Skip to content

Mesa sarrafo

06/29/2015

Sarrafo

O Sarrafo do Brasileiro continua onde sempre esteve: nos 64% de aproveitamento. Quem chega ao final com esse índice é campeão sempre. Tivemos apenas duas exceções: Flamengo em 2009 com 59%, em um campeonato de nível baixíssimo, e Corinthians em 2011 com 62%, num campeonato de nível baixo.

Na 9ª rodada de 2014 estávamos assim:

2014

Comparando com 2015…

2015Lesma lerda!

Inclusive, minha percepção é de que, tirando o Cruzeiro-2014, o campeonato está no mesmo nível técnico do ano passado. Como ninguém é o Cruzeiro passado, entendo que ele está aberto.

Só acho que a probabilidade do Sport se manter na liderança é remotíssima, dado que pontos corridos privilegiam elenco e quando os cartões e contusões começarem a cobrar a fatura, a coisa complica.

Poucos gols como sempre

Se vamos disputar alguma coisa, Tite vai ter de mudar esse conceito de que os atacantes voltam para marcar o lateral adversário. Reparem que voltamos a ser uma equipe de pouquíssimos gols e, mantido o nível técnico de 2014, não tem como chegar na parte de cima.

A solução é sair desse atoleiro que é o 4-1-4-1.

Acabou-se mais uma geração de pé-de-bola brasileira?

Pelo desempenho pífio do combinado Brasil/Ucrânia, essa é a conclusão natural. Enquanto seleção, estamos na série B do futebol mundial.

Contudo, se analisada com frieza, a seleção hoje tem bom miolo de zaga (mesmo com David e Thiago, ainda é boa). Boas promessas nas meias (Felipe, Willian e Oscar) e um atacante top (Neymar). Atacantes aos montes, volantes mais modernos ou laterais, estamos muito, mais muito abaixo do que nos acostumamos de 98 para cá.

É o momento da seleção reconhecer suas limitações e esquecer a Copa da Rússia. Deve-se pensar pequeno, sempre no melhor time possível para o próximo jogo e se Ricardo Oliveira é nosso melhor centroavante, a 9 do próximo jogo é dele. Não há mais tempo para se descobrir talentos como Firmino ou Douglas. Não há mais margem para testes e nisso concordo com o Galvão.

Por tudo que Dunga I e Dunga II demonstraram, eles não têm competência para esse tipo de trabalho (ele mal seleciona direito). Precisamos de um bom técnico, coisa que o mercado não possui.

Aliás, atacaram o Osorio. Baita exagero. Inclusive concordei com o que ele falou na coletiva.

Faixa amarilla

É bom que se destaque duas coisas mal repercutidas e que mudam tudo em relação à faixa de protesto na Arena Itaquera:

  • Quem parou o jogo foi o representante da CBF. Ele dirigiu-se ao 4º árbitro e mandou parar tudo. TANTO ISSO É VERDADE, que o juiz principal demorou um pouco para entender o que estava acontecendo.
  • Naquela região existem diversas faixas que, claramente, NÃO são colocadas pelos torcedores, mas pela administração da Arena. Eu imagino ser muito, mais muito difícil que aquela faixa tenha entrado pela revista, dado o seu tamanho. Foi uma brincadeira perigosa do Clube e que vai nos custar alguma punição.

Se a faixa fosse de alguma torcida organizada, o jogo seria paralisado? Duvido.

Anúncios
31 Comentários leave one →
  1. Nicolau permalink
    07/01/2015 12:23

    Ainda sobre seleção, um levantamento interessante do pessoal do Trivela. Fica claro que não temos gênios, mas tem gente o bastante pra montar um time bem melhor que esse do Dunga, com certeza. Falta técnico.
    http://m.trivela.uol.com.br/como-saber-se-a-geracao-brasileira-e-mesmo-ruim-fizemos-um-levantamento-que-pode-ajudar/

    Curtido por 1 pessoa

  2. Múcio Rodolfo permalink
    07/01/2015 11:31

    Sobre o campeonato de 2011, não sei se o nível foi tão baixo assim….Não ganhamos com a mesma facilidade do Imaculado de Vila Sonia em 2006 e 2007. Também não fomos favorecidos por erros de arbitragem em oito partidas como eles foram. Também não havia uma diferença estratosférica como havia entre o Cruzeiro de 2003 e os demais adversários. Eu só me lembro que antes de começar o campeonato, o Corinthians era menos cotado que o Flamengo de Luxemburgo e Ronaldinho, o Entregacional do DVD, o Conveniense Não Cai Nem a Pau, o Imaculado de Vila Sônia e o Manjubinha do menino do cabelo engraçado. Fora outros que eram levados mais a sério que o time do PSJ. A prática contradisse a teoria e o time do povo conquistou seu quinto caneco no brasileirão e o seu oitavo título nacional. Nada mau para quem até 1990 era tido como um time regional e que, segundo um jornaleiro bastante “entendido”, se tornou grande somente a partir de então.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/02/2015 9:26

      A pontuação denuncia, mas tivemos alguns jogos históricos: um jogo na vila, outro no Morumbi e outro contra um time rebaixado (América?), que ainda me causam pesadelos!

      Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        07/02/2015 12:41

        Olhar a pontuação sem levar em conta os adversários e os problemas enfrentados pelo time ao longo do campeonato fica meio vago, não? O tal rebaixado América foi o mesmo que venceu também o Conveniense e o Vice da Gama. O jogo aqui em São Paulo foi num momento em que a equipe passava por um período de turbulência depois de um começo espetacular. Em Minas perdemos com um erro crasso de arbitragem.

        Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          07/02/2015 13:43

          Estou falando do jogo do América lá…

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/02/2015 14:22

          Então.. em Minas jogamos pessimamente e perdemos graças a erro de arbitragem.

          Curtir

  3. Múcio Rodolfo permalink
    06/30/2015 20:49

    Tempos atrás ouvindo a reprise radiofônica da final entre Corinthians x Ponte Preta, ouço o repórter de campo informar que Romeu (ponta esquerda) levou uma senhora bronca de Ruço (volante) porque não acompanhou o volante Vanderlei Paiva da Ponte Preta. E eu aqui achando que esta história de atacante acompanhar zagueiro e volante adversário era invenção do Adenor. Avançando rapidamente no tempo… em 2013, jogo do Atlético Mineiro – campeão da Cucaracha Cup – treinado por um profissional ultra-ofensivo. Eis que de repente lá está o atacante Bernard combatendo o adversário próximo a linha de fundo do gol defendido pelo goleiro do seu time. Mesmo ano e o atacante Kenedy que acabara de entrar no Conveniense, comandado pelo também ultra-ofensivo Wanderlei Luxemburgo, imita o carinha do Galo mineiro. E eu aqui achando que este treco de atacante voltar até a linha de fundo para ajudar na marcação fosse privilégio do Adenor.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/01/2015 8:26

      Forçou bem hein… Uma coisa é a situação de jogo: o Romeu acompanhar o volante, outra é o Malcon e o Luciano (ou Sheik), sem a posse de bola, aguardarem antes do meio de campo.

      Ele coloca os atacantes para antes da nossa intermediária o que mata o poder ofensivo deles. (É óbvio que eles também têm de marcar como o Ruço, mas não precisam se posicionar, os dois, antes da intermediária)

      O Tite está bisonhamente errado nessa.

      Curtido por 2 pessoas

      • Múcio Rodolfo permalink
        07/01/2015 10:54

        Meu amigo, vai me dizer que a tal situação ocorreu uma única vez durante a partida? Ora, dependendo da circunstância de jogo, o Romeu seria cobrado a acompanhar o volante adversário quantas vezes fosse necessário.

        Curtir

  4. 06/30/2015 19:04

    1- Nessa confusão sumi com o PPV, fiquei de saco cheio de levar taca de timinho. Ô campeonato ruinzinho.

    2- Nas zoropa os atacantes são a primeira linha de combate, mas não voltam bailando com os laterais, isso é coisa que nunca vai caber na cabecinha laureada do glorioso técnico de duas sílabas.

    3- O outro técnico de duas sílabas, que já foi um excelente volante, devia sumir e ser acionado pela justiça, por racismo, impensável o que ele falou. Como técnico é fraquíssimo, todo mundo sabia, estilo sargento tainha não significa botar ordem em lugar nenhum.

    Curtido por 2 pessoas

    • Múcio Rodolfo permalink
      06/30/2015 20:36

      Ok…. o atacante não volta volta bailando com o lateral, o time toma o gol e o que é a defesa diz para o caboclo mesmo?

      Curtir

      • 06/30/2015 20:40

        Mas esse é o lateral…

        Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        06/30/2015 20:51

        Eu estou imaginando o seguinte: o lateral do time “a” sobe ao ataque e não é acompanhado pelo atacante do time “b”, que toma o gol. E ai?

        Curtido por 1 pessoa

        • 07/01/2015 0:45

          Mas isso é uma bagunça…

          Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          07/01/2015 8:29

          Você está confundindo cobra com lagartixa…

          Neymar ajuda na marcação, mas Neymar não fica esperando a marcação na intermediária do Barça.

          O 4-1-4-1 são praticamente duas linhas, o que faz o time ficar “curto”, o 4-2-3-1, por exemplo, são no mínimo três linhas e o time fica mais espichado.

          Esse é o problema.

          Curtido por 1 pessoa

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/01/2015 10:56

          Não.. Estou apenas destacando a necessidade do atacante acompanhar o defensor adversário quando este parte para o ataque. Nada mais do que isto.

          Curtir

        • Cesar Cachaça permalink
          07/01/2015 12:13

          No Bayern de 2013, que era o exemplo do 4231 feito de forma correta, vc raramente ia ver o Robben e o Ribbery recebendo a bola antes do meio de campo, ou acompanhando o lateral toda a vida até a sua linha de fundo. É a diferença de compactação, as linhas se movimentam para fechar o espaço, mas não é viável vc tentar a todo o custo manter os 10 atrás da linha da bola, senão vira retranca. Veja bem, vejo alguns méritos em Tite, não acho que ele horroroso como muitos aqui. Só estou pontuando que consistência defensiva não é igual a todos marcam o mesmo tanto em todos os lados do campo.

          Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          07/02/2015 9:24

          Exato!

          Antecipa a última linha e faz a pressão mais alta.

          Curtir

    • 06/30/2015 22:03

      2- É que Adenor quer despertar o Jorge Henrique interior de cada jogador hehe

      Curtido por 2 pessoas

  5. Múcio Rodolfo permalink
    06/30/2015 16:06

    Quanto a tal brincadeira perigosa, acho que valeu pelo recado… Se a CBF punir o clube sinaliza que sentiu as dores da Comembosta…..

    Curtido por 1 pessoa

  6. Nicolau permalink
    06/30/2015 15:36

    Sobre o Corinthians, se Tite topasse consolidar a escalação da última partida, talvez o entrosamento levasse os jogadores (e ele mesmo) a um pouco mais de liberdades em campo. O time fica muito mais técnico, como mostra a jogada do primeiro gol – Mendonza nunca acertaria aquele passe do Luciano. Aliás, essa é a primeira vez que ele joga pela ponta esquerda ou estou enganado? Quem sabe ele não se acha melhor por ali. Mas além de topar, Tite teria que conseguir, pq o mesmo Luciano já vai para a seleção jogar o Pan – e ser estragado, se naõ cuidar do ego…

    Sobre a seleção, de fato agora precisamos de técnico. Discordo que não haja mais espaço para experimentações. Falando assim, parece que estamos no meio de uma competição e precisamos do resultado amanhã. Pelo contrário, precisamos deixar de lado essa neurose por ganhar todo joguinho e dar espaço para alguns testes. É preciso sim estabelecer uma base, e acho que não tem muito como fugir de alguns jogadores citados aí: Neymar, Willian, Coutinho, Oscar do meio pra frente. Atrás tb não tem muito pra onde correr, o miolo de aga tem caras muito bons e as laterais tem alguns mais ou menos.

    A volância é um problema mais grave, pois é um setor fundamental para um futebol mais bem jogado, no passe, jogadas construídas. Se alguém vier para a seleção com essa visão, RA pode ganhar espaço, aliás.

    Nome de técnico, confesso que não aposto em ninguém. Acho que o Marcelo Oliveira fez um trabalho bacana no Cruzeiro, mas precisaria de tempo e um escudo para trabalhar em paz. E isso naõ vai vir dessa direção escrota da CBF.

    Curtido por 2 pessoas

    • 06/30/2015 19:51

      Renato faria muito bem essa função.
      O grande problema mesmo é falta do visão dos treineiros tupiniquins,que também se estende a torcida e imprensa esportiva.Alguns ainda acham que o 5 marca,o 10 arma e o 9 faz gol.É muito comum ver programas esportivos e comentarista se lamuriando pela falta do 10 “clássico”, o organizador.
      O “10” existe mas hoje ele é o que seria a posição do 5 para ser mais didático.
      Basta dar uma rápida olhada no Real campeão de 2014, Modric que no Tottenham e na Croácia jogava como meio atacante, foi recuado pelo Ancelotti o mesmo acontecendo com Kross.
      Luis Enrique fez o mesmo com Rakitic nesse novo barça do trio MSN.
      Um exemplo mais próximo é o Chile de Sampaoli,a maioria presta atenção no Valdas é tido como o cérebro do time e com razão tem jogado muito,mas um dos grandes trunfos é o meia Marcelo Díaz ex LaU condicionado a função de “volante” na seleção e as vezes até zagueiro nas “maluquices” do Sampaoli permite ao Chile sempre ter a bola pois desde inicio tem bons passadores e raramente vemos chutão.

      .

      Curtido por 1 pessoa

  7. Múcio Rodolfo permalink
    06/30/2015 15:30

    1- O problema agora é que o time não tem o equilíbrio de outrora o qual fazia poucos gols, mas tomava muito menos. Usando 2011 como referência e comparando com o Conveniense -time que brigou com a gente pelo título até a antepenúltima rodada ou quase isso, temos que o nosso ataque tido como pífio, submetido a um esquema que o sufocava anotou sete gols a menos que o Conveniense (o melhor ataque da competição)= 53×60. Isto porque era um sistema altamente retranqueiro! Por outro lado, nossa defesa foi vazada 15 vezes menos que o mesmo clube. Isto se chama equilíbrio – algo citado pelo Paulo André numa entrevista em 2013, alvo de críticas dos anti-titênicos de carteirinha.
    2- O Adenor aproveitou as férias meio que forçadas para passear… O Manjubinha tomou um vareio de bola do nosso freguês da Catalunha porque a diferença técnica entre um e outro eram abissal. Se bem que o Estudiantes também era e nem por isso tomou a sova que o time do Leo, a Magda de Chuteiras tomou.
    3- Só o Adenor que tem esta fixação por atacante voltando para marcar o lateral, não é mesmo?
    4- Em 2011 o mantra “Fora Tite” deu certo e o time sagrou-se campeão. Vamos repetir a dose?

    Curtir

    • 06/30/2015 22:57

      4- Em 2013 também deu certo,27 gols em 38 rodadas segundo pior ataque do certame atrás apenas do Náutico segunda pior campanha da história dos pontos sofridos e uma da maiores inovações táticas de todos os tempos no futebol Paulo André de centroavante

      Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        06/30/2015 23:12

        Acho que seria mais justo da sua parte levar em conta os enes problemas enfrentados pelo treinador no período citado por vc… Ou então recuar alguns meses e ver que sob o comando dele o time foi campeão paulista, impedindo o tetracampeonato manjubinhesco. Detalhe: nas duas partidas só não goleamos o time do menino mimado porque os atacantes abusaram do direito de perder gols. Isto sem contar o fato de que só não goleamos o Boca do Amarilla por causas que todos bem sabem nos dias atuais.

        Curtir

        • 06/30/2015 23:41

          De fato teve muitos problemas tinha a disposição um ataque com Pato,Guerrero,Sheik,Romarinho e na articulação Renato Augusto,Danilo e Douglas na articulação,talvez fosse melhor ter Marcel,Lins e Welligton Paulista dá menos trabalho para pensar.Sem contar a grande persistência em escalar Ibson.

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/01/2015 0:06

          Parece que memória não é o seu forte….. Renato Augusto se contundiu durante o campeonato e ficou fora algumas rodadas. Danilo entrou numa fase negativa, rendendo menos do que está acostumado render. Isto sem contar as saídas de Jorge Henrique e Paulinho. Guilherme se machucou quando começava a se firmar na posição. Foi nesse momento que o Adenor optou pelo Ibson. Paolo Guerrero também se machucou e também ficou de fora em alguns jogos. Resumindo: jogadores machucados, jogadores que deixaram o clube e jogadores que caíram de rendimento… Ah mas nada que um Mano Menezes não tirava de letra, não é mesmo?

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/01/2015 0:07

          Ah… esquece o Pato…… Figura patética.. Pior contratação feita pelo Corinthians em todos os tempos….

          Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        06/30/2015 23:18

        Em 2012 foram 51 gols em 38 partidas……. mas vc tem fixação por um ano específico. Tá serto. Sexto lugar no campeonato… isto porque mandamos a campo em alguns jogos o time generico.

        Curtir

  8. 06/30/2015 12:47

    1- Esperar que Tite mude esse conceito,seria mesma coisa que esperar que Kim Jong-un e Obama joguem uma amistosa partida de bilhar enquanto tomam uma cervejinha.
    Ou vencemos assim ou não vencemos,não importa qual a formação tática o problema é como ele enxerga o jogo ou não enxerga.

    2- Esse papo de geração fraca para mim é muleta,Neymar se ainda não é Messi (talvez nunca seja) e nem Cristiano.Está entre os melhores do mundo e quem sabe até supere Ronaldo e Romário.Temos jogadores jogadores atuando nas ligas mais competitivas do mundo.Creio que o problema passa longe de ser esse.

    3-Nosso maior atraso hoje com certeza absoluta é tático e na concepção de jogo paramos no tempo,pegue os treinadores ditos “top” Muricy,Tite,Abel,Feli7ão e até o atual (ex ) Dunga.Todos eles mais ou menos parecidos armam defesas razoavelmente bem,esperam que os talentos decidam a partida na frente,e principalmente se valem muito do aspecto MOTIVACIONAL,cada qual com seu estilo Dunha e Feli7ão meio sargentos aquele papo contra tudo e contra todos,Abel o paizão amigão,Tite com seu jeito pastoral.E quando esse fator falha não lhes resta muita coisa.
    No plano tático diria que eles na América são são série B e no mundo C.

    4- Quando Muricy saiu daqui “pra ver se o barcelona é tudo isso” foi com 4 títulos brasileiro e um da libertadores com status de grande “mestre”,inclusive arrotando bobagens como “quero ver eles ganharem o brasileirão”
    No embate perante o Barça levou uma sova tão grande que ficou incrédulo no banco de reservas sem entender bem o que havia acontecido.Em primeira avaliação disse que foi Messi,depois a chegou a conclusão que foi a “posse” de bola,ou seja,não entendeu absolutamente nada e provavelmente irá morrer sem,tal qual Feli7ão com seu apagão.
    Luxa disse que Alemanha não apresentou nada de moderno e jogou com 3 volantes.
    Tite foi estudar e voltou do ano sabático com ideias “modernas” como um volante brucutu na frente da zaga e homem de referência.

    5- Minha esperança que em médio e longo prazo esses treinadores mais jovens com formação acadêmica,com a preocupação de entender complexidade de um esporte de alto nível ganhem mais espaço nos grandes clube e substituam esses treinadores de estilo boleiro,paizão,amigão,palestrante.

    Curtir

    • Cesar Cachaça permalink
      07/01/2015 12:08

      assino embaixo…há um claro problema de safra em se tratando de seleção brasileira, que entre 94 e 2006 teve pelo menos 3 ou 4 monstros para botar em campo. Mas tornar-se a quinta força do futebol sulamericano é claramente um problema tático e de forma de pensar futebol. Hoje seríamos, com todos em condições, atrás apenas da Argentina nas Amércias. Neymar fora, temos William, Coutinho, Oscar, todos em boa fase em bons clubes da Europa. Quando a gente compara com Argentina, os “demais” deles (Di Maria, Aguero) tem de ser considerados, na prática, no mesmo nível dos nosso, tirando só um pouco no questido experiência. A nossa zaga (laterais + dupla) poderia ser a melhor do mundo. Junta-se isso tudo, se o trabalho tático fosse decente, poderíamos estar entre os 4 ou 5 que brigam no mundo. Se não estamos o problema é menos técnico e mais tático.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: