nas ultimas 4 rodadas tivemos 3 lances a nosso favor de bola na mão e um soco na cara dado pelo goleiro do flumined no luciamo que não foram marcados os devidos penais… já para o flamengo e o flumined a regra é outra, 3 penais apontados em 3 bolas na mão de vitória, palmerda e Corinthians…

          Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          09/15/2014 5:49

          Todo ano de invasão é ano perdido ou de rebaixamento.

          Está na regra…

          Mano ergueu um time e hoje está mais pressionado pela mídia do que pela torcida!

          Curtir

        • cesar cachaça permalink
          09/15/2014 9:46

          sobre o planejamento do ano: ao longo da temporada, saíram 7 e entraram 7…só isso por si só é motivo claro de entender que o planejamento não é ara dar resultado esse ano. Alie a isso a qualidade media dos nomes que saíram e dos que entraram e faça as contas.

          Curtir

      • 09/15/2014 10:07

        Ué, mas será que me engano ao lembrar que o que dizia aqui no ano passado é que títulos, G4 ou afins não é importante? Que retranca e empates são desprezíveis? Então o importante era o bom futebol. Agora parece já não ser mais. Não advogo a demissão do Mano, mas uma coisa é inequívoca, o futebol apresentado até agora (9 meses depois) é 90% abaixo da crítica, apesar da relativamente boa posição na tabela e no G4. Eu não estou feliz com isso.

        Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          09/15/2014 11:04

          Eu acho que em casa o futebol está ACIMA da crítica… 🙂

          Fora, não tem mais desculpa (e não engoli a do cansaço físico que o Mano tentou empurrar).

          Curtir

        • Luís permalink
          09/15/2014 11:36

          É, esse negócio de todo ano disso acontece aquilo, para mim é mistica, é igual a tabu, é apenas acaso, uma ora acontece o contrário e a mística, a certeza e a regra vão para o beleléu… não podemos imputar o mau desempenho dentro de campo a um fato que ocorreu a 8 meses atrás… aliás boa parte dos jogadores nem estão mais no clube… no meu entendimento isso tem haver com planejamento mesmo e capacidade técnica…

          Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: