Skip to content

Corinthians 2×1 Cruzeiro, mais um bom time na Copinha!

01/23/2016

Foi um bom, melhor, foi um ótimo jogo ontem em Itaquera. A ideia de jogar em estádio lotado, com tantas referências, foi ousada. Enquanto Cruzeiro manteve seu 1×0, acho que todo mundo pensou a mesma coisa: a pressão mais forte atrapalhou a molecada, erramos ao trazer o jogo para Itaquera (sim, um erro coletivo).

Que estávamos todos nervosos, isso lá é verdade, e que o Cruzeiro entrou mais decisivo, também. Contundo, entendo que Corinthians sofreu muito mais pela deficiência técnica da linha de zaga + volante (altão, que eu não sei o nome) que não parava nada (notem a falha do volante na saída do belo passe adversário). Aquilo ali foi trágico durante 90 minutos.

Com sua boa atuação defensiva, adversário segurou todo o nosso arsenal de criação: eles contra-atacavam rápidamente e nunca receberam o ataque corinthiano com número inferior de marcadores.

Se a nossa defesa foi mal tecnicamente, nosso ataque foi exuberante no segundo tempo e mandou dois golaços (sendo que o 2º quase vira dois).

Classificados mais uma vez e com uma boa equipe.

Existem algumas máximas idiotas no futebol: “clube não é banco, tem de contratar” (e aí os clubes criam dívidas inacreditáveis) ou “base não é para ganhar títulos, mas revelar jogadores” (e ficasse buscando ET fora do sistema solar). Eu discordo: base é para formar jovens (atletas ou não) e disputar títulos é fundamental para se criar o espírito de competição. Corinthians, nesse ponto, acerta muito mais que erra.

É nítido, por exemplo, que as equipes do Osmar Loss têm rara aplicação tática para equipes de base. Jogador que termina na mão dele (ou que se formou no clube) está muito perto de estar pronto para entrar no profissional. Mas, como tudo se decanta no futebol,  nem 20% dos jogadores desse belo time tornar-se-ão atletas profissionais (do Corinthians ou não).

Para quem entra nessa conversa fiada de “base tem de revelar”, fica a sensação que Corinthians não revela supercraques. Óbvio, nem o Corinthians, nem ninguém. A verdade é que extra série é fenômeno aleatório do futebol, enquanto formar bons jogadores para compor elenco, é algo necessário e Corinthians forma aos montes todos o ano.

Inegavelmente, Maycon é nossa grande esperança para o profissional. Ouvi Tite dizer que ele joga na mesma posição do Marciel. Posso estar muito enganando, mas Marciel era um volante escarrado que saia jogando, enquanto Maycon é mais um meia de criação, que compõem a marcação. Acho que ele não prestou atenção no Marciel como deveria.

É, Tite, finalmente, você vai ter de de curvar à base.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Correa Leonardo permalink
    01/25/2016 9:05

    “É, Tite, finalmente, você vai ter de de curvar à base.”

    Puxa, quem me dera o Tite ouvisse esse clamor, assim como esses dirigentes pistoleiros…

    Desse bom time da copinha, acho que é possível aproveitar uns 4 ou 5 no grupo profissional (Maycon, Mateus Pereira, Léo Jabá, G. Vasconcelos e um dos zagueiros que me fugiu o nome). Podem tranquilamente entrarem como titulares em partidas do estadual (de preferência em casa) e irem “criando casca” para enfrentarem jogos mais difíceis.

    Concordo com o Álvaro e o Emboava, a base de vez em quando tem que revelar algum talento raro, mas jogadores pra compor o elenco deveriam ser 1/3 até metade oriundos do “terrão”.

    Curtido por 1 pessoa

  2. 01/23/2016 20:16

    O aproveitamento da base deve ser prioridade do Corinthians… acredito que pelo menos um terço do time profissional deveria ser de jogadores da base…

    Também acho importante emprestar os jogadores para eles jogarem, como foi o caso do Yago que jogou no Bragantino…

    O que fico chateado é ver que o zagueiro Felipe, por exemplo, chegou ao Corinthians com 23 anos e ficou no time até virar titular… porém ele é um jogador de fora, não da base… vários jogadores da base do Corinthians estão aparecendo em alguns times da primeira divisão… como o Renato Chaves que jogava na Ponte e que agora está no Fluminense… então falta paciência e oportunidade mesmo… vemos vários jogadores com potencial… mas que não jogam… e acabam indo pra times menores e depois de uns 3 anos aparecem como grande jogador do país…

    A diretoria tem que avisar o Tite que o clube está devendo tanto que não pode ficar gastando 12 milhões de reais em jogador argentino que ninguém conhece… mesmo que ele seja o substituto perfeito para o Jadson… senão esqueçam a base… pra que gastar 20 milhões por ano com a base pra quando vender o jogador receber 20% e empresário que não faz coisa alguma pelo Corinthians receber o resto…

    Eu não entendo… se o Corinthians fosse uma empresa já teria falido… e todos os dirigentes estariam presos…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: