Skip to content

Apequenou-se

05/02/2011

Repito e Re-repito o que escrevi no começo do post de ontem:

(…) paulistão teve uma arbitragem muito boa, perto da ótima. Só ia mal quando aparecia uma das “putas velhas” da FPF para apitar. PCO é dos caras que AINDA marcam olhar estranho, dão amarelo em espirro, ou seja: uma arbitragem totalmente diferente do que foi a (boa) média do campeonato.

Não achei, em hipótese alguma, que o MEU time foi favorecido por erros de arbitragem. Longe disso. O Danilo já era para ter sido expulso há dois anos atrás e o Felipão deu uma de bobão.

A questão não é a escolha do árbitro, mas a maneira como o Palmeiras fica atrás de tudo.

Já é quase consenso que o Palmeiras se faz mais pequeno a cada dia. E a própria maneira de criticar a escolha do PCO logo após o “sorteio”, foi dos momentos mais pequenos desse time que caminha a passos rápidos para se tornar o botafogo da capital (e ninguém aqui é ingênuo: PCO + Kléber+Danilo + Felipão sempre será uma mistura explosiva).

O Palmeiras não foi prejudicado. Ele quem se prejudicou.

Em tempo: Ah, sim, Felipão conseguiu desviar o assunto “desclassificação” antes de um jogo importante (e usou até o estádio mais inseguro de Sampa como argumento).

Anúncios
23 Comentários leave one →
  1. Fernando permalink
    05/03/2011 23:06

    O Felipão tentou ganhar com o ridículo grito paranóico de “esquema-pró-Corinthians” mas o time dele entrou tão pilhado, tão descontrolado e truculento, que o feitiço acabou se virando contra o feiticeiro. Deram, desde o 1º minuto, motivo para serem expulsos; não por influência do juiz, mas por influência do seu treinador fascistóide. E assim foi, as coisas ocorreram exatamente ao contrário do que o Felipão queria.

    Já ouvi dizerem pela net que desde os tempos de Grêmio que ele utiliza essa guerrinha suja: primeiro, lança um factóide pra jogar a imprensa e a torcida contra a arbitragem (e como aqui a abutraiada assola a imprensa, todos vão na dele); na semana anterior ao jogo, fica calado, se fazendo de besta, e se depois o time dele ganha, é APESAR do esquema, e se perde, é POR CAUSA do esquema, aí ele vem à público dizer que tinha ficado quieto a semana inteira, etc. etc.. Quis dar uma de João sem braço, mas o Palmeiras também não jogou nada e eles se fuderam.

    Agora, uma coisa: nossa diretoria tá muito omissa. O Corinthians, na visão desses caras, simplesmente não pode mais ganhar, sempre tem as mesmas acusações absurdas de ajuda da arbitragem. É TODA VEZ que nós chegamos, gente. Tá foda. Nosso pessoal tem mais é que sair processando à torto e a direito mesmo, tem que entrar ao vivo quando puder nesses programecos de esportes e EXIGIR provas; a coisa já chegou num nível indecente, nazista mesmo, no estilo de Goebbels: “uma mentira repetida mil vezes acaba virando verdade”. Ou os caras começam a se mexer, ou vamos acabar levando na cabeça sempre que formos decidir.

    E o Adriano, hein? Mal começou… já mostrou a que (não) veio. Agora não adianta dizer que não sabia.

    Curtir

    • 05/04/2011 12:45

      Bem observado, se a coisa continuar assim, o Corinthians não pode ganhar nenhum jogo.

      Curtir

    • jeff permalink
      05/04/2011 12:59

      Também acho que devemos partir pras via legais. Até gente de outros times, de outros estados, tão começando a falar que o Corinthians é o time do apito.

      Curtir

  2. Gabriel LHP permalink
    05/03/2011 20:17

    Os corinthianos de numerada e de internet podem cornetar à vontade…

    Os anticorinthianos enrustidos podem continuar com suas intrigas…

    Mas o que interessa é que o Timão ganhou da porcada (nos pênaltis, pela primeira vez na história!) e se classificou para a final do Paulistão.

    Domingo é contra o san7os!

    Rumo ao 27°!

    VAI CORINTHIANS!!!

    Curtir

    • mucio rodolfo permalink
      05/04/2011 11:29

      Gabriel. Não foi a primeira vez. Ganhamos deles nos penaltis já……….foi no Torneio Maria Quitéria de 98.

      Curtir

  3. David 77 permalink
    05/03/2011 15:55

    Quando o Sr. Felipão, diz que queria o jogo no Morumbi e ele não pode ser realizado lá, está se referindo a quem? Pelo que ele da a entender, já que parece não ser forte suficiênte para dizer claramente, é culpa da FPF por influência do Corinthians.
    Os própios diretores dessa porcaria de timinho sem estádio e sem mundial e com vários títulos Brasileiro de canetada, afirmaram que levaram pro Pacaenbu por que assim acharam melhor.
    Se esse senhor com seus métodos ultrapassados não tem diálogo com sua diretoria que resolvam o assunto com o bispo ou até o Papa, mas querer insinuar que isso foi graças ao Corinthians foi o fim do apito.
    Tivesse o Timão metade deste poder que ele nos coloca, por qual razão ficamos só com 5% dos ingressos?
    Felipão tá precisando é de umas boas férias e vários cursos de reciclagem, principalmente sobre caratismo. Deveria como pessoa pública e influente, assumir e não ficar jogando a culpa em terceiros.

    Curtir

  4. Luís Fontes permalink
    05/03/2011 10:32

    O parmera já é a “Portuguesinha” da Turiassú a tempos! Só os parmeristas que ainda insistem e não ver o óbvio!

    Curtir

  5. 05/03/2011 9:02

    Em casa lembrei que o tecnico do Sto. Andre tambem fez denuncias pesadas apos o primeiro jogo da Copa do Brasil contra o verdinho e a imprensa mal repercutiu.

    Agora quando esperneiam contra o Corinthians eu penso nos valores muito superiores que ganharemos da TV e o quanto eles contribuem para isso.

    Ser Corinthiano é ter que aguentar situações como essa e finalmente o protagonista do futebol brasileiro sera recompensado financeiramente.

    _____________________________________

    ex- EDDIE/SCCP1910…….vou mudar o nick, passarei a assinar com meu cadastro no wordpress.

    Curtir

  6. mucio rodolfo permalink
    05/03/2011 0:03

    1- O problema é que agora irão passar a semana inteira mostrando o quanto somos “favorecidos” pela arbitragem. Fiquei sabendo que até a diretoria exemplar do time diferenciado do Jardim Leonor disse algo a respeito. Logo quem! Os sardinhas tem tradição de posarem de vítima e ao longo dos anos vem colhendo benesses com o homem do apito. O Andrés deveria estar atento a isto para evitar que se repita o que aconteceu em Salvador, onde depois de intenso falatório o Simon marcou um penalti contra a gente pra lá de duvidoso.
    2- Na era parmaladra tivemos como disse o Cesar aquele trágico jogo do dia dos namorados no qual o famigerado José Aparecido mostrou todo seu amor ao chiqueirense. 15 minutos e a defesa inteira do Corinthians amarelada. Henrique levou um num lance que nem falta foi. No paulistão de 94, no clássico no qual o chiqueirense comemou o bi, o juiz deu um penalti inexistente no Edilson. Na final do CB de 94 fomos roubados na primeira e na segunda partida da final. No paulistão de 95, no jogo que vencemos por 2×1 (aquele que o Marcelinho marcou um gol de falta quase do meio de campo), o juiz deixou de marcar um penalti claro no André Santos. No segundo turno perdemos por 3×1, mas quando o jogo estava 2×1 o juizão anulou um gol legítimo do Bernardo. Na primeira partida da final o Oscar Roberto anulou um gol do Viola e deixou de dar um penalti no Souza e deu um penalti inexistente no Roberto Carlos (que ele se encarregou de desperdiçar).
    3- Não tendo nada a ver com o post em si. Acho que o lado psicólogo do Tite poderia funcionar neste momento. Está quase todo mundo apostando no adversário. Inclusive alguns corinthianos. O Adenor poderia aproveitar este fato para extrair algo mais dos jogadores. E vejo uma diferença em relação a final de 2002. Naquele tempo tinhamos um time mais qualificado do que este e de certa forma desprezamos o adversário, achando que ele pela juventude iria tremer.

    Curtir

    • Daniel CMS permalink
      05/03/2011 6:15

      Em 1993 fomos operados muitos antes disso.

      Se minha memoria ainda funciona, no primeiro jogo perdemos de maneira discutivel o Moacir, volante, que estava em momento fantastico no Corinthians. A sacanagem comecou ali.

      Curtir

      • mucio rodolfo permalink
        05/03/2011 12:06

        foi exatamente assim.

        Curtir

      • Fabiano permalink
        05/03/2011 13:47

        Pois é… essa do Moacir foi expulsão mais arranjada que já vi em um dérbi… a contrapartida foi o Amaral, que era recém-promovido a titular e não faria diferença alguma para os porcos no segundo jogo da final. Seria a mesma coisa de expulsarem o Cristian em 2009 e junto um volante boqueta do outro time só para compensar.

        Curtir

        • Cesar Augusto permalink
          05/03/2011 14:15

          Além da sacanagem da expulsão do Moacir, houve a sacanagem do não julgamento do Moacir na semana da decisão, porque, simplesmente, o Palmeiras não quis.

          À época só poderia antecipar o julgamento em caso de concordância das duas equipes. O Palmeiras ficou quieto e o Moacir fez uma falta danada naquele jogo. O Amaral nem tanto.

          Em 1994, por outro lado, eles conseguiram um efeito suspensivo para o Edmundo jogar a decisão, mesmo suspenso por 40 dias. E o cara fez a diferença.

          Em 1997, reclamaram que o Vasco fez a mesma coisa com o mesmo Edmundo, que estava do outro lado.

          Cínicos e hipócritas.

          Esse time não pode ser coirmão do Corinthians. São inimigos e devem ser tratados como tal, sem violência, obviamente, mas no âmbito esportivo devem ser tratados como inimigos.

          Sempre se fizeram de vítimas, mas sempre foram ajudados, especialmente na época da Parmalat. Naquela época na dúvida o juizão fazia a vontade verde. Isso no Brasil e na América do Sul. A Parmalat era muito forte.

          Curtir

      • Daniel CMS permalink
        05/03/2011 14:47

        Entre diversas, eu sempre cito essa historia do Moacir pras paquitas e pros porcos pra ilustrar como o esquema Porcada/Parmaleite era forte e operou. Como nego nao lembra do Moacir, acha que eu to de piada.

        Dei uma gugada e ate no site do Milton Neves ta escrito que o Moacir foi expulso de maneira injusta… Ai depois veio todo o resto ridiculo do segundo jogo que nem vale comentar mais.

        Curtir

    • Fabiano permalink
      05/03/2011 13:45

      Se avisarem o Andrés que o prẽmio pelo título paulista é de 2.5 milhões, pode ser que ele faça alguma coisa.

      Curtir

    • 05/04/2011 13:21

      Leiam o post do Fernando lá em cima que casa com esses aqui.

      Estamos num novo momento. Agora não podemos mais ganhar nada!

      Curtir

  7. Cesar Augusto permalink
    05/02/2011 21:09

    Não foi roubado. De modo algum, muito pelo contrário.

    Se alguém tem motivos para reclamar da arbitragem, somos nós. O Kléber merecia a expulsão, ainda, no primeiro tempo.

    Acho que o Corinthians foi um pouco “bunda mole” no jogo para terminar com 11 e, por consequência, o jogo não descambar para a violência. Fomos bonzinhos demais com a canalhice imposta pelo time dos fascistas, aquele que desde o primeiro derby em 1917, nos rouba, ou subornando atletas, ou roubando jogadores ou subornando árbitros.

    É o “modus operandi” de uma equipe que, sempre, foi ajudada pelo apito contra o Corinthians. Com exceção de 1986, no primeiro jogo da semifinal, onde o Ulisses Travassos (acho que era esse o nome do soprador de apito) operou o Palmeiras, não lembro do Corinthians ser beneficiado contra eles.

    Fomos assaltados a mão armada em 1993, a despeito de terem um time infinitamente melhor. O lance do Edmundo foi uma aberração. Estavam todos na gaveta. Godoy apitaria, mas foi preterido pelo Aparecido horas antes do jogo.

    Pouca gente fala, mas fomos assaltados no primeiro jogo da decisão do Brasileiro 1994. Houve dois pênaltis do Cléber, em cima do Marcelinho e do Viola, respectivamente.

    Fomos prejudicados na Libertadores com pênaltis do mesmo Cléber, só que desta feita em cima do Edílson e do Fernado Baiano, em 1999.

    Fomos prejudicados em 1974, uma vez que o lance que originou o gol do Ronaldo foi em decorrência de uma falta claríssima do Luís Pereira em cima do Rivelino. Só lembram do zumzumzum é 21 e ignoram a irregularidade no gol da vitória.

    Fomos prejudicados em jogos menores, como em 1991, pelo próprio Aparecido que com 1 minuto de jogo expulsou o Márcio. Neste jogo, o Neto, não justifica o ato imundo, cuspiu no Aparecido porque o juiz era absolutamente tendencioso Pró-Palmeiras. Não se justifica, mas compreende-se ante a roubalheira naquele jogo.

    Em 2009, esse mesmo Danilo, racista e mau-caráter, quase arrancou a perna do JH e tomou apenas um amarelo, em PP.

    Em 2006, anularam um gol maravilhoso do Carlito Tevez. Fomos prejudicados, mais uma vez.

    Ou seja, sempre o roubo é contra o Corinthians, mas não ficamos chorando como fazem times de menor expressão. Aceitamos o roubo, porque é assim desde 1910, e partimos para outra. A vida segue.

    Ademais, o Felipão é o maior chorão da história do futebol brasileiro. sempre com aquela cara de vítima de complô, testando todos os nervos do apitador para faturar lá na frente. É o “modus operandi” do Felipão, desde que começou a carreira. As mesmas canalhices de outrora, só que, desta vez, premeditado. Quem premeditou toda uma situação, ou seja, esse clima bélico foi o Palmeiras, através do Felipão. Quem quebrou o acordo de cavalheiros foi o Palmeiras, mas na pessoa do Felipão. Aliás, o próprio dirigente do Palmeiras desmentiu essa baboseira de veto ao Morumbi. O Felipão queria, na verdade, 95% de palmeirenses em qualquer estádio que fosse.. Isso a diretoria dos fascistóides conseguiu.

    Por outro lado, essa vitória corinthiana, mesmo sem jogar nada, vale título.

    As teorias da conspiração estão mais fortes do que nunca, tudo para esconder o óbvio:

    O Palmeiras se apequenou e percebe-se, claramente, que se irritam mais do que o normal, principalmente, com a condição que lhe foi imposta, isto é, a de mero coadjuvante. A maior rivalidade, hoje, é Corinthians e São Paulo.

    E os argumentos são cada vez mais pífios. Hoje ouvindo uma rádio de FM, o palmeirense do programa disse que a vitória do Corinthians foi imerecida e o peso é relativo.

    Ué, mas em 1999 na LA, especialmente, o Corinthians deu 36 finalizações contra 9 do Palmeiras e perdemos por 2×0. Ali teve justiça?

    Justiça, em fuebol, é bola na rede. E se o juiz não roubou, e ontem não houve roubo, o resultado é justo.

    E time grande não chora, mas time que se apequena a cada dia e, por consequência, vê o seu maior rival cada mais forte, chora, chora e chora.

    É o que resta.

    Viva o Corinthians.

    Essa vitória tem peso de título e é maior que qualquer campeonato.

    Ah Corinthians, mesmo jogando pedrinhas, deste um nocaute na face imunda da “porcaiada”.

    O golpe foi acusado. E doeu, tanto que só restou o choro.

    Curtir

  8. 05/02/2011 20:17

    Desde o sorteio o palmeiras pressionou o juiz, é óbvio que qualquer coisa que ele marcasse contra eles seria motivo pra uma 3a guerra mundial. É normal não gostar da escolha de certos juízes, é até válido questionar a integridade dos dirigentes da FPF, mas nada disso serve como desculpa pra uma derrota. O próprio Corinthians é prova disso, quem quiser a prova procure se informar sobre os primeiros cinco anos do nosso time e veja com os próprios olhos.

    Pra mim, árbitro bom é aquele que ninguém lembra depois do jogo. Sinal de que fez um bom trabalho.

    Curtir

  9. Marcos Andrade permalink
    05/02/2011 19:20

    Na essência concordo contigo. No entanto, se teve algum time prejudicado foi o Corinthians. Que levou paulada o jogo inteiro. O Kleber depois do primeiro amarelo, ganhou, como James Bond, liberdade para matar do PCO e foi o que fez o jogo inteiro. O gladiadorzinho (1,65 de salto alto) deveria ter sido expulso pelo menos 5 vezes. O Danilo já tinha que ter sido expulso duas jogadas atrás (e também a dois anos atrás, como disse você), aliás o Danilo deveria ser banido do futebol, por ruindade, mau-caratismo e outras coisas. O time inteiro do palmeirinhazinho bateu covardemente o jogo inteiro, aí está a suposta superioridade, isto é intimidou o infinitamente melhor time do Corinthians a base da paulada, única coisa que a Felipinha e Murtosa sabem como “futebol”!!!!!

    Curtir

    • 05/02/2011 20:15

      Eu falo mais do “extra-campo”.

      Pontualmente, lembro de todo mundo falar que o Kléber merecia ser expulso naquele jogo contra o Cruzeiro. Eu achei uma várzea…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: