Skip to content

Ituano 1×1 Corinthians, decerto alguns contratados não teriam beira no time da copinha…

02/22/2015

CORRETAMENTE, Corinthians entrou mais uma vez de mistão. É o ideal e eu defendo isso desde 2009. Só vejo vantagens: movimenta o grupo, revela alguma coisa boa (Marquinhos é um exemplo) e ESTAMPA os horríveis. Inclusive, foi um típico jogo “pega-grosso”, o que, ao final de tudo, é até uma coisa boa. O chato é que, vez ou outra, temos de aguentar isso aí. 🙂

Tite escalou o time com o mesmo erro do jogo contra o Botafogo (e contra o Tolima…):

Cássio

Edlson-Yago-Dracena-Uendel

Cristian

Malcon-Bruno-Petros-Mendoza

Guerrero

Sem meias criativos, ficou no pé de Cristian, lá de trás, armar a equipe. Com a contusão do Bruno, Tite teve a chance de corrigir o erro de escalação, mas preferiu Danilo, obviamente sem condições de jogo.

O calor fortíssimo deu o tempero final para um 1º tempo chatíssimo, em que um Corinthians muito disperso só conseguia fazer a bola chegar no Guerrero na base do chutão. Deu a impressão que a bola realmente nem rolou – imagino que o tempo de bola rolando tenha sido abaixo de 20 minutos.

Desta vez FIRMO EM CARTÓRIO que a arbitragem foi corinthiana, não expulsando Mendoza em duas oportunidades ou na soma de duas oportunidades, não expulsando Edilson e nos dando um gol (já os penais cometidos pelo Dracena, um pareceu movimento natural do braço e o outro era muito difícil de marcar).

Para o 2º tempo Danilo apareceu aberto na esquerda e Mendoza, ele, o CRACK, estava na meia de criação.

Haja sorte, amigo!

Sem nenhuma criatividade, lento, laterais chumbados, o gol veio num lance de 7 erros que termina num penal fajutaço: 0x1 Cristian, ao menos bem batido.

O 1×1 vai fazer muita gente dizer que o juiz era “só ruim”. Eu corrijo vocês: ruim mesmo foi nossa linha de defesa:

Dali em diante, a direita virou um salão de festas, ampliado com a saída do Malcolm, que ao menos jogava alguma pressão pela ponta. Ah, o Edilson deveria ter sido expulso como o Mendoza e, como vocês sabem, não tolero esse tipo de jogador no meu time (seja craque ou não).

Tite errou na escalação, nas substituições, mas achei que na soma dos fatores o resultado foi excelente: custou 2 pontos, mas descobrimos 2 jogadores que não podem mais ser escalados e movimentamos alguns jogadores importantes do elenco.

Mistão é bom para a gente avaliar individualmente alguns jogadores:

  • Malcon: vinha marcar o lateral até a linha de fundo e no ataque só recebia chutão. Regular para ruim.
  • Yago: regular, tem se destacado por não se limitar ao perfil “rebatedor”. Sai bem com a bola. Precisamos avaliar num jogo mais barra pesada.
  • Uendel: era mais pressionado pelo ataque do Ituano até eles descobrirem o outro lado, venceu a disputa individual, quase fez um golaço… Péssimo.
  • Vagner Love: pesado, sem condições de jogo, péssimo.
  • Edilson e Mendoza deveriam ser negociados imediatamente, caso contrário o Tite escala.

Nos finalmentes, a pergunta é inevitável: por que nunca os bons jogadores da Copinha?

Anúncios
43 Comentários leave one →
  1. piki permalink
    02/26/2015 9:53

    O “crack” do dono do boteco até que jogou bem ontem.
    O time tirou muito o pé depois do primeiro gol mas, em relação ao Mendoza, foi melhor que o Love, claramente sem ritmo.

    Curtir

  2. joelbrando permalink
    02/23/2015 22:39

    Eu acho que o ‘Bola da Vez’ é o Christian, ele já jogou numa posição mais ofensiva lá na Turquia, e sua entrada não ensejaria em grandes mudanças táticas. O desafio do Tite é mudar o menos possível, na medida em que o sistema de compactação não seja prejudicado, e no caso do Christian entrando ele pode adiantar o Elias e fechar a cancha com Ralf e o cosplay de mendigo ou vice-versa, com o Boquinha Torta fazendo o parceiro do Ralf e o Christian atuando de falso volante. Por outro lado o Danilo já é velho conhecido do nosso treineiro, nesse caso é necessário que o Danilo seja muito bem preservado pela direção técnica, pois a cada dia que passa ele fica mais lento e cansado (se ainda é possível), ao passo de que seu QI futebolístico cresce em proporção contrária. Adenor vai ter que quebrar a cabeça nessa, são muitas as possibilidades que surgem pra contornar a saída do Jádson, eu não queria estar na pele do treinador nesse momento.

    Quanto a discussão sobre a base, eu não vejo nenhum problema em fazer contratações pontuais, sobretudo de estrangeiros, até fico satisfeito de ver o clube se enveredando pelo mercado sul-americano. O problema da base está na filosofia da diretoria, como já disseram, a partir daí pouco importa quem contratamos ou deixamos de contratar nas categorias inferiores.

    Estou curioso pra ver o Uendel, o Tite já fez o Douglas ser um dos maiores roubadores de bola do time, não custa nada acreditar que ele possa fazer o Uender criar um senso defesa e ao mesmo tempo preservar seus pontos fortes no ataque. Até o Fágner tem sofrido menos na defesa, entretanto, confesso que não observei as causas dessa melhora neste quesito, é mais uma sensação minha do que qualquer análise objetiva.

    Em relação ao Jádson, só posso resumir com isso:

    Curtido por 3 pessoas

    • 02/24/2015 13:52

      Estou me lembrando… o fominha do Luciano não era meia de origem? Pode, enfim, ser titular?
      Nem sei quanta zica teremos daqui para frente…

      Curtido por 1 pessoa

  3. Cesar Augusto permalink
    02/23/2015 17:36

    Como diria Jack Estripador, vamos por partes:

    Arbitragem: O Corinthians é perseguido, sistematicamente, pela arbitragem desde 2005. As arbitragens, na dúvida, marcam contra o Corinthians, pois se marcarem a favor serão massacrados pela imprensa, que tem indignação seletiva quando se trata do clube do povo.

    O maior exemplo de roubalheira contra o Corinthians, por incrível que pareça, foi em 2011. O SCCP foi roubado, sistematicamente, em 6 ou 7 jogos seguidos na fase final do campeonato. Não conseguiram.

    Quanto ao lance do Edílson, pênalti. Não foi claríssimo, mas o jogador do Ituano não toca na bola. O gol do Ituano foi irregular. E Edílson merecia o vermelho. Não vi o lance do Mendoza.

    Jadson: O Corinthians recebera 4,8 milhões, o que não dá para contratar nem um jogador da 2ª divisão do campeonato amazonense. No momento, é insubstituível, principalmente se considerarmos que para as meias temos apenas Danilo, que não aguenta o ritmo de jogos, e Renato Augusto, notadamente um jogador de canela de vidro.

    Jogo contra o Ituano: De vez em quando é bom jogos assim para a torcida cair na real. Temos um bom time. O elenco têm várias lacunas e, com a saída de Jadson, temos mais uma.

    Edílson: É uma bomba-relógio prestes a explodir. Não tem controle emocional para jogar no Corinthians.

    Uendel: É ruim, mas quem sabe, com o Tite passando confiança, possa evoluir. Não confio, mas é o que temos. Daremos valor ao Fábio Santos.

    Mendoza: E uma piada de mau gosto, mas corre uma barbaridade e se Tite pedir para o colombiano comer grama, ele comerá. No aperto, Tite o colocará para ser o JH versão 2015. Quem sabe o colombiano não se transforma no melhor 2º lateral do mundo.

    Vágner Love: Fora de forma, mas é bom jogador. Só não pode ser preterido por Luciano em nome do MERECIMENTO.

    Guerrero: Se a diretoria do business renovar com Guerrero fará a maior burrice dos últimos tempos. Não vale a pena. O peruano está pensando que é Ronaldo. Não chega aos pés nem do Viola.

    Libertadores: Não somos favoritos. Também não somos zebras. Estamos no bolo.

    Zica: Foram 3 notícias ruins em 3 dias consecutivos: Primeiro a contusão do Fábio Santos. Depois a contusão do Bruno Henrique e, hoje, a venda do Jadson. Paguem o Pai de Santo…

    Curtido por 3 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/23/2015 19:18

      Eu vi que é 4,8 de Euros pelo Jadson e como ele deve ter a maior parte do passe (31 anos), deve ser o melhor contrato da vida.

      Um cara que ficou séculos na Ucrânia, deve aguentar uns 2 anos na China.

      Tecnicamente não é grande perda, pois o mais provável mesmo é que Tite o colocaria na reserva, arrumando beira para o Cristian (que era 2º volante de origem) ou Petros ou Bruno.

      Jadson é jogador empata-foda, que nos decepciona nos piores momentos. Em 2014 foi assim mesmo: disparou jogando bem, virou Jadshow e… Terminou como Jadsono.

      Curtir

      • Cesar Augusto permalink
        02/23/2015 20:16

        Tens razão que começou com tudo, em 2014, e virou Jadsono, mas não há como negar que vem jogando bem neste início de ano.

        Tite deve, em princípio, escalar Danilo, que não aguentará o ritmo de jogos às quartas e domingos e, provavelmente, escalará Petros ou Cristian no decorrer dos jogos para fechar o lado direito.

        De qualquer forma, o Corinthians está frágil nas meias e precisa se reforçar as fases subsequentes.

        Por fim, a saída de Jadson demonstra o quão o futebol brasileiro é frágil ao perder jogadores, os melhores, para a China e que o dinheiro é tudo na vida de um atleta. O exemplo clássico é Jucilei, que tinha futebol para jogar nos grandes centros da Europa, foi para o Anzhi e depois Al Jazira. Pode até se naturalizar palestino, inclusive.

        Está milionário. É o que importa.

        Curtido por 1 pessoa

      • Cesar Cachaça permalink
        02/23/2015 21:39

        o único senão do Jadson é: pq a multa é só 5 milhões, enquanto a do Pato foi estabelecida em 15? Pelo salário dele de 350k, não haveria nenhum impedimento da multa ser um pouco maior. Tendo dito isso, não há nada a fazer no caso. Jadson já tinha combinado contrato com os chineses e o negócio só não foi fechado antes pq o clube recusou a proposta inicial de 4 milha. Quando os chineses manifestam a intenção de depositar os 5, já era, não tem o que fazer. E quer saber? nas condições, não vale se esforçar para manter mesmo, até pq o jogador sairia de graça no final de ano. O problema é o planejamento no método russo (nascoxovisk)

        Curtido por 3 pessoas

        • Cesar Augusto permalink
          02/24/2015 13:03

          O negócio Pato/Jadson cada vez fica pior para o Corinthians.

          Jadson se foi e Pato continua no SPFC recebendo 400 milhas por mês e fazendo gols. Já são 18 com a camisa tricolor. No Corinthians, fez 17.

          Curtir

  4. Múcio Rodolfo permalink
    02/23/2015 13:48

    Não estou aqui para defender o Adenor. Não é do meu feitio e quero que o Corinthians conquiste mais uma Cucaracha ou mais um campeonato brasileiro se estiver faltando com a verdade, mas….. concordando com o César Cachaça: o uso da base deveria ser uma política do clube e não uma vontade do treinador. Lembrando que tanto o Adenor quanto o técnico anterior (assim como a grobo recomendou a seus apresentadores que evitassem citar o nome do FHC, também me foi recomendado a não citar o nome do outro treinador) desprezaram a base. Mas para isto, emprestando uma frase do ancora adorado pelos garis (sqn) é preciso passar a base do Corinthians a limpo porque o desprezo pela base me parece ligada à algumas contratações estranhas e desnecessárias. Dia desses eu vi que o Corinthians estava de olho numa revelação chilena. Não sou xenófobo, mas e as nossas revelações? Que lógica tem em contratar um garoto chileno ou paraguaio e colocá-lo para jogar (porque estes acabam jogando) e não conceder a mesma chance a um que cresceu no “terrão”.

    Curtido por 1 pessoa

    • Correa Leonardo permalink
      02/23/2015 15:55

      Me pareceu que esse chileco viria pro sub-20 com idade pra jogar a Copa-SP ano que vem. Problema nenhum dar chance aos vizinhos, seja na base ou no titular, DESDE QUE SEJAM BONS JOGADORES.

      Mas reitero que concordo plenamente com você e com o César Cachaça: o aproveitamento da base deveria ser uma política “de Estado”, e não “de governo”. Mesmo porque revelar jogador, agora, é uma obrigação – vide a conta de 1 bilhão para pagar…

      Curtido por 1 pessoa

  5. 02/23/2015 12:27

    Impressão minha ou para o dono do boteco a arbitragem prejudicou sistematicamente o Corinthians em 2014 e ajuda sistematicamente em 2015? O que será que mudou? Pergunta retórica, claro :-). Discordo veementemente Alvaro. Posso até concordar que o juiz poderia se quisesse expulsar o Mendoza (como poderia ter expulsado o Edilson na semi-cotovelada e o jogador do Ituano que deu um pontapé no Petros em uma jogada na lateral esquerda, mas aí manteve o critério de precisar de tentativa de homicídio para cartão amarelo e homicídio para expulsão), mas o pênalti foi pênalti sim (a não ser que você venha com a ladainha de que o toque não foi suficiente para derrubar e que precisamos instalar dinamômetros nos pés do jogadores para medir a força aplicada blá blá…) e a origem do gol do Ituano acontece em uma roubada de bola (com o Corinthians indo para o ataque e com a defesa desorganizada) com falta claríssima no Petros. Não discordo que o Corinthians não mereceu resultado melhor que o empate, que nosso time reserva ainda está bem fraco (talvez seja bem fraco, mas ainda assim dá para ser melhor que o Ituano), mas tenho a impressão que sua visão está distorcida com relação à arbitragem em 2015 (como tenho a impressão que também estava em 2014). Em resumo, jogo muito ruim mas difícil de tirar qualquer conclusão considerando o calorão e a qualidade no nosso time reserva. Fica para a lista de jogos que indicam algo preocupante (nosso elenco é razoável mas nada de especial) mas que não permitem nenhuma conclusão definitiva. Próximo.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/23/2015 13:59

      Impressão sua…

      Desde que tenho o boteco eu pude refletir melhor sobre isso.

      Para mim 2013 e 2014 foram temporadas de perseguição clara, confirmadas em estatísticas “isentas”.

      2008 fomos roubados na final da CB, mas acho que foi pontual.

      Mas 2013 e 2014 eu achei sistemático e afirmei isso diversas vezes. Lembrando que eu não sou de criticar muito o erro pontual (a menos quando ele vira repetitivo num mesmo jogo).

      O pênalti, vendo pela band, não foi mesmo. Aliás, o Neto, aquele modelo de comentarista, também disse que não foi!

      Curtido por 1 pessoa

      • Ph1910 permalink
        02/23/2015 15:19

        Talves a questão da perseguição dos anos anteriores seja política mesmo, ontem no mesa redonda da Gazeta, Andrés soltou que as sacanagens do STJD não irão mais acontecer.

        Lembremos que agora temos um superintendente de futebol que é Deputado Federal pelo partido do Governo. Que piada sr. parlamentar!

        Não concordo que ontem a arbitragem foi pró-Corinthians, visto que o juizão errou pros dois lados, mas existe chance de a tendência da contra-arbitragem (inclusive com as estranhas decisões do STJD) mudar a partir desse ano.

        Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          02/23/2015 16:53

          Essa é a minha suspeita ^^

          Curtir

  6. Raphael permalink
    02/23/2015 12:09

    [1] A regra burra inventada por Globo e FPF de limitar a inscrição de jogadores em 28 tirou a chance de vermos a molecada da base em campo no Paulista. Como na Libertadores eles também não entrarão em campo, o torcedor só poderá ver um Cassini ou Marciel em campo – com sorte – no Brasileirão. O clube não pode reclamar porque assina de calça arriada. E a TV é burra porque o torcedor quer muito mais ver um moleque da base do que um Mendoza em campo.

    [2] Lembro que após a saída do Liédson e chegada do Guerrero, o conceito geral era de que o Levezinho era muito, muito mais jogador. Esse conceito mudou com os gols do Guerrero no Mundial e depois que ele pegou a filha da Monique Evans, mas principalmente ano passado com a mudança de posicionamento. Com o Tite, o Guerrero parece estar voltando ao seu futebol mazoumenos de 12-13…

    [3] Isso porém não é tão ruim. Explico: se o Guerreiro voltasse a cair pela esquerda, perderíamos o tal pivô ali no meio e ele ainda bateria cabeça com o Emerson pela esquerda. Pode ser que, no fim das contas, o resultado com o Guerrero mais limitado seja maior para o Todo do que com ele caindo mais à esquerda.

    [4] Todos os wingers top do futebol europeu aliam velocidade, técnica e criatividade. Os nossos, ontem, só tinham velocidade e olhe-lá. E os titulares tem só dois dos três fatores: ao Jadson falta velocidade e ao Emerson falta técnica (passe principalmente).

    [5] Pingos nos “is”: até agora, Mendoza, Edilson e Dracena mostram-se contratações desnecessárias.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/23/2015 16:51

      Mas no caso do Guerrero, ele pelo meio vejo como desperdício. É um jogador muito caro para fazer tão pouco.

      Não compensa e você perde o melhor dele. E bota melhor nisso: veja a temporada 2014 dele.

      Contudo, não tem a menor possibilidade de Tite colocar 2 atacantes e enfraquecer a compactação (a la Mano Menezes). Nem que o time naufrague ainda no 1º semestre ele abre mão do sistema defensivo.

      [5] O Dracena ainda vai, pois o Felipe não melhorou o tanto quanto a empolgação acha.

      Mas o Edilson é notadamente pior que o Ferrugem.

      Curtir

  7. cesar cachaça permalink
    02/23/2015 11:37

    a questão da base: embora ache o histórico do Tite muito ruim nesse sentido, nesse momento a culpa é muito mais da diretoria do que dele. Ora, se para segundo atacante você já tem Sheik, Malcom, Luciano e Romero, para que trazer o Mendonza? E a perda da vaga do Lodeiro no Paulista foi uma patacoada sem precedentes. Acho que uso da base deve ser uma política de clube, não exclusivamente do técnico. Já comentei aqui: acho que todo o terceiro time + sobras tinham que ser da base. Não faz sentido você contratar gente para ser o terceiro reserva. E, claro, a regra da Federação ferrou muito. Nesses jogos do Paulista era pro Matheus meia estar jogando, p* oportunidade pro moleque. Nesse caso específico a única coisa que impede é a regra da FPF.

    Curtido por 2 pessoas

    • Raphael permalink
      02/23/2015 12:15

      Luciano e Romero são jogadores que não se enquandram em nenhum esquema tático, que não uma variação do 4-4-2. O Mano usou dois atacantes poucas vezes ano passado, com o Tite íamos sempre de 4-2-3-1 e agora no 4-1-4-1. Ou seja, são jogadores que vieram sem necessidade, pois provavelmente se enquadram num esquema de $afadeza e empresariado amigo do Rei…

      O Mendoza ao menos joga de winger pelos dois lados e marca um lateral como poucos.

      Curtido por 1 pessoa

      • bloguedotimao77 permalink*
        02/23/2015 16:45

        Marca um lateral como poucos…

        … Mas é ruim bagarai!

        Curtir

      • 02/23/2015 16:48

        O Paraguaio penso que não é melhor que os caras da base, porém, acho que tem potencial… não de craque… mas pra ser vendido pras arábias… ele me lembra o boliviano do Cruzeiro e Grêmio…

        Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          02/23/2015 19:19

          Pois é, esse menino tem potencial. É novo, fez boa Libertadores, jogou mal várias, jogou bem outras.

          Deveria ser testado no Paulistão.

          Curtir

        • Cesar Cachaça permalink
          02/23/2015 21:35

          o Romero foi queimado pq no elenco de 2014 era o que era menos ruim para fazer a função do Guerrero, só que o menos ruim ainda era muito ruim. Ele é segundo atacante, não centroavante, e a torcida e a imprensa pegou bode dele pq fez cinco ou seis jogos muito ruins. Mas o potencial dele é muito maior do que isso.

          Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/23/2015 16:44

      Eu culpo a diretoria em quase 100% nisso, pois é ela quem NÃO deveria ter contrato jogadores que ela tem na base melhores.

      A culpa do Tite, mínima, foi só de não ter analisado o que tem na base e freado as contratações (se é que ele teria poder para isso).

      Tenho dois exemplos conhecidos de como isso é uma merda de diretoria:

      Segundo disse o Mano, quando a lista de contratação de atacantes caiu muito de qualidade, ele disse que não precisava mais contratar, pois a partir daquele ponto o Malcom já era melhor.

      Leão, quando montou o time do Diego-Robinho-Renato-Alex também teve de chegar no Marcelo Teixeira e falar para não contratar mais ninguém, pelo mesmíssimo discurso: não ia conseguir comprar nada melhor do que já tinha.

      Parece, então, que às vezes o técnico tem de alertar o dirigente.

      Curtido por 1 pessoa

  8. 02/23/2015 9:54

    Álvaro, me estranha vc cair nessa esparrela de juiz corinthiano… em um jogo ainda, que a maior interferência da arbitragem foi no favorecimento do contra-ataque que resultou em gol do ituano…

    Independente disso, mais do que 2 pontinhos perdido pelo time reserva… a pior notícia do fim de semana para todos os corinthianos que estão em lua de mel com o time foi o afastamento de 45 dias do FS!!! Tão criticado por alguns… e sempre que sai quebra nosso sistema defensivo e de armação… lembram da última vez???

    Pois é… essa do FS me deixou preocupado com nosso futuro nesse semestre…ainda mais considerando que Uendel é o substituto… agora é pedir proteção a São Jorge, abs!

    Curtido por 1 pessoa

    • Emboava permalink
      02/23/2015 11:22

      O problema não é a saída do FS e sim a entrada de Uendel… que é um dos jogadores que deveriam ser negociados… prefiro aquele moleque da base, o Igor e o Arana… sinceramente… e assim vamos perdendo jogadores da base no mínimos razoáveis e seguramente melhores que nossos reservas imediatos…

      Curtir

    • cesar cachaça permalink
      02/23/2015 11:42

      eu ainda cometo erros básicos, como ver Sportv….no troca de passes ontem passaram os lances. Aí para falar que foi penalty no Edilson tiveram que lembrar e relembrar (por qual razão sabe-se lá) que no jogo passado contra o Botafogo o juiz tinha dado dois penalties estranhos. Parece que se tem uma nova regra: penalty a favor do Corinthians tem que analisar sempre com mais cuidado, sabe como é…aí falaram da falta do Petros que, claro, ninguém teve como negar que foi falta. Aí o Rizek em tom de deboche “ah, mas reclamar disso, passou tanta água embaixo da ponte até sair o gol…”. Ora, aposto que foi menos do que no lance da falta do Sheik, e aposto que o Rizek foi um dos que descascou o juiz de quarta e fez coro com a bambinagem nas reclamações. Aí quer ver a pérola da incoerência? ele completou “e até aí na quarta o Corinthians foi beneficiado com a falta do Sheik não marcada, futebol é assim, um dia vc é beneficiado, outro prejudicado”. òtimo, perfeito! pena que não foi esse o discurso dele na quinta-feira…

      Curtido por 2 pessoas

      • Morgana permalink
        02/23/2015 13:58

        No Redação Sportv de quinta-feira, não estava separado o lance da falta no pescoço do Elias. Um dos convidados, não lembro quem eram, citou o lance e daí que foram “procurar”.
        E sim, a falta na origem do gol foi amplamente falada, eu acho até que começou na narração do Milton falando “falta, opa, juizão mandou seguir…”

        Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/23/2015 16:36

      E o Uendel precisaria melhorar muito para chegar no nível dos jogos RUINS do FS….

      Curtir

  9. Emboava permalink
    02/23/2015 1:45

    Eu não vi o jogo.

    Mas vendo o que o Álvaro escreveu e os comentários que eu li aqui mesmo… posso deduzir que o jogo foi ruim de se ver.

    O que eu mais critico nos treinadores do Corinthians, e isso é uma critica ainda maior à diretoria, é que não promovem os jovens. Sempre investem em caras mais rodados. E acabamos perdendo jogadores melhores do que esses tais rodados.

    O Tite é um treinador que prefere apostar nos mais velhos, mais conhecidos, mais experientes, nos que um dia deram certo, nos que merecem… do que arriscar usar algum jovem, garoto da base… tanto que as substituições são sempre as mesmas e pouco mudam na dinâmica do time…

    Por exemplo… ele teve a oportunidade de ter o Everton Ribeiro antes dele estourar no Coritiba e depois no Cruzeiro… mas não quis arriscar… e perdemos um jogador que hoje seria titular… hoje ele usaria o Everton, mas por quê? Porque ele ficou conhecido…

    O Tite tem imensa dificuldade em mudar o time e fazer jogar os jovens… só vai usar os jovens se não tiver mais quem colocar… como é o caso do Yago… como não temos outro zagueiro mais rodado ele deixa o cara jogar no time misto…

    O Gil já está vendido… bom pra ele e de certa forma pro Corinthians, financeiramente, se é que já não tinham vendido antes alguma porcentagem do cara… vai saber… ou pagaram comissão pra tudo quanto é lado… mas isso vai abrir oportunidades pros zagueiros da base… que não são ruins… é só deixarem jogar… em um ano eles já estarão prontos… mas tem que apostar… coisa que o Tite tem medo…

    Pra terminar… em 2012, segundo Almir Somoggi… o Timão investiu mais de 30 milhões de reais na base… e que retorno tiveram? 4 milhões de euros no Marquinhos? A Roma lucrou 35 milhões de euros gastando 12 milhões de reais pra contratar o cara do Timão… uma empresa que faz isso já estaria falida… metade dos diretores do Corinthians se diz empresário… po… falidos… ou ladrões… pois não é possível uma coisa dessas… sem contar o que gastam em salários dos moleques, comissão, imagem… o investimento na base deve ser pelo menos o dobro… 60 milhões realmente… por ano… e o retorno??? Não se vê…

    Se for pra continuar assim… fecha a base e contrata um jogador por ano, formado, bom de bola, pelos 30 milhões de reais… dará mais resultados que a base…

    Ou muda… e aposta na base… por 30 milhões… tem que sair por ano no mínimo um jogador pra ser titular… e dois pra vender… no mínimo… não tem que ser craque… vende pra China mesmo…

    Curtido por 3 pessoas

    • Ph1910 permalink
      02/23/2015 15:02

      Essa questão da base do Corinthians é a mais alarmante!
      Depois que o grupo da Renovação e Transparência entrou no poder não temos praticamente mais ninguém da base no time titular, talvez um ou outro entre no elenco, mas só tem chances se o Destino atuar, vide caso Malcom, que só atuou por que Romero e Luciano são os péssimos dos péssimos e Mano tem culhão para enfrentar os esquema$ do Andrés e CIA (vide sua saída truculenta do Corinthians).
      Não sei se esse problema é relativo ao Tite, ou se é algo mais profundo. Mas levando em consideração o número de jogadores da base com direitos fatiados, parece que esta questão é muito mais política ($$$$$) do que técnica (inclusive com conselheiros amigos do Rei com direito de passe maior até que o do clube em alguns casos).
      Lamentável.

      Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      02/23/2015 16:34

      Perfeito isso aí. Num tem cabimento mesmo.

      É por isso do título do post: esse jogo foi MAIS UM a mostrar que não tem cabimento buscar jogador MEIA BOCA só porque é rodado.

      O SFC vai montar mais um time de jovens sem grandes investimentos.

      Curtir

  10. Katalins permalink
    02/22/2015 22:20

    O pênalti aconteceu,e a falta no Petros foi criminosa.
    De todo modo, acho q todos gostariam q os meninos da Copa SP fossem utilizados. O Marciel e muito bom.
    O Ituano, atual campeão, não leva ninguém ao campo. Para efeito de comparação, qualquer time da Ing, com aqueles estádios pequenos, lota todos os seus jogos.

    Curtido por 1 pessoa

    • Emboava permalink
      02/23/2015 1:23

      1- O Brasil não é o país do futebol.
      2- Brasileiro só apoia e torce quando, antes de tudo, quando atleta ou time é bom e já tem algum destaque senão não. Nem mesmo os Corinthianos fogem dessa regra, sinceramente.

      Curtido por 1 pessoa

      • Cesar permalink
        02/23/2015 10:02

        Pois é, Emboava, concordo!, realmente não somos a tal pátria de chuteiras. Quis abordar esse tema pois acho muito relevante. E acho que aqui no boteco há espaço para discussão. E acredito que a tendência é piorar. Muitos garotos nao tem como ídolo um jogador de futebol (Neymar?!!!), e sim o Medina, Pedro Barros ou o Bob Burquinst. A garotada vê esses caras ralando pra chegar e se manter no topo e serem super profissionais, com respeito e identidade com patrocinadores, enquanto jogadores medíocres/mimados reclamam de tudo, de jogar duas vezes na semana, de viajar, de ficar em hotel, todo aquele mi mi mi que conhecemos. Acho que esse perfil é péssimo para o esporte/futebol. Ninguém tem saco pra isso. Daí, um campeão, nao levar ninguém no estádio.

        Curtido por 2 pessoas

        • bloguedotimao77 permalink*
          02/23/2015 16:32

          Isso é interessante, parece que o futebol vive de “saltos de modernidade”, como aconteceu na PL e na Bundesliga.

          Mas aqui no Brasil parece que não temos o mesmo público e em grande parte, a culpa é do futebol não se desenvolver (com torcida) fora dos times da TV.

          Ninguém mais torce para o Marília em Marília, por exemplo.

          Curtir

  11. Múcio Rodolfo permalink
    02/22/2015 21:17

    1- Havia outro meia no banco de reservas para ser relacionado no lugar do Danilo? Se bem que o Adenor poderia ter relacionado para a partida o Jadson ou o Renato Augusto.
    2- Acompanho a opinião do Cesar Cachaça. O juiz não errou ao marcar o pênalti a favor do Timão e ignorou uma falta clara no Petros permitindo o contra-ataque e, por conseguinte, o gol do Ituano. Além disso, interpretou como mão na bola e não bola na mão um lance envolvendo o Dracena. E se da cobrança de falta acontecesse o segundo gol do Ituano?
    3- Talvez a esperança de aparecer alguma novidade a la Marquinhos, seja o Marciel entrando em alguns jogos no lugar de algum volante -hipótese difícil, mas aumentada um pouco com a contusão do Bruno Henrique- ou o Aranda -supondo que o Adenor queira poupar o Uendel para os jogos cucaracheanos.

    Curtir

    • 02/22/2015 21:24

      1-Não só. Tinha a base.

      2-Penalti é rolo, mas o Mendoza deveria ter sido expulso no 1º tempo e aí não tem discussão, pois a 2ª entrada foi criminosa. (Mas eu expulsava na cotovelada proposital).

      Curtir

      • ALESSANDRO ALVES permalink
        02/23/2015 10:21

        LEMBRANDO POR CAUSA DA FEDERAÇÃO SÕ PODE TER 28 INSCRITOS OS GAROTOS DA BASE NÃO ESTÃO INSCRITOS, DITO ISSO NÃO PODEM ENTRAR NO JOGO NEM QUE O TITE QUEIRA. ENTÃO PODE ESQUECER GRABRIEL CASSINI MARCIEL NÃO VÃO ENTRAR NOS JOGOS DO PAULISTÃO, O TIME TITULAR ESTA JOGANDO COM OS 3 MEIAS NA LIBERTADORES, ENTÃO NÃO TEM MEIA DESCANSADO PARA PARTICIPAR DO PAULISTINHA. ENTÃO É ISSO QUE VEREMOS NESSES JOGOS.

        Curtir

        • Ph1910 permalink
          02/23/2015 14:53

          Lembrando também que nossos dirigentes concordaram com a regra dos 28 jogadores ao assinar o regulamento da competição.

          Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          02/23/2015 15:15

          Não é bem verdade isso, pois quem contratou jogadores abaixo do nível médio da copinha não foi a federação.

          Curtir

  12. Cesar Cachaça permalink
    02/22/2015 20:03

    só vi os 20 primeiros minutos,onde me pareceu que o sol + gramado horrível (ou seja, típico jogo do Paulistão) + time totalmente reserva = jogo chato de ver. Vi os melhores momentos depois e pareceu-me que o penalty foi claro (ao menos no estilo arbitragem do paulista) e que o gol do Ituano saiu duma falta clarissima não marcada em Petros. No mais, de fato não consigo comentar muita coisa…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: