Skip to content

Corinthians 0x0 Búfalo Vermelho, o importante foi manter a invencibilidade em Itaquera…

03/15/2015

Corinthians entrou com um time quase titular ontem. O “quase” era por conta de Renato que já teria condições de jogar mas foi poupado para o jogo mais fácil do ano (terça contra o saco de pancadas uruguaio). O problema é que o banco ficou errado: Walter, Edilson, Yago, Luciano, Malcom, Vagner Love e Angel Romero.

Em campo começamos num 4-2-3-1:

Cássio

Fágner-Felipe-Gil-Uendel

Cristian-Ralf

Jádson-Elias-Sheik

Guerrero

Adversário veio num 4-1-4-1, que marcava forte a nossa dupla de volantes, está que, recuada em demasia, comprometia a saída de bola.

No ataque, Jádson e Sheik marcavam os gandulas, mal relando na bola. Guerrero até tentou sair do “pivô”, mas não tinha interlocutor num ataque estático, de futebol de botão. Mais para o final do tempo, Tite empurrou Jádson para o meio e não posicionou ninguém na ponta, fazendo o lateral deles acompanhá-lo e um buraco se abrir na direita.

Um horror.

Foi um primeiro tempo de total controle adversário.

Começa o 2º tempo com Vágner no lugar de Cristian e o time se monta num 4-2-4 da década de 50, mas pode chamar também de “sistema tático do chutão”. Não deu outra: foram logo 2 impedimentos. Tite poderia corrigir fácil o erro, voltando ao 4-2-3-1, com Elias na dele e Jádson centralizado, mas, essa opção óbvia, jamais foi utilizada em toda a partida!

O grande problema do 4-2-4 é que ele não forma triângulos no ataque, dificultando a construção de tabelas e infiltrações. Só depois de muito tempo, Tite posicionou Vágner atrás do Guerrero, como um camisa 10, mantendo Jádson longe do jogo.

Como naturalmente depois de tantos erros de posicionamento o Corinthians não criava nada, Tite partiu para suas (antigas) soluções de desespero: entrou com Luciano e Malcom infelizmente posicionados junto aos gandulas, fora do jogo.

Ele poderia ao menos ter posicionado Luciano, meia de origem, centralizado com Jádson, mas preferiu um sistema que deixou campo livre para o time campineiro puxar contra-ataques mal executados.

O bom foi que mantivemos uma invencibilidade em Itaquera que deixa qualquer técnico adversário mais cauteloso.

O ruim foi um péssimo sábado do treinador, que mostrou já estar “curado” do ano sabático.

Anúncios
9 Comentários leave one →
  1. 03/16/2015 17:31

    Mas calma senhores, você não querem fazer algum tipo de julgamento em jogos-treino contra o Red-Bull, Capivariano, São Bernardo, Danúbio e outras tralhas. Prefiro aguardar jogos maiores, ninguém dá tudo contra esses bebados. Aí então eu começo a criticar (ou elogiar, quem sabe?) o Tite e seu time. Não me furto de reclamar nem quero desqualificar a crítica de ninguém, mas esse joguinhos sem-vergonha só servem para me fazer comprar ingresso, ir a Itaquera e me sentir um pouco enganado (só um pouco, afinal vou voluntariamente). Dá para pular essa fase. Pensando bem, no final das contas é isso que o Corinthians está fazendo. Espero.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Cesar Augusto permalink
    03/16/2015 16:57

    Ele está mais retranqueiro que nunca…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Emboava permalink
    03/16/2015 10:52

    Esse ano eu infelizmente já tomei uma decisão…

    Vou procurar assistir apenas aos jogos da Libertadores, do Mundial, clássicos paulistas e contra o Fluminense e contra o Cruzeiro… o resto dos jogos só se jogarem com o time reserva…

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      03/16/2015 13:47

      Eu estava quase tomando essa mesma decisão, mas ofereceram 10 ingressos com descontão no FT…

      Curtido por 1 pessoa

    • 03/16/2015 17:26

      Eu não aguento, vou em todos os jogos. Mas essa fase classificatório do paulista está realmente testando a minha fidelidade. “Felizmente” viajei e perdi os dois jogos (Red Bull e outro que nem lembro), mas contra a Portuguesa eu prossigo a “penitência.” Juntos nos bons e nos maus momentos :-).

      Curtido por 1 pessoa

      • Emboava permalink
        03/17/2015 0:58

        Se eu pudesse ir… iria em tds os jogos… mas eu more em ms… nem tem como…

        Curtir

  4. Alexandre Lemos permalink
    03/15/2015 19:39

    o maior retranqueiro do mundo, é facil ver como ele vai destruindo um bom time, o ano começa com o time jogando futebol a la Mano, aos poucos começa a diminuir a frequencia de gols pró e agora chegamos a fase de nem gol fazer

    er

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: