Skip to content

Corinthians 1×0 Oeste, muito longe ainda.

02/27/2016

Desta vez não perdi o jogo (e lamentei um pouco não ter perdido…) Realmente foi um jogo tecnicamente ruim, bem fraco. Ao menos já se percebe que a parte física está superada e a partida foi bem corrida.

Corinthians jogou mal e continua sem passar a bola pelo meio de campo, naturalmente pela falta de qualidade por ali.

Quando Tite corrigiu a escalação no 2º tempo colocando Danilo, Romero e Luciano, caras mais técnicos (em relação aos titulares), e centralizando mais o jogo do Giovanni, criamos um pouco mais. Rodriguinho, péssimo dos péssimos, fez 1×0 aos 48 do 2º tempo.

A gente sabe que Tite tem sérias dificuldades em montar sistemas de ataque, principalmente que começam com meias de criação. Ele está partindo do seu sistema basal que é defensivamente muito forte e compactado, mas que ofensivamente isola o centroavante e abre muito os pontas.

Apesar de alguma qualidade já aparecer em Giovanni, ainda me parece um elenco muito fraco para o brasileirão e a contusão do Elias só reforça esse sentimento.

Anúncios
18 Comentários leave one →
  1. Gabriel permalink
    02/29/2016 22:19

    Não acho o elenco fraco. Ano passado sobramos, portanto com o elenco desse ano brigamos pelo título.
    Considerando o nível dos laterais direitos da série A, da até pra dizer que o edilson é um bom reserva (!!!), e dessa forma, temos 2 bons jogadores para cada posição. Somos muito fortes em casa, e com algumas vitórias fora…

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      03/01/2016 9:36

      Não dá para comparar: Cássio, Gil, Elias, Jadson e Renato, 5 jogadores eram de seleção brasileira. Tanto que o título veio no desnível do Corinthians para o resto.

      Curtir

      • Gabriel permalink
        03/01/2016 20:49

        De fato, não tem como comparar. A começar pelo RA, que se eu não estou esquecendo de ninguém, é nosso melhor jogador nos últimos 10 anos tirando, é claro, o Ronaldo. Puta jogador, é craque. Soma-se Jadson voando e com vontade, batendo na bola quase como Marcelinho…. Que meio-campo tínhamos!!! Cássio e Elias continuam por aí, e o quanto ao Gil, um grande zagueiro, mas é o que você sempre fala: o sistema transforma os zagueiros em mero rebatedores… Felipe virou um dos melhores zagueiros do Brasil hoje (WTF!)…. claro não tiro os méritos dele, evoluiu muito, óbvio, jogando de titular uma temporada inteira, ao lado do Gil e de um puta sistema defensivo, ganhando confiança, fica mais fácil. Enfim, Balbuena dá conta.
        Ainda chegaram Guilherme (ótimo passe e visão de jogo, meio mala/pato, precisa saber melhor o que é o corinthians ainda), nosso novo Augusto, o Giovanni, promissor. André hoje e também ano passado é bem melhor que Love. Se tivesse no lugar dele ano passado teria sido artilheiro do brasileiro com uns 30 gols. Ainda tem Marlone que deposito esperança, me parece muito bom jogador. Falta entender que Rodriguinho é banco do Elias e olhe lá. Não da pra ele jogar mais a frente, falta talento. E que Lucca e romero = BANCO. Gosto do BH, mas sua capacidade tática ainda tem muito pra evoluir pra poder ser titular. Willians é incógnita.
        Na realidade então, concordaria com você se dissesse que não da pra comparar nosso time do ano passado com o desse ano. Não dá. Tanto que ganhamos o campeonato com tamanha folga. Mas comparando o elenco dos dois anos, não estamos tão atrás assim. Nos equiparamos fácil com palmares, bambis, patéticoMG e qualquer outro. Vamos brigar pelo título.

        Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          03/01/2016 21:02

          A parte final é que eu já desisti: comparar com os outros elencos. Ultimamente só dá parte falar quem tem um elenco muito melhor. O nosso hoje é fraco, mar provavelmente está na média do Brasil série A.

          Curtir

      • 03/01/2016 22:56

        É o que eu sempre falo, se é pra contratar jogador mediocre então use a base. Zagueiro não precisavamos, esse Balbuena parece bom, mas não é necessário. Atacante tem que jogar pra melhorar. Uma coisa é fazer gol no sub-21 e outra num goleiro experiente de 30 anos como o Cavallieri por exemplo…

        Lembro do Pedro quando começou a jogar no Barça. Ele entrava no segundo tempo, 30 minutos pro final, jogava como titular alguns jogos contra equipes mais fracas e o principal, o Barcelona B estava na segunda divisão… então o cara já enfrentava equipes competitivas, com sistema defensivo bem forte e agressivo… então quando ele foi pro time principal ele não teve dificuldade em se adaptar…

        Lógico que a pressão no Corinthians é muito maior… pois jogar em um time que tem o Xavi, Iniesta e Messi é tranquilo… pode errar que os cara consertam… 8D

        Curtir

  2. Correa Leonardo permalink
    02/29/2016 21:17

    Como não assisti a maioria das partidas este ano (e quando vi, jogo no Chile, dormi grande parte do 2º tempo), posso lembrar que, nos anos terminados em 6, tradicionalmente Corinthians não consegue grande coisa:

    2006: após o título nacional, Tevez arrumou encrenca pra sair e o time perdeu o rumo;

    96: após dois títulos em 95, o clube fez o desatino de contratar o Edmundo (aquele jogador que era uma festa quando chegava e outra maior ainda quando saía) e não deu em nada – a única lembrança memorável daquele ano foi o gol-contra mais insólito que já vi na vida, garantindo a classificação do Timão em Belém frente ao Clube do Remo;

    86: eu era muito novo para lembrar, mas o time vivia um hiato de conquistas que foi da Democracia até o gol de carrinho do Viola;

    76: teve a Invasão no Maracanã e uma decisão do Brasileiro, pavimentando o caminho para o ano seguinte – talvez o “ano 6” mais relevante nestes 60 anos;

    66 e 56: anos de fila.

    Agora em 2016, nos aparece Mick Jagger para dizer que se fosse brasileiro torceria pro Corinthians… assim vai ficando difícil.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Nicolau permalink
    02/29/2016 20:27

    Não vi o jogo, então faço comentários mais genéricos. Acho que as contratações foram boas, dentro das possibilidades. O melhor seria ter mantido o time, mas enfim.

    Pelos melhores momentos, Giovanni Augusto foi bem no primeiro tempo e ainda deve crescer. Guilherme tem um passe muito bom, vamos ver se consegue se adaptar na função que era do Renato Augusto. Senão, vai precisar mudar o esquema e o Tite vai demorar demais pra aceitar isso. Aliás, estou até que impressionado dele ter levado só 5 jogos pra colocar os dois reforços como titulares, em geral enrosca mais rsrs.

    Lucca é/está melhor que Romero, mas é fraco. Luciano ou Marlone precisam ocupar essa vaga e logo. Rodriguinho tende a ser reserva de Elias, mas não vem me incomodando. Vai ajudar no elenco, como no ano passado.

    Acho que tem peças ali pra montar um time competitivo, até bom, mas vai demorar. O ano vai ser de muita paciência.

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      03/01/2016 9:32

      Haha!

      Mas não estou botando fé nesse elenco. O ano para se usar a base foi o passado, colocá-los todos de uma vez raramente funciona.

      Curtir

    • 03/01/2016 12:58

      Acho que o Romero tem que ser titular, mas como atacante, disputando posição com o André. E o Luciano deve pegar a posição que era do Jadson pela meia direita.

      Curtido por 1 pessoa

      • bloguedotimao77 permalink*
        03/01/2016 13:22

        Concordo

        Curtir

      • Nicolau permalink
        03/01/2016 16:53

        Na lógica do Tite, imagino o Luciano como o extremo que ataca mais, posição do Malcom ano passado. Talvez inverter para que ele possa fazer isso da direita, mas é essa a idéia. A do Jadson, de extremo que flutua e arma o jogo, vai para o Giovanni Augusto. Romero pode mesmo disputar a posição com André, tanto porque o ex-Sport pode oscilar e mesmo não funcionar de vez, quanto porque dá outra alternativa de jogo, menos de pivô e mais de movimentação na centroavância.

        Minha dúvida de verdade é sobre o Guilherme, qual o real potencial dele ali pelo meio, se vai ser necessário mudar o sistema, tal. Ele já mostrou uns passes muito bacanas e também vai melhorar conforme a temporada avançar, mas ainda precisa de tempo. No geral, tendo ao otimismo.

        Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          03/01/2016 18:19

          Eu acho que o André é só para compor em elenco. Uma coisa é Love/André num time com 5 jogadores dessa seleção. Outra é o elenco atual

          Curtido por 1 pessoa

        • Nicolau permalink
          03/01/2016 18:54

          Não sei, ele fez 13 gols ano passado no Sport. Acho que, sem considerar salário, era uma das melhores opções dentro das possibilidades. Se não der certo, outra alternativa é jogar o Luciano pro meio.

          Curtido por 1 pessoa

        • bloguedotimao77 permalink*
          03/01/2016 20:58

          Acho tecnicamente bem fraco.

          Curtir

        • 03/01/2016 22:49

          O Marlone é pra jogar na esquerda onde jogava o Malcom. O Guilherme vai fazer a vez do Jadson ou do Renato, tanto faz, pois ele não tem qualquer característica parecida a deles. O Giovanni vai ser mais parecido com o Renato.

          O time não vai ter armador, um camisa 10, um Zico, um Pirlo ou qualquer outro armador… não temos jogadores pra isso.

          Na minha cabeça o Marciel poderia ser treinado pra armar as jogadas, e o Maycon ser um Paulinho melhorado, pois vejo ele muito mais criativo, mas o primeiro está encostado no Cruzeiro e provavelmente vai ser vendido pra algum grupo de empresário de Malta e o segundo precisa de tempo, diria uns 2 anos pra começar a armar o jogo realmente.

          Curtir

  4. 02/29/2016 8:00

    Está difícil assistir ao paulista, dos jogos que vi o nível é baixíssimo.

    Mas o Corinthians não está perdendo e sabe-se como, titenaccio.

    Lembro que Tite se recusava a escalar Jadson e Renato Augusto juntos, dizia que ficaríamos desguarnecidos e eram redundantes. Pois Renato Augusto acabou ficando com o papel do “1” quando no ataque, liberando Elias e para subir, Jadson para armar e Ralf para ficar de 3º zagueiro. O esquema surgiu e desapareceu.

    Fico sempre esperando que Tite tenha aprendido algo, e acho que aprendeu, ao menos vem refazendo o time a cada partida, não fica insistindo mais de duas vezes em escalações absurdas. Mas ainda insiste no esquema tático em detrimento das peças corretas.

    Bruno não é Ralf e Rodriguinho não é Renato Augusto.

    Assim, o meio de campo não fica povoado devidamente, não há a terceira pessoa para receber a bola em liberdade, não há a quarta em posição de ir para a sobra. São ilhas de personagens se despedaçando por uma chance, que nessa mesmice de times ruins sempre aparece para nós.

    Pelo pouco que vi, do lado de baixo do Equador, apenas LDU e Boca aparecem com um futebol apresentável na despertadores. À conferir a Ferroviária no paulista. No brasileiro, com o calendário apertado e sem peças, quase todos os times dependerão de alguma jóia da base.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      03/01/2016 9:30

      É verdade, essa imagem de ilhas separadas é bem a cara do time.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: