Skip to content

XV de Piracicaba 2×2 Corinthians, reflexões de um Paulistão monocórdico.

04/09/2015

Corinthians foi lá para Piracicaba com seu time realmente reserva jogar a milionésima partida de um arrastado Paulistão – o campeonato que já poderia ter terminado a fase classificatória duas semanas atrás. Surpreendentemente para alguns, estádio bem cheio e torcidas bastante pulativas no fim da noite de ontem.

Parabéns para o Tite que conseguiu motivar seus jogadores mais uma vez. Mesmo não valendo nada, num gramado ruim, sem iluminação, Timão entrou com motivação de final de campeonato.

Taticamente ele manteve a estrutura, mas errou feio na escalação: sem meias de ligação, só a bola longa chegava no ataque. Enfim, a bola mal chegou.

Mas a motivação superaria tudo, a menos de um aspecto irritante: tecnicamente foi o pior jogo do Corinthians no ano. Gramado e iluminação devem ser 60% responsabilizados, mas tirando o Walter, nem a mãe deles daria uma nota 5,0 para seu filho boleiro. Foi pentelhamente triste.

Como o 1×0, em mais uma zoada da defesa, parecia que perderíamos a invencibilidade. Só que não: Bruno, que mal relava na bola, empatou num golaço de fora da área. A virada veio num escanteio com Vágner melhorando sua estatística (agora, 500k/gol).

Individualmente o menino Sam foi uma catástrofe (era para ser expulso no 1º tempo, não fosse a mudança de critério repentina).

Já Malcom é um caso à parte. Ok, Tite determina que se jogue colado ao gândula, mas vemos, jogo após jogo, Jádson sair da posição e afunilar. ORAS BOLAS, por mais incisivo que seja o técnico, o jogador também tem de buscar seu espaço e mostrar onde pode render mais. Aliás, seja na base ou seja na era Mano, Malcom sempre CAIU EM DIAGONAL.

Para quem não dormiu, o ápice técnico negativo do campeonato do jogo foi Edilson construir o 2×2.

Reflexões

O tempo maior de pré-temporada (nem foi tanto assim) matou a vantagem física que as equipes do interior tinham ao começar os trabalhos em dezembro. Quando isso ocorre, e não é a primeira vez, a diferença técnica é muito grande e só na crise mesmo, para o time grande perder. Isso tornou o Paulistão um tédio, faltando ainda meia dúzia de jogos.

Ou se reinventa ou acaba. E se acabar, eu vou para a Paulista protestar contra essas ideias estapafúrdias de Rio-SP. Ou libera para torneios no Brasil e exterior, ou faz um brasileirão estilo NBA com confederações de estados, ou cria um torneio metropolitano… Mas não venham com o Rio-SP elitista, o melhor atalho para levar a crise para times ainda em preparação.

Como a pré-temporada ainda pega um pouco das férias, uma ideia bem-vinda seriam torneios em cidades turísticas do Brasil.

Sobre técnicos, tinha palpitado que SPFC seria o favorito, pensando primeiro no time já montado e também na necessidade de títulos. Aí errei feio. Eles chegam nas finais sem time e sem técnico. O ideal para eles seria o Mano, que provou enfrentar panelas e torcedores. Sabadella eu desconfio desde que não convocou o Tevez (que poderia ter resolvido a final da Copa).

SEP está, apesar da corneta mundialmente reconhecida, no caminho certo com OO. SE, vou enfatizar, SE
o Cleiton Xavier voltar Cleiton Xavier, as chances de final aumentam muito.

SFC superou a falta de pagamentos, pode até ser campeão, só que não vai dar no brasileiro (e pelo novo regulamento…)

A gente, jogando com muita motivação e futebol regular-ruim (estou falando do Paulistão) chegou invicto. Individualmente, gostei do Yago, tive decepção com o Dracena, afastaria o Edilson do elenco e acho que o Cristian tem alguma LOMBRIGA.

A grande DÓ foi não terem dado chance para os campeões da Copinha. Era o Paulistão ideal para isso.

VAI CORINTHIANS!

Anúncios
24 Comentários leave one →
  1. 04/09/2015 15:52

    O Corinthian pai disputa uma liga regional da Inglaterra, equivalente a uma 7ª divisão.
    No Brasil vejo como impossível, para times pequenos, campeonatos nacionais, afinal é aquela coisa de país continental.
    Vejo como impossível até mesmo campeonatos estaduais.
    Vou então usar do meu direito de exagerar (ou não):

    Subdividir os times pelo critério torcida/capacidade técnica/financeiro em divisões.
    – As duas primeiras seriam nacionais.
    – A partir da terceira divisão haveria regionalização, 5 no total, indicando 6 times para a segunda divisão, sendo que o sudeste, por ser mais populoso, indicaria 2 times.
    – A quarta divisão seria formada por sub regiões, perto dos maiores centros metropolitanos (Porto Alegre, Curitiba/Florianópolis, São Paulo, Belo Horizonte/Vitória, Rio de Janeiro, Cuiabá/Brasília/Campo Grande, Salvador/Aracaju, Recife/Maceió, Fortaleza/João Pessoa/Teresina, Belém/São Luís/Macapá/Palmas, Manaus/Rio Branco/Boa Vista/Porto Velho), com critérios NFL de classificação (não jogam todos contra todos, mas a maioria dos jogos dentro de sua região mais próxima, se classificam com um misto de pontos corridos e colocação nos grupos regionais, mas sempre com finais e mata-mata, diminuindo custos com trajetos).
    – A quinta divisão abrangeria micro regiões dentro de cada estado, conforme adensamento populacional e seria baseada nos mesmos critérios de classificação da quarta divisão.
    – Se for necessário sexta, sétima ou mais divisão (acho que não há tantos times assim), usaria os mesmos critérios de subdividir as regiões, chegando até a bairros.
    – O descenso aconteceria para cada base regional dos times.
    – A inscrição de novos times, cujo capital investido superasse X, 2X, 3X, etc. poderia ser feito na 5ª, 4ª ou 3ª divisão, em ordem crescente.

    Curtido por 3 pessoas

    • Emboava permalink
      04/10/2015 22:39

      Parece mais ou menos o que eu falei… tentar fazer com que esses times joguem perto de casa, pra gastarem menos… e a cbf tem que bancar as viagens pelo menos…

      Eu me espelho muito no espanhol, mas o inglês também é bem estruturado… o problema do Brasil é que a torcida não eh tão apaixonada assim como é na Inglaterra…

      Curtir

  2. Jorge Herrera permalink
    04/09/2015 15:42

    O jogo para mim foi inolvidável. Primeira vez em 40 anos de timão dormi assistindo um jogo do Corinthians. Juro. Não vou esquecer.

    Curtido por 1 pessoa

  3. 04/09/2015 14:53

    No jogo vi 22 meias, apenas essas vieram a campo.
    O melhor armador: Walter (essa é da Morgana).
    Foi no estilo Mendoza + 10.
    Mas serviu pra quê mesmo esse jogo?

    Curtido por 1 pessoa

  4. Rodrigo Galdino permalink
    04/09/2015 12:31

    Sobre o RIO-SP estou de acordo seria outra chatice desnecessária.Com o fim dos estaduais sobrariam mais datas para o Brasileiro,com isso teriamos jogos apenas aos domingos reservando meio de semana para a Várzea Cup da América,Copa do Brasil e Sulamiranda.O campeonato teria parada estratégica para que os clubes não fossem prejudicados pelos caça níqueis intitulados datas Fifa,eliminatórias e Copa América.E possibilitaria uma pré temporada mais adequada e quem sabe uma inter temporada na Europa ou Ásia que traria grana e visibilidade maior.Seria o mundo dos sonhos.Agora se não querem acabar com os modorrentos estaduais ,ok.Então que se faça algo por que 20 clubes é uma aberração,10 estaria de bom tamanho.Menos times,menos jogos elevaria o nível técnico do campeonato e assim gritariamos É CAMPEÃO antes de morrer de tédio. .

    Curtido por 2 pessoas

    • Golfo permalink
      04/09/2015 12:59

      Fim dos estaduais é a coisa mais racional a ser feita.
      O que fazer com os times que não disputam os torneios de elite? Simples: campeonato Brasileiro séries E, F, G… X, Y, Z. Resolvido!

      Curtido por 1 pessoa

      • bloguedotimao77 permalink*
        04/09/2015 14:51

        O problema é que campeonatos nacionais são muito caros. Inviáveis para os times pequenos.

        Curtir

        • Golfo permalink
          04/09/2015 15:59

          Mas aí dá pra setorizar. Apenas nas fases decisivas haveria cruzamentos entre times de regiões mais distantes entre si.

          Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      04/09/2015 14:51

      É o caminho mesmo.

      Outra ideia que me ocorreu a partir da sua:

      Começa o Brasileirão mais cedo só nos Domingos e para o campeonato no meio (20 dias, máx) para os times excursionarem nas pré-temporadas européias. Depois retorma e fim.

      Curtir

    • Nicolau permalink
      04/10/2015 19:13

      É por aí mesmo. Se é pra manter os estaduais, que seja em fórmulas bem enxutas. Aquela ideia dos times grandes só entrarem em fases decisivas pode ser umas, se os pequenos acharem importante ter jogo. Com a ressalva de que isso vale pra São Paulo, não sei se a realidade de estados menores é a mesma.
      E SulaMiranda é muito bom, hehe

      Curtido por 1 pessoa

  5. Correa Leonardo permalink
    04/09/2015 10:29

    Apenas para discussão da ideia: deixo aqui as propostas que li faz muuuuito tempo, e que apontam para algumas mudanças necessárias na estrutura organizacional do futebol nacional:

    http://balipodo.com.br/?p=5784

    http://balipodo.com.br/?p=5774

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      04/09/2015 14:56

      Eu acho as ideias boas, mas a questão, hoje, não se resume a conciliar datas, mas interesses:

      Da Globo que quer o Corinthians jogando 2x semana na grade.

      Dos Clubes que querem $

      Dos Bom Senso que quer campeonato ano inteiro, na ilusão que isso manteria os jogadores empregados.

      Só não entra nessa conta, nós, os torcedores que não aguentamos mais tanto jogo inútil.

      Curtir

      • Correa Leonardo permalink
        04/09/2015 17:35

        O que essa proposta (que converge para a maior parte das ideias expostas por aqui, por outros frequentadores) traz é justamente uma regionalização das camadas inferiores, valorização dos campeonatos nacionais mais importantes (Brasileiro e CB – note que desde a veiculação dessas matérias a CB passou a terminar no fim do ano) e um enxugamento drástico dos estaduais.

        Só duas coisas que eu agregaria aí: uma filtragem maior nas competições continentais (elabora um ranking de países e sei lá, antes de começar, pegas os três da Bolívia e os três da Venezuela e só deixa entrar dois na fase de grupos) e a obrigatoriedade de GRAMADO DECENTE para disputar os principais torneios nacionais (Séries A e B e CB).

        Eu próprio não descartaria uma extinção dos estaduais em prol de uma pré-temporada como manda o figurino. Azar da Globo que ficasse um período sem jogos.

        Curtido por 1 pessoa

      • Rodrigo Galdino permalink
        04/09/2015 18:02

        Você tocou num bom ponto,aqueles velhotes decrépitos das federações nem são os maiores empecilhos.O grande problema é a dona Globo e o medo que ele tem com uma possível criação da liga perder o controle dos campeonatos,convenhamos arrumar briga com a plin plin nunca sai barato Ricaço Teixeira que o diga.Então a estratégia seria trazer a Globo para lado dos clubes e convencer ela que teria muito mais a ganhar com excursões no meio do ano, pré temporada no Estados Unidos e um brasileiro mais forte.

        Curtido por 2 pessoas

  6. 04/09/2015 10:11

    Acabou a primeira fase, motivo de comemoração.

    Sem dúvida o pior jogo do Corinthians no ano, mas nada a reclamar já que a prioridade era poupar tudo o que fosse possível. Isso foi feito. E ainda não perdemos (apesar de merecer). Jogo esquecido. Que venha a próxima fase e um pouco mais de vontade (se bem que vai colidir com fase importante da Cucaracha, ou seja, novamente vai priorizar algo).

    Sobre os estaduais, não conheço muito bem as idéias do Bom Senso, mas o campeonato paulista dessa forma tem que acabar e precisamos encontrar uma solução para ocupar os times pequenos mais do que 3/6 meses por ano. Soluções para os times grandes e médios até eu tenho algumas que considero fáceis (tecnicamente, não politicamente) e razoáveis, o difícil é fazer algo que não mate os pequenos. Só tenho uma certeza, tem que sair das mãos das federações estaduais (tem que ser extintas) e da CBF (tem que cuidar só da seleção). Pena que muita gente (em especial dirigentes dos clubes para os quais torcemos e empresários poderosos) ganhe dinheiro fácil do jeito que está, e aí fica bem difícil mudar para algo mais transparente e profissional. Se nem depois do 7 x 1 nos movemos, sou bem cético com relação a uma mudança real nessa estrutura.

    Curtido por 3 pessoas

    • Emboava permalink
      04/09/2015 10:28

      Então, eu acredito que a melhor forma de ocupar esses times pequenos é a CBF alargar, e bancar a Série C e D, pois os clubes das divisões de cima tem condições de se bancar, bem ou mal.

      Eu penso numa estrutura assim:
      – Série A – 20 times
      – Série B – 20 times
      – Série C – 20 times
      – Série D – 40 times – Dividido em grupos de regiões próximas
      – Regionais – Varia pelo número de estados da região – 20 times no mínimo
      – Estaduais – Dividido dependendo do números de times de cada estado

      Os estaduais seriam bancados pelas federações.
      Os regionais pelas federações envolvidas e CBF.
      Série D e C pela CBF.
      Série B e A pelos clubes e CBF.

      Dinheiro é o que não falta para a CBF então não tem desculpa, nem motivo pra não bancar.

      Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      04/09/2015 14:59

      Eu acho que a proposta do Bom Senso (que não leva 5 minutos para ler de tão pouco texto) é inviável, simplesmente porque não há tanto dinheiro assim circulando.

      A economia brasileira AINDA não banca a proposta deles. Um dia quem sabe.

      Sem dinheiro, esses clubes estão fadados ao que já são: amadores.

      Curtir

  7. Emboava permalink
    04/09/2015 9:55

    Sobre o estadual:

    1 – É um mal necessário, pois paga mais que a Libertadores. E ainda tem o dinheiro do estádio e tal.

    2 – A fórmula do campeonato está errada e é o que vai acabar o com mesmo. Deveriam ter menos jogos. Eu penso numa fórmula assim: 4 grupos de 5 times… os dois primeiros de cada grupo passam pra próxima fase que teria 2 grupos de 4 times… os dois primeiros de cada grupo fazer as semifinais e final. O resto, aqueles 3 times que perderam de cada grupo, jogam outra fase com 2 grupos de 6 onde dois de cada grupo é rebaixado e os primeiros jogam uma final. O campeão joga contra o campeão paulista e aí teríamos uma superfinal.

    3 – Eu não quero que acabe… acho um campeonato interessante, mas como está agora fica complicado. O pior de tudo é que parece que os preços dos ingressos são os mesmos para a Libertadores e para o Paulista, alguém confirma?

    Sobre o Corinthians:
    1 – Já falei sobre essa idéia… acredito que os moleques da base tem que jogar na equipe principal, mas o melhor mesmo seria jogar antes numa equipe B… que pudesse jogar a série C e B do Brasileirão… então essa equipe B tem que ser de outro estado, já que não podem ter duas ‘mesmas’ equipes na mesma divisão… então… pega um time de outro estado… um estado que tenham muitos Corinthianos… e põe os moleques pra jogar… simples assim…

    2 – Time não joga tão bem, mas mantém a invencibilidade. É bom, mas tem que melhorar, isso vale pros titulares, os reservas tudo bem jogar mal, pois jogo é jogo, treino é treino.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      04/09/2015 15:00

      3- preço é bem mais barato

      Curtir

    • Andre.T permalink
      04/09/2015 16:51

      1 – Você está invertendo o problema. A questão é que pagam mal na Libertadores.

      Curtir

  8. Thiago Guadalupe permalink
    04/09/2015 9:49

    A Federação não deu chance… com essa restrição ridícula de inscrição de jogadores!!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Emboava permalink
      04/09/2015 9:57

      Todos os times concordaram com essa regra… a federação é dos clubes… eles tem que mudar… a diretoria concorda e ferra com o time… o pior é que ninguém aparece pra explicar por que o Corinthians concordou com essa regra… quem foi o animal?

      Curtido por 1 pessoa

      • Rodrigo Galdino permalink
        04/09/2015 12:48

        Isso, agora não adianta chorar.Roberto entrou agora nem dá para critica-lo mas espero que tenha uma postura diferente ao Mario Dormi.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: