Skip to content

Corinthians 2×1 Santa, finalmente um técnico na casamata

06/26/2016

A minha retomada do blogue não é pelo estimulante fim da era Tite (Oh, GLÓRIA!), mas por razões mais prosaicas: além da troca recente de emprego que sempre muda a rotina, fiquei sem computador pessoal em casa. Escrevo dele, devidamente ressuscitado do mundo dos computadores mortos.

Acompanhei bem o time neste ano, mesmo não escrevendo sobre ele. De fato, o pouco que escrevi alertava para a herança maldita deixada para o brasileirão.

No campo, Tite estava muito atrapalhado. Insistiu em Guilherme, um atacante, pelo meio e Giovani pela ponta. Demorou séculos para mexer em posições no meio ou ataque, mas entregou rapidinho Cássio ao sacrifício humano, desviando a atenção da sua falta de competência em montar uma equipe para o brasileiro. O azar é que Walter – notadamente um dos 2 ou 3 melhores do Brasil – machucou-se e Cássio foi obrigado a voltar do inferno de Dante dos goleiros, aquele onde o diabo lembra todas nossas fraquezas e inseguranças. Pelo visto ontem, Cássio é nesse instante um ser humano como nós.

Vimos em Itaquera um Corinthians notadamente ofensivo, pois o novo treinador (declarou que) sabia que adversário viria totalmente fechado. Optou, como no seu 1º jogo, pelo 4-4-2 que Mano deixou para Tite. Assim, tínhamos dois atacantes com Romero e Luciano. Giovani pelo meio, um pouco lento e apático, mas melhor que contra o CAM. Marquinhos Stormtrooper jogou pela faixa esquerda, armou belas jogadas no 1º tempo e perdeu seu gol tradicional. No meio, Rodriguinho é uma lástima na marcação e precisou sair no 2º tempo, pois Santa optou por atacar onde ele estava.

Foi um 1º tempo muito bom, 2×0 em jogadas bem construídas, ficamos perto até de um 4º gol. A zaga estava boa, Pedro fez um lance sensacional, mas falhou feio na bola aérea.

O problema todo foi quando um pálido Cássio gente comum falhou feio no 2º tempo, tirando toda a segurança do sistema defensivo. Fomos para o desnecessário modo sofrimento. Cristovão mexeu bem, tirou Giovani apático, centralizou Marquinhos (bela contratação!), depois ainda trouxe Guilherme para jogar no ataque. Ao final, corrigiu a marcação tirando Rodriguinho.

Corinthians está hoje na mesma situação de 2014, sem time deixado pelo técnico anterior (no caso o mesmo Tite). Cristovão tem um trabalho semelhante ao de Mano pela frente: montar uma equipe com um elenco que tem muita coisa para provar ainda. Diria até que o trabalho é mais difícil, pois Mano tinha Renato Augusto, Elias, Jádson etc. Em 2014, Mano conseguiu o G4 e terminou o ano como a melhor equipe do 2º turno.

Como Mano, Cristovão parece ser bom técnico de campo, mas sem carisma algum nas entrevistas. Duvido que dê certo num momento em que o mundo do futebol valoriza mais o técnico formado nas fileiras do media training, do que o observador de campo. Mas pode montar um bom time para 2017.

 

 

 

 

 

 

Anúncios
13 Comentários leave one →
  1. Cesar Augusto permalink
    06/26/2016 20:59

    Desta feita, o Tite deixou uma boa base, diferentemente de 2013, quando deixou “terra arrasada”. Faltou, sim, Tite testar mais variações táticas. Exemplo: Guilherme como atacante. O Titenaccio é sempre muito previsível e com poucas variações.

    De qualquer forma, Cristóvão terá muito trabalho por uma série de fatores, entre eles, a falta de “couro grosso” para aguentar a pressão em dirigir o Corinthians e a desconfiança da torcida e da mídia. Ele não era o nome da torcida nem da mídia.

    No aspecto tático, acho que não dá para Rodriguinho, sob nenhuma hipótese. Precisaremos de alguém mais fixo em frente a zaga, que não é lá essas coisas individualmente. Balbuena e PH são bem mais ou menos, assim como o Yago.

    A ideia de futebol do Cristóvão é mais dinamismo no meio de campo, razão pela qual Guilherme, que fé muito pouco participativo, dançou. Quem sabe no ataque ao lado Luciano num 442 simples?

    Se a diretoria contratar uns 2 ou 3, briga pelo título. O nível é fraco e o Corinthians é bem regular. Do jeito que está, faz como em 2014, briga pelo G4.

    Que São Jorge ilumine o Cristóvão. Ele precisará.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      06/26/2016 21:05

      Rodriguinho é muito mais ou menos para uma posição que ficou tão importante no futebol.

      Preferível um volantão ali do que ele.

      Se Cristóvão quiser ficar mesmo, vai ter de focar nos clássicos, para não ter de passar no RH numa segunda qualquer…

      Curtir

  2. 06/26/2016 20:18

    Cruyffstóvão chegou estes dias e já considero pacas.
    Não irá modificar tudo de uma vez só há de se ter calma mas veja que algo como relutante como G.A sempre dos lados já foi desfeito,entendo que ali é que deve jogar dá uma dinâmica que Guilhermi mi mi não tem.
    Este deve ficar pianinho e disputar uma vaga no ataque que não é tão difícil assim..
    Penso que com um finalizador,um ponta(extremo que seja) e um zagueiro daria para brigar pelo G4 diretoria inerte deveria cooperar.
    De resto quem saber beliscar uma CDB campeonato legal que faz tempo que não vencemos.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      06/26/2016 21:07

      Concordo, mas na lista de jogadores é provável que Fagner saia na janela (nem tanto pela qualidade, mais pelo preço baixo dos jogadores brasileiros).

      Eu diria que o crítico no time é contratar laterais.

      Curtir

  3. alexandre lemos permalink
    06/26/2016 19:04

    a fraqueza do Tite é que não sabe montar elenco, aliás coisa dificil, pela concorrencia do mercado estrangeiro, mas enfim acabou a era Tite, agora esperemos que acabe a Era Temer

    Curtido por 2 pessoas

    • bloguedotimao77 permalink*
      06/26/2016 19:26

      A depender da seleção, talvez a era Tite esteja apenas começando…

      Curtir

  4. 06/26/2016 18:03

    Cara você não esquece do Tite. Ele é passado. Agora vamos de Cristóvão. Mas bom mesmo seria o genial Mano, aquele que armou o time para o Tite ser campeão brasileiro em 2015. Mas ele preferiu armar um time na China. Na segunda divisão da China. E já foi mandado embora. Levando uma baita grana de rescisão. Isso é que é sucesso. Genial. Desculpe-me pela ironia/sarcasmo, mas estava irresistível.
    Tentando falar um pouco mais sério. O desmanche foi implacável e a remontagem não está funcionando muito bem. Ou está? Olhando a tabela vemos o poderoso “rivale” somente a uma vitória de distância. Me chame de pragmático, mas acho ingenuidade (para dizer o mínimo) querer ver o Corinthians campeão Brasileiro (ou mesmo da Copa do Brasil) em 2016 ou jogando um grande futebol (aquele que ninguém joga no Brasil, mas que insistimos por aqui em exigir que o Corinthians jogue). Mas ficar ali no bolo dos 5 primeiros e lutar me parece bem factível. E o que temos para 2016. A não ser que o Mano venho, ai podemos ambicionar armar o time para 2017 um quarto lugar no Brasileirão :-).

    Curtir

    • bloguedotimao77 permalink*
      06/26/2016 18:30

      Eu acho sempre improvável uma equipe em montagem levar os pontos corridos. Tem de combinar muito com os adversários.

      Hoje o time não tem uma estrutura definida, não se tem muita certeza nem de quem merece ser titular no time.

      Então, pensar em título, só mesmo na Copa do Brasil. Pelos pontos corridos é absolutamente improvável, mas não impossível.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Alan Davis permalink
    06/26/2016 18:00

    Cássio assumiu que tá com problemas extracampo (família). Tem que sacar, porque ele pode “dar trabalho”. E Guilherme boquejou pela perda da titularidade. Luciano: não consigo ter empatia com ele.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      06/26/2016 18:26

      O que o Guilherme fez passou um pouco a linha imaginou da autoridade do treinador.

      Taí algo que o Tite resolvia com muita habilidade. Já o Cristóvão parece que vai pipocar.

      Curtir

  6. 06/26/2016 17:25

    Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Emboava permalink
    06/26/2016 14:58

    Não concordo quando diz que Tite não deixou um time pro Cristóvão. Acho que o jeito do time jogar e defender é o do Tite.

    Realmente o ataque não funcionava, muito por culpa do Tite, mas ainda não sabemos se vai funcionar.

    A saída do Guilherme do meio é uma boa notícia, acho que ele deveria ser titular no ataque junto com o Luciano.

    A zaga está bem servida sinceramente, acho que o Felipe de 2014 era muito pior que o Yago, PH e Balbuena… E hoje o cara foi até convocado pra seleção.

    Curtido por 1 pessoa

    • bloguedotimao77 permalink*
      06/26/2016 18:23

      Quanto ao Felipe, é verdade. Mas o sistema facilitava o trabalho do miolo de zaga.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: