Skip to content

Corinthians 1×1 Grêmio, não vejo ninguém na minha frente!

09/10/2015

Foi uma madrugada bem tensa em Itaquera! Se o derby passado foi marcado pela balburdia tática, este Corinthians x Grêmio foi bem o oposto: times hiper-concentrados no posicionamento e na estratégia proposta desde o vestiário. Em campo, como aconteceu em 2/3 dos jogos, Corinthians entregou a bola, foi dominado no limite da sua pequena área, mas a insuficiência técnica adversária salvou o Timão que tenta resolver tudo no contra-ataque.

Não sei se concordei com o posicionamento gremista, com Giuliano tão aberto pela direita, distante da Pança Ambulante do Douglas, que jogava (e sempre jogou) mais pela esquerda. O fato é que as duas chances reais de gols criadas surgiram de erros do lado direito. Erros do Edilson, jogador que jamais deveria ter sido contratado, pois, como sabemos, Tite não perdoa e escala esses caras. Aliás, o dispensado Ferrugem não era tão ruim (quanto ele).

Voltando ao jogo, a saída do Arana escancarou um problema de montagem de elenco e Yago apareceu como um lateral-beque, recuando o que já estava recuado. Foi um primeiro tempo totalmente gremista, mas que sofreu na mão da baixa qualidade do seu elenco (o que era aquele goleiro??)

O 2º tempo retoma de onde parou e o 0x1 aos 10 min, veio de um contra-ataque armado pelo Edilson bem na entrada da grande área. Nem se deve culpar o resto da zaga, pois o tempo de reação ali é o “já era” e Grêmio ainda entrou na área com dois ex-jogadores nossos do Terrão.

Corinthians engoliu o gol em silêncio, flertou com o 0x2 e em menos de 10 minutos recebeu um presente dos céus: Renato 1×1. A partir do empate, claramente nos posicionamos para segurar o ponto pelo menos até os 35 min, quando, se nada acontece, Corinthians liga o modo VIDA LOKA, acelera e deixa o jogo absolutamente aleatório.

Foi um jogo tenso, interessante de se assistir, apesar dos poucos lances geniais e de muito jogador perguntando para o banco onde deveria se posicionar.

Do ponto de vista matemático, perder ou empatar para o Grêmio não pega nada, pois não existem jogos de “6 pontos”, existem sim jogos de 3 pontos obrigatórios que o campeão deve pegar das equipes incrivelmente fracas da metade para baixo da tabela.

Precisamos de 7 vitórias.

Copo cheio: campeão brasileiro de pontos corridos (tirando 2009) precisa de 73 pontos ou 64% de aproveitamento. Faltam só 21 pontos.

Sarrafo: 64% Corinthians atual: 71%

Anúncios
15 Comentários leave one →
  1. Cesar Cachaça permalink
    09/12/2015 10:40

    só uma provocação: já escuto aqui e acolá críticas ao Malcolm, dizendo que afinal não é isso tudo etc. Sim, vamos adicionar mais um à lista: William cebolinha, Romarinho, Pato, até aparecer um novo Jorge Henrique…

    Curtido por 1 pessoa

    • 09/12/2015 12:22

      Ele já achou o new JH,Rildo corre igual um boi bravo,tromba ajuda na marcação Malcom já era.
      Putz essas análises me incomodam demais uma parte da torcida e alguns programas esportivozzzzzzzz.
      O mlk joga de auxiliar de lateral esquerdo,na maior parte do tempo fica atrás da linha do meio de campo,quando deveria estar ao menos na linha do meio para frente pela direita. Malcom é um jogador de velocidade e do um contra um.Ai vejo os especialistas criticando que ele não faz gol hahaha
      E mais uma coisa ele só tem 18 anos,embora pareça estar há um tempão no time titular.

      Curtir

  2. 09/11/2015 9:00

    Isso talvez mostre como um técnico latino-americano pode alcançar o sucesso na Europa… http://chile.as.com/chile/2015/09/10/album-01/1441917625_894774.html

    Curtir

  3. 09/10/2015 19:48

    Fazendo um exercício, pegando os jogos que faltam, multiplicando a pontuação dos times por 1, se o jogo for em casa ou 1,3, se o jogo for fora de casa (considerando que há uma vantagem implícita de 30%), depois dividindo esse valor (Q) pela pontuação do Corinthians, verifica-se que o Corinthians terá uma vida menos atribulada:

    Corinthians (time, Q/51, pontuação alcançável)

    Joinville – C 0,37254902 | 3
    Inter – F 0,866666667 0
    Santos – C 0,725490196 1
    Figueirense – F 0,688235294 1
    Ponte – F 0,71372549 1
    Goiás – C 0,490196078 3
    Atlético PR – F 0,968627451 0
    Flamengo – C 0,68627451 1
    Atlético MG – F 1,223529412 0
    Coritiba – C 0,529411765 3
    Vasco – F 0,407843137 3
    São Paulo – C 0,745098039 1
    Sport – F 0,841176471 0
    Avaí – C 0,450980392 3
    total 20 pontos possíveis

    Atlético MG (time, Q/51, pontuação alcançável)

    Cruzeiro – F 0,71372549 1
    Santos – F 0,943137255 0
    Flamengo – C 0,68627451 1
    Joinville – F 0,535294118 3
    Coritiba – F 0,688235294 1
    Inter – C 0,666666667 1
    Sport – F 0,841176471 0
    Ponte – F 0,71372549 1
    Corinthians – C 1 0
    Figueirense – F 0,688235294 1
    São Paulo – F 0,968627451 0
    Goiás – C 0,490196078 3
    Grêmio – F 1,147058824 0
    Chapecoense – C 0,568627451 3
    total 15 pontos possíveis

    Grêmio (time, Q/51, pontuação alcançável)

    São Paulo – C 0,745098039 1
    Atlético PR – F 1,223529412 0
    Palmeiras – F 0,892156863 0
    Avaí – C 0,450980392 3
    Cruzeiro – F 0,71372549 1
    Santos – C 0,725490196 1
    Chapecoense – C 0,568627451 3
    Vasco – F 0,407843137 3
    Flamengo – C 0,68627451 1
    Sport – F 0,841176471 0
    Fluminense – C 0,666666667 1
    Inter – F 0,866666667 0
    Atlético MG – C 0,941176471 0
    Joinville – F 0,535294118 3
    total 17 pontos possíveis

    Brincadeira no excel, vale ver que temos um caminho menos atribulado.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Alessandro Alves permalink
    09/10/2015 16:19

    fora que analisando as partidas, deles não vi como eles ganharem 8 jogos, contei 5 garantidos pela logica, e 2 incognitas inclusive contra nos, que vai depender de vários fatores até lá.

    Curtir

    • Nicolau permalink
      09/10/2015 17:06

      Uma vantagem do Corinthians é que já passou por muitos dos jogos mais complicados desse segundo turno.

      Curtir

  5. Alessandro Alves permalink
    09/10/2015 16:16

    7 vitorias projeções, JEC, FIGUEIRENSE, PONTE, GOIAS, AVAI, CORITIBA E VASCO, 7 VITORIAS, O QUE ACHAM, AINDA SOBRA O JOGO CONTRA ELES QUE PODEMOS EMPATAR LÁ ou até ganhar lá E DEIXAR ELES SEM GANHAR 3 PONTOS.

    Curtir

    • Cesar Cachaça permalink
      09/10/2015 16:25

      eu sou menos otimista que o Alvaro em termos do mínimo necessário para título: acho que com menos de 76 pontos não vai, salvo algum acidente de percurso. O sarrafo de título será mais alto do que a média e o sarrafo de g4 bem menor. Assim sendo, 8 vitórias + 1 ou 2 empates…

      Curtir

  6. 09/10/2015 15:54

    Disputa tática interessante, mas jogo chato de assistir para quem não se interessa pela tática (muito disputado técnicamente mas com poucas chances de gol lado a lado). Os dois gols foram presentes e, se segundo o dono do boteco o nosso gol foi um presente dos céus, então o do Grêmio foi presente do “diabo” (mais conhecido aqui no boteco como Edilson).

    Vencer 7 jogos de 13 (na realidade fazer 21 pontos de 39) é factível não é pouca coisa (não é muita também). No caso do Atlético-MG isso quer dizer vencer 8 jogos de 13. No caso do Grêmio 9 jogos de 13. Mas se queremos ser campeões, não podemos ambicionar pouca coisa. Possível, mas exige concentração, pouco erro e poucos acidentes (contusões, suspensões…). Vamos Corinthians que dá :-).

    Sobre um assunto aleatório, o que foi aquele frio e neblina em Itaquera ontem? Me senti numa Londres tupiniquim :-).

    Curtir

    • 09/10/2015 15:58

      Eu quis dizer, o que foram aqueles frio e neblina em Itaquera. Desculpe Prof. Pasquale :-).

      Curtir

    • Nicolau permalink
      09/10/2015 17:04

      A conta de 21 pontos em 39 possíveis dá 54% de aproveitamento. Parece, de fato, factível, rs. #VaiCorinthians

      Curtir

  7. Nicolau permalink
    09/10/2015 15:47

    Não consegui ver o jogo, mas o resultado foi bacana em termos de campeonato, dadas as circunstâncias. Não sei quantos desfalques tinha o Grêmio, mas nós sofremos com eles: 5 nas quatro posições da defesa, mais a dupla de volantes titular não é pouca coisa. Passamos por uma fase pesada do campeonato, que conjugou desfalques com adversários difíceis, e tivemos um desempenho bom. Vamos ver se os problemas do elenco permitem conquistar as 7 vitórias que faltam.

    Curtido por 1 pessoa

  8. cesar cachaça permalink
    09/10/2015 12:54

    Nada a acrescentar quanto a análise do jogo. Acho, no entanto, que na matemática do campeonato, nesse jogo era mais importante não perder do que tentar ganhar. No contexto, fazer um jogo de mediano para a ruim contra o Grêmio em casa está dentro do esperado (não fosse o padrão de rendimento em jogos mais difíceis). Grêmio e Corinthians tem características parecidas de posicionamento e dificuldade de propor jogo, o que favorece o time jogando fora.

    questões: Edilson não deveria ser profissional. Credito a insistência de Tite em usar esses caras no seu exagerado senso de coleguismo, de preocupar-se com o sentimento do cara. Todo jogo com ele é um Deus nos Acuda. Arana machucado e não ter ninguém para por no lugar: ora, Uendel está fora há umas cinco rodadas, quando isso aconteceu não dever-se-ia subir alguém da base para ficar no banco? Erro de planejamento básico.

    A tabela nos é favorável daqui pra frente. Temos mais jogos tranquilos do que o Galo e menos jogos casca grossa.

    Curtido por 3 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/10/2015 15:22

      Baita erro de montagem de elenco.

      Quanto à matemática, é vencer 7 partidas e bum!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: