Skip to content

CAMPEÕES DO BRASIL!

11/21/2015

Como demorei, acho que a graça de análise do jogo meio que se dissipou. Até porque foi um jogo muito ruim em vários níveis, começando pelo físico, pois nem Renato, nem Elias deveriam ter começado. Sem dúvida, foi o pior jogo dessa equipe no campeonato.

Mas, com números tão bons, a equipe merece o expurgo dos 2 últimos jogos e a análise do campeão começa aí.

O grande diferencial deste time para o de 2011 foi, na parte óbvia, que esse jogava mais partidas boas-ótimas, enquanto o de 2011 (e todo o campeonato daquele ano) eram partidas invariavelmente ruins-sofríveis. Pessoalmente entendo que o grande contraste entre os dois times foi que em 2011 começamos jogando um futebol razoável-para-razoável e terminamos num futebol catástrofe. Já 2015 começamos mal, ainda atrapalhados num sistema com exageros defensivos, e evoluímos dentro do próprio sistema para um bom futebol (tirando as 2 últimas pelejas, óbvio). (E se a sua memória anda fraca de como foi o começo do campeonato, teve  Grêmio 3×1, com Mendoza tomando dois chapéus no mesmo jogo, derrota num derby e na Vila…)

Pelas análises jogo a jogo, contando com a participação de vocês, demorou um pouco para Tite corrigir bobagens na escalação (Mendoza?), mas o que demorou mesmo foi Tite ler na imprensa (pois aqui o Cachaça e a rapa já falavam desde a fase babação de ovo no Paulistão) que o Corinthians tinha grave problema na saída de bola, que virava gravíssimo com a proposta de  maxicompactação recuada da equipe.

Quando a equipe adiantou a marcação (ma non troppo) e mitigou o problema da saída de bola com o recuo alternado dos meias, a qualidade superior do elenco se impôs e ganhou os pontos corridos como dita a regra: melhor elenco sempre vence os pontos corridos.

Resumindo, o campeonato de 2015 veio pelas seguintes razões:

  1. Melhor elenco com 4 jogadores na seleção principal
  2. Renato não machucou e Jádson não desencanou
  3. Manutenção do elenco de 2014 (há quem diga 2013) com poucas alterações
  4. Tite e sua capacidade de agradar ao novo perfil de jogador e torcedor. Manteve controle do vestiário e quando a equipe se impôs, a torcida veio junto (com grande cumplicidade do marketing corinthiano).

Eu não engulo a Titemania, não gosto do discurso evangelizador que flerta com a picaretagem. Mas, tenho de reconhecer, que funciona e agrada a maioria. Temo que isso seja uma nova realidade não apenas do jogador de futebol ou do torcedor, mas da sociedade brasileira que vem apostando numa proposta mais conservadora (no mal sentido), que exagera na cagação de regras de conduta.

Esse campeonato termina… Ops! Não é porque já se sabe o campeão que um campeonato tem de acabar, né? Enfim, a discussão da espanholização agora é concreta pois Corinthians, endividado, aceitou as mesmas condições contratuais com a Globo, que antecipou R$ 30 milhões para fecharmos o ano.

Mas isso é coisa para um post separado, hoje é dia de comemorar que amanhã tem jogo não valendo nada!

 

 

Anúncios
21 Comentários leave one →
  1. 11/22/2015 13:29

    Por favor nem Titemania, nem Titefobia (enganador, burro com sorte, mau-caráter… eu também li por aqui, além do óbvio problema com a saida de bola). Pronto, agora exorcizados podemos parar com essas bobagens de criticar a forma (de que interessa se o discurso é evangelizador) e nos concentrarmos no conteúdo? Temos um time. E com Ralf jogando de primeiro volante, aquele mesmo Ralf que “TINHA que sair do time, só o Tite não enxerga isso;” o Vagner, o Edilson e o Arana, o Felipe… e por aí vai. Podemos parar de criticar indivíduos e ententer que é possível fazer times de outra maneira que não a que de maneira egoista achamos ser a única possível? Todos tem a sua. Ralf libera Elias, Renato e Jadson (obviamente nem ao mesmo tempo) e, apesar da péssima saída, funciona MUITO BEM no time como está. Eu duvidei, e aplaudi a titularidade do Bruno Henrique e me rendo. E o Jadson e o Malcom voltando para marcar, parece que deixou de ser pecado. Sempre soube que o Tite sabia montar bons ambientes, 2015 mostrou que ele sabe montar times. Parabéns pela evolução em 2015. É técnico de ponta no Brasil. Se conseguir manter o ritmo mais 2 anos vira técnico de ponta mundial e ao final do contrato em 2018 vai para a Europa treinar algum time grande. Isso não é uma previsão, é uma hipótese. Espero que se confirme (dois bons anos no Corinthians em especial :-)). Agora dá licença que estou saindo para uma “festa” em Itaquera. #VaiCorinthians!

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/22/2015 13:59

      Quanto ao Ralf eu não concordo mesmo, pois continua um problema. O Ralf forçou o recuo dos meias e isso é ainda explorado por equipe bem limitadas.

      No fundo, como o elenco é muito superior ao do 2o melhor, esses problemas foram superados na base da técnica e na opção clara pelo contra-ataque que resultou em vários 1×3, 0x3 etc. Para quem olha resultado é um time ofensivo, para quem analisa o jogo, é um time absolutamente defensivo. Essa opção não é ruim: optar pelo contra-ataque é elogioso no caso (muito melhor, por exemplo, que o Muricybol, igualmente favorecido pelo elenco).

      Curioso disso tudo é que eu fui o único, em toda internet, a comparar essa opção com o que ocorreu no 1×7.

      Lá tivemos a mesma coisa: um time de melhor técnica jogando no contra-ataque e fazendo a goleada mais acachapante da história das Copas. Quando eu falo que Corinthians evoluiu no ano, foi porque adiantou a marcação (não tanto quanto a Alemanha) e mostrou competência no contra-ataque.

      Temos de ser honestos: a arma mortal do time é o contra-ataque e isso evoluiu a partir de 2014 com Mano, que pegou o time de 2013 que nunca partia em velocidade.

      Curtido por 2 pessoas

      • Cesar Cachaça permalink
        11/22/2015 21:20

        concordo, Ralf jogando foi um “a despeito de”, não uma arma do time. E o Corinthians reta final passou a jogar melhor fora de casa do que em casa, que é o que faz sentido quando se tem essa proposta e a executa de forma mais competente.

        Curtido por 2 pessoas

        • bloguedotimao77 permalink*
          11/22/2015 21:49

          ^^^This

          Curtir

        • 11/23/2015 11:11

          Respeitosamente discordo de ambos. É obvio que se o Ralf fosse um bom passador, além do ótimo marcador que é, o time seria ainda melhor. Mas como equipe o time funciona muito bem (muito bem mesmo) apesar dessa deficiência individual, ou seja, o conjunto melhora. Aliás o conjunto melhorou. Ou seja, as evidências demonstram o contrário da discordância de vocês. E a evidência mostra que apesar de deficiências individuais que (a burrice e o discurso evangelista do Tite, a deficiência no passe do Ralf, a ruindade do Edilson 🙂 … e por aí vai, o objetivo maior do jogo é atingido, a saber, qualidades individuais abrangentes são desejáveis mas inúteis em um time mal montado, e é mais importante o funcionamento da equipe como time bem montado. Ralf realmente não é uma “arma” do Corinthians, mas ele é parte muito importante de uma engrenagem que funciona. E a engrenagem que funciona é a “arma” do Corinthians.

          Curtir

  2. Múcio Rodolfo permalink
    11/21/2015 23:44

    Pois é….
    Este time foi campeão sob a batuta de um técnico que pensa pequeno, que não tem ambição, que não está a altura da dimensão que seja o Corinthians….
    E este é o técnico que ficou no me engana que eu gosto no tão falado “ano sabático”, que era tido como inferior a outros que até um certo momento faziam bons trabalhos em suas respectivas equipes. Ignorava-se num determinado momento que o time estava ainda se ajustando e quando tal ajuste estivesse num estágio avançado o time deslancharia, como deslanchou….
    Este é o time que veio apagar os poréns do título conquistado em 2011. Foi campeão, mas precisou penar até a última rodada. Foi campeão, mas teve apenas o sétimo ataque da competição.
    Este é o time que foi campeão tendo no ataque a dupla Malcon e Wagner Love! Ok… Eles não são ruins, mas quantas cornetadas não ouviram ao longo do campeonato! Mas se pensarmos que o Timão já foi campeão com Guinei e Jacenir, ser campeão com a dupla de ataque anteriormente citada não é nada de extraordinário.
    Este é o time que não sentiu as ausências de seus laterais titulares. E o Edilson sobre o qual recaia uma carga enorme de desconfiança esteve presente nos três últimos gols anotados pela equipe na competição.
    Esta temporada, porém, guarda algumas semelhanças em relação a 2011. Vexame continental. Fracasso na reta final do estadual. Time desacreditado no começo da competição. E com algumas rodadas de diferença, em ambos os anos a torcida teve o grito de campeão adiado por um gol marcado pelo concorrente no finalzinho da partida: Vice da Gama diante do Conveniense em 2011 e Atlético Mineiro diante do Figueirense agora.
    Mas de boa… eu achei o título de 2011 mais legal, mais com a cara do Corinthians.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/22/2015 9:09

      Haha!

      Esse time nunca foi desacreditado no início, pois era só olhar o elenco. O que eu acho a maioria concorda, a saída de Guerrero e a contusão do Luciano pareceram críticas, afinal Vagner é bem inferior aos dois.

      Curtir

  3. Correa Leonardo permalink
    11/21/2015 23:12

    1- Campeão, beleza, mas a gente já sabia faz tempo, né?

    2- Que seja mantida a maior parte do grupo para 2016, e (quem sabe com o reforço de Alexandre Pato) poderemos ter mais um ano de sorrisos – desde que, é claro, o sortudo do treinador saque o quanto antes o lateral-do-botafogo.

    3- Lamento pela implicância do anfitrião com o campeonato de pontos corridos, e com a minha implicância em lembrar que, se os adversários não tiveram competência de parar o Coringão, temos mais é que comemorar antecipadamente mesmo. Seria maluquice, nesse ponto do campeonato, enfrentar o 4º colocado (VINTE E UM PONTOS ATRÁS) num estapafúrdio play-off em que uma jornada ruim ou uma arbitragem mal intencionada poderiam jogar o esforço no lixo.

    4- E já que falamos dele, e essa história de que o Mendoza seria vendido por 14 milhões de kk ???

    Curtido por 1 pessoa

  4. Luís permalink
    11/21/2015 15:53

    Parabéns ao Coringão campeão… só espero que não faça a cagada de entrar no oba oba e sem renato, elias e gil no ultimo “jogo” do campeonato amanhã… ganhar das meninas no jogo da entrega da taça em casa é OBRIGAÇÃO!!! Depois pode terminar jogando com o elenco inteiro do sub10 nas duas ultimas rodadas, mas amanhã tem que ganhar!!!!

    A nota TRISTE fica por conta do lançamento do segundo uniforme, um dos mais HORROROSOS que a nike já fez, ficando no mesmo nível daquele do centenário com aquela cruz roxa modorrenta sujando o nosso manto…

    Os designers da nike realmente conseguem se superar ano após ano…

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/21/2015 17:07

      Agora são três amistosos que o clube tem de entrar com força máxima, pois pontos corridos é desse jeitinho

      Curtir

  5. 11/21/2015 13:51

    Apenas discordo do inicio da temporada, jogávamos o fino até as eliminações. Tanto que Tite se encheu e foi explicar tática no Globo esporte.
    Ele não é isso tudo, veremos o rei nu novamente, mas reconheço que tira leite de pedra na base do motivacional.
    E isso o faz o melhor técnico do Brasil! Quiçá do mundo.
    Espero em 2016: não termos as ovelhas, jogarmos o brasileiro a sério (ilusão minha), botarmos banca na Conmebol, ou paga direito ou vamos para a champeones latina.
    Candidatos a ovelha: Elias e Edilson.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/21/2015 14:12

      O começo eu sempre tratei como enganador, pois eram poucos minutos por partida. Até que o Guarani, esse TIMASSO, explorou todas as falhas do sistema. Depois vieram ponte e palestra…

      Curtido por 1 pessoa

  6. 11/21/2015 11:41

    1- existem outros elencos de mesmo nível e/ou vários orçamentos de mesmo t$m$nho (para não ficar na subjetividade). E só foram para Selcbf ´justamente por conta da campanha fenômeno (Elias não joga bem há tempos).

    2- FUNDAMENTAL.

    3- o elenco e a direção técnica (quase) não sofrem alterações traumáticas desde 2008. isso aí explica muito e é mérito do Ali babá e seus capangas…
    Curioso para ver o Tilt (caso fique por aqui) no seu ano seguinte (principalmente pós Libertadores), o apego excessivo costuma ser sua maior dificuldade (a manutenção do Danilo com salário de titular já é de saída uma bela cagada).

    4- Mano não teve maiores problemas no vestiário (o Sheik era come dorme mesmo). Mas é odiado por boa parte da torcida (imprensa não conta). O Tite hoje é muito mais do que apenas técnico do Corinthians e não tem substituto para essa febre. Apenas contrataria um “assistente técnico” que leia melhor o jogo in loco, tipo o Guto “Gordiola” Ferreira.

    ansioso pelo post da espanholização

    Curtido por 3 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/21/2015 11:46

      1- isso não é bem verdade. Orçamento por exemplo.

      4- parece que esse é o caminho natural das coisas: estruturar o depto de futebol (como nos grandes europeus) e evitar decisões estranhas (e foram várias neste ano)

      Curtir

      • 11/21/2015 12:12

        falar da folha é chutar no escuro. só existem suposições.
        http://www.90min.com/pt-BR/posts/2536658-as-maiores-folhas-salariais-do-futebol-brasileiro-em-2015

        mas não acredito que tenha hoje muito mais grana no elenco do Corinthians do que no spfw, Inter, palmeiras e outros poucos…

        a grana explica a diferença de campanha para o Avai (isso é fato), mas não para a turma de cima (esse não foi o primeiro campeonato desequilibrado do BR).

        Curtir

        • bloguedotimao77 permalink*
          11/21/2015 14:14

          Você precisa pegar uma tabela de alguns posts para baixo.

          Lá é nítido que flamengo e Corinthians estão bem no topo da pirâmide.

          Curtir

        • Correa Leonardo permalink
          11/21/2015 23:19

          Gordiola!!!!!!!! Rararararará!!!!! Ri muito aqui… Mas esse Guto é bom, hein? Excelente idéia como auxiliar para tentar evitar as substituições lotéricas.

          Álvaro, acho que as tabelas são diferentes. A do gambazl trata só da folha salarial, a que você publicou traz a verba que cada clube recebe de cota de tevê. Mas não confie em mim, sou semi-analfabeto em números…

          Curtido por 1 pessoa

  7. Max permalink
    11/21/2015 10:48

    Tenho que reconhecer que o Tite-15 é melhor que o Tite-11. Tem mais repertório de jogadas.
    Me chamem de louco mas esse time parece uma mistura de Mano com Parreira.
    Enfim, deu liga e sabemos que quando da liga costuma durar 2 temporadas no Brasil.
    Apenas um desmanche total impede que 2016 seja diferente e com a vantagem de começar a temporada com o time pronto.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      11/21/2015 11:10

      Acho que essa grana da globo no apagar das luzes, mais a possível volta do Pato, devem manter o padrão alto do elenco.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: