Skip to content

Corinthians 3×0 Joinville, não vejo ninguém na minha frente!

09/14/2015

Foi um jogo fácil, daqueles que quase deixamos muito difícil, mas que nunca foi mais difícil que um jogo médio do Paulistão. Era jogo de 3 pontos obrigatórios: vai lá no balcão e pega, pois todo mundo vai pegar (aliás, esses jogos são efetivamente de “6 pontos”, concorda?)

PC Gusmão tentou sustentar dois extremos marcando nossos laterais – sacada que extermina nossa saída de bola -, mas putz. Complicar a saída de bola é vantajoso se você pretende vencer o jogo e isso só é possível se você tem alguma MÍSERA qualidade ofensiva. Com Paraíba no banco, a marcação na frente serviu para alguns sustinhos e mais nada. Eles tinham um camisa 10 fominha e só.

Foram 4 contundidos em campo, o que forçou (ainda bem!) a entrada do Malcom e impediu a entrada do Paraíba.

Sem saída de bola desde o primeiro minuto de jogo, Corinthians tinha aquele rolo clássico no seu meio de campo, o qual Tite resolvia recuando (pracacete) Jadson ou Renato. Obviamente, esse movimento enfraquecia nossa qualidade no ataque, demorando um pouco mais para que ela se impusesse sobre o adversário. (Uma solução alternativa, seria escalar Cristian no lugar do Ralf, mas acho que tem a regra do merecimento ou mesmo a preocupação com os jogos mais à frente).

Enfim 3×0 tão fáceis quanto um jogo médio do Paulistão.

Itaquera

  • Show: boa ideia, deveriam fazer mais vezes
  • Acústica: falaram tanto, mas achei uma bosta (caixas mal posicionadas?)
  • Mosaico: torcida que não senta no lugar certo, não deveria nem tentar
  • Alimentação: a versão anterior era tão ruim, mas tão ruim, que cornetar a atual é heresia.

Malcom

Ontem recebeu autorização para jogar no ataque e não na lateral, então jogou bem. Melhor do time. Tela azul nas redes sociais que NÃO ENTENDEM de posicionamento. Uma coisa é um driblador-finalizador jogar a 2 metros da área, outra é um coitado que sempre parte com a bola do seu próprio campo.

Naturalmente, quando o posicionamento exigido é mais recuado, um MEIA vai se entender melhor que um ATACANTE, afinal no meio se quer o passe. Quando, ao contrário e como ontem, o posicionamento é ofensivo, um ATACANTE vai ser sempre melhor, pois ali se quer o drible ou o chute. De outro modo, um meia enrola no ataque (Elias passando para o Vagner quando deveria é chutar) e um atacante enrola na meia (Malcom tentando um drible de ponta ainda no meio de campo, quando deveria tocar e correr).

Campeonato desequilibrado

Algumas pessoas estranham a situação do Vasco, mas lembrem-se que esse JAC foi campeão da série B, enquanto Vasco foi só o 3º. Com os 4 que subiram mais a crise econômica que impediu boas contratações no mercado sul-americano, o desequilíbrio de elencos ficou muito exagerado e isso se reflete no distanciamento do Corinthians para o resto.

Não estou num tom crítico em relação ao meu time, estou constando que uma equipe notadamente defensiva já é a líder em gols (e ninguém aqui é tonto de dizer que Corinthians foi ofensivo ao longo do campeonato). Nossa maior competência tem sido impor a qualidade técnica de Renato-Jadson-Elias-Fagner sobre os adversários, algo que mal conseguimos no 1º semestre, mas que nos jogos do 2º semestre é perene. (Aliás, esse quarteto tirei de algum tweet da minha TL, quem foi o autor, levanta a mão faz favor 🙂 ).

O campeonato ficou bem fácil em 2015: faltam apenas 6 vitórias e uma pá de time ruim para enfrentar.

Copo cheio: campeão brasileiro de pontos corridos (tirando 2009) precisa de 73 pontos ou 64% de aproveitamento. Faltam só 21 pontos.

Sarrafo: 64%      Corinthians atual: 72%    Atlético: 65%

Anúncios
30 Comentários leave one →
  1. alexandre lemos permalink
    09/16/2015 5:05

    não concordo que faltam 6 vitórias não,pq se o Atlético ganha 9?

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/16/2015 12:26

      Matemática: 64% é campeão sempre.

      Curtir

      • @resparta permalink
        09/16/2015 15:04

        Só uma pequena observação, ser sempre campeão com 64% não é matemática, é história. E a história, como sabemos, não garante que tudo será sempre igual, mas tão somente indica uma alta probabilidade de voltar a acontecer. Em tempo, acredito que este ano a história tem uma alta probabilidade de se repetir :-).

        Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          09/16/2015 15:17

          Hahaha!

          Mas o que faria a história não se repetir: dois times terminarem com mais de 64%, o que seria um sinal perigoso de ESPANHOLIZAÇÃO.

          O Brasil não corre(ia) tanto esse risco, pois as equipes (todas) são deficitárias e devem muito dinheiro na praça. Em outras palavras, aqui ninguém tem cacife para montar superelenco. Mas como muitas estão com o pé na cova, talvez tenhamos uma ESPANHOLIZAÇÃO cabloca se formando no atlântico sul…

          Curtido por 1 pessoa

  2. 09/15/2015 20:32

    Impressionante como o time está arrumando. Reclamem de ser um esquema defensivo, mas mesmo como o nosso ataque de riso temos o melhor ataque do campeonato. Imaginem com seria se o Guerrero estive ainda por aqui.

    Sobrevivemos ao Edilson, ao Yago improvisado, ao Vagner Love, ao Dracena… O time joga sempre igual (se gostamos ou não do estilo é outra história). Ponto para o Tite. Para o bem e para o mal.

    Acho injustas as criticas ao Felipe. Ele é limitadíssimo mas tem comprometido pouco. E tem uma saída melhor que a do Gil. O quer não quer dizer que é boa. E é uma arma no ataque, tem sempre 2 ou 3 marcando ele em bola parada. Nunca vai ser craque, mas merece o reconhecimento. Em grande parte pelo time arrumado e organizado. Arrumação e organização compreendida pelos atletas. Repito, não sei se seremos campeões, mas grandes desastres estaremos tranquilamente entre os três primeiros. Quem previu isso após a eliminação contra o Guarany. Eu respondom, ninguém.

    Curioso como os mais ácidos críticos do Tite são justamente os que já consideram o título ganho. Certamente estão zicando :-).

    Curtido por 1 pessoa

    • Cesar Cachaça permalink
      09/16/2015 7:48

      minha crítica ao Felipe é pensando em um time para mata-mata, para grandes confrontos, que acho que além de ser o próximo passo é minha forma de pensar em um time competitivo. E nisso Felipe entrega a rapadura com facilidade, assim como era o JCaré. Contra o Galo ano passado, contra o Guarany, contra o Santos na Copa BR, nessas situações é sempre um vareio. Para pontos corridos, onde todo jogo vale a mesma coisa, ele vai bem…

      Curtido por 1 pessoa

  3. Cesar Augusto permalink
    09/14/2015 21:54

    Paulo Egídio veio do Botafogo de Ribeirão Preto. Era bom jogador. Se destacou num Paulistas x Cariocas de 1982 e o Corinthians foi buscá-lo. Não deu certo. Lembro que ele fez 2 gols naquele 10 x 1 contra o Tiradentes, em 1983. Aliás, naquele joho até o Vidotti fez gol. E foi só. Se machucou muito. Jogou no Joinville e nos venceu em 1985 e 1986. E depois foi para o Grêmio. Fazia parte do time campeão da Copa do Brasil de 1989. Bom jogador, com potencial, mas no Corinthians não deu certo. Na verdade, deu muito azar. E sem sorte, como diria aquele dramaturgo…

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2015 8:34

      EXATO!

      Lembro que fiquei empolgado com a qualidade dele entrando nos primeiros jogos.

      Era driblador e diria que no futebol atual seria titular de qualquer time, mas tinha um lado Valdivia que naquele tempo era rotulado de “Canela de Vidro”.

      Curtir

  4. Luís permalink
    09/14/2015 20:33

    É isso ai, três pontos obrigatórios, como outros que deixamos escapar no primeiro turno, principalmente contra goiás e curitiba… já a nota ruim, fica para a zica dos nossos atacantes, e para a falta de capacidade técnica do vagner love… não ganha uma bola, não passa certo uma bola, não domina certo uma bola, não chuta certo uma bola… tá bom vai, a cada 6 bolas boas que recebe em condições de finalização, acerta um chute na direção do gol… etá cara ruim de bola viu…

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2015 8:36

      O problema do Vagner não é técnico, tático ou psicológico: é salarial.

      Se ele ganhasse pouco, ninguém questionava. Mas ele tem salário de jogador de ponta.

      (pessoalmente eu acho o Romero tecnicamente melhor que ele).

      Curtir

      • 09/15/2015 20:21

        Eu também acho o Romero tecnicamente melhor. E o Pelé também. Infelizmente nenhum dos dois joga futebol profissional. E tenho minhas dúvidas com relação ao Vagner. Só receber salário não quer dizer nada. Vamos colocar o 🙂 para ninguém pense que estou falando sério.

        Curtir

      • Luís permalink
        09/15/2015 20:53

        Acho que mesmo se ganhasse pouco seria questionado… está muito, mas, muito abaixo do que se espera de qualquer jogador profissional de um grande clube… mas é o que tem pra hoje, ou melhor, para amanhã…hehehe

        Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          09/16/2015 12:28

          Se fosse uma ferrari: “Vágner, Romero is faster then you”

          Curtir

      • Nicolau permalink
        09/16/2015 8:12

        Nessa conta, quanto vale cada gol do Guerrero para o Flamengo, rs?

        Curtir

  5. Cesar Cachaça permalink
    09/14/2015 19:24

    Vou comentar só questões específicas pq, tática…ah, deixa para lá eheh. Usando o que os camaradas abaixo já falaram:

    Fagner, Jadson e Renato Augusto são os melhores em suas posições do Brasil indiscutivelmente e são os desfalques mais sentidos, de longe. Elias e Gil tem um pouco atrás. Malcolm, a despeito das cornetas, acho que vem apenas alguns dedos atrás desses últimos 2. Para mim o elo fraco do time é Felipe, que falha enormemente em todos os jogos mais difíceis. Uendel, pode se acertar, embora tenha achado o Arana muito promissor.
    Falando de Malcolm e segundos atacantes, me lembra a lista de caras que se ferraram nessa posição nos últimos anos no Corinthians, me lembra William Cebolinha, que vem sendo muito eficiente no Cruzeiro. É bem isso que o Álvaro disse, essa diferença de cacoete do atacante e meia. William, longe de ser craque, é um cara inteligente no que sabe fazer: matar e decidir a jogada rapidamente em 2 ou 3 toques. Gerlamente ele já mata tentando se livrar do torcedor e toca para alguém próximo, ou finaliza. Um cara desse recebendo a bola a 20m da área é uma m*, pq o cara tem que dominar e sair correndo com a bola, ou tentar uma bola mais enfiada. Nunca dará certo, aliás como não deu. Troque o nome por “Romarinho”, ou “Pato”, ou “Malcolm” e terá o mesmo problema.
    Ralf não dá, ele entorta o esquema inteiro. Pode ser um cara interessante para ter no elenco para certas situações, mas aí o salário teria que diminuir muito. Por isso acho que não renova.
    De fato, Tite tem inserido as movimentações entre Jadson, RA e Malcolm progressivamente. 3 meses atrás era todo mundo estático na sua. Aos poucos vemos mais eles “rodando” e confundindo a marcação.
    Love é uma questão muito intrigante. tem 8 gols no campeonato, tendo jogado uma boa dose como reserva. Lucas Pratto todo poderoso tem 10. Pato quase seleção tem nove. Veja bem, meu feeling também me diz que Love faz jogos que beiram o horroroso. Mas os números estão aí…e na dinâmica do jogo, tabelas no meio etc, tem melhorado bastante.
    A lesão de Riberrildo forçará a subida do Leo Jabá. Ou o recém contratado Lincoln assumirá a vaga?
    os erros grotescos da rodada: penalty mandrake pro Palmeiras, penalty grotesco não dado pro Coxa, Leonardo Silva fazendo belo bloqueio não marcado. Mas, hey, tenho certeza que foram todos erros minimamente calculados para ajudar o Corinthians!!

    Curtido por 5 pessoas

    • Nicolau permalink
      09/15/2015 0:01

      Comentário rápido sobre laterais: concordo sobre Arana e acho que precisamos só de um reserva para Fagner (que pode vir da base tb, quem sabe) para estarmos bem servidos.

      Curtido por 1 pessoa

      • Cesar Cachaça permalink
        09/15/2015 7:40

        eu diria que se for para resolver um problema de elenco, o mais urgente é um reserva pro Fagner! é inadmissível o time ficar exposto ao Edilson toda vez que o Fagner tá fora…tem um moleque que jogou os sub 17 que parecia promissor, vamos ver…

        Curtido por 2 pessoas

      • Morgana permalink
        09/15/2015 9:13

        Acho que o Edilson serve só por causa dos chutes de longa distancia. Tipo o Felipe, que é o gênio do cabeceio.

        Curtir

        • Cesar Cachaça permalink
          09/16/2015 7:51

          kkkk e fez 2 gols de cabeça na temporada!

          Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/15/2015 8:45

      É por aí mesmo.

      Na minha conta os caras nota “uma estrela” seriam o Felipe e o Uendel. Sendo que o Uendel encobre sua fragilidade defensiva com participações ofensivas eficientes e muito plásticas (como o calcanhar de domingo). Aí o povo acha o Uendel bom, mas não percebe que ele é o lateral mais driblável do país.

      Aliás, desconfio que o Uendel é meia e dos bons.

      Já Felipe é cria de um sistema hipercompactado. Se o time espicha, ele se expõe com escorregões e caneladas.

      Sou dos que acredita que Ralf poderia ser um baita zagueiro agora que perdeu espaço no futebol brasileiro.

      Curtido por 2 pessoas

      • Nicolau permalink
        09/15/2015 14:08

        Sobre o Uendel, pode ser que o esquema ultra-compactado o ajude, mas não sei se temos muitas opções melhores no mercado. Que lateral é bão mesmo nesse campeonato? Eu não sofreria com essa posição, até porque o Arana, que tem um estilo mais defensivo, tem tudo para crescer e pode ganhar a posição eventualmente.
        Minha prioridade seria o reserva do Fagner e um zagueiro nível Gil. Que poderia ser Ralf, um cara rápido e com leitura de cobertura. Eu inclusive recomendaria isso a ele se fosse seu agente, rs.
        E seria muito bom ter mais opções para o ataque, ainda mais depois das lesões de Luciano e Rildo…

        Curtir

      • 09/16/2015 18:07

        Para mim Danilo é cinco estrelas. OK, foi, mas para sim (por gratidão) sempre será :-).

        Renato Augusto e Elias são 3 estrelas e meia (nessa temporada o RA está quase quatro estrelas).

        Jadson (e nessa temporada o Fagner) são 3 estrelas.

        Cássio e Gil são 2 estrelas e meia.

        Todos os outros titulares (Felipe, Uendel, Bruno Henrique, Malcom e Luciano) são duas estrelas. Alguns deles 1 estrela na carreira mas duas estrelas nesse campeonato Brasileiro.

        O mérito do Tite (um pouco como em 2012) parece ser armar (não necessariamente montar) um time sem estrelas e convencê-los a jogar num sistema coletivo que melhora todos eles (sem entrar no mérito do sistema ser legal de ver). No papel o time é bem mediano (a média deu 2,7, põe mediano nisso). Para Brasil parece ser suficiente para lutar por títulos.

        Curtir

  6. Golfo permalink
    09/14/2015 19:20

    Esse da foto é o Paulo Egídio, não?
    Nunca entendi o que aconteceu com ele. Habilidoso e rápido, sumiu da mesma forma quer chegou. Ah… os anos 80.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/14/2015 20:22

      WINNER!

      Mas acho que era canela de vidro. Quando chegou – acho que do Botafogo – matou a pau. Depois sumiu.

      O César ou o Múcio devem lembrar melhor.

      Curtir

  7. 09/14/2015 18:32

    Teve uma coisa nesse jogo que talvez possa ajudar a embaralhar algumas marcações homem a homem: inversão de posição de Elias e RA na saída de bola. Elias ia e Renato voltava pra buscar. Se o meia adversário for com o Elias e o volante subir com o RA, pode ser interessante.

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/14/2015 20:15

      Exato, Elias ficou muito à frente e achei isso erro. Deu certo, mas ser tivesse perdido, seria minha corneta master

      Curtir

  8. 09/14/2015 18:21

    1- Pode entregar a taça e encaminhar nosso rivais de todo Brasil a cantareira,pois o choro só irá aumentar com o titulo.E por que estou tão confiante ? Ora,por que os Deuses do Futebos estão do nosso.Ontem eles impediram Tite de cometer uma atrocidade ,HorRildo titular do corinthians.Isso não pode acontecer nunca,nunquinha,never.
    Tite finalmente tinha achado sua nova versão de JH,porém muito piorado tecnicamente embora com o mesmo pulmão.
    Os Deuses deram uma mãozinho com um empurrazinho de leve,assim Malcom o atual ex-titular pode entrar e desequilbrar o jogo e pondo fim a essa sándice.

    2-O pessimista dirá que agora só temos Love e Romero.Eu digo que agora em uma eminência de não contar com ambos terá que usar os mlks,querendo ou querendo.Acho ótimo.

    3-BH que não é nenhuma sumidade técnica,deu uma melhorada na transição e desafogo ao Renato.Quando Ralf está em campo os meias trabalham dobrado.Gosto muito do Ralf,mas não cabe mais ali.Tite se quer contar com ele poderia olhar com carinho a possibilidade usa-lo como zagueiro.
    Cristian seria a melhor,opção como “1”,mas me parece meio travadão.
    Eu sonho com o Marciel ali,o que já é ótimo,pode ficar melhor,por que não tentar ?

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      09/14/2015 20:13

      Muito bom!

      3- eu acho que também vale o que o Mano fazia, que é cobrar um pouco o jogador. Ele pode se esforçar mais no passe.

      De qq modo, zagueiro ele é obviamente melhor que o Felipe, um zagueiro muito fraco.

      Curtir

  9. Nicolau permalink
    09/14/2015 16:06

    Jogo divertido, como todo jogo em que a gente ganha fácil. Comentando questões específicas:
    – Ralph x Cristian: depois da jornada do segundo contra o Grêmio, eu fiquei bastante inseguro de suas condições de entrar em campo. Acho que Tite, um conservador por excelência, também deve estar – e nessa não o censuro. Eu estranhei mais foi ele ter entrado e não Marciel no lugar do Elias, mas acho que aí sim o técnico pensou em dar ritmo pro cara para o resto do campeonato.
    – Bela partida de Uendel! Sim, ele tem problemas na marcação, mas se acertou no posicionamento defensivo da última linha e tem crescido. Considerando o tempo que levou Fagner nesse processo, podemos ter um lateral bem interessante em breve.
    – Love é um cara intrigante. Ele claramente está muito melhor do que no primeiro semestre, quando dominar uma bola era um desafio terrível. Ele ainda comete falhas técnicas, e acho que sempre cometerá, mas fez 5 gols nos seis jogos do segundo turno, como lembra o PVC. Numa conversa via Twitter com o Cesar e o Rodrigo Galdino, lembramos do salário, que aumenta muito o tom da cobrança sobre o cara. É verdade, mas que ele tem ajudado, tem.
    – Por fim, só pra concordar sobre o quarteto Renato-Jadson-Elias-Fagner. Acrescentaria Gil e Cássio/Walter na cota de jogadores tecnicamente acima do nível. Mas esses três do meio-campo são muito legais de ver jogar. Em especial Renato, que adotou um estilo e posição que fazem muita falta no Brasil.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: