Skip to content

Corinthians 2×0 CAP, e continua o baile!

07/10/2015

Poderia simplesmente copiar o poste de Corinthians 2×1 Ponte e trocar Ponte com CAP que estaria de bom tamanho. Foi a mesma droga. Talvez um pouco pior, afinal, na semana passada, reconhecemos alguma disputa territorial no começo do jogo e alguns até se entusiasmaram com os primeiros 20 minutos de jogo, enquanto ontem isso não aconteceu. Fomos mal mesmo.

Tecnicamente foi um jogo ruim, cheio de erros de passe e domínio de bola (exceção única ao Camisa 5 do CAP, Otávio, baixinho bom de bola). Taticamente, Corinthians manteve-se no 4-1-4-1 que nos deixa compactados e bem recuados, enquanto CAP apareceu com um 4-2-3-1, que chega facilmente ao ataque e ocupa melhor o campo.

Os números não mentem: a posse de bola foi adversária ao longo do jogo todo (46% x 54%) e os chutes a gol foram sofríveis. Até o Elias 1×0 aos 32 do 1º tempo, tínhamos 2 chutes apenas (2 chutes especulativos de fora da área, Renato e Malcom). Com o gol, numa falha da defesa, chegamos a 3 chutes apenas no 1º tempo, contra 6 adversários.

Como no jogo contra a Ponte, faltou ao adversário qualidade na finalização e gols fáceis foram perdidos. Curiosamente, achei o time da Ponte melhor que da CAP e o Corinthians de ontem pior que o contra a Ponte. Num cenário desses, qualquer técnico pé-frio tinha tomado uma bela goleada em casa, mas era Tite e ele arrancou 3 pontos que nos jogaram acima do sarrafo de 64% de aproveitamento. Um feito para tanta coisa feia que se viu.

Os jogadores do CAP saíram irritadíssimos do campo, reclamando acintosamente deles mesmos. Tomar gol em batida de lateral já é dose, agora o GOLAÇO do Jádson 2×0 foi impagável! Mas a reclamação procede: dominaram o jogo, criaram diversas chances, foram melhores e tomam dois gols ridículos.

Mas esses jogadores não conseguirão jamais enxergar o óbvio: esses gols são reflexo de um jogo (ou um time) de baixíssima qualidade técnica. Poderia ter sido 0x2? Sim, mas seriam gols que também contariam com erros técnicos providenciais.

A verdade é que Corinthians está muito mal, aproveitando-se do DESEQUILÍBRIO acachapante do bra-15 para manter-se num aproveitamento falacioso. O problema é que os jogos de Itaquera são caros, sempre de horário ruim, com serviço de alimentação tosco e, além de tudo, JOGOS FEIOS COMO O DIABO!

Vai Corinthians, JOGA BEM CACETE!

Em tempo:

Copo cheio: campeão brasileiro de pontos corridos (tirando 2009) precisa de 73 pontos ou 64% de aproveitamento. Faltam só 50 pontos.

Sarrafo: 64%    Corinthians atual: 64%

Anúncios
44 Comentários leave one →
  1. Múcio Rodolfo permalink
    07/11/2015 12:53

    1- Embora muitos torçam o nariz, no futebol o resultado vem em primeiro lugar. Dar espetáculo, show é coisa pra “romântico”. Não adiantaria nada encher os olhos da plateia, provocar até em torcedores adversários o desejo de assistir nossos jogos, se o time não levantasse taça alguma, não desse volta olímpica e não desse ao torcedor a possibilidade de colocar na parede o poster do time com a inscrição “campeão” na parte superior.
    2- O que mantém um técnico num cargo são bons resultados. O time atual bem ou mal está conseguindo tais resultados. Poderia ser melhor? Claro que poderia. Acontece que o time está passando por um período de ajustes. Tem uma nova dupla de ataque. Houve mudanças na defesa e no meio de campo. As entradas e saídas de Dracena no time apontam que o Adenor não tinha certeza sobre quem seria o companheiro ideal para o Gil. Evidente que o Adenor tem uma natureza mais defensivista. Só que neste momento, atacar com aquela volúpia que muitos aqui advogam, talvez fosse o passo para sofrer derrotas seguidas no campeonato, o que não seria bom nem para o time, em fase de afirmação, nem para o técnico, que entraria na fase “está prestigiado”.

    Curtir

  2. Cesar Cachaça permalink
    07/11/2015 9:18

    acho que quase tudo de importante já foi falado. Resumo: PP e Patétito não mereceram perder o jogo e perderam (ainda bem para nós)…por outro lado, Goiás merecia ter perdido e não perdeu. São coisas do futebol…no depto sorte, Tite está um pouquinho a frente, mas nem acho tanto nesses últimos jogos (contra o Santos não merecíamos perder também…) Futebol tem muito de efetividade e a vantagem da qualidade técnica às vezes é justamente essa: sua zaga nao falha tanto, seu goleiro pega a bola difícil deles, seu atacante converte mais e por aí vai…Tite é daqueles técnicos que primeiro corrige isso e, se tudo der certo e os ventos ajudarem, pensa no depto “jogar bem”…
    tático: tá melhorando, embora a passos incrivelmente pequenos. Mas acho que há erros capitais que enquanto Tite não arrumar, vai ser duro…quer usar o 4141? ok, mas pelo menos bote os jogadores onde rendem mais. Jadson isolado na direita fica claramente torto – rende muito mais mais centralizado, onde tem espaço para enfiar a bola nos dois lados e até chegar para chutar. Malcolm rende muito mais pela direita, desde sempre, como já citado…eu colocoria RA na esquerda, Jadson no meio e Malcolm na direita. Outra: Love não é Guerrero, catso! Como sempre desde 2011, Tite encaixa seus jogadores no esquema e não o contrário. Ele sempre quer um pivô!! (a minha tese é que ga nhamos a libertadores pq não havia banco pro Liedson; houvesse um Obina no elenco ele nunca teria migrado por 460 que nos rendeu o título…). Love não sabe fazer o pivô, o nível dele de rendimento de bolas nessa posição é pior do que era o do Souza. Ou Tite muda o esquema para possibilitar que Love infiltre e tabele com quem se aproxima (um 442 tradicional funcionaria bem melhor) ou contrata alguém estilo Santander do Guarani Paraguai…

    outros times: de fato ninguém tá jogando bem nesse nível (bom jogo + solidez), Galo ganhou as últimas duas em casa num sufoco impressionante. Tite faz bem esse trabalho de “meu time não joga mas eu vou ganhando pontos”, o que, nesse momento, é algo bem relevante. Ainda não perdi as esperanças de um futebol mais ou menos melhorzinho (embora tenha de conceder que é uma esperança mais emocional do que baseada em fatos…)

    Curtido por 2 pessoas

    • Múcio Rodolfo permalink
      07/11/2015 12:38

      1- Acho que vc se enganou…. Na Cucaracha Cup-12 o Corinthians contava com o Elton que pode ser considerado como uma espécie de Obina. O Liedson foi titular na competição durante a primeira fase. Depois o treineiro sortudo, optou por uma dupla de ataque formada por Emerson e Jorge Henrique. No CB-11 havia o Adriano como opção, mas as condições físicas dele não ajudavam….. Acho que o Adenor não seria burro a ponto de prescindir de um atacante como o Liedson -ainda mais na fase em que ele se encontrava.
      2- De fato irrita ver o adversário ter a posse de bola a maior parte do tempo e irrita ver o adversário estar mais perto de fazer o gol do que a gente. Acho que não pode se generalizar, afirmando que isto seja algo dominante no Corinthians sob o comando do Adenor. Pelo menos não foi na passagem anterior. Eu vi bom futebol em muitos jogos do período 11-12.

      Curtir

    • Múcio Rodolfo permalink
      07/11/2015 12:40

      Só uma postagem anterior, vc escreveu que foi apresentada uma lista de atacantes para o Mano que sonhava com o Rafael Sóbis. O Mano olhou a lista, fez cara feia e disse que se fosse para ter um daqueles nomes, preferia continuar trabalhando com o que ele tinha. Pergunto: ele pensou assim quando o Romero foi contratado?

      Curtir

      • Cesar Cachaça permalink
        07/11/2015 21:08

        não acho o Romero horrendo como segundo atacante. Acho que como aposta de um cara vindo de fora, e jovem, não foi uma contratação absurda. Insistem em escalá-lo como centrovante (Mano mesmo insistiu nesse erro) e ali ele é o dobro da ruindade que tinha o Souza. O lance é que já tendo Romero e Luciano, não precisava de mais apostas, e esse foi o argumento do Mano. Ou trazia um cara com alta probabilidade de ser titular ou deixava para lá. O que é muito diferente de ter no elenco Malcolm, Mendoza, Romero e Luciano e ainda pedir para trazer Rildo.

        Quanto aos outros pontos, acho que você não entendeu ou não quis entender o que comentei. Liedson se arrastou a primeira fase inteira da Libertadores, com claros problemas de joelho. Tanto assim que Tite insistiu com William centralizado uns 3 jogos,até ficar evidente até para os quero-queros que não daria certo. Apenas no primeiro jogo contra o Vasco o esquema com 2 atacantes entrou em voga. Digo Obina para dizer algum centroavante que pudesse exercer a função com o mínimo de competência, o que William não tinha, e, catso, por óbvio que Elton também não (Nâo, Elton não é um Obina, é muito pior).

        Não sou dos que acha que Tite ganhou a libertadores na sorte. Acho que um título assim se conquista numa confluência de fatores.

        Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        07/12/2015 1:59

        1- Bom… pelo que andei apurando. O interesse pelo Sóbis ocorreu entre março e abril. O Romero foi contratado em junho….
        2- Eu entendi o que vc quis dizer… Só acho que a preferência do Adenor pelo Liedson durante quase metade da Cucaracha, mesmo com o jogador estando com problema no joelho, mostra que tal apego por um atacante com as características do Obina -ruim, porém bom para determinado esquema tático- não era tanto assim. Fosse assim, o Adenor teria no ano anterior apressado a entrada do Adriano no time, por exemplo.
        3- Talvez o Rildo seja melhor que o Mendoza e o Romero.

        Curtir

        • Cesar Cachaça permalink
          07/12/2015 8:57

          Com a saída de Sheik e Pato e eminente negociação de Romarinho, quem Mano tinha de jogador de lado ano passado? Chegou Luciano e Malcolm que tinha acabado de subir da base e só. Nessa situação, vc aceita qquer um que a diretoria te traga para compor elenco. O interesse por Sóbis pode ter começado sabe-se lá quando, o que importa é a confirmação de que ele não viria dentro do ano, o que aconteceu lá quando ele fez a sétima partida pelo Flu, que foi na virada para a Copa. A exatidão dessas datas (quando a negociação com o Romero estava definitivamente fechada, alguém tem como saber com certeza? ) a gente de fora não sabe; essa história do Mano dizer que de aposta o time já estava ok foi razoavelmente ventilada na época. Talvez Rildo seja melhor mesmo que Mendoza e Romero mesmo (duvido que melhor o suficiente para fazer tanta diferença e ser mais uma opçao que impeça alguém de base de subir, mas torcerei por ele).. Mas aí vai fazer o que com os 2 que tem contrato longo? Eles vão sair definitivamente da escala de “merecebilidade”? Também não faz diferença, porque era apneas um exemplo que eu dei para ilustrar (entre outros 5 ou 6 que poderia dar com tranquilidade da última passagem do Tite) sobre os indícios de que, aparentemente, ele tem uma preferência desproporcional em trabalhar com atletas experientes mesmo que com menos pontencial, e aí travaríamos outra batalha de argumentos nesse sentido, como se rebater como exemplo fosse ajudar a desmontar o quadro maior.. Ok, se você acha que Tite não tem nenhum problema em arriscar com jogadores novos, concordamos em discordar! Tite tem muitas qualidades como gestor de grupos, na minha opinião essa não é uma delas.

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/12/2015 14:32

          Não… Eu não acho que o Adenor não tenha problemas em arriscar com jogadores novos, embora tenha ai os casos do Romarinho, do Edenilson que eram relativamente novos com a diferença -comparado com os da nossa base- de já terem disputados campeonatos profissionais. Mas ainda assim eram novatos, sem a experiência de terem passado por um clube do porte do Corinthians. O que eu acho estranho é a frase do Mano. Justo ele que em tese teria dado aval para a entrada de vários jogadores de qualidade duvidosa ao Corinthians. Muitos dos jogadores trazidos em 2008 poderiam ser descartados se ele tivesse aproveitado um pouco mais a nossa base. Mas ai é que o vc escreveu a gente não sabe exatamente quando determinados fatos ocorreram. Eu não sei se o Rildo foi um pedido ou uma exigência do Adenor ou uma sugestão de algum dirigente.

          Curtir

  3. 07/11/2015 2:27

    1- O jogo foi ruim mesmo, mas o time está melhorando…
    2- Realmente estamos jogando muito recuados… penso que temos time para jogar pra frente… mas como o momento é de reconstrução… todo cuidado é pouco… e o melhor ataque é a defesa…
    3- Achei o Malcom muito longe da área… ele tem que partir pra cima, na diagonal e chutar pra gol… falando em chutar pra gol… essa é a única coisa que o Renato Augusto falha… o cara é raçudo, técnico e inteligente… mas chuta mal… tem que treinar!

    Curtido por 1 pessoa

  4. 07/10/2015 20:28

    Tão quase me convencendo que André Balada,Maikon Leite,Diego Sousa,Marlone e Samuel (21 gols) são muito melhores que R.A,Jadson,Elias,Malcom e Vagner Hate (12) e que o pífio funcionamento do ataque não é culpa do Celso Roth (que deu sorte na vida),ele é um pobre diabo fazendo o que pode por QUINHENTÃO. É quase a mesma coisa que pagar um salário de Hamilton para ter desempenho de Magnussem.
    Prefiro pagar cinquentinha para o Seu Waldemar.

    Curtir

    • 07/11/2015 2:54

      Maikon Leite, Diego Souza são bons de bola, o Marlone tem projeção…

      Curtir

      • 07/11/2015 8:25

        Diego mesmo fora de forma é bom,MK de jeito nenhum fraco.Mas meu ponto não é esse.
        O time é bom,para o nível do BR-15 se torna muito bom,o que quero abordar com isso é que não há desculpas para um desempenho ofensivo tão patético.Time poderia,alias DEVERIA jogar muito mais do que essa bolinha medonha que vem apresentando.
        No plano ofensivo, coletivamente o Corinthians é um catado dependente dos lampejos dos nossos bons jogadores.
        O Arquiteto voltou do Sabbath Year com os problemas ofensivos dos outros anos mais do mesmo,dificuldade na transição,atacante ilhado,recuo excessivo sem contra-ataque eficiente,ora não foi o mesmo que disse que a prioridade desta vez era um melhor desempenho ofensivo ?
        Acho que o mestre dormiu nas aulas pq nada mudou.

        Curtir

  5. Andre.T permalink
    07/10/2015 17:09

    Só eu acho que é óbvio que Malcolm rende mais pela direita? Quando ele cai por lá, corta fácil para o meio para o chute ou passe. Mas na visão do Tite ele é apenas um segundo lateral.. volta mais para marcar do que Elias, RA e Jadson… é insuportável. Tite só jogou ele na direita quando quis MARCAR o tal de Nicão que tava deitando e rolando. Dai fica dificil fazer gols mesmo.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/10/2015 18:58

      DESDE O SUB-17!

      A jogada característica dele é partir da direita, cortar para dentro e chutar.

      30% dos chutes do 1º tempo saíram dessa jogada.

      Curtir

  6. Múcio Rodolfo permalink
    07/10/2015 17:04

    1- Eu continuo achando que esquemas táticos dependem muito dos jogadores que se tem a disposição para executá-los. O Wagner Love se enrosca com a bola por deficiência técnica ou por culpa do esquema? O Malcon arremata mal no começo da partida porque é sacrificado pelo esquema? 2- Hum…. vamos colocar no comando técnico do Timão, um cara que não serviu pro Bragantino? Tá serto…… 3- Tempos atrás vi gente enchendo a bola do ataque da Ponte Preta, mais efetivo que o nosso. Muito bom.. Pena que a Macaca tenha sido rebaixada; 4- Eu sou supersticioso. Em 2011 fomos campeões, mesmo desacreditados, e tendo como música de fundo o “fora Adenor” entoado em blogs corinthianistas. Quem sabe isto não atrai sorte novamente?

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/10/2015 19:01

      1- Vagner: culpa do esquema que deixa ele isolado. Quando recebe a bola tem de protegê-la, daí o enrosco.

      Malcom não arremata mal, deu um belo chute no 1º tempo

      2- ?

      3- O ataque da Ponte é fraquinho. O que eu vi gente enchendo a bola foi o sistema tático que permitiu à Ponte, com um ataque fraco, dominar o Corinthians por 2/3 da partida em Itaquera.

      4- No caso atual, acho que vai ser um título bem sem graça hein

      Curtido por 1 pessoa

      • Múcio Rodolfo permalink
        07/10/2015 19:50

        1- Ok… Mas tem horas que o Wagner opta pela jogada errada. 3- Não me referi ao ataque da Ponte desta temporada. Note que eu disse que ela foi rebaixada. 4- Pode ser, mas espero que o Corinthians evolua no campeonato a medida que se tornou mais estável, ganhar mais confiança.

        Curtido por 1 pessoa

    • 07/11/2015 2:51

      1- o Love é caneludo, mas sabe fazer gol… o esquema deixa ele tão isolado que parece ser pior do que é… pra mim ele é o fazedor de gol… ele está lá pra puxar dois zagueiros na marcação abrindo espaço na defesa e quando a bola vier… fazer o gol… simples…

      O Malcom sofre com o esquema também… mas tem muito pra evoluir…

      Curtir

      • Múcio Rodolfo permalink
        07/11/2015 12:43

        O Love vai melhorar com tempo… Se firmar perante a torcida, mesmo que os gols saiam na base da sorte, como foi aquele marcado contra a Ponte. Só que artilheiro também depende da sorte e tem de saber aproveitar as oportunidades que a sorte lhe concede.

        Curtir

  7. 07/10/2015 16:52

    Em tempo,o Bragantimes devolveu o Loss,o problema é que já temos um treinador no sub 20.Proponho um pequeno remanejamento Loss treina o time principal,Adenor opera o telão,o maluco do telão vira presidente e Da Nova volta para a concessionária e todos ficamos felizes.
    Titenaccio não é futebol,é tortura comprimida em doses cavalares de 90 minutos dando uma sensação loop infinito.

    Curtido por 3 pessoas

  8. 07/10/2015 16:39

    Tenha calma Álvaro, 2018 é logo ali…..

    Curtido por 1 pessoa

  9. Nicolas permalink
    07/10/2015 16:01

    Hi everyone! Andei um pouco afastado dos blogues esportivos mas pretendo voltar a importuná-los.

    Gosto das suas análises, Álvaro. Porém, achei que a produção ofensiva foi bem melhor no jogo com a Ponte. No segundo tempo, de fato, o time caiu muito e houve domínio por parte do adversário. O Tite parece gostar da compactação defensiva na entrada da grande área e, por muitas vezes, isto significa abrir mão de jogar e entregar a iniciativa para o adversário. Mesmo se tratando de adversários sem grande qualificação técnica.

    No caso do CAP, a vitória foi a fórceps sem superioridade sobre o adversário. Mérito da dedicação dos jogadores corinthianos. Este seria o ponto a elogiar. Não sei se conseguirão muitas vitórias deste modo.

    Também achei o time muito açodado no ataque. Muita transpiração e pouca inspiração. O meio de campo corinthiano é técnico e não veloz. Acelerar demais o jogo só significou entregar a bola rápido para o adversário.

    Em resumo, vejo o necessidade de melhorar a produção ofensiva com jogadas melhor trabalhadas. E, também, não vejo necessidade de ficar acelerando o jogo com um time sem velocidade.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/10/2015 16:08

      Concordo, mas vejo que o problema é menos de velocidade e mais de distribuição em campo. O sistema isola o Vagner (que nem é tão bom assim) e faz Malcom jogar muito afastado do ataque. Como ele tem cacoete de atacante (dribles + dribles), acaba fazendo jogadas inúteis no meio de campo.

      Muita compactação que, por hora, tem funcionando em termos de resultado, não de qualidade.

      Curtido por 1 pessoa

      • 07/11/2015 2:44

        Então… tem que trabalhar mais a transição entre defesa e ataque… o Love fica isolado por causa do esquema que obriga os pontas a voltarem… só que os mesmos não participam bem quando o time recupera a bola… estamos tão recuados que quando tomamos a bola o adversário “faz” pressão para tomar a bola e isso é que nos tem causado problema… nós praticamente criamos as chances para os rivais…

        Eu vejo alguns jogos de futsal e imagino que as trocas de posições feitas pelos jogadores deve ser feita pelos jogadores do Corinthians… triangulações, tabelas e jogadas de futsal… o time me parece muito estático quando tem a bola… cada um na sua posição parada e esperando a bola no pé… isso facilita a marcação e perdemos a bola rápido…

        Curtir

  10. Correa Leonardo permalink
    07/10/2015 15:57

    Como tem sido praxe nesse campeonato, não pude assistir ao jogo. Apenas queria registrar que o Tite, quem diria, parece que estava certo sobre exaltar o 0x0 contra o Goiás – vide a chinelada sofrida pelo coirmão.

    Curtido por 1 pessoa

    • 07/10/2015 16:41

      Não mesmo mano dois times horrorosos, foram pontos perdidos principalmente contra as sardinhas.

      Curtido por 1 pessoa

      • Corrrrea Leonardo permalink
        07/10/2015 23:36

        Não! Eu me referia à paulada que o san7os levou lá sábado! Mas o time deles é horrível também, triste ter perdido lá na Baixada…

        Curtido por 1 pessoa

  11. Múcio Rodolfo permalink
    07/10/2015 15:39

    Contra números não há argumentos…. De fato o time do Paraná teve mais posse de bola. E de fato se mostrou incompetente em aproveitar uma jornada ruim do Corinthians…. Mas assim como a Ponte Preta, o Atlético estava bem na tabela quando enfrentou o Corinthians….E vamos lembrar aqui do equilíbrio existente no confronto entre ambos, das vezes em que este time veio a São Paulo e levou os 3 pontos de volta para o sul do país.
    Vamos curtindo, por enquanto, este “enganoso” quarto lugar…
    Rildo entrou, fez umas graças. Deve ser melhor que Romero e Mendoza. Pelo menos isto.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/10/2015 19:04

      Olha, só o equilíbrio dos confrontos é desculpa. De resto é um time mal distribuído em campo e já já toma uma goleada.

      Curtir

    • 07/11/2015 2:36

      Não é muito difícil ser melhor que o Mendoza… mas o Romero é razoável… merece mais chances… ou que o emprestem pra algum time e depois o vendam…

      Curtir

  12. 07/10/2015 15:36

    Substitua os nomes Corinthians e Atlético-PR por quaisquer outros no campeonato que a tua descrição provavelmente será muito válida para a maioria absoluta dos jogos. Para ser honesto ainda não vi o Atlético-MG e o Sport e não sei se eles apresentam algo de especial. Para o resto eu dou meu testemunho ocular, todos estão jogando mal para cacete. E quem ganha, ganha por insistência, acaso e um tantinho a mais de qualidade e competência. E por isso quase todos que estão na frente podem estar com esse aproveitamento falacioso que você menciona. Nós inclusive. Mas não estamos sozinhos. Por exemplo, já valeu para Ponte e para o Atlético-PR que no inicio do campeonato estavam na parte de cima da tabela.

    Mas é óbvio que como corinthiano não me conforta saber que todos (ou quase todos) estejam apresentando esse futebolzinho de m*rda. Eu, como você, quero ver o meu time jogando bem. Mas pontualmente vi ontem lampejos de boas trocas de passes no ataque. Lampejos, algo parecido com o que vi em 2014 que contou com enorme apoio e compreensão por estas bandas. Outro assunto, desculpe a digressão. Voltando, a defesa continua vulnerável, mas fomos nós que pedimos a saida do Ralf. E mantenho o meu pedido, apesar do risco e da gratidão que tenho a ele pela dedicação todos esses anos. Aí me pergunto, será que isso é tudo que podemos querer e somos teimosos em querer além disso um bom futebol? Talvez seja e fosse melhor para a minha saúde não ficar exigindo mais o tempo todo e passando nervoso no estádio. Não sei. Como sempre tenho mais dúvidas que certezas.

    Dois apartes para contrapor (irritar? 🙂 o dono do boteco. 1, Não tenho a menor dúvida que o Atlético-PR é bem melhor que a PP. O que não quer dizer que é grande coisa, só que é menos pior e nos criou mais dificuldades (mas só teve duas chances reais de gol, enquanto nós tivemos pelo menos quatro, duas convertidas). 2, Também não tenho a menor dúvida que o Tite é um dos responsáveis por não degringolarmos nesse início de campeonato. Tudo está conspirando contra, time desmontado, má fase de jogadores importantes, festival de incompetência na admnistração, torcida com crise de identidade… mas de alguma maneira o time está se mantendo onde tem que estar para não destruir o pouco que mantivemos, ainda que aos trancos e barrancos. Tite não está fazendo o time jogar bem (talvez ninguém fizesse, não sei), mas a ascendência que ele tem sobre os jogadores, a diretoria e a torcida (pelo menos a maior parte de cada um desses) consegue nos manter com o nariz acima da água. Não é muito, eu sei, mas olhando para a competição e a concorrência eu tenho que reconhecer que também não é pouco. O que não quer dizer que estou satisfeito e que desejo mais, mas apenas que nem tudo é terra arrasada. Por enquanto me agarro a isso.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      07/10/2015 19:12

      Tenho visto um pouco mais de jogos e sentencio um campeonato dos mais desequilibrados da história.

      A diferença, pela tabela, de Corinthians, CAM, Flu, Sport, SEP, SPFC para a rapa é muito grande. Muito.

      Esse jogo ruim do Corinthians beira a vergonha.

      Vergonha pois deve ser o melhor ou 2º melhor elenco do campeonato e não tem porque jogar tão mal.

      Vergonha porque está uma fortuna acompanhar jogos do Timão em Itaquera. Tudo é caro, o horário é caro, a comida ainda é ruim e cara. Aí o Tite entrega essa porcaria de jogo.

      Você acha manter o nariz acima da água não é pouco, eu acho que Tite está produzindo de fato uma DORMÊNCIA nesse Clube. Ano passado, com um time pior, jogávamos melhor, disputávamos os jogos com mais vontade e brio, éramos mais inteligentes e no final, tínhamos uma pressão avassaladora sobre elenco e treinador.

      Com Tite, a gente não vê nada. Eventualmente viramos uma torcida em que o resultado vem acima de tudo e eu sou um atrasado que ainda está na antessala.

      Curtido por 2 pessoas

      • Múcio Rodolfo permalink
        07/10/2015 19:55

        O ano passado apanhamos do Manjubinha de 5 (isto não ocorria desde 1972!). O ano passado fomos eliminados de forma vergonhosa pelo Atlético Mineiro (eu nunca tinha visto isto ocorrer antes). Fora resultados que se fossem sob o comando do Adenor seria tema para posts irados e ácidos. O time atual é praticamente o mesmo do atual. O Mano contava com todos os jogadores que o Adenor conta atualmente e ainda tinha o Guerrero.

        Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          07/10/2015 20:12

          Essa comparação sempre será favorável ao time de 2014 hein

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/11/2015 1:34

          Só uma correção no meu comentário: o time atual é praticamente o mesmo do ano passado. O Mano contava com todos os jogadores que o Tite conta atualmente e ainda contava com o Guerrero.

          Curtir

        • 07/11/2015 2:35

          Acho que com o Mano o time atacava mais… e realmente errava muito… o time atacava, mas não convertia e passávamos sufoco… talvez tenha faltado sorte ao Mano. Porém o Mano também fazia das suas… o time recuava bagarai e muitos jogos deixava de atacar… por medo de perder…

          Curtir

        • Múcio Rodolfo permalink
          07/11/2015 12:57

          1- Mas pra muita gente aqui isto -do Mano recuar- não existe. O empate contra a Chapecoense na Arena foi exemplo disso. Outro empate contra o Chiqueirense também. E por ai vai. 2- Se vc for ver alguns vídeos de jogos do período 11-13 verá alguns em que o Corinthians poderia ter feito mais gols do que fez. Podemos falar de sorte nesses casos?

          Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: